DIVÓRCIO À VISTA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 19 de outubro de 2017 - 20:16F-1

DIVÓRCIO À VISTA

massa2015fica

RIO (outro) – O tom de Felipe Massa na conversa com a Evelyn Guimarães, que está em Austin, não é outro que não o de desconforto com a Williams, para dizer o mínimo. O brasileiro não está engolindo esse vestibular com Kubica e Di Resta para 2018. Acha desrespeitoso. E é. Claro que a equipe tem o direito de colocar quem ela bem entender para correr. Mas depois de quatro anos em Grove, Felipe poderia ser comunicado abertamente das intenções da chefia. Ou Ford ou sai de Simca, piada que adoro fazer e ninguém mais entende. Ficar cozinhando o galo me parece deselegante.

Já escrevi antes, e comentei num vídeo, que acredito ter se encerrado o ciclo de Massa na F-1, ainda mais depois que sua equipe decidiu testar um cara que quase perdeu o braço e outro que nunca fez nada de especial para seu lugar. Isso à parte, não vejo Felipe guiando bem, com todas as atenuantes que possam ser apresentadas ligadas às deficiências de seu carro. A distância, sinto pouca motivação e combatividade. Pode ser só impressão, mesmo porque ele mesmo disse à Evelyn que gosta de guiar os carros atuais, o que faz imaginar que, por ele, ficaria mais um tempo correndo. Mas sinto isso.

Se não for a F-1 — leia-se Williams –, não será nada. Palavras de Felipe, também. De fato, para a Fórmula E a coisa está meio em cima da hora, porque a temporada começa em dezembro e os testes já começaram. Talvez um ano sabático, talvez a aposentadoria de vez. Isso é decisão individual, depende de como o cara se sente, qual sua disposição para acelerar, treinar, viajar, encarar calendários longos ou curtos, é questão de foro íntimo, como dizia sempre o Fred Della Noce.

Fato é que as coisas azedaram. Está na cara.

25 comentários

  1. Bola da Vez disse:

    Já foi. Já deu. Tchau!

  2. John disse:

    Será que Só eu estou achando que a williams está totalmente fora da casinha nessa?
    Sim, o massa não está em sua melhor forma, mas isso está diretamente relacionado com o carro. Trocar um piloto em atividade por outro (kubica ou di resta) que não corre uma temporada regular há um bom tempo , tendo um jovem engatinhando ainda (stroll), é insano. Se for pra trocar o massa, tem que ser um piloto de nível de um grosjean ou de um Perez. Trocar o certo por um duvidoso nao tem a menor lógica

  3. rogerV disse:

    Tenho a nítida impressão, que a equipe não é mais a mesma coisa, a tempos – usa apenas o estigma criado ao longo dos anos, para fixação de marca/branding no mercado automobilístico… afinal, são uma empresa de engenharia ligada ao segmento em TI/tecnologias de reaproveitamento etc… no ramo!

  4. Paulo Travaglini disse:

    Acho que o Diresta é só “sparring” para a Williams avaliar o Kubitza. O Di vai participar dos testes apenas para ser parâmetro de comparação do desmpenho do Ku.

    Os marketeiros adoram alguém que possa contar “a saga do herói” na primeira pessoa, e o Kubika é esse cara.Mas precisa provar que não vai fazer vexame. O Stroll garante os pontinhos prá manter a grana da FIA.

  5. Jader disse:

    Não sei por que ele reclama. Tinha se aposentado. Aí a equipe pedi pra ele voltar por 1 ano. Voltou, cumpriu a obrigação, agora é hora de voltar pra casa. Não era esse o contrato? Ainda se tivesse sido uma temporada de conquistas, vá lá, mas não fez nada que prestasse esse ano pra ficar fazendo bico.

  6. José Marinho disse:

    Foi o mesmo que fizeram com o Barrichello, no fim ele teve que se aposentar a contra gosto e sem uma digna despedida.

