Em outras eras… (2)

SÃO PAULO (como terminou?) – Mais duas para a blogaiada decifrar. Vejam a decolagem do cara na primeira foto. E a estrutura do carro, como era diferente das de hoje.

Alguém arrisca dizer qual foi o desfecho desse vôo cego?

Comentários

  • Há uma confusão nos posts abaixo: Quem morreu decapitado foi Chris Bristow, no Gp da Belgica (SPA) de 1960, em acidente com Mairesse (não fatal para este), corrida em que morreu tb Alan Stacey, algumas voltas depois.
    Confere FG?

  • Sem dúvida, Pryce na foto de cima e Donohue na foto de baixo.
    A década de 70 levou muita gente boa para “a outra arquibancada”, como disseram aí abaixo.
    Imagino a cara do Renzo Zorzi, italiano companheiro do Pryce na Shadow, que estava agitadíssimo e nervoso, tentando controlar um princípio de incêndio em seu carro, vendo seu parceiro passar, atropelar o bombeiro e se estourar no fim da reta.
    Donohue era bom nas pistas americanas e creio que morreu por falta de tratamento adequado, como o Peterson: teve concussão que, segundo suponho, hoje em dia não seria fatal.
    A Bandeira americana é parte do carro de Donohue, americano patrocinado pelo Fisrt National City.
    O patrocinador da shadow em 1997 era Ambrosio e não o Banco Ambrosiano.
    Quem lembrou do Revson é porque na mesma Africa do Sul, em 1973, também de Shadow, ele morreu.

  • Tom Pryce na primeira foto, ao contrário doque muitos dizem ele não chegou a ser decapitado mas o extintor fez um baita estrago, um outro piloto esse sim foi decapitado passando por baixo do guard-rail ao sair da pista foi o Helmut Koinigg em Watkins Glen (USA) 1974.

  • A primeira foto é o Shadow do Tom Pryce indo em direção à curva Crowthorne de Kyalami, onde se chocaria com a Ligier Matra de Jacques Laffite. A outra foto é do March-Penske de Mark Donohue sendo retirado do local onde caiu após se acidentar em Zeltweg, na véspera do GP da Áustria de 1975. O piloto morreria horas mais tarde.

  • O video do acidente do Tom Price eu já tinha visto no Youtube, tem que ter login pra ver….o fiscal realmente se desintegra ao ser atropelado, e o que vinha na freente quase é atropelado também….acho que não deveria haver tanto desespero, pois o outro piloto que eles estavam indo socorrer já estava fora do carro…o estado do Tom Price também era lastimável, com a cabeça toda rocha e praticamente pendurada.

  • O Mark Donahue não faleceu imediatamente.
    O Emerson chegou a conversar com ele na beira da pista, de acordo com o livro Uma Vida em Alta Velocidade.
    O Americano faleceu no hospital.

  • Me lembro que um dia desses o Caíque escreveu em um post sobre acidentes marcantes na F1 (se não me engano, foi em um lembrando o Gilles) e citou este do ´Price como o mais terrível. E lá foi minha curiosidade mórbida procurar no Google o video. Confesso que me arrependi. Definitivamente chocante.

  • Para informação dos demais, o fiscal que morreu no acidente sofrido pelo Donohue chamava-se Manfred Schaller.

    Para quem perguntou sobre o Elio de Angelis: não existem imagens do acidente dele, pois ocorreu durante testes particulares da equipe Brabham, em Paul Ricard.

  • No youtube tem vários angulos da Fatalidade de Tom Pryce, é assustador e não é recomendável a pessoas que se impressionam facilmente, é uma das imagens mais horríveis que já assistí. E nessa foto aí o povo tem razão ele já havia partido pra uma melhor infelizmente, ele e o rapaz do extintor morreram estantaneamente de maneira absurda, não há dúvidas que a segurança hj em dia é muito superior, os acidentes antigos eram horrorosos, caso de Tom Pryce, Lorenzo Bandini, Gilles Villeneuve, Roger Williamson, Helmut Koinigg esse ultimo coisa horrível tb etc…

  • O Jacques Laffite disse certa vez que depois de seu Ligier ser colhido pelo Shadow do Pryce, já saiu do carro com a intenção de tirar satisfações. Ao se aproximar e ver o galês semi-decapitado quase entrou em choque. Não sei como esses caras conseguiam encarar a próxima corrida depois dessas tragédias.

