Schumacher, vivo como nunca

SÃO PAULO (paciência é tudo) – Interessante corrida, essa de Nürburgring, embora não necessariamente emocionante. A paciência de Schumacher e suas três voltas anteriores ao segundo pit stop valeram o ingresso. Claro que a maioria não vê beleza nessas coisas, prefere rodas batendo e neguinho na brita, mas essa é a F-1 de hoje (e de alguns anos para cá).

Alonso continua folgado na frente. Ele sabe administrar vantagens, mas agora já entendeu que terá um adversário neste ano. Havia uma dúvida sobre a competitividade da Ferrari pós-Imola, onde também tinha andado muito bem no ano passado.

Não há mais. O fato é que se o carro não é aquele espanto de 2004, por exemplo, é capaz de ganhar corridas e andar na frente. Felipe também provou isso com uma corrida madura. Sem erros, dá pódio. Gostei de sua serenidade lá em cima. É só de não ter aquela desajeitada sambadinha lá em cima já é um alento.

Barrichello largou mal. Continua desaparecendo depois de algumas voltas e se conseguir um pódio este ano será uma surpresa.

Fisichella ficou na promessa. Chegou na frente de Villeneuve, mas só no box. Na pista, empacou atrás da experiência de Jacques. E Rosberguinho poderia arriscar uma parada só. Talvez o resultado fosse ainda melhor.

A McLaren? Uma bomba. Para lutar por vitórias, seus pilotos precisam lembrar que ainda defendem a equipe.

E a constatação: 2006 será Alonso x Schumacher, nada más.

Comentários

  • SOMENTE UMA PALAVRA PRA RESUMIR O FINAL DE SEMANA.
    ==============
    SHOWMACHER
    SHOWMACHER
    SHOWMACHER
    ==============
    NAS MESMAS CONDIÇÕES E CARROS COM DESEMPENHOS IGUAIS NÃO TEM PRA NINGUEM.
    ==============
    BAIXA A BOLA ALONSO, AGORA ESTÁ VENDO QUE A COISA NÃO É MUITO BEM COMO VOCE IMAGINA, FECHA A BOCA UM POUCO QUE VOCE AINDA É NOVO NESTE NEGÓCIO DE SER CAMPEÃO.

  • Na largada foi visível que o Massa aliviou porque ele poderia ter ultrapassado Schumacher no final da 1ª curva, mas não quiz comprar briga. O alemão sem dúvida é o melhor piloto da atualidade, mas tem uma deficiência na largada o que não acontece com Alonso, apesar de uma certa suspeita sobre o carro da Renault.

  • Alexandre, entao nao se podem mais ter opinioes contrárias? Somente as suas sao válidas? Como aficcionado de F1, eu quero que ela melhore, e no meu entender ela nao está lá essas coisas. No seu entender, está. Há uma diferença clara de opinioes e espero que respeitem a minha como respeito a sua. Por isso, nao tolero esse tipo de agressao que alguém venha me dizer o que posso ou nao dizer, que eu posso ou nao sentir, enfim que eu nao possa me manifestar se minha opiniao nao está de acordo com a sua. Respeito é bom e eu gosto. Aposto que vc tb.

    Abçs

  • Acho que o Gomes perdeu o jabaculê do Barrichello quando este saiu da Ferrari. E também esqueçe que o Button também perde rendimento durante a corrida. O carro não está lá essas coisas. E agora virou briguiha pessoal. Até no Lance o Gomes está cutucando o Rubens.

  • Gostaria de saber o que leva o Flávio a fazer uma ligação entre e comportamento de um piloto no seu sucesso com o comportamento de outro também nas suas vitórias, além do Flávio ontem também havia uma notícia no UOL na mesma linha de pensamento, ô negócio chato esse heim, um jornalista fala daqui e o piloto responde de lá… que tal esquecer o cara, será que ele fez tanta coisa ruim assim? Quem aqui não gostaria de pilotar uma ferrari? ou melhor, quem aqui foi piloto da ferrari um dia? Vamos com calma….

