Gira mondo, gira (segunda)

SÃO PAULO (lembrem de 1968, 26/6: 100 mil nas ruas) – Na Copa: argentinos compram cadeiras de rodas usadas para entrar de graça nos estádios. Foram pegos.

Na Assembléia de SP: a deputada Havanir, versão feminina de Meu Nome é Enéas, está no PSDB, vejam só. E quer todo o tempo da TV para ela.

No Morumbi: a 89FM, ex-Rádio do Rock, vai se chamar o iPodFM, ou OrkutFM, ou PlayFM. Ainda bem que existe a Kiss.

No papel: um pouco de lucidez sobre o caso Varig na coluna do Nassif ontem na “Folha”.

Na estrada: Daniel, que perdeu João Paulo num acidente, bate de frente num Palio e fratura o ombro. Dois no Palio morrem, a Polícia Rodoviária informa que o Palio perdeu o controle e entrou na contramão.

No banco: Felipão.

Comentários

  • isso é que é f.o.d.a! e o pior, é que deixam filiar pois, pelo nosso sistema eleitoral, a conta do coeficiente de votos na legenda é que estipula o numero de cadeiras a que o partido terá direito. ou sai essa reforma eleitoral, criando o sistema de voto distrital, ou vai ser sempre essa m….

  • tentei ler o nassif, mas é área exclusiva de assinantes. vou atrás do jornal (de ontem). kiss fm, atrás de um rock, sempre outro rock. fiz uma viajem pela madrugada, dia destes, e circundei boa parte do interior, passando por campinas, piracicaba, limeira, mogi-mirim, tudo pelo anel externo. e não é que o sinal foi claro e a noite, a la anos 80, com muito rock de primeira, rolou com o som na tala e o teto solar aberto. apesar de pouco frio, o céu cheio de estrelas…. cara… duka……..

  • A Varig foi criada em 1927 e vinha crescendo bem, sob as benesses dos presidentes gaúchos (Getúlio, Jango). O que os milicos fizeram foi fechar a Panair em gesto covarde e estupido, e dar tudo da empresa para a Varig (aviões, rotas, oficinas), em mais uma gauchada dos futuros presidentes milico-gaúchos, Médici e Geisel.

    Aliás, lembram quando 3 bancos faliram, no início dos anos 80? Comind e Auxiliar, paulistas, fecharam. O Sulbrasileiro, gaúcho, virou Meridional, estatal, claro.
    O RS possui 5 Universidades Federais e 1 Estadual. Já SC, vizinho, 6 Estaduais e só 1 Federal.

    Por aí dá prá ver quem gosta de mamata da boa. E viva a Viação Aérea Rio-Grandense.

  • Lucidez ?
    Luiz Nassif diz que nenhum governo europeu ou americano deixou que uma empresa aérea quebrasse. Esqueceu-se da PanAm. Era a maior companhia aérea americana. Simplesmente fechou. Anos depois, voltou a operar, nanica. Se o Flávio Gomes fosse mais bem informado, saberia que a Varig foi criada na marra pelo governo militar, já levou muita grana nossa e foi uma das empresas mais mal admistradas e roubadas “deste país” (como gosta de dizer o Lula, mentor intelectual do FG).

  • Eu também tenho uma empresa e estou com dificuldade para pagar minhas contas, tinha 3 funcionários e já mandei 1 embora. Será que o governo pode me ajudar também ? Não precisa ser tudo o que a Varig quer, pode ser só uns 10 mil que já resolve. Mas se der lucro é meu ok …

    Se a Varig quebrar, mais do que já esta só quem vai sentir falta são os funcionários ou quem tem milhas a retirar.

    Eu também tenho uma empresa e estou com dificuldade para pagar minhas contas, tinha 3 funcionários e já mandei 1 embora. Será que o governo pode me ajudar também ?

  • Varig- Empresa Privada Brasileira
    Sócio Majoritário: Fundação Rubem Berta
    Controladores: Aeronautas (voam) e Aeroviários (equipe de solo).
    Mandam: Pilotos.

    – Quantos são os pilotos?
    – Não sei, uns 20 por avião (agora 35 ou 40?)… (O normal mundial é 6 pilotos / avião).
    – Quanto ganha um piloto da Varig ??
    – Sei não, uns 20 paus fora os benefits, talvez.
    – Todos esses pilotos da Varig voam, afinal são tão poucos os vôos…?
    – Sei não, mas tem uns 40 pilotos lá que só voam os EMB 145 que o ¨grupo Varig¨ já perdeu faz tempo pros credores (estão com a FAB), mas não tem nada não, o ¨piloto chefe¨ afirma com toda a empáfia dos farsantes:
    – Quero ver quem tem a coragem de deixar a Varig no chão.

