SHIELDERSTONE (1) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 14 de julho de 2017 - 19:00F-1

SHIELDERSTONE (1)

RIO (amanhã vai ser dose) – Ainda bem que só consegui sentar para escrever agora, porque se tivesse feito isso logo depois dos treinos, de manhã, teria de reescrever tudo.

Porque iria dizer que Bottas é demais, Bottas é sensacional, Bottas é espetacular, Bottas vai engolir Hamilton com caroço e tudo, Bottas vai entubar o companheiro na casa dele, Bottas só vai ver Ferrari depois que estacionar no Parque Fechado, Bottas será o novo campeão mundial.

Em vez disso, posso dizer apenas que Bottas vai trocar o câmbio, perder cinco posições no grid e, na melhor das hipóteses para ele, largará em sexto. Como aconteceu com Hamilton na Áustria.

Alguém versado na arte da teoria da conspiração dirá que a Mercedes resolveu imediatamente reequilibrar as coisas depois que Bottas fez os melhores tempos nos dois treinos livres, sob pena de ver seu principal astro de biquinho. Eu responderia a tais dúvidas com um “como saber?”, mas na real acredito que esse tipo de coisa não acontece na vida real.

Ou acontece?

Bom, sei que o pobre finlandês terá de se virar para derrotar Hamilton no GP da Inglaterra, porque certamente terá algumas pedreiras entre ele e o inglês no grid, considerando que seu parça fará a pole — algo que parece provável, pelo desempenho dos mercêdicos até agora. A Ferrari está bem atrás, mas ficará na frente. O mesmo pode-se dizer da Red Bull.

Silverstone é uma pista interessante para esta nova configuração dos carros da F-1, mais rápidos em curvas de alta e muito colados no chão por conta dos pneus maiores e mais aderentes. Não é um circuito difícil de ultrapassar — no sentido de ser impeditivo –, mas de ultrapassagens difíceis, se é que me entendem.

Se não me entendem, explico. A pista tem poucas curvas de baixa depois de trechos de alta, daquelas em que é possível enfiar um bico por dentro, colocar de lado, roda com roda, olhar no olho do outro, mandar um dedo, retardar a freada, forçar a barra — algo que, na prática, nem é tão complicado, pode até resultar numa panca ou numa esfregada no adversário, mas não possui alto grau de dificuldade técnica.

No caso do traçado britânico, as ultrapassagens têm de ser feitas nos trechos sinuosos do traçado, de alta velocidade. Nessas condições, para fazer uma ultrapassagem tem de ter colhões (parece que pode usar “culhões”, também, não sei qual é o termo mais chulo) para entrar embutido no cara da frente, tirar do vácuo, contornar curvas pra lá e pra cá com o sujeito do seu lado com o pé no porão, até ver quem desiste primeiro. Isso tem um alto grau de dificuldade. Mas dá para fazer. Já vimos ultrapassagens lindas em Silverstone, não vimos?

Bem, Bottas terá trabalho, eu dizia, e essa troca de câmbio caiu do céu para Hamilton, piloto que se abala com pouca coisa — quando começa a perder, entra num estado quase depressivo que só termina quando vence de novo. Terá a chance de voltar a ganhar, e ainda mais diante de sua torcida. Acho, só acho, que descontará alguns pontos para Vettel neste fim de semana.

O treino mostrou uma Renault razoavelmente bem, assim como a Williams e, quem diria, a McLaren. Melhor seria dizer Alonso, na verdade. Ficou em nono, e é pena que também perderá posições — por enquanto são cinco, mas se a Honda resolver trocar filtro de óleo, bobinas, condensadores, platinados, mangueiras, fusíveis, cruzetas e escovas do motor de arranque, podem ser 150.

A novidade do dia foi o Shield, testado por Vettel na Ferrari. O alemão não curtiu muito, não. Disse que a visão fica distorcida e ficou tonto com a experiência. Ele costuma reclamar até dos travesseiros de penas de gansos egípcios que lhe dão nos hotéis, mas é bom levar em consideração suas impressões. Ficar tonto num carro de F-1 é perigoso. Esteticamente, nem ficou tão feio. Mas acho que terá de ser mais testado.

