O barranco do Totó

SÃO PAULO (tudo dá medo) – As fotos do impressionante acidente de Totó Porto na corrida de Porsche sábado estão disponíveis neste link do Grande Prêmio. Foram feitas pelo blogueiro Cláudio Ceregatti, que com disposição juvenil atravessou os matagais de Interlagos (conhece os caminhos, tá na cara) para clicar o que sobrou.

Totó perdeu a traseira do carro na entrada da Reta Oposta, apontou para o lado de dentro, foi de frente no guard-rail e decolou. A proteção serviu de rampa, o Porsche voou, acertou um Palio de um bandeirinha, que estava estacionado perto de sua cabine, capotou e aterrissou no barranco da pista de motocross. O Palio ficou destruído e, de certa forma, atenuou o acidente, abreviando o vôo do Porsche.

Totó é experiente, corre desde os anos 60, e fazia uma prova alucinante, depois de levar um totó (desculpem o trocadilho) na primeira corrida da rodada dupla. É um grande piloto e um querido amigo. Felizmente as consequências não foram tão grandes. Ele “só” fraturou o tornozelo. O que, para quem vir as fotos, é quase inacreditável.

Comentários

  • Flavio, prazer manter contato (2o.) e dizer que estive em interlagos an última etapa da SC e adorei ver o DK “ronronando” na reta . Pretendo ír na proxima e se possível chegar amis cedo para circular pelos box (se entrar né). Vì o acidente do Totó, impressionante assim como as fotos.
    Pena que estejam faltando mais máquinas realmente “da época” no grid, é legal ver as disputas, só que é muito motor AP adaptado, tirando o tesão do barato.
    Um abraço.
    augusto

  • Oi vitão!!!!!

    Sabe como eles chamaram a equipe mercedes na epoca(1999) que os carros decolaram em le mans?
    “THE NORBERT HAUG FLYING CIRCUS”. tinha ateh uns caras vestindo camisetas mostrando estes dizeres e as fotos dos mercedes clr voando….
    putz, foi hilario.
    Um dia ainda vou para Le Mans, ah se vou…

    um abraço e obrigado pelas informacoes!!!!!
    Ricardo

  • Li os comentários do pessoal…

    Eu estava logo em frente e acabei perdendo a rodada por bobeira. Fiz algumas fotos antes da batida e como estava com meu carro parado no traçado antigo, coloquei a câmera no tampão do porta-malas enquanto descarregava um cartão de memória no note.

    A hora que vi os 2 carros quase lado a lado entrando na reta, me deu um estalo, que infelizmente foi mais lento que a velocidade dos carros. Vi o carro do Totó perder a traseira e começar a rodar, peguei a câmera e comecei a clicar… só que perdi o momento da batida. Peguei somente o carro voando e foi como comentaram. Ele bateu de quina e decolou, caindo em cima do Palio, ai os 2 carros rodopiaram de novo e caíram como mostram as fotos.
    Tranquei o carro e desci correndo. Quando cheguei já tinha gente do resgate se preparando para retirá-lo do carro.

    Não publiquei as fotos do Palio a pedido da direção do autódromo, mas tenho tudo registrado.

  • Para o Vitão!

    Oi Vitão,
    Bem lembrado este acidente do Jo Bonnier em Le Mans 1972. Ele desviou da Ferrari Daytona do Florian Vetsch e voou sobre o guard rail. Dizem que haviam pedaços do Lola 280 dele até em cima de uma arvore.

    Eu vi em documentario (narrado pelo proprio Vic Elford), quando ele para o Alfa dele(Elford) do outro lado da pista onde encontra-se o Ferrari em chamas e atravessa a pista, abre a porta do carro para ver se o Vetsch ainda estava lá dentro. Quando ele ve que nao tem ninguem, imediatamente sai do local. Só momentos mais tarde que se dá conta que o outro carro envolvido era a Lola do Bonnier.

    Perda terrivel para o automobilismo!!

    um abraço!
    Ricardo

  • ola pessoas. estava trabalhando na pista como mecanico no dia, e os boatos que rolam nos boxes e que o tot’o vai arcar com todas as despesas do fiscal.. tomara que seja verdade… quero deixar aqui um abra’co pro meu pai que sempre passa por aqui .valew

  • É moçada a pancada foi feia..e bem na minha frente..(sou fiscal de pista e estava no posto 4)……graças a Deus somente danos materiais e psicológicos….(as pernas ficaram bambas na hora)..mais emoção que aquilo só as bandeira azuis ao #96…..”um abraço Gomes”….uma Ferrari 360 perdida no evento 4 Rodas e agora a Porsche o Pálio do nosso amigo… torcemos para os anjos de INTERLAGOS…estejam presentes nesses momentos.

  • Caramba, que pancada. Acho que esse foi um acidente que nao tinha como previnir e os anjos da guarda estavam atentos. Bom saber que ninguem se feriu com maior gravidade, que eh o mais importante. Ja pensou se tivesse alguem dentro do Palio? Tomara que o piloto se recupere logo e que o pobre do fiscal consiga outro carro. Valeu pelas fotos Claudio.

