HORROR EM PORTO ALEGRE

SÃO PAULO (cadeia é pouco) – Um animal num Golf preto atropelou dezenas de ciclistas que faziam um passeio por Porto Alegre ontem à noite. Acho que a esta altura do dia, todo mundo já está sabendo. Há indignação e revolta na cidade. Aqui, um vídeo feito pelo pessoal da Massa Crítica, o grupo organizador. Um delegado andou dando declarações dizendo que o “erro crucial” foi realizar o passeio sem avisar as autoridades.

Como pode uma besta quadrada dizer um negócio desses?

Como pode alguém fazer o que fez esse cara do Golf?

O que que está acontecendo no mundo?

Comentários

  • Vejam vocês como são as coisas. Idiotas tentam justificar uma tentativa de homicídio em massa, com argumentos pueris como “os ciclistas não comunicaram as autoridades”.
    Então, quer dizer que se não tiver autorização das “otoridades”, os demais estão autorizados a passar por cima?

    Em São Paulo ocorrem manifestações “não autorizadas” às dezenas. A Avenida Paulista, vira e mexe é interrompida por uma manifestação, assim como o centro da cidade. Nem por isso o pessoal daqui passa por cima.

    Imagine o que esse demente faria na saída de um jogo do Corinthians, na Avenida Pacaembu.

    Simplesmente não há desculpa.

  • Esse jumento tinha era que apodrecer na cadeia….mas como o mundo tá cheio de louco…ele é só mais um.
    Agora o que me dá nojo mesmo é desse Filho da Puta desse delegado….esse cara é um servidor publico, estudou (ou não pelo jeito) pra isso, pra defender a população porra! Defender e garantir a integridade das pessoas e o cumprimento das leis e da justiça…como o cara pode dar uma declaração dessas…
    Não só o condutor facínora, mas esse delegado de merda deveriam ser punidos exemplarmente…e suas devidas penas comunicadas aos quatro ventos, para que tanto os loucos a solta como os delegados pensassem um pouco antes de cometerem uma atrocidade dessas.

    Puta que pariu que revolta…

  • O cara do Golf tem que pagar pelo seu atos, mas tem que ver o motivo que levou ele a fazer esta barbárie, digo isso pois a 3 anos atrás estava levando meu avó para o hospital (ele estava tendo um infarte) no caminho dei de cara uma manifestação, um monte de gente fechando a via e queimando uns pneus, desci do carro e pedi para que me permitissem passar pois tinha uma pessoa morrendo dentro do carro, o cara que estava ‘organizando’ a manifestação simplesmente virou para mim e falou ‘QUE SE FODA!’, eu só não fiz igual ao cara do GOLF pois por sorte chegou uma viatura da policia na hora que eu já estava me preparando para fazer merda, expliquei para os policiais e na mesma hora eles dispersaram o povo na base da porrada e tiro para o alto.

  • ANIMAL SÓ ATACA PARA SE DEFENDER, A SI OU SEU TERRÍTÓRIO, SÓ CAÇA PARA SOBREVIVER.
    ESTE INDIVÍDUO ACELERA PARA CIMA DAS PESSOAS SÓ POR DIVERSÃO. CAÇAR SUA CARTEIRA DE HABILITAÇÃO É O PRIMEIRO PASSO, DPOIS JAULA, QUE FALTA FAZ UMA CADEIA TIPO CARANDIRÚ?…. IA SER UMA FESTINHA PLAYBOYZINHO ASSADO.

  • Realmente, qualificar de animal esse Ricardo José Neif (nome do motorista) é uma grande injustiça com esses seres, habitantes do planeta Terra como nós. Essa figura tem que ir para a cadeia e ponto. E lá, se há justiça neste mundo, que sofra bastante! Assistir às gravações do que esse ser humano fez é algo muito revoltante. Mas mais revoltante ainda está sendo ver pessoas defendendo o sujeito… é mole?

  • Esse louco tinha que ter a patente cassada para sempre. Não há desculpa para um motorista fazer isso com pessoas indefesas.
    Mas isso tá muito polido. Esse cara é mesmo um filhodap@#$%¨¨uta!

  • Os dois deveriam ser recolhidos ao Presídio Central de Porto Alegre: esse psicopata demente do Golf e esse delegado imbecil chamado Montenegro pelas declarações absurdas. Diferentemente do que afirma o douto delegado, acho que o Rio Grande do Sul se parece não com a Líbia, mas com o Afeganistão. É de chorar essa notícia…

  • Foi de proposito,evidentemente.Pior é que vai dar outra pizza.Por outro lado imagino que as otoridades encontram uma vantagem nisso porque as pessoas por medo acabam ficando trancadas em casa sem ficar dando trabalho no fim de semana.

