MENU

sábado, 20 de março de 2010 - 1:24F-1

SENNA, 50 (21)

SÃO PAULO (vidas) – Erik Comas se estampou no guard-rail nos treinos para o GP da Bélgica de 1992, em Spa. Senna vinha atrás e parou o carro. Desceu correndo, para desligar o motor da Ligier do francês. “Ele salvou minha vida”, disse Comas a Thiago Arantes, do site da ESPN Brasil. “O carro iria explodir.”

O vídeo é esse aí embaixo.

66 comentários

  1. marcelo - ribeirão preto/sp disse:

    Pelo amor de Deus.
    Agora virou Santo.
    Uma das coisas mais piegas que já vi.
    E a música entào

    • evandro garcia disse:

      ele não virou santo,até porque como qualquer ser humano ele tinha seus defeitos,no automobilismo voçê não pode ser santo se não os outros pilotos passam por cima de voçê,mas como ser humano garanto que ele era melhor que muitos,o que nós conhecemos é o instituto Ayrton Senna,instituição criada por ele em vida,mas as pessoas mais próximas dizem que ele ajudou muito mais gente do que se pode imaginar,eu sei de um equipamento hospitalar que ele doou que custava na época 500 mil dólares,a imprensa ficou sabendo porque alguém do hospital deixou vazar na imprensa,não foi golpe de marketing!!! piegas é criticar alguém gratuitamente!!!!

  2. evandro garcia disse:

    Na época eu me lembro bem,ele foi severamente criticado por pilotos,pela direção de prova,pelo Bernie Ecclestone,pela FIA,pela equipe e por alguns membros da imprensa mundial, nós torcedores nos enchemos de orgulho por ver uma atitude que fugiu de qualquer padrão dinheirista da formula 1,mas somente Eric Comas é que realmente entende o valor do gesto do Senna,é uma pena que tem muitos que não entenden e julgam a atitude dele como extratégia de marketing,e outras coisas,outros se preocupam com a “canonização” do Ayrton,embora tenha feito muitas coisas boas em vida e deixado um legado como o Instituto Ayrton Senna,ele não era santo tinha seus defeitos,mas acredito que era uma pessoa melhor que muitos,muitos que o criticam sem razão,muitos que tem é inveja do seu talento e das vitórias profissionais e pessoais,ciúmes porque o “outro”,não tem o mesmo carinho que o Brasil tem pelo senna,não se preocupem não,a intensão de nós torcedores a quem chaman de “viúvas” não e tornar Ayrton Senna santo,mas que ele foi um ser humano melhor que a maioria que passou pela F1 isso é indiscutivel!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>