  • nem tanto ao mar nem tanto a terra, acho que a F1 de hj não está tão boa como já foi em outras épocas, mas tem seus lampejos e gosto de vir aqui discutir, afinal se acho alguma coisa errada ou não me agrada tenho o direito de falar o que penso, obviamente dentro de um padrão para uma discussão saudável e produtiva, e não como alguns que vociferam verdades absolutas ou parecem estar tomados por um eterno rancor, mas acho que toda discusão nesses moldes tende a ser muito proveitosa.

  • Confira o resultado de mais uma enquete feita pelo Grande Prêmio:

    A Honda deve dispensar Rubens Barrichello?

    Não, 58% (1718 votos)
    Sim, antes do fim deste ano, 24% (717)
    Sim, mas só no fim do ano, 17% (504)

    Total de votos: 2939

    Enquete imbecil, mas justificada, uma vez que existem 1221 leitores que achariam muito bom que não tivéssemos nenhum piloto brasileiro na F1, a menos que o sujeito fosse um novo Senna, Piquet ou Emerson.

    Não entendo a estupidez do Grande Premio… se o Barrichello não estivesse lá quando o Senna morreu o FG estaria hoje cobrindo a campanha da Lusa e a F1 estaria sendo transmitida pelo SBT qaundo o Seo Silvio estivesse a fim. Em 2004 ele teria colocado o Chaves, por exemplo, q daria mais audiência.

    Esta postura de “ou o cara é um herói ou um m3rd4” mostra a nossa falta de noção. Os argentinos é que são felizes… se não se pode ter um novo Fangio, melhor não ter pra quem torcer!

  • Uma coisa que sempre me impressionou por aqui são os “inimigos da F1”, como eu prefiro chamá-los.

    Eles não gostam da F1 atual, eles não gostam dos pilotos atuais, aliás eles sempre criticam os pilotos atuais e os diminuem em comparação aos pilotos “dos velhos tempos”. Eles criticam as regras atuais, a classificação, a formação do grid, as paradas nos boxes, o reabastecimento, as implicações das alterações de freios, motores e aerodinâmica que os carros sofreram.

    O que eu não entendo é: POR QUE ELES AINDA ASSISTEM F1? Por que se importam em vir aqui e discutí-la com quem gosta?

    Para aqueles que falam que antigamente que era bom, entupam-se de VTs das corridas antigas.

    Para aqueles que falam que preferem assistir a F-Indy ou Cart ou ChampCar, que assistam então. O mesmo vale para os que elogiam qualquer outra categoria em detrimento da F1. Existem centenas de categorias no automobilismo mundo afora. Existem aquelas onde todos correm com carros iguais, existem aquelas onde tem ultrapassagem toda hora (vide NASCAR, F-Indy, etc), existem aquelas onde o que não falta são batidas e porradas.

    Por que não se juntam e discutem essas categorias em locais apropriados. Boa parte do público aqui é formado por aficcionados na F1. Pra que esses inconformados vem aqui perder tempo criticando a F1 atual e seus corredores? Pra que se importar, afinal?

    Eu, com certeza, não vou no fórum onde se discute essas “opções tão melhores” para criticar o que eles gostam tanto de ver.

  • Mas, respeitando a opinião da moçada aí, acho que há um outro fator que explica a chatice da F1, e não é culpa da FIA somente: Os carros, com toda a eletronica e com toda a tecnologia são muito caros… Uma coisa é o Clay Regazzoni dar um porrão aqui em Interlagos e os mecânicos da Ferrari conseguirem consertar o carro numa noite… outra é dar um porrão com um carro que custa uma fortuna, e com certeza ser ollhado feio por toda a equipe, principalmente aquelas em que a verba anda curta.

    Quer dizer, ninguém vai se arriscar em uma manobra que pode por a perder uma fortuna e o emprego… é melhor passar nos boxes, e dane-se o telespaectador….

  • Rikho, concordo plenamente que´´evoluções tecnológicas ou estratégicas“nem sempre se traduzem em´´beleza“para o espetáculo. Aliás, é comum ao longo do tempo, que o acumulo de tais modificações (e/ou evoluções) acabem por banalizar ou até inviabilizar algumas caracteristicas apreciaveis. No automobilismo isto é uma verdade inquestionável pois, na busca desenfreada pela performance acaba-se reduzindo as´´margens de manobra“dos pilotos a níveis impossiveis. Neste momento, cabe aos responsáveis pelo espetáculo, tomar medidas, via regulamento, no sentido de devolver a competitividade perdida assim como´´o brilho“do espetáculo. Contúdo, vc sabe muito bem que isto não é tarefa fácil pois, por mais que se tente conter a tecnologia, ela avança inexorávelmente e isto ao meu ver é extremamente positivo, afinal, a genialidade e criatividade humana é inesgotável qdo devidamente motivada. No caso específico da F1 seria tremendamente triste e retrógrado impedir que tais tecnologias simplesmente deixassem de ser estudadas e desenvolvidas. Elas tem aplicabilidade prática em quase todas as necesidades humanas modernas como engenharia, eletro-eletrônica, quimica, mecânica, termo-dinâmica, metalurgia, óptica, informática, telecomunicações etc…
    A diferença de nossas opiniões está focada no fato de que reconheço tal´´perda de brilho“mas aceito isto como um fato inerente, inevitável e necessário, enquanto que vc declara cláramente seu inconformismo em relação a questão.

  • O legal desse chat é que isto aqui é como se fosse um buteco onde se reunem os aficcionados; ninguem conhece ninguem, mas tirando uma exacerbação de egos ou outra, conversar com a galera é bem legal…

  • O xumy com um canhão na mão esperar o alonso ir para os boxes para ultrapassa-lo é comico e tira todo o brilho que pode existir numa corrida de carros e ainda justificam que isso é a F1 moderna?!?!?.

    Pior é ver o Gavião gritar ufanamente o nome do grande campeão que com equipamento melhor não arrisca ultrapassagens.

    È melhor assistir a F INDY que a pista é uma %[email protected]$&@#mais tem ultrapassagens…….. Tá de dar dó assistir a F1.

    E o cara é sensacional?

  • FG,

    De novo uma corridinha burocrática e chata!!

    Ultrapassagem no boxe, volta rápida qdo o outro entra….com vc disse: F1 moderna?? Porém, mui chata!!

    O bom seria ver disputas na pista….quem realmente é mais rápido….se não ultrapassar na pista vai ficar aonde esta!!

    Não sei…será que deveriam os carros largarem sem trocar pneus e sem abastecer???Não seria mais emocionante o cara TER de ultrapassar NA PISTA e NÃO NOS BOXES????

    Infelizmente mais uma corridinha sem nenhuma emoção….

    Abraço

    Spada

  • Campanha :
    “EU NÃO SUPORTO O ALONSO!!!!”
    Eu não acredito que vamos ver esse cara de novo ser campeão sem fazer uma ultrapassagem .
    Eu já vi um cara covarde , mas esse tal de Alonso supera todos .
    Ele corre acreditando sempre no equipamento .
    Como o carro nunca quebra , ele vai levando .
    é duro de engolir este cara . Não suporto mais .
    Não gostava do Queixada , mas do jeito que tá , tenho que torcer para ele , afinal ele pelo menos , arrisca o pescoço quando é preciso