    Falou, bundão, a Varig caiu sozinha, e flodeu tudo que é brazuca mundo afora. Parabéns.

    E prá quem confiou nessa %[email protected]$&@#de gauchada carioquesca que é a Varig, volta agora de sucatão, mané. (Boeing 707 do Presidente Figueiredo, silencioso…)

  • La Fontaine, muito obrigado pela dica, no momento estou escutando a rádio para verificar a programação.

    Eu iria comentar sobre a digitalização das informações e a convergência eminente das mídas no post anterior, mas não gosto de postar grandes textos, mas agora vou escrever.

    Viva essa nova tecnologia, um grande exemplo esta aqui, frequentamos um blog de um Barbeiro de número 96 que escreve sobre esse esporte que não muda nossas vidas quando um brasileirinho ou um brasileirão ganha e também porque escreve sobre viagens, notícias, carros antigos, fotos, vídeos….. passar por aqui é um momento mais útil na minha vida do que ligar na TV Globo por exemplo. Com a rádios vai acontecer a mesma coisa, quem gosta de Led, Doors, Stones, Police, Red Hot….. aqui vai achar aonde escutar, o mais importante e disponibilizar as informações, o que cada um vai fazer disso e problema de quem leu!

    Sobre a Varig, Gomes, se tem milhas, acredito que sejam milhares…, ache um destino aonde a Varig não voe e mande emitir passagens para você ou para a sua sogra utilizando companhias da Star Alliance e vá dormir mais tranquilo, não gostaria de fazer isso, mas já fiz, carnaval do ano que vem estou indo para Toronto através da Air Canadá!

    Abraço.

    PS. Quem tem acesso a TV digital, NET, Sky, DirecTV, TVA já é possível tirar a voz do narrador ou animador de jogos utilizando os canais Dolby Digital 5.1 nesta Copa do Mundo, já é um passo, mas o dia que isso acontecer nas transmissões da F1 e só escutar os carros, comunicações entre equipes e pilotos e termos informações sobres os carros, aí vou soltar rojões.

  • Daniel Nava, mais ou menos na linha do seu comentario, mas sem ser caso de falencia, vai ser o plano de demissão da VW. A empresa já chamou os sindicatos para negociar, mas os caras, muito picaretas, como todos os dirigentes sindicais do Braziziziziillll , ficam jogando para a a galera, batendo o pé e fazendo beicinho, justamente o que favorece mais a empresa.
    Ao invés de negociar seriamente ficam dando uma de durões. No fim a empresa vai fazer o que quer, os caras vão justificar a boquinha no sindicato e quem se dana é quem vai pra rua, quando haveria uma negociação possível.
    Mas para a sindicato é melhor que haja 5.800 demissões do que 3.000. Já fiz mesa de negociaçào com sindicatos do ABC, e posso garantir que é nojento, vilependioso mesmo. Eles querem salvar o deles e os operários que se danem. Até jaba corre solto, e não é pequeno não.

  • Há muito, já havia desistido da 89 e trcado pela Kiss. Último reduto dos que ainda tem o sentido da audição. Oresto é pasteurização mercadológica, música de laboratório, feita para agradar a média. Daí, medíocre!

  • Quando uma grande empresa começa a encontrar dificuldades e tem que enxugar o quadro, com a demissão voluntária de 500 funcionários (por exemplo) a gritaria é geral. Até que chega o ponto em que a crise é tão grande que a empresa vai à falência, deixando 10.000 funcionários desempregados e sem indenização. Não existe esquerda inteligente mesmo.
    Outra coisa, empresa gerar empregos é conseqüência. O objetivo de qualquer empresa é dar lucro. Emprego é a conseqüência natural.

  • O Nassif escreveu uma coluna coerente.

    Não se trata de dar dinheiro à Fundação Rubem Berta. Trata-se de salvar centenas de empregos e proteger os consumidores e a nossa balança comercial.

    A maioria das rotas internacionais da Varig vai ser atendida por Cias aéreas estrangeiras o que gerará evasão de divisas.

    As rotas nacionais JÁ estão mais caras! Gol e TAM estão fazendo a festa.

    E os aeroviários vão perder o poder de barganha. Quem não se submeter ao que a Gol e a TAM decidirem… vai ter um bando de desempregados prontinhos para aceitar um salário menor.

  • Alguém lembra da Pool FM, pois é, esse era o primeiro nome da rádio dos 89,1 Mhz… portanto, não importa o nome mas sim o que toca. Se continuar assim o meu rádio não vai precisar mais de memória!