  • A 1° foto é do Tom Pryce mesmo, tem um video no Youtube que mostra essa foto, e mostra também com ficou o Tom, não recomendo a ninguém assisti-lo.

    O fiscal era Frederick Jansen Van Vuuren (1958—5 de março,1977), ele era fiscal voluntário no GP da Africa do Sul.
    O corpo de Van Vuuren estava tão despedaçado pelo impacto que foi apenas reconhecido por exclusão depois que o diretor de corrida reuniu todos os seus colegas. O impacto do extintor de incêndio partiu e arrancou o capacete de Pryce da sua cabeça.

  • Sobre a 1ª foto: essa cena foi clicada já com o Pryce sem seu capacete, pois o mesmo, no momento em que o extintor lhe atingiu, foi arrancado de modo brutal da sua cabeça. E nem quero imaginar como…

  • Comovente as cenas contidas no link do video enviado pelo Peixe, principamente o do acidente do Roger Williamson (inglês), onde o compatriota David Pruley, piloto de outra equipe, tenta desesperadamente apagar o incendio e virar o carro em chamas, enquantos outros só olhavam.

  • Conforme dito abaixo, o acidente do Pryce foi um dos mais estúpidos da F1. E, ironia das ironias, o fiscal atropelado e morto pela Shadow estava atravessando a pista para apagar o fogo no carro do italiano Renzo Zorzi, companheiro de equipe de Pryce.

  • Com respeito as fotos tratam-se de dois acidentes fatais. o do carro decolando é de tom pryce na africa do sul em 1977 (esta decolando pois pouco ante atrapelou e matou um fiscal de pista), resalte-se que esta foi a ultima corrida de Jose acrlos Pace. E o da foto colorida trata-se de Mark Donahue, acidentedo no warmap do treino do gp da austri de 1975.

  • O primeiro é o Tom Pryce sim, a Shadow já não era preta desde a mudança do patrocinador principal (saiu a UOP, entrou o Banco Ambrosiano).
    A segunda certamente retrata um Penske, e pelos comentários aqui observados, trata-se do Donohue mesmo.

  • A primeira fotografia é de Tom Pryce, tirada segundos antes de o galês espatifar sua Shadow na Ligier de Jacques Laffite. Nela, Pryce já está morto, com o carro ainda acelerado, após ser atingido na cabeça por um extintor de incêndio. A fatalidade ocorreu em Kyalami/77, no longínqua reta dos boxes do circuito sul-africano.

    A de baixo é de Mark Donohue, que se acidentou no warm-up do GP da Áustria de 1975, em Osterreichring. Donohue bateu após ter um pneu furado e, sem controle, atropelou dois fiscais de pista. Um deles morreu no local. O norte-americano deixou o local do acidente aparentemente consciente, mas, com dores de cabeça, foi internado horas depois. A extrema desaceleração sofrida pelo piloto é apontada como responsável por, de algum modo, levá-lo à morte.

  • Na primeira imagem, Tom Pryce ja no fim da reta em Kyalami, ja sem vida, em aceleracao.
    Na segunda o carro de Mark Donohue na Austria/75, apos acidente no warm-up. Donohue foi atingido na cabeca por um poste de madeira que sustentava as telas de protecao.

  • Na primeira foto, eu arriscaria a dizer que foi o acidente fatal de Tom Pryce, Africa do Sul, 1977.

    Na segunda foto, eu arrisco a dizer que era um Penske, provavelmente, de 1976.
    Infelizmente, o piloto não deve ter tido sorte melhor que a de Tom Pryce.