  • Carlos, sou uma pessoa que respira tecnologia 25 horas por dia, pois trabalho com ela. Mas tenho uma visao tremendamente pragmática sobre ela e sobre tudo que esteja relacionado com “evoluçao”. Sinceramente, só pra voltar ao futebol, nao acho que este tenha evoluído por exemplo, ocorreu exatamente o contrário: tanto preparo físico, tantas táticas mirabolantes (sao todas a mesma coisa, no final) e acabamos jogando de lado o que mais importava: o jogador! É deprimente ver um técnico pedir que Ronaldinho Gaúcho marque quase tanto quanto ataque! É quase uma neurose, isso. Nao digo que nao tenha que ajudar na marcaçao, mas daí a ser 50-50, às vezes mais… E é pra isso que tem o volante e o beque, nao? E se o time ganha, é o técnico que dá nó tático, nunca o Robinho que deu um drible sensacional. O mesmo acontece com a F1 hoje, usam táticas em detrimento do talento, tecnologia eletrônica em excesso (se um chip queima, o carro inteiro vai pro buraco) e quem vence a corrida é quase o Ross Brown! Nao consigo me lembrar até 10 anos atrás de tamanha importância aos Browns da vida! É quase dizer que o Dick venceu por causa do Brown e o Alonso perdeu por causa do Briatore. Nao sou contra a evoluçao, bobagem achar isso. Sou contra o uso equivocado das ferramentas que existem. Ou será que montar um Fusca com motor de Ferrari é evoluí-lo? Entende meu ponto de vista? Sobre o Pacaembu, o que passou dentro de campo nao tem nada que ver com o que passou fora. E se for pra relacionar as coisas assim, pergunte pro Salazar e pro Villeneuve o que acharam das atitudes de Piquet e Fisichella.

    Abçs

  • só teremos ultrapassagens se acabarem com os pit-stops. Ou a velocidade dos pits for 60km/h, dificultando a troca. Os pilotos precisam aprender a conservar pneus também, já que tiveram que aprender a conservar motor.

  • Interessante como algumas opiniões são ´´impregnadas de saudosismo inconformista“. Eu estarei completando 50 anos de idade nos próximos dias e ainda me emociono e vibro com a maioria das novidades introduzidas em quase todas as atividades humanas, esportivas ou não. Creio que o paralelo comparativo que procurei traçar entre F1 e futebol foi bastante cláro quanto ao mérito e pontualmente desvirtuado e contestado levianamente pelos colegas abaixo. Não vou insistir no tema por acreditar que ´´para bom entendedor, meia palávra basta“. Quanto a questão do reabastecimento, discordo veementemente pois, garanto que sem ele, a competição seria infinitamente mais monótona excluindo totalmente a variável estratégica e transformando as corridas em longas filas indianas com mínima possibilidade de ultrapassagens. Acho ingenuo demais (para não ser deselegante), afirmar ´´do alto do sofá da sala de tv“ quem deve ou pode ultrapassar alguém. Sugiro a estas pessoas que procurem conhecer melhor o ambiente automobilistico de competição. Uma ótima referéncia seria participar de qqr tipo de competição deste tipo (kart por exemplo), tomando o cuidado de competir juntamente com pilotos experientes e não colégas de escritório tão ou mais leigos do que nós.
    A propósito de ´´emoção e beleza“ no futebol gostaria de ter a mesma opinião do colega mas, episódios recentes como os do Pacaembu, sinceramente não apontam para este sentido.

  • Também não estou fazendo coro contra o alemão ou mesmo o Alonso. Eles são ótmos pilotos, mas fica faltando saber a resposta deles para um nível de pressão que somente as disputas de ultrapassagens proporciona.
    A famosa e genial ultrapassagem de Piquet sobre Senna na Hungria em 1986 simplesmente não aconteceria, e não só por conta do equipamento, que evoluiu (ou mesmo da incrível tenacidade de Senna), mas também porque a Williams mandaria o Piquet colar no Senna até o Ayrton parar nos boxes, quando Nelson faria voltas voadoras e compensaria para quando fosse parar também, algums outras voltas depois. Simples, não ? Mas muito chato !
    Sabe qual é o resultado ? Que essas corridas atuais não ficam guardadas na memória como momentos mágicos e/ou de demonstração de talento. A imagem da disputa entre Nelson e Ayrton está até hoje na memória, mas se Piquet tivesse ganho a posição nos boxes (ou através de voltas ‘voadoras’) os fãs do grande Nelson Piquet ficariam privados da grande demonstração de talento que ele mostrou na ocasião …

    Abraços a todos,

    Luiz Fernando

  • Gostei da corrida. Rubens largou mal e durante a corrida não teve ritmo, mas completou e, salvo engano, não estourou o motor da Honda até o momento. Jenson anda e destrói o motor. E se a deficiência do Honda são os freios e o controle de tração, Rubens está pagando por ter de orientar a como desenvolvê-los, ou vocês creêm que ele não lembra nitidamente como era ocomportamento da Ferrari nestas situações? Jenson está adaptado ao carro, claro, mas nunca andou numa equipe capaz de ganhar 6 campeonatos de construtores seguidos, que tipo de informação ele pode repassar a não ser o de pedir que seu carro seja mais rápido?
    Não é uma defesa ao Rubens, apenas uma observação. Concordo que ele deva mostrar resultados e que ele deve ter cuidado para não morrer na praia.
    No geral, concordo com muitas das opiniões compartilhadas.

