MENU

quarta-feira, 15 de abril de 2009 - 16:32Indústria automobilística

PRATA, PRETO, CINZA

SÃO PAULO (que lástima) – Li hoje no jornal. Uma empresa de consultoria chamada Jato do Brasil fez uma pesquisa sobre as cores dos carros brasileiros. Em 2008, 36,32% deles saíram das concessionárias na cor prata. O preto veio em segundo lugar, com 28,37%. Em terceiro, o cinza com 14,41%. No total, 79,1% nessas três variações da mesma coisa. E apenas 20,9% de outras cores.

Dei uma “googada” para ver fotos do trânsito em SP. Achei essa aí. Tem dois carros coloridos de verdade. Um deles é um Fusquinha antigo.

Coisa mais sem graça…

123 comentários

  1. Marcelo disse:

    A “suposta razão para o trio prata/preto/cinza nos carros seria a neutralidade das cores “mais fáceis de vender” e juntamente com o branco, essa alegação tem uma pedra no sapato….. O VERMELHO ! a desculpa da neutralidade esbarra na quantidade de carros vermelhos (oferecidos) e comprados no brasil, todos os carros tem a cor vermelha, mas tente achar um verde… azuis são poucos, cores mais “chocantes” são raras (mais fáceis de encontrar em modelos recém lançados), mas o vermelhão tá sempre lá…. Como, se (supostamente) o povo quer carros discretos ? Podem ser as pesquisas… as fábricas oferecem prata azulado, cinza amarronzado, prata esverdeado, vermelho alaranjado e enquanto o comprador leva carros azuis, marrons, verdes e laranja, as pesquisas mostram prata, cinza e vermelho como sendo as preferidas… será que é para agradar nossos (generosos) governantes de esquerda ?

  2. Marcos disse:

    É a tal ditadura das cores, que começa na própria concessionária. Comprei um fox vermelho tornado (ferrari mesmo), e esperei 2 semanas pelo carro porque, para pronta entrega, só havia PRETO e PRATA. Mas eu quis o vermelho…

  3. vi. disse:

    cor forte só fica bem em jipinhos modernos. Vermelho , então , é uma cor perigosa……..

  4. vi. disse:

    O negócio é o seguinte, se começarem a lançar carros coloridos isso aqui vai virar um carnaval, vai ser uma verdadeira poluição visual,vocês não acham? de cores fortes e chamativas já bastam os outdoors , placas, etcc….Pessoalmente eu adoro os pretos, na verdade nunca havia pensado em ter um carro preto, depois que comprei o primeiro nunca mais quis de outra cor.Nossas paisagens já são coloridas, gente, não precisa de mais cor no trânsito.

  5. Irio Alexandre - Araçatuba SP disse:

    Como te mando uma foto??????????

  6. Sandro disse:

    Quando comprei o mue não queria prata… Mas qq outra cor tinha que esperar 4 meses… Cai no prata infelizmente

  7. Tio Beto disse:

    Realmente há poucas opções de cores nos carros novos.
    Mas quando vejo alguns mais velhos, penso que isso é apenas modismo e passará.
    Pessoalmente tenho uma Eco vermelha, meus filhos adoram, e acho a cor adequada ao carro. Gosto muito, e acho que é um diferencial interessante, tipo fugir da “boiada” , evitar o lugar comum.
    Gostaria de ver cores como o areia e o vinho em pintura sólida, tive carros assim , sempre gostei.
    O próximo será um Crssfox amarelo, se der.

    Abs

  8. Flávio Silva disse:

    Caro José João…muito obrigado pela correção (rimou)! Viva os carros vermelhos.
    E dá-lhe INTER!

  9. Arley disse:

    este foto nem é de SP é da ligação rio x barra

  10. E.Martinez disse:

    A culpa é de quem compra…classe média não é conhecida exatamente por sua criatividade e imaginação…

  11. O meu é um Palio vermelho. Falar pra você que quando eu saio do shopping, é fácil achar o carro no estacionamento, não importa o quanto lotado esteja.

  12. Marcio Ferreira disse:

    Meu primeiro carro foi um fusquinha verde igualzinho a este da foto. Tive o fuqueta 1969 entre os anos 1993 e 1995.

  13. Jeba disse:

    Meu primeiro carro foi azul, meu segundo (não tive escolha) prata.

    Depois que passei a ter o poder de escolher meus carros, tive um vinho, e agora tenho um esportivo vermelho.

    Graças a Deus!

  14. JP disse:

    É triste, é triste…

    Mas, dentre outras coisas, tem o fator segurança. É mais seguro andar num Corsa/Fiesta prata do que num carro colorido. Eu mesmo tinha um Fusca 73 vermelho com aquelas calotas cromadas e era uma agonia. Podia ver pelo retrovisor todo mundo olhando, reparando no carro. Neginho parava no semáforo e perguntava: “quer quanto?”
    Aí não dá!

  15. Dalton disse:

    Queremos vida e cores

  16. Dalton disse:

    Chega de Prata e Preto

  17. Roberto disse:

    Assim fica mais fácil para os bandidos roubarem os veículos, clonarem placas. Carro tudo igual. Preto, cinza, branco. Ou é falta de originalidade dos construtores de carros que não fazem uma campanha para acabar com o preconceito das cores. Ainda hoje existe o preconceito do carro cor de rosa (identificados mais pelas mulheres e outros grupos). Dizem que para revender carros de outras cores fica complicado. Ninguém gosta de carro verde, azul, metálico. Bons tempos eram os anos 60, 70 e 80 tudo colorido. As cores dos carros tiveram seu auge nos anos 70.
    Vejam uma revista ou foto da época para ver qual era a cor dos carros. Têm que haver uma campanha publicitária para incentivar os compradores a comprar carros de outras cores. Chega de preconceito.

  18. José João Silveira da Silva disse:

    Prezado Flávio Silva,
    Permita uma correção .. o campeão de tudo é o SPORT CLUB INTERNACIONAL ..
    Dá-lhe COLORADO ..
    Abraços..
    José João

  19. Jean disse:

    Falo isso há tempos: nosso trânsito é um mar de grayscale.

  20. MSM disse:

    Culpa das montadoras que cobram a mais por outras tonalidades; culpa pela revenda que joga essa história de desvalorizar o preço na revenda e se a pessoa quiser outra cor vai ter que esperar no mínimo uns 30 dias para receber o carro. Ou seja, somos obrigados a comprar um carro com essas cores mortas. Aqui no Rio está saindo a cor vermelha, principalmente no Gol e Voyage e também no Sandero.

  21. eduardo pereira disse:

    O Gorvenador do futuro quer acabar com os carros pretos, dai fica prata e cinza. NEm precisa escolher, heheheh

    http://www.primeiramao.com.br/editorial/superauto/editorial_servico76.asp

  22. Antonio Carlos Spada disse:

    As fábricas não se arriscam mais a lançar carros com cores diferentes…..encalhe na certa!

    Quando fiz 18 anos (1980), adorava carro preto, tive de encomendar…..não existia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *