MENU

quinta-feira, 26 de março de 2009 - 13:36F-1

DIVILA EXPLICA

SÃO PAULO (impecável) – A segunda parte do especial do Grande Prêmio apresentando a temporada da F-1 está aqui. Sinceramente, não vi nada na internet mundial comparável ao trabalho da minha equipe. Tudo sobre as novas regras, piloto por piloto, equipe por equipe, análises de conjuntura (boa, essa), efeitos da crise, brigas políticas…

Gaste um tempinho nos textos de Victor Martins, Evelyn Guimarães, Marcus Lellis, Francisco Luz, Marcelo Ferronato e Felipe Paranhos, cada linha vale a pena.

E tenho certeza que vocês vão curtir especialmente esta página aqui. É uma análise do novo regulamento que não foi feita por nós, mas por um dos mais importantes engenheiros do mundo no automobilismo: Ricardo Divila.

Sabe como é, a gente procura ouvir quem entende…

16 comentários

  1. Jeba disse:

    Um trabalho de primeiríssima qualidade, Gomes! Me distraiu bastante nesta manhã de sexta-feira de treinamento no Ministério da Fazenda aqui no centro do Rio, pertinho do Santos Dumont.

    Até!

  2. Caramba, GP tá podendo nessa temporada, hein!

    Não acreditei quando o sr. Divila me respondeu por e-mail aos meus parabéns e, depois, à algumas perguntas. Um homem de muito bom caráter, vê-se. Além disso, é um puuuuuuta dum engenheiro..

  3. Claudio Ceregatti disse:

    Aha!
    Então é por isso que encontrei (sem querer) Sua Excelencia Senhor Ricardo Divila nos boxes de Interlagos ontem!
    E depois de uma hora e pouco de papo de engenheirinhozinho (eu, o tonto) com o Engenheiraço (adivinhem) o Mestre me disse que encontraria o FG…
    Agora “zintendi” o motivo.

    Pausa.

    Meros mortais (entre os quais me incluo):
    O Senhor Ricardo Divila é uma legenda em si mesmo, e por si só.
    Observem que disse legenda, que é muito próximo de lenda. A Engenharia, assim como o Poder, são atividades solitárias. E não há nada mais solitário do que decidir, exercer o Poder de Criar.
    Embora o que se fizesse no passado fosse solitário e com lápis, hoje é uma atividade grupal montada em computadores.
    Para produzir a mesma coisa, mas de um jeito diferente…
    Mas ainda é gente que decide. Solitária e poderosamente, definindo tendencias, direções, conceitos, métodos, processos e a mais pura criatividade, quase sempre intuitiva, mas baseada em dezenas de anos de experiencia e bagagem.
    Coisa de gente grande, na postura, na atitude e no resultado. O cronometro é cruel.
    São caras assim que decidem. Que executam. Que criam.
    Esse Senhor que tive a sorte de re-encontrar ontem, exatos 32 anos depois de “quase” termos trabalhado juntos (cara de sorte…), tem perto de quarenta e cinco anos de experiencia.
    Centenas (sem exagero) de projetos de carro de corrida desde muito jovem, junto dos irmãos Fittipaldi (precisa apresentar?) partindo do Snob’s com Eduardo Celidoneo, passando pelo legendário Opala 84 de Pedro Victor de Lamare, assim como o Fusca bimotor, o Formula Ve, Fitti-Porsche, depois Formula 3, Formula 2 e culmina sua fase brasileira com os Copersucar Fittipaldi, do FD01 ao FD04, e depois suas sequencias…
    Só pra esclarecer: FD é “F” de Fittipaldi e “D” é de Divila. Tá bom ou quer mais? Batizar um F1? Hein?
    Depois dessa fase no Brasil, que listei apenas uma pequena parte, tem muito mais que caberia em vários livros, vem sua brilhante carreira Iinternacional, sempre num crescendo.
    Que inclui todos os nomes e sobrenomes famosos que estamos habituados a ouvir, passando por Ron Dennis enquanto ainda pobre e depois de rico, Frank Williams enquanto atleta e depois de paraplégico, algumas equipes de F1, várias participações e algumas poles nas míticas 24 Horas de Le Mans (que ele me disse dever uma vitória a seu vizinho e amigo, um dos maiores pilotos do Brasil, o Sr. Christian Heins, lá falecido), e um curriculum absurdo com centenas (de novo, sem exagero) de pilotos, pistas e milhares de provas.
    Culminando com seu recente trabalho na Nissan e seus carrinhos estupidamente velozes… E tambem F Nippon, participações no Rally Paris Dacar e por aí vai.
    Fez tudo, de tudo, com tudo.