  7. Marcus - Franca disse:

    Eu pegaria o boné, falava um tchau, e tchau…
    Ai não implica o fato de ter tanto tempo e não ter conquistado nada, ou estar sendo humilhado e bla bla bla… o cara tem portas abertas em qualquer categoria do mundo, basta querer.
    É a Williams sendo Williams com os pilotos, como sempre foi… é a mesma coisa da Ferrari sendo Ferrari em termos de perder campeonato… simples assim

  8. Carlos Pimenta disse:

    Torço para que o Massa renove por mais um ano, espero que sim. Quanto a estar ou não guiando tudo que sabe, entendo que se a Carreta estiver equilibrada, Saturno estiver alinhado com Júpiter, os deuses sendo astronautas, e um grito de FORA TEMER, e combinar com os Russos, pode fazer uma boa temporada.

  9. Celso disse:

    Já devia ter ser aposentado.
    Aliás, esteve, mais voltou uma semana depois.
    Pena que não dá pra levar junto o Grojean, Kvyat, Ericsson, Wehrlein, Magnussen, Stroll e Raikkonen,

    • Amaral disse:

      Não colocaria o Wehrlein nessa barca, não. Acho o garoto bom. De vez em quando tira leite de pedra das carroças que dirigiu, sabe-se-lá Deus como. O décimo lugar de Manor e aquele sétimo de Sauber no México são de bater palmas. Pena que é azarado e um tanto marrento. Mas não mais do que o mala braço duro do Ericsson.
      Grosjean também não. É quem, no final das contas, leva a Haas nas costas. Pq o Magnussen tem muito mais marra do que talento. Fora que está cavando a própria cova pagando de arrogante estilo não-tô-nem-ai-falo-merrrmo-o-que-me-dá-na-telha.
      O resto já poderia ter ido, sem dúvida.

  10. Byron disse:

    E ainda tem o Jolyon Palmer dando bobeira por aí… Não duvido nada a Williams ficar falando do Massa, Kubica e Di Resta e anunciar o Palmer

    • Amaral disse:

      Na F-1 de hoje, não duvido de absolutamente mais nada.
      Mas se isso acontecer, será o fim da equipe. Um moleque recém desmamado e um outro braço duro, azarado e sem carisma.
      Pode dar baixa da empresa na Junta Comercial. Ou pedir pro Stroll pai dar um lance (com trocadilho, por favor) na equipe. No melhor estilo comercial Casas Bahia “quer pagar quanto?” Vai que ele aceita.

  11. Mauricio Rocha disse:

    Também acho que não dá mais para Felipe. Infelizmente.

  12. Ricardo Bigliazzi disse:

    Que o Felipe seja feliz! Fecha-se um ciclo abrem-se infinitas possibilidades.

  13. “Aposentadoria à vista”, melhor impossível!

  14. Zé Maria disse:

    Pessoal, seguinte:
    Se a equipe deu uma bota num campeão mundial, no caso o Nigel Mansell, por que cargas d’água deveria manter esse banana?
    Além do mais, o cara sabe desde sempre que só voltou por conta da Martini.
    #pedeprasairôzerodois!!

    • moisesimoes disse:

      - E ainda digo mais, Zé Maria. A equipe foi transparente em todo o processo do “vestibular” . Disse que não tem pressa pra escolher o segundo piloto e tudo o mais. Deu nome aos bois e indecisão todo mundo tem por razões diversas. Elogiou o cara na primeira parte do campeonato.
      Massa, como disse um camarada outro dia por aqui, “barrichelizou”. Criando falsas expectativas, perturbando o ambiente interno, e querendo dar uma de peça fundamental. Desdenhando dos testes dizendo: ” É totalmente difícil de imaginar se o piloto que você vai escolher destes testes vai estar realmente pronto. Se esse piloto está pronto mesmo. ” Não reclamou de Di Resta quando este o substituiu na Hungria, no entanto.
      ” … muito disso não foi por culpa minha”. Foram problemas mecânicos que acabaram me tirando pontos neste ano”. Ora, vejam só, não aproveitou melhor (incluindo treinos então?) por erros mecânicos!