  • Em primeiro lugar, a minha solidariedade ao Totó , que conheço desde o tempo em que ele corria na equipe do Greco. Eu já quebrei o talus (osso do tornozelo) e fiquei 8 meses com gesso e mais 1 ano e meio de fisio. E também ao fiscal , que cedeu o Pálio travesseiro para o pouso do TP. Automobilismo é esporte de risco, como alpinismo e touradas (nas palavras de Ernest Hammingway; o resto é pra moças). O fato do carro dar uma traseirada e decolar pode ser causado pelo fluxo de ar na asa, como aconteceu no acidente do Jo Bonnier em Le Mans.
    TP, vai ter sorte assim lá …em interlagos mesmo!

  • Eu vou começar a editar os meus comentários no editor de texto…

    Essa janelinha do IG é horrorosa!!!!

    Volta e meia eu mato uma letra ou assassino uma concordância….

    A gente devia poder editar os nossos posts!!!!!

    Desculpas aé galera….

    T+

  • Tá certo Porsche anda q é uma barbaridade, não é um peso pena e tal…

    Mas é quase certo q esse gardrail estava deteriorado…

    Outra coisa… Nada pessoal contra Interlagos, mas pista segura tem q ser plano!!!! Ou pelo menos as áreas adjacentes à pista….. Para não acontecer essas coisas….

    Foi assim q morreu um na ChampCar (acho) no EUA…. O carro saiu voando e arrerrissou de cabeça para baixo….

    Não existe razão para acontecer um acidente de tamanha gravidade hj em dia….

    Abraços….

  • Se os outros me deixarem, gostaria de me incluir na galera Matusalém. Conheci a todos no Sábado e eles são sensacionais.
    Conversando com o pessoal da Porsche, ainda ntem, soube que o carro começou a decolar quando acabou o asfalto e o carro bateu no guard rail já decolando. Realmente VOOU 70 metros até cair sobre o Palio. Espero que o Totó, que vendeu a sua parte no Banco Pactual (o valor total foi acima de 1 bi de dólares), semana passada, dê um jeito para ressarcirem o Palio do bandeirinha.

  • Concordo com o Maximo, este blog está super bem servido de participantes. É uma galera que conhece muito e ainda com muita vontade de aprender.
    Bem eu conheço pouco, gosto muito e estou sempre aqui para aprender e me divertir.
    Um Grande Abraço

  • este blog vai acabar virando um site independente do grandepremio.com.br…

    já temos nossos matusaléns para escreverem colunas e agora nosso repórter de campo.

    é como o Joaquim falou, o “seo” Claudio teve um insight que nenhum de nós teve.

    parabéns pela iniciativa.
    ouso dizer que nenhum site terá fotos tão boas do acidente…

    Veloz-HP, Joaquim, e “seo” Claudio, os Matusaléns do blog

  • Caramba, o cara nasceu de novo mesmo. Mas impressionante como a gaiola do Porsche funcionou direitinho – tava intacta.

    Esse aqui (http://sites.fabricatools.ig.com.br/fabrica_tools/tmp_midias/d71235feae9449146244d353568e7770) era o Palio do bandeirinha??? Dá pra perceber a diferença de um carro de competição pra um comum! Como é que vai ser pra ele receber o seguro agora? Se ele disser que o carro tava estacionado em um autódromo duvido que paguem…

  • Depois falam que para ser rico é preciso ser competente, não, é preciso ser competente e ter o destino bom ao seu lado

    o acidente desse cara mostra isso, ele alem de ser bem sucedido financeiramente, mostra o porque disso, tendo um anjo forte e largo ao lado dele, sei lá, não quero ser empírico, mas talvez uma coisa explique a outra

    Então, que ele se recupere logo, abraços

  • Caraca, aquilol era mesmo um Palio ?
    Que isso passou um trem por cima dele, ainda bem que estava vazio.
    Mas o guard rail ceder daquele jeito é brincadeira, talvez seja importante verificar o resto do circuito e efetuar uma troca.

  • Belíssimo descrição do acidente feito pelo Cláudio… imagino o que não deve ter passado o Totó dentro do carro… e que infelicidade a do bandeirinha… mas que o carro não podia ter passado pelo GR, isso não podia!!!

  • Foi terrível, dos piores que já vi.

    Quando cheguei lá, lembrei-me imediatamente do Giovanni Salvati, piloto italiano falecido em Tarumã há mais de 30 anos, quando perdeu a freada no fim da reta tentando ultrapassar o Wilson Fittipaldi, batendo e passando por baixo do guard-rail: Morreu degolado.

    Estava atrás dos boxes, observando justamente a incrível recuperação do Totó Porto na Porsche numero 3, quando por um instante olhei para a freada do S pois alguem perdera a freada e vinha “fritando”.

    Exatamente neste momento ouvi o barulho ao longe e quando olhei já “estava acontecida a pancada”:

    Só vi a poeira, a correria que começava, as bandeiras amarelas e alguns pilotos levantando o pé na reta oposta, prenúncio de confusão das brabas.

    A primeira foto da sequencia foi tirada lá de cima, atrás do Box 21. Dá para ver a distancia do ponto de impacto até a Porsche. É muito, mas muito longe mesmo.