Abaixo, duas fotos. Na primeira, dá para ver que não é um horror no visual. Na segunda, fiquei enjoado só de pensar em dirigir olhando para uma bolha dessas.

shieldsilva2

shieldsilva1

24 comentários

  1. Thiago Azevedo disse:

    O material côncavo deve distorcer a imagem, mesmo.
    Fiquei pensando numa cagada de pombo. Tem que ver bem onde estaciona antes da corrida.

  2. Alonsete Turbinada disse:

    O Schucrute fake jr continua o mesmo reclamão de sempre. Agora cismou com o para-brisa. Porque não entregam a peça pro Alonso testar?

  3. Leonardo Araujo disse:

    É Flávio, não ficou feio não!!!
    Ficou muito feio, feio demais!!!
    Porque não colocam logo um canopi fechado, é só olhar um avião F-16. Até onde sei, nenhum piloto reclama de reflexo, e olha que voam um “pouco” mais rápido que um F-1!!!

  4. Vai Vettel! disse:

    O melhor piloto do grid condenou o aparato e fim de papo!

  5. Sergio Luis dos Santos disse:

    Tenho a impressão que o problema maior com o shield são os reflexos. Nos carros fechados existe uma capota e também uma faixa na parte superior que devem reduzir bastante o reflexo durante o dia. Sobre a distorção a solução seria, como nos aviões a peça ter a frente reta. Ia ficar estranho mas funcionaria.

  6. Marcos Alvarenga disse:

    Só tire o acento do “céu”.
    Oxítona terminada em ditongo aberto já não tem mais acento, o que é uma lástima, diga-se de passagem.

  7. edison disse:

    Esse shield é feito de que material? A impressão que eu tenho é que ser acertar uma porrada forte nele vai espatifar tudo bem na cara do piloto, logo não servirá para muita coisa.

  8. Artur disse:

    Gostei, se é pra teorizar uma conspiração que seja uma desse tipo aí rs.

  9. Alemão disse:

    Olha a Mercedes começando a sabotar o Bottas, para deixar o caminho livre para o Hamilton. Bottas tá andando junto!!

  10. Cenzi disse:

    Vettel disse que o fluxo de ar, com o Shield, puxa a cabeça pra frente nas retas. Coisa doida. Agora, imagina guiar com esse troço na chuva.

  11. tiago disse:

    Fecha o cockpit logo. Será que vão esperar algo mais sério ocorrer para tomar essa decisão?
    Eu gosto é de corrida, o resto é perfumaria. Ôoo povo chato.

  12. Carlos Pereira disse:

    Promete uma boa corrida.
    Agora, esse alemão consegue ficar mais tonto ??? Rapazinho muito mimimi.
    O Bottas não tem esses chiliques igual ao Vettel ou o Hamilton, e tá comendo pelos cantos.

  13. Giuliano disse:

    Tudo teoria barata de conspiração, os caras trocam as peças para que elas não quebrem justo na corrida, os caras não torram 300 milhões de euros pra serem derrubados por um dente de engrenagem quebrado, a Mercedes continua tendo o melhor carro do Grid, Vettel está na frente porque a Ferrari o privilegia em detrimento do Raikkonen que não tá ajudando muito e não esta nem ai com nada!!!, tanto que se contar os pontos por duplas, a da Mercedes tá bem na frente da Ferrari.

  14. pedro araujo disse:

    culhões é mais chulo.

  15. Chupez Alonso disse:

    Óbvio que a Mercedes não iria deixar Bottas ganhar outra.

    Já pensou estar quase empatado no campeonato, como o mesmo número de vitórias que a estrela da companhia?

    Como explicar?

    Ou iria mandar deixar o Hamilton passar ou…trocar o câmbio!

    Bingo!

    E repito: a Mercedes vai perder o campeonato por privilegiar o piloto errado.

    • Mauricio disse:

      “Óbvio que a Mercedes não iria deixar Bottas ganhar outra.”

      E no GP da Áustria pensaram assim quando trocaram o câmbio do Hamilton:

      “Vamos deixar agora o Bottas ganhar uma pra aquecer o campeonato”

      ou então:

      “Vamos tirar a vitória do Hamilton pro Vettel vencer”

      O pessoal gosta de teorias de conspiração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>