MENU

quarta-feira, 12 de outubro de 2016 - 20:06Colunas Apex

ANDRE, 250

250d0andreSÃO PAULO (faltam umas caipirinhas) – Falo menos do que devia, aqui, das colunas “Apex” do Andre Jung. É que a velocidade da vida anda passando um pouco dos limites. A gente fica com tantos “compromissos” (já explico as aspas) que acaba eliminando alguns porque simplesmente não cabe mais tudo em 24 horas.

As aspas, porque incluo na lista dos atuais “compromissos” diários — além do óbvio escrever & publicar — colocar o link no Twitter e no Facebook, se possível postar uma foto sobre o assunto no Instagram, quem sabe um vídeo, fazer um “live”, mandar para algum grupo de WhatsApp, e só depois de tudo isso feito é que se pode considerar que o que você produziu vai chegar a todos que gostaria. Não basta escrever, meu filho — é o que minhas diversas telas parecem me dizer o tempo tido. Tem de compartilhar.

Mas é um exagero total. Por isso as aspas, porque o compromisso de verdade é o original. No caso, escrever. Sentar, refletir, pensar, rabiscar, ensaiar, chegar a um texto final. Uma vez publicado — no caso das colunas do Andre, num site do porte do Grande Prêmio –, deveria ser suficiente. Mas a loucura das redes faz com que entendamos como “compromisso”, agora com aspas, todos os acessórios que resultam em “likes”, “curtidas”, “visualizações”. Um porre.

Aí que há muito tempo não coloco o link da coluna do Andre em lugar algum além da minha cabeça, porque leio religiosamente depois de cada GP há 13 anos e gostaria que todos lessem também sem que fosse necessário “compartilhar” por todos os cantos. A ele, por essa preguiça atávica, peço desculpas. E tenho certeza que vai me desculpar, porque nem os meus próprios textos tenho o hábito de espalhar por aí. Raramente me lembro de jogar um link nas tais redes sociais. Escrevo, publico no blog e pronto. Quem quiser ler, que venha aqui e leia.

Mas sei que do ponto de vista “estratégico” é um erro. As pessoas recebem nossos “conteúdos” (estou cheio das aspas hoje) por vários caminhos, a maior parte delas pelo celular, e para o cara ler o Andre (ou eu) no celular, é mais provável que o faça depois de receber um link nas redes que acessa do que esperar que ele abra o Grande Prêmio, ou meu blog. Meu blog, mesmo, perdeu bastante audiência de uns dois anos para cá — período que coincide com a rápida substituição dos computadores e tablets pelos smartphones. As coisas precisam ser jogadas nas pessoas, e quem produz tem de torcer para ter a sorte de que seu produto acerte a fuça do usuário. Ele não vai te procurar. Você tem de encontrá-lo.

Bem, é assim, não há muito a fazer a não ser tentar lembrar, a cada texto publicado, do “compromisso” de replicá-lo por todas as redes sociais do universo conhecido, rezando para que os algoritmos te façam o favor de levar seus escritos a alguém que se disponha a lê-los. Farei isso com este post aqui, porque depois de dar toda essa volta a única coisa que queria dizer, mesmo, é que ele foi escrito para festejar — e sobretudo agradecer — as 250 colunas publicadas pelo nosso batera Andre Jung, um amigo querido que, igualmente, vejo menos do que deveria. Esse, sim, deveria ser um compromisso sem aspas.

E agradecer também, evidentemente, o privilégio de poder publicar as ilustrações da queridíssima Marta Oliveira, uma artista excepcional que empresta seu talento ao Grande Prêmio depois de cada corrida de F-1 para acompanhar os textos junguianos.

As colunas do Andre são um oásis na enxurrada de informações que circula por aí numa velocidade impossível de acompanhar. Por isso, sugiro que nossos leitores se lembrem sempre, após cada etapa do Mundial de F-1, de passear pelo Grande Prêmio para ler o que ele escreve.

Escrever bem é para poucos. Jung é um desses poucos, pouquíssimos.

20 comentários

  1. Marc disse:

    Flavio, leio diariamente seu blog (já se vão mais de 10 anos…) e não com tanta frequência o Grande Premio (leio o Grande Premio sobretudo nos dias de treino/corrida) e, talvez por isto, tenha passado despercebido que o André continuava a escrever as suas excelentes colunas APEX às quarta-feiras… Sempre gostei muito de ler o que ele escreve sobre F1 pois é um ponto de vista com o qual me identifico como fã. Para mim o texto dele é mais sentimento do que informação, qualidade esta que muitas vezes também acompanha seus textos (FG) e dá leveza (sei lá, talvez seja um modo de passar informação com mais sentimento que fica mais fácil de assimilar…) A seção “enquanto isso” é incrível.
    Este seu post me deixou muito feliz pois com ele, fiquei sabendo que há uma grande quantidade de textos do Alex para serem lidos ao longo dos últimos anos e que ele continua sim escrevendo.
    Quanto à audiência do seu blog, concordo com o que alguns disseram. Dependendo do dispositivo (tablet, celular) que tenta acessar o conteúdo do GP, não abre de jeito nenhum. Este aspecto poderia ser revisto pelo pessoal tecnico que cuida da atualização do GP. Também seria legal colocar em destaque as colunas, talvez junto com os blogs. Acho que a algum tempo atrás, existia um link para as colunas que apareciam no site. Não vejo mais este link hoje em dia.

  2. paulo disse:

    Grande coluna. Parabéns!
    E quando vão levá-lo ao Paddock GP?