    Esse senhor é brasileiraço, cidadão do mundo e como disse o FG, referencia mundial.
    Tive a honra de conversar com ele ontem, e a partir de agora sempre que possível, afinal tenho que descontar esses 32 anos de distancia, haja…
    Nós aficcionados homenageamos e trouxemos de novo à tona grandes nomes de pilotos do passado. Nossos ídolos da juventude, nosso heróis de carne, osso e raça.
    Ricardo Divila inclue-se nesse rol.
    É um sobrevivente, da prancheta e régua de cálculo dos anos 60 até softwares simuladores, modeladores de sólidos e Computer Fluid Design do século 21.
    Classifico-o como Modelo, como Mestre, como tudo que um Engenheiro Mecanico que ama carros de corrida sempre quis ser.
    O Brasil formou milhares deles. Poucos sequer se aproximaram de seus sonhos. Alguns chegaram.
    Mas só Ricardo Divila permanece. Cada vez mais capaz, cada dia mais experiente, cada cabelo branco mais generoso. Vi-o ontem, sei o que digo.
    A ele, todas as honras e todo o nosso respeito.
    Pena que já cresci. Se não tivesse crescido, voce seria tudo que eu queria ser, quando crescesse.

  4. Peixe disse:

    Incrível essa idéia de ouvir quem entende da coisa!
    Os outros deveriam fazer algo parecido, não acha?

  5. Roberto Martinez disse:

    Gostei. Bem técnico e bem explicado.

  6. Lobo de Angra disse:

    sim com certeza este um site show, tenho passei a acompanhá-lo e não mais parei, visito umas 10x por dia, fuçando uma coisa aqui e ali…
    Estão de parabéns

    :) aqui?! esse carro da scuderia de v6 fico maneraço, bom trabalho do designer, agora por que não o vimos nos testes, e mais, está de acordo as especificações desse ano, sabe como é, o chororo pro lado da BRaw tá pegando, rsrsrs :D

  7. Fabio disse:

    Trabalho de primeiríssima. Parabéns à toda equipe do Grande Prêmio.

  8. Daniel disse:

    Belíssima matéria. Estão de parabéns. Eu só tenho medo é de essas mudanças aerodinâmicas não adiantarem muita coisa, no fim das contas, em relação às ultrapassagens.

  9. Claudio disse:

    Valeu FG. brigadão por ter atendido meu pedido do post anterior, hehe.
    Divila, vc foi na mosca.
    Só uma perguntinha que num quer calar. Se todos sabem como é e porque é o tal difusor, porque os chororôs não fazem logo um ctrl+c do bixo? Tem alguma regra, que não seja a moral, que os proíba?

  10. Jonatã disse:

    FG, só um comentário! VCS SÃO “O CARA”!!!
    Demais. O site do grande prêmio está dando um show!

  11. ALEX B. disse:

    Só um gênio como o Divila pra descascar este abacaxi que é a F-1 – 2009! Segredo da BBB = Simplicidade e é só!!! Valeu bruxo!!

  12. Já no jornalismo belo-horizontino (belohorizontino, belohhorizontino, belo horizontino) um jornal soltou hoje o guia da F1. Destaques para “o maior número de vitórias determinará o campeão” e a falta do traçado do circuito de Abu Dhabi por ser novo.

    Lastimável.

  13. Gabriel, o Pensador disse:

    Muito bom, parabéns ao Grande Prêmio!!! O Divila explicou direitinho, até os leigos – como eu – ficarão por dentro do assunto.

  14. Andre Benevides disse:

    Li a matéria. ficou muito boa.

  15. Andre Benevides disse:

    Atenção equipe do Grande Prêmio: guarde esse comentário do FG sobre a competência da equipe para embasar o pedido de aumento salarial!!!!

  16. Eric disse:

    Comentários impecáveis do mestre Divila.

    Show…tem coisas que só o GP faz para vc…..hahahahahah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *