NAS ASAS | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018 - 17:00Nas asas

NAS ASAS

O russão chegou.

russolindodapeste

34 comentários

  1. antonio stricagnolo filho disse:

    Mãe Russia salve-nos!!! essa é a melhor.
    A URSS recebeu dos EUA 2.000 locomotivas e 11.000 vagões para sua rede ferroviária essencial, 18.700 aviões, 2/3 dos caminhões usados pelo Exército Vermelho, praticamente todos os motores de tanques, além de munição. Seria enviado sem custo e o que não fosse destruído ou consumido deveria ser devolvido ou então pago em 50 anos com juros de 2% ao ano.Terminaram de pagar em 2006!!
    Quem salvou a Russia foi o USA,não fosse essa ajuda Hitler teria pulverizado o povo russo e tomado a terra pra ele e ai com minerio e petroleo o cara ia dar muito mais trabalho pros americanos que se não bastasse via plano lend-lease e Marshall depois da guerra levantou a Europa inteira pra não morrerem de fome.
    Ou tem gente que não estudou historia de verdade ou então tá se fazendo de rogado!!!

  2. Acarloz disse:

    Um MQ-9 Reaper no rastro desse motorzão e babau.

  3. CRSJ disse:

    Olhando dessa lateral o visual principalmente da frente até lembra um pouco o Concorde.

  4. ADRIANO ALEXANDRE PEREIRA disse:

    SS400 já na Venezuela!

  5. ADRIANO ALEXANDRE PEREIRA disse:

    Mãe Rússia salve-nos!

  6. ADRIANO ALEXANDRE PEREIRA disse:

    Steaua roșie!

  7. Marques Goron R. da Silva disse:

    Ao invés de mísseis termonucleares ele trouxe em seu compartimento de carga vários fardos de papel higiênico russo, tipo lixa fina…

  8. Richard Baggs disse:

    Esses VKS (2 de 16, para ser exato) operam (Formación Dragón) em Orchillas e Maiquetia, ambas na Venezuela, a cada 5 anos (2008,2013,2018), sem 10% do burburinho que tem feito agora (graças a Mark Pompeo – EUA).
    A base aérea de Orchillas tem sido reestruturada em parceria com o governo russo para poder realizar justamente essas operações conjuntas,
    Quando a FAB recebe aeronaves estrangeiras, o que não é raro, para operações conjuntas (com o Chile, Canadá, Estados Unidos, Argentina, Peru e, bem recentemente, até do Uruguai) ninguém se espanta. Mas tudo que envolva Nicolás Maduro ganha condensação e deslocamento.
    Todavia, não seja de todo injusto que a operação tenha deixado um recado contundente a um governo que afirmou que sua próxima missão militar deva ser na Venezuela.

  9. Glauco Tavares disse:

    O valentão da escola começa ameaçar o garoto menor e tenta roubar seu lanche, só que o pequeno garoto tem um primo grande e brigão…. É mais ou menos isso aí.

  10. ALEX disse:

    bozonaro que ponha as barbas de molho..

  11. Ricardo Bigliazzi disse:

    Não menosprezo os Russos.

    Não sei como o pessoal acredita que os Russos colocariam essa aeronave estratégica ao alcance de um ataque convencional americano com aeronaves F-22 e F-35, me impressiona (negativamente) que consegue imaginar isso.

    Esse bonitão da foto foi feito para fazer duas coisas:

    1) decolar de bases extremamente seguras (Engels por exemplo, pode procurar no Google Earth, dá para vê-los estacionados sem hangar para protegê-los) para disparar suas armas de longo alcance a distancia ainda mais segura dos alvos estratégicos sem colocar o equipamento em risco (são as “jóias da coroa” da aviação russa).

    2) Fazer propaganda e espuma.

    Acho que os Russos estão executando a 2a. opção.

    Obs.: Existe algum borburinho sobre a possível instalação de uma base russa na Ilha de Orchillas na Venezuela, mas muitos se esquecem que os Russos fazem uso capião de Cuba a mais de 50 anos e a posição estratégica da Ilha de Fidel é muito melhor do que essa Ilhota Venezuelana e a presença Russa no Caribe desde o final dos anos 60 nunca mudou a cotação do dolar.