  3. Claudio disse:

    Parabéns André e que venham outras 250 e tantas outras colunas.

  4. Leandro Lopes disse:

    Boa tarde Flávio, nunca escrevi aqui mas leio diariamente seu blog. Comentando o que você disse sobre a rápida troca de computadores por smartphones, por experiência própria não costumo ler seu blog no smartphone pois somente seu blog trava muito e demora demais para abrir mesmo em redes wifi, já no pc abre normal. Quem sabe esse detalhe tenha feito cair a audiência do seu blog como você citou.

  5. Rodrigo Moraes disse:

    As colunas do Jung são fantásticas. Nós leitores gostamos dos especialistas, mas também gostamos de saber a opinião de pessoas que têm o automobilismo como paixão, e não como profissão.

    Quanto à queda de visualizações do blog, acho que já disse aqui, mas eu não consigo visualizá-lo no iPhone. A página fica recarregando o tempo todo, é impossível. Talvez seja um motivo.

  6. disse:

    “textos junguianos”. Os melhores.

  7. Juliana disse:

    O link esta com erro.

  8. Pedro Z disse:

    FG abaixo comentários:
    1) Não há no site do GP um link para a coluna do André Jung. Eu mesmo (quando lembro de ler) procuro a coluna dele pelo google. O ideal seria após os GP’s colocar um link para a coluna dele.
    2) Acho que o seu blog perdeu audiência por causa de suas convicções políticas.

    • Flavio Gomes disse:

      Se foi isso, ótimo.

      • Leovegildo Fernandes disse:

        Flávio, eu não concordo com o colega acima. Todo mundo tem convicções políticas. O que deve ter feito o seu blog perder audiência é a falta de polidez com que você trata seus leitores. Eu acho muito engraçado e nunca comentei isso aqui. A internet aceita tudo. Eu mesmo, antes de escrever, penso se o que vou escrever poderia ser dito por mim pessoalmente, e depois escrevo. Você não teria coragem de dizer tudo o que você diz na cara das pessoas, se o fizesse, já estaria morto. E dou um belo exemplo aqui. O Edgard Mello Filho é um dos maiores críticos do governo do PT, e sempre o criticou com palavras duríssimas em um podcast que fazia no site concorrente. Nem por isso te vi ofendendo-o, muito pelo contrário, sempre foi um convidado muito especial em seus programas (e com razão). Aqui no seu blog há vários que concordam contigo, vários que discordam. Faz parte do jogo. O que não dá é dar um tiro no cara porque ele pisou na sua grama.

  9. Rodrigo disse:

    Caro Flávio, a coluna Apex é realmente excelente.
    Pena que elas ficam escondidas em algum lugar do Grande Prêmio.
    Deveria haver um link para as colunas na home do site.
    Assim, quem perdeu a última, ou resolveu reler uma antiga, poderia acessá-las facilmente.
    Se existe este link, desculpe, não achei.

  10. Renato disse:

    Acompanho a coluna do Jung há um bom tempo.
    Objetivo , coerente , imparcial e sobretudo hábil escritor ao analisar os fatos que muitas das vezes nos passam despercebidos no momento das corridas. Realmente a sua visão experiente enriquece muito o conteúdo do GP .
    As ilustrações são um show á parte !
    Parabéns ao André , á Marta e ao Grande Premio !!!

  11. Leo Cardoso disse:

    Flávio, convida o Jung para o PAdock GP, cara!

  12. Bem verdade. Além de excelente batera, Andre Jung escreve bem pacas.

    Conheci a coluna Apex em 2005. O primeiro texto que lembro de ter lido tinha o título de “Maktub”, e antecipava o primeiro título de Fernando Alonso.

    Desde lá, não parei de acompanhar.

  13. Jung disse:

    gostei da idéia das caipirinhas!!!

  14. Caramba, não sabia que era tudo isso, mas acho que li todas. Afinal, André é genial!. Parabéns, querido amigo!

  15. Guilherme Jales disse:

    Quanto à assiduidade da leitura no GP, o que me faz sempre passar por aqui é o fato de ter adotado o uso de um leitor de feed RSS no celular (como o Feedly). O resultado é que nunca perco quando sai um novo post, seja do site, seja do seu blog, do blog do Mattar, ou do Américo. Junto com alguns sites de tecnologia daqui e da gringa, são minha leitura diária – e que nunca falta, justamente por ser um jeito fácil de não perder nada, sem ter que depender dos algoritmos do Facebook.

    Quanto aos textos do Jung, eles sempre me passam a voz de um fã, de um cara que assim como eu liga a TV à espera de algo bom – por mais que a F1 atual não seja em vários aspectos como a gente queria.

    Parabéns, André, e parabéns, GP pela ótima equipe.

  16. Paulo disse:

    Acho que na home page (ainda se fala assim?) do site do Grande Premio deveria ter um link para a coluna.

  17. Fabricio disse:

    Flavinho, tenho por costume ler as colunas do André. Tem uma leitura muito sensata da corrida e da categoria, Gosto demais. Q as 250 passem das 500 pois o q é bom deve permanecer. Abraço e parabéns!!

  18. Diego disse:

    Dei meu tablet e abandonei meu notebook, ainda assim flaviogomes.grandpremio.uol.com.br ainda permanece nos meus favoritos, seja qual for o meio de acesso. As colunas do Jung são fantásticas também, embora não as acesse com a mesma frequência que procuro este boteco, abraços Flávio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>