  • A culpa de não haver mais ultrapassagens na formula 1 é da FIA que inventa estes regulamentos. Porque o Schumacher vai para uma briga de freada de curva para tentar passar seu adversário e correr o risco de bater e ficar fora se na parada de box ele pode dar as suas voltas voadoras e ganhar a corrida? A formula 1 hoje está mais é em estratégias de pit stop do que competir mesmo, de ir para o tudo ou nada. Agora, parabens para o alemão que é muito competente no que faz e consegue, quando precisa, ser mais rápido do que os outros naquelas 2 ou 3 voltas em que a prova é decidida. Se dizer que ele ganha a corrida no pit stop, não é uma pura verdade, pois os outros pilotos também tem a mesma oportunidade e não conseguem ser tão eficiente como ele, então acho que ele ganha porque é mais consistente e mais rápido do que os outros. Se a Renault não evoluir mais, o campeonato será do alemão, pois a ferrari sabe trabalhar bem em função de seu 1º piloto.
    Acho que o Massa tem que ser mais agressivo e brigar mais para largar mais a frente e ter condições de brigar por vitórias. Ele já tem condições disso.

    João

  • Essas voltas voadoras do alemão sempre me intrigaram. Não acredito que ele consiga isso apenas com uma pilotagem mais agressiva. Suponho que utilize nessa situação um tipo de configuração (mapeamento, é isso?) especial, que eleva consideravelmente o giro e outros ajustes para suspensão e freios. Alguém explica?

  • Bem, quero fazer minhas as palavras do Luiz Fernando, tudo o que ele disse é exatamente o que penso. Que me desculpem os fans de Dick e Alonso, o sonso, mas as corridas de F1 estao cada vez mais chatas. Ainda assisto porque tenho este vício maldito, culpa de Emerson, Piquet e Senna. Realmente, nao há muita diferença de rendimento entre os carros hoje em dia, mas creio que o alemao tava andando mais do que o asturiano hoje, entao poderia ter tentado alguma coisa, nao? Alguém aqui vai negar que tinha carro pra isso? Mas tendo a porcaria de parada de reabastecimento, pra que isso, né, de arriscar? Dá duas ou três voltas rápidas, sua especialidade, e pronto. O único que vi ultrapassar alguém ontem foi o Montoya. Minto, acho que o Kimi tb ultrapassou o Button. Sinceramente, nao dá pra gostar disso! Justamente o conceito de corrida é vc se arriscar, tirar o máximo de si e do carro, mostrar quem pode mais. E nao se vê mais isso em F1. Triste, muito triste. Por mim, haveria apenas troca de pneus, é a única saída, já que diminuir tecnologia nem pensar, né? Tô muito decepcionado com o Michael e Fernando, eles só tem alegria de vencer, nao de disputar. E antes que me esqueça: me desculpem, mas acho que a comparaçao com o futebol nao tem nada que ver, sao duas coisas MUITO distintas e as razoes de um e outro terem modificados durante estes anos sao completamente incomparáveis, até porque no futebol ainda se encontra emoçao e beleza.

    Quanto aos brasileiros: Massa manteve um ritmo bem próximo de Alonso e Dick, fazendo o papel que a Ferrari espera dele, comboiando o alemao. Barrica, pra variar, largando mal, mas acho até que um pouco pela pressao de nao fazer mais mierda, entao acaba afinando. É tipo assim: prefiro fazer uma mierda pequena que uma grande. Fora isso, a Honda é uma bomba, Button que o diga. Seguramente, se Barrichello nao tivesse perdido posiçoes na largada, o Button tampouco o passava. Vamos esperar o ano que vem.