  12. Blau Blau disse:

    Avião fantástico, único no mundo, o similar americano não deu certo e nem chegou perto, foi cancelado, triunfo Russo, pensa-se em criar uma versão civil para passageiros tamanha a versatilidade desse equipamento. Os Russos tem uns cem desses e com isso dão as cartas em termos de estratégia mundial, ninguém quer ficar ao alcance desses “Cisnes Brancos”, aliás, a aviação militar Russa está dando show nos americanos com aviões e misseis bem superiores.
    Eu não sei o que esses aviões estão fazendo na Venezuela, ou seja, qual o propósito real da presença deles ali, eu creio que sejam exercícios estratégicos para os Russos darem aquele recado : “Olha, nossos Cinsnes podem operar aí facilmente, vocês não podem se esconder”… Por pior que seja o governo de Caracas ele ainda deve ter alguma utilidade aos Russos, lembrem se que os americanos e alguns Europeus como França, GB, etc já apoiaram governos pra lá de podres até o último momento (enquanto ainda eram uteis) e depois os deixaram cair sozinhos, é assim o tabuleiro mundial….

  13. zora yonara disse:

    o maduro deve se sentir bem mais seguro com um avião desses por perto….

  14. Luiz Filipe disse:

    Este é o Tupolev TU 160. É uma cópia do Boeing B1

    • Felipe disse:

      Cópia bem melhorada, com maior velocidade, maior alcance e maior capacidade de carga.

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      É mais ou menos.

      O primeiro voo do B-1 foi em DEZ de 1974 e do TU-160 em DEZ de 1981.

      Os Russos tiveram quase 10 anos para assimilarem os parametros de emprego desse tipo de aeronave para fazer alguma coisa semelhante, não chega a ser uma cópia (são diferente até na forma) mas possuem caracteristicas muito parecidas.

      Segue um breve relato do que o B-1 já fez e o que os EUA esperam deles até 2040.
      https://www.boeing.com/defense/b-1b-bomber/

      Esse meninão americano já fez mais de 12.000 surtidas reais em operações de combate com perda “zero” de aeronaves.

    • Paulo F. disse:

      Esta mais para concorrente do XB70.
      A especificação AMSA que originou o B1 é da mesma época.
      A Tupolev argumentou que um bombardeio Mach 3 como solicitado pelo Ministério da Defesa Soviético não traria vantagens sobre um com velocidade de Mach 2,3 como o Blackjack. E ganhou a parada.
      Seu desenvolvimento foi fortemente calcado no Tu 144.
      Com um MTOW de 275,000Kg é muito maior que o B2 , o B1 , e o B52 e comparável ao XB70.

    • Paulo Leite disse:

      Boeing B1 primeiro voo foi em 1984. Tupolev 160 foi 1981. A tecnologia russa adota a tecnologia das bolas de cristal.

      • Luiz Filipe disse:

        Eu não disse que o B1 é melhor que o Tu 160.
        Mas em 1984 foi lançado o B1B. Uma evolução do B1.
        Portanto a teoria das “bolas de cristal” é furada. Aconselho a acompanhar melhor a história.

      • Ricardo Bigliazzi disse:

        Prezado, procure por Rockwell B-1 Lancer, acho que Ele voou um pouquinho antes… quase 10 anos.

        Não temos culpa que a Boeing assumiu o projeto e fez a belezura que fez.

      • ADRIANO ALEXANDRE PEREIRA disse:

        Tens uns brothers yankees que botaram borracha de estilingue num planador e pra presstitute foram os pioneiros da aviação!

  15. Tales Gaede disse:

    A situação está ficando russa.

  16. lagerbeer disse:

    bunitu dimais !!!!!

  17. Luis Felipe disse:

    No excelente Música e Avioes Conta a história dele

  18. jader disse:

    Avião bonito. Na primeira vez que vi, lembrei do Concorde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>