      Se faço parte da equipe Williams, me concentraria no meu fds e desde já agradeceria a oportunidade de representar a Williams ao invés de considera-la “culpada” por algo. Isso não é alfinetar, Evelin. Isso é reclamação por uma frustração pessoal, sem vínculo nenhum com o que se relaciona com a equipe. Ética, meu amigo. Uma possibilidade de manchar o episódio de seu fim de carreira em Interlagos, ano passado, é grande. Volte atrás e termine a F1 com a postura daquele Felipe vice-campeão de 2007.

    • EUGÊNIO VIEIRA disse:

      Porque para 93, a equipe (melhor do Grid) já tinha o Prost com contrato assinado…Mansell não queria outro ano como 86/87… Frank até tentou, mas Mansell não quis. Outra realidade, outros tempos, outra Williams.

  15. Paulo disse:

    A Williams nunca primou muito em valorizar os pilotos…

    Que ele não faz lá uma temporada de encher os olhos está claro..

    Mas esse cozinhada de galo que levou estragou qualquer possibilidade de correr ano que vem em outra categoria.

    E os prováveis substitutos não faríam nada melhor.. Di Resta era ou é um aposentado.. e o Kubica.. bom ele era um prospecto de campeão em 2011.. hoje com problemas de mobilidade que apresenta..

  16. Helton Fernandes disse:

    O cara anda tão apático que nem pra definir o que quer da vida está conseguindo.
    Não tem demonstrado ímpeto para nada na pista e nem fora. toda véspera de GP é um tal de “adoro ess pista”, ” aqui nosso carro vai bem”, “aqui vai dar pódium” e o otimismo todo.. No domingo a tarde é a decepção na base do ” fiz o melhor que pude”, “o carro não rendeu o esperado”, ” a estratégia de equipe foi inadequada”, “o pneu não aqueceu”.

    Larga a mão e vai pra casa. Não deveria deixar fazerem essa rifa da vaga.
    Já tem mais dinheiro do que vai conseguir gastar, arrume uma categoria que volte a se divertir.

  17. Paulo Pinto disse:

    Usando o mesmo refrão que usaram para o Rubinho:

    Desapega, Felipe!

  18. Rafael Mafra disse:

    No final de 2013 quando ele saiu da Ferrari Toto Wolf disse as portas da Mercedes estavam abertas para ele na DTM. Quem sabe agora com a saída de Robert Wickens o Massa vai se deliciar nos carrões.

    Seja lá onde for, boa sorte Massa, levanta a cabeça guerreiro.

  19. Gustavo Marques disse:

    Ainda mais depois de deixar a aposentadoria pela equipe. Esta sendo exposto de maneira que nao merece e, sinceramente, nem deveria permitir. A gigante Willians esta agindo como a Hispania de Collin Kolles.

    • Wanderson Marçal disse:

      Esse na verdade foi uma narrativa criada pelo Massa. Massa viu ano passado que não ia ter espaço na equipe e em nenhum outro lugar e, acertadamente, adiantou sua aposentadoria. Pra isso justificou que queria um carro competitivo e a Williams não podia lhe dar. Do dia pra noite após o Rosberg se aposentar começou a achar que o time de Grove faria um bom carro (senta lá, Claudia) e voltou rindo e serelepe.

      Sejamos claros e honestos: o Massa ganha um bom salário e ser piloto de Fórmula 1 é ainda muito convidativo mesmo só pra fazer número. A Williams o chamou porque era o que tinha e ele não fez nenhum favor à equipe. Não fosse ele, seria outro — antes dele tentaram até o Button. Agora que o carro do ano que vem virá com a assinatura da nova equipe de engenharia eles tão tentando a melhor opção. Talvez possa até ser o Massa embora há muito tempo esteja andando bem aquém.

      Enfim, você pode questionar se Massa devia ou não ter saído da aposentadoria, mas a relação aí existente não dá margens pra coisas como gratidão. É e sempre foi apenas negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>