    Até esse momento, lá de cima, pensava que eram duas, pois à distancia era nítido que havia um outro carro envolvido.

    Como disse o FG, “conheço bem os caminhos de Interlagos”: Fui até lá, driblando bandeirinhas, bombeiros e porteiros.

    Só quando cheguei perto entendi o que tinha ocorrido: Por algum motivo, a Porsche perdeu a traseira exatamente em cima da zebra da entrada da reta oposta.

    O Totó Porto é do ramo a trocentos anos, não é um dos muitos ricaços braços-duros que participam da GT3, que se auto intitulam “gentlemen drivers”.

    O vovô que acelera vinha pendurado no limite extremo, num show de pilotagem e ignorando solenemente a concorrencia. Deve ter ido um pelinho alem, e a traseira saiu de baixo.

    A Porsche bateu de lado no guard-rail interno, com a traseira apontando para a reta oposta.

    Acredito que deve ter levantado do chão pouco antes de bater, pois tocou na segunda lâmina… Isso às vezes ocorre quando o ar entra por baixo do carro em sentido diferente do normal, lembrem-se que ele estava de lado para o vento…E decolou…

    Procurei no local e ampliando as fotos sinais de que a Porsche bateu no chão antes de aterrisar em cima do Palio… Não achei nada. Ainda acho absurdo devido a enorme distancia, peço que procurem…

    Tenho a impressão que a fortuna que acompanha a vida normal do Sr. Totó Porto estava lá presente: O carro do coitado do bandeirinha serviu de air-bag, amortecendo e dissipando a energia da Porsche Voadora.

    Reparem que não há marcas de terra na Porsche, parece que decolou do guard-rail, caiu exatamente em cima do Palio, e pousou suavemente (sic…) ao lado, no barranco…

    Independente disso, cair exatamente sobre o único carro disponível do lado de dentro da pista é o cúmulo da coincidencia, ou sorte, ou chamem como queiram…

    Não se esqueçam que um carro de rua hoje é dimensionado exatamente para absorver impactos de toda ordem, sua estrutura é desenhada para absorver energia…

    Adicionado a uma célula de sobrevivencia de um verdadeiro “puro sangue”, totalmente projetada para proteger o piloto… Deu no que deu.

    Pra mim, não tinha carro melhor para decolar e cair, e não tinha objeto melhor para absorver a pancada.

    E para coroar, um piloto bem sucedido e sortudo…

    Totó Porto: Pode me apresentar o seu anjo da guarda?

  • Caras, estava com o Brandão e o Máximo, logo ali na saída do S do Senna, quando o Ceregatti deu o alarme: alguém bateu!!! e desapareceu em seguida por uns caminhos que só ele conhece em Interlagos. À distância, não nos demos conta da gravidade do acidente, pois o local é pouco propício (lado interno do antigo Sol). Só nos demos conta quando o Ceregatti retornou com essas fotos, deu um frio na espinha. Realmente, a louvar-se a tremenda integridade da gaiola interna do Porsche e, por que não dizer, a imensa sorte do Totó Porto. A lamentar, a perda do Palio do bandeirinha, dano menor visto a enorme extensão do acidente.

  • Vi as fotos e ouvi falar do acidente no final de semana, realmente a pancada foi boa. Bacana ver a segurança do carro da GT3, um tornozelo fraturado, foi pouco pela tamanha porrada…. Boa dúvida levantada pelo amigo aqui: Quem paga o preju do carro do bandeirinha? O piloto do porsche? O seguro da categoria, nesse caso para terceiros (existe isso??), ou o cara nem deveria ter colocado o carro dele ali dentro?? Sei que se vc pegar o seu carro e participar de eventos como aconteciam aqui no Rio, tipo Time Trial, onde vc anda com seu carro, se bater, o seguro não cobre. Nesse caso, quem paga a conta??

  • Seguinte… realmente o guard-rail não poderia ter cedido daquela maneira, apesar dele ter que deformar para absorver parte do impacto… ele tá ali justamente para não deixar que o carro ultrapasse a barreira… tudo bem que foi um caso isolado, mas não poderia ter acontecido… por isso, corro de Carril, mesmo sem a aprovação da patroa… viu Joaquim… na minha casa, faço o que eu quero… tudo bem que tudo o que eu quero ela quer tbm, mas faço… hahahahahahaha

  • é simplesmente incacreditável que as laminas dos guard rails tenham cedido e servido de trampolim, e mais absurdo ainda foi o diretor de provas liberar a largada da classic e força-livre com o guard rail desse jeito. o automobilismo não é sério, acham que alguns locais da pista nã haverá problemas, vejam que ali não havia pneus para atenuar o impacto, assim como na tamburello quando o senna morreu, duas fileiras de pneus e nosso tricampeão estaria vivo e o totó chorando o prejuízo material. o automobilismo não é serio.

  • Para quem corre de porsche, indenizar um palio não passa de troco…talvez o valor dos pneus usados no final de semana do porschão. Felizmente, não tinha ninguém no carro, o que é a segurança desse GT3????