    Deixei de acreditar na coluna do Nassif faz tempo, os melhores texto que li foram no Estadão, é só ler como a fundação foi criada e como ela adminstrou a Varig e tudo fica mais claro, eis um texto bacana:

    “O Brasil do compadrio, do jeitinho, dos “amigos do rei”, dos apaniguados dos governos, do “deixa-pra-lá”, do “toma-lá-dá-cá”, do “peraí-que-a-gente-resolve”, do “vamu-levando”, do “qual-é-o-esquema?”, do “com-quem-a-gente-fala-pra-resolver”, enfim, de um Brasil-condomínio-fechado da alta burocracia com associados e lacaios do mundo privado – empresários, intelectuais e militares -, vez ou outra desafiado por membros dessas categorias que se sentiam excluídos das amenidades ou tinham dificuldade, digamos, de “cadastro” para tirar o crachá. A Varig nasceu, cresceu e se fortaleceu nesse ambiente de um Brasil ameno para os escolhidos e muito cruel para os excluídos – o Brasil do “para os amigos, tudo; para os inimigos, a lei!”

    http://txt.estado.com.br/editorias/2006/06/12/eco-1.93.4.20060612.6.1.xml

  • Hoje existem 2 tipos de empresas aéreas: As mamutes, antiquadas, gastadoras, INEFICIENTES, com gestões mais que paquidérmicas;
    e as modernas, ágeis, enxutas, EFICIENTES.
    A desgraça dos dinossauros foi o aparecimento dessa gente que insiste em ser competente. Quando aparece uma Gol, só resta para uma Varig as fartas tetas da viúva, mesmo. Aí vem esse boçal do Nassif e prega a estatização, PQP !!!

  • Nassif escreveu, entre outras pérolas:
    *** Nenhum governo americano ou europeu deixou que fechasse sua principal companhia aérea.***

    Pergunto: Onde estão a Swissair, a Pan Am e a Braniff ? Na parede da memória ?

  • Bom, agora que não vai dar pra se atualizar no rock ‘n’ roll mesmo. Só sobrou a Kiss. Não dá para ficar ouvindo as tranqueiras das outras rádios a espera de algo bom. Se bem que a 89 começou a definhar a pelo menos 1 ano, ficando cada vez mais pop.
    Além do Zé Luis, que me lembro de estar no primeiro horário, no arquivo ou após ele, parece que a boa Luka também rodou. Só sobrou quem aceitou a mudança.
    Não há no Orkut algum odeio a nova 89?

  • sobre a Varig, ontem a noite vi uma entrevista de algum “figurão” do setor da aviação que confirmou que 50% das dívidas da Varig poderiam ser saldadas só com o dinheiro que o governo federal e estaduais (menos o RJ que já fez a compensação do ICMS) devem para a Varig.

  • a Radio Cidade aqui no Rio era parceira da 89 aí de SP. tudo bem q tocava muito rock comercial, mas antes rock comercial q axé, pagode, funk e outras atrocidades musicais. como disse um colega aí embaixo, virou Oi FM. tive um celular da Oi. era uma melda, troquei de operadora. agora tem a Oi FM… não ouço.

  • Pqp a Australia hein !
    Perdendo na mão grande e na ineficiencia, ainda ontem UOL tinha uma noticia dos jgadores australianos falando que não precisariam marcar gol, que queriam ir aos penaltis, taí, tomaram

    Pena, porque italiano é um dos povos mais babaca que se tem noticia, e só ganham na mutreta, na sacanagem, nao a toa que é a etrra da mafia mesmo

    vão se f.od.er, italianos

  • Aqui no ri oa fluminense faleceu a muito tempo, depois a Radio Cidade se intitulou “A radio rock”, morreu tb, virou OI Fm.

    Po, a kombi sempre avançada para o seu tempo, uma tecnologia de ponta! Alta absorção de impacto!

  • Comecei a escutar a 89 desde o seu primeiro ano de vida, é uma pena que ela terá este fim. Espero que não seja tão de forte quanto a da 97FM que de um dia para outro praticamente “expulsaram” todo mundo. O que será do Zé Luiz agora???

  • Pôxa, já não bastava a 97 ter ido pro saco, agora a 89??? Se bem que ultimamente não tenho ouvido muito rádio…
    A passeata dos 100mil lá no Rio, em plena ditadura, foi marcante.
    Já a Havanir….deixa pra lá…

  • Essa história da 89 se auto entitular rádio rock chega a ser vergonhoso… A Kiss sim toca rock e não aquelas tranqueiras comerciais… To vendo a hora de começar a tocar Madonna na 89 (se é que já não toca e eu nem to sabendo).