    Abçs

  • Resposta para Fabio Edo:

    Da próxima vez, dá um PEDALA ROBINHO no moleque e diga para ele que se ele insistir em falar durante a corrida, você vai deixá-lo de castigo até o próximo GP…

  • Decepção da corrida: TRULLI – jurou o Dick (“vou fazer o impossível para atrapalhá-lo”), teve a chance na parte final da corrida e não o fez.

    Não gosto de gente falastrona. Se prometer, cumpra…

    NB: Definitivamente ouvir o GB é de doer…. um determinado instante mostra o pai do Zaca e ele soberano comenta: “O coração dele deve estar batendo…” Ora, se não tivesse batendo estaria morto!!!

    MALA!!!

  • A respeito da corrida, realmente Norbugring hoje não tem mais pontos de ultrapassagens, eu vi o Nelsinho na GP2 fazer uma belíssima ultrapassagem pulverizando os pneus e depois pagando por isso. A emoção ficou por conta das voltas voadoras do Alemão, como vai ser sem ele hein ??

    Ferrari
    Queimou a língua de muita gente hein ?, a começar pela lenda de que era o Rubinho quem acertava o carro vermelho, a Honda vai se afundando lembram-se ??
    Vimos um Michael impecável e um Massa competente. O ritmo que o Alemão impôs sobre seu companheiro não é brincadeira, quem é velho ??

    Renault
    Será que ainda tem o melhor carro, se tem quem venceu foi Schumacher, em Ímola parece que foi no braço mais ontem o Vermelho parecia realmente melhor.
    Alonso aparentemente fez o que pode, é um grande piloto mas não esperem mágica, ele está mais para Prost do que para Senna.
    Fisichella está ladeira abaixo, mal na classificação, na corrida nem sequer ameaçou Villeneuve, mas um carro que chega a ser 02 segundos por volta mais rápido tinha que ultrapassar em Norbugring que não é tão travado quanto Ímola. Para mim Briatore está tentando não desestabilisá-lo mais ainda, mas acho que ele estará a pé o ano que vem, Kovalainem e Kimi ? Kovalainem e Weber ? vamos apostar…
    Mclarem
    Não consigo entender, Kimi chegou a fazer bons tempos ontem pela primeira vez no ano, parece que o carro como sempre tem um chassis fantástico mas o motor não empurra o suficiente.
    Kimi fez boa corrida mas pareceu pouco combativo, talvez desmotivado pelo equipamento e Montoya é um figurante a muito tempo e pode ficar a pé o ano que vem, esse Hamilton é bom de bola.
    Honda
    Vai ladeira abaixo, Button largou bem mas… e Rubinho como sempre largou mal e como sempre não acompanha ninguém, à rigor a única coisa que mudou foi que largou mais a frente e só. Aonde está o grande acertador de carros ???
    Williams
    Como anda esse carro não ??, pena que tem pouca confiabilidade.
    O Weber estava muito bem e o Rosberg fez uma corrida madura, porque a equipe não colocou combustível suficiente para um pit ??
    BMW
    Me chama a atenção como Villeneuve vem andando bem este ano, Heidfeld não é cabeça de bagre não e este carro vai andar na frente em dois anos, quem duvida ??
    Toyota
    Melhorou um pouquinho, se quiser alguma coisa vai precisar de pilotos vencedores no futuro.

    O resto fez figuração.

  • Carlos Piazza e Eduardo SP são dos que mais entendem de corrida de carros neste espaço, melhor que isso são equilibrados nos seus comentários, não existiu ontem em Norbugring diferença razoável de rendimento para que houvessem ultrapassagens na pista e ponto. Não é justo culpar Michael Schumacher por isso, ele é só um piloto conhecedor de carros de F1, deveríamos sim reverenciá-lo pois o cara vem de uma época fantástica do Automobilismo e é o seu elo de ligação, depois do Tedesco não haverá mais como comparar o passado e o presente em termos de performance. E ele simplesmente consegue se manter no topo deste esporte, se isso não for ser o maior de todos os tempos não sei o que será.