  • Flávio, só uma sugestão: que tal trocar o “animal” por outra qualificação verdadeiramente negativa? Eu – e todo mundo – também tenho o hábito de qualificar assim esse tipo de barbaridade cometida por seres humanos, mas venho tentando mudar o vocabulário em situações como essa. Nossos companheiros, os animais, não merecem esse tipo de desonra. Eles – por razões óbvias – seriam incapazes de cometer uma atrocidade friamente racionalizada como essa. Foi um crime cometido por um humanóide qualquer, alguém que talvez até tenha sido humano em algum momento, mas que na última sexta-feira esquecer sua parcela de humanidade em alguma gaveta de casa, armou-se com um carro e foi para a rua. Até que se arrependa sinceramente, merece ser qualificado como um humanóide, nada além disso. Enfim, não se trata de querer ser politicamente correto, mas de enfrentar outra front urgente – tal qual a humanização das ruas – desse século que só se inicia: a luta pelos direitos das demais criaturas que chegaram neste planeta antes de nós.
    No mais, excelente texto. Curto e direto. E tocando o dedo na ferida. Valeu! Um abraço!

  • Esse comportamento é comum, mas não pode ser considerado normal. Se perdermos a capacidade de indignação com as atrocidades que ainda continuam acontecendo aí teremos perdido tudo…

  • Identificar se era ele dirigindo não vai ser problema, pois algumas pessoas falaram com ele e conseguiriam indentificá-lo.

    Já no que tange ao cumprimento da lei (entenda-se cadeia), se não for preso e condenado a saída é fazer da vida dele um inferno.

    A pressa de alguns segundos dele vai atrasar a vida inteira.

  • Quanto à fechar totalmente a rua, as bicicletas são veículos e estavam se movendo, portanto não estavam impedindo o transito dos carros. Se você é de São Paulo sabe muito bem que nos horários de pico (e não só neles) somente os carros impedem completamente o trânsito. Por que ninguém fala disso? Que é o automóvel carregando uma única pessoa que realmente atrapalha o trânsito?

    Vamos imaginar o seguinte: você e mais 100 amigos saem cada um com seu carro do ponto A para o ponto B em qualquer cidade. Você precisa pedir escolta da polícia ou do departamento de trânsito? Por que as bicicletas precisam? Pensando por essa ótica toda vez que eu for sair com mais 5, 6, 50 ou 100 amigos pra andar de bicicleta tenho que pedir autorização (estamos num estado de direito ou de exceção?). Será que a CET vai me escoltar todos os dias indo pro trabalho, pro mercado ou pra faculdade?

    • O estatuto de trânsito também diz que bicicletas devem circular no lado direito da via. Ali estavam por toda a via. E novamente digo, não era um passeio de bicicleta, e sim uma manifestação. Se tivessem comunicado as autoridades estariam protegidos de idiotas como esse do Golf.

  • O pior é pensar que esse motorista idiota provavelmente será aclamado por muitos outros idiotas. Babacas de plantão em êxtase falarão sobre como esse herói destemido ousou fazer o que até hoje tantos outros apenas sonharam.

    O trânsito é um grande termômetro para o nível de desenvolvimento de uma sociedade. E o que se vê no Brasil é um quadro crônico de subdesenvolvimento mental! O respeito pelo próximo é motivo de piada.
    Algumas vezes por ano participo de corridas de rua em Curitiba e, julgando pelo comportamento dos motoristas que se pode ver aos domingos de manhã, não consigo me surpreender com os acontecimentos da sexta-feira. Os motoristas e seus carros já dominam as ruas durante toda a semana e ainda assim são incapazes de compartilhar esse espaço por no máximo duas horas aos domingos, nos horários de menor movimento. Buzinam, xingam, desafiam quem zela pela segurança dos esportistas.
    A explicação é uma só: IGNORÂNCIA. É a única explicação para um povo que quer consumir como os americanos e viver como os europeus mas não consegue viver civilizadamente nem enxergar como um passeio ciclístico, uma corrida, uma manifestação pacífica pode ajudar a vencer a ignorância que com certeza o atinge em outras situações e tem a mesma raiz.

    Em Curitiba a ignorância tem vencido sempre: para não desagradar os motoristas trogloditas das manhãs de domingo não se fazem mais corridas na região central da cidade e o campeonato oficial da cidade atualmente só conta com três etapas no ano; para não desagradar os donos de bares e os motoristas trogloditas das madrugadas não se fazem mais blitze contra motoristas embriagados; os sorrateiros radares de multas se multiplicam sem trazer qualquer melhoria para as ruas ou para o trânsito…

    Pode parecer esses e tantos outros assuntos não se relacionam… mas A IGNORÂNCIA É A MESMA!

  • Carai bicho, o que tem de mauricinho tunador de carro aqui nesse blog não é brincadeira não, tem nego querendo justificar o injustificavel. Vão se tratar cambada de maluco. Daqui a pouco um louco desses atropela sua mãe na ciclovia e vcs vão dizer que ela tava errada tambem?
    Doentes mentais, só olham as coisas com olhos de motoristas com transtornos psicologicos graves.

  • Até pode ser regra ou uma lei avisar as autoridades sobre um passeio ciclistico e até entendo se ele ficasse irritado, mas por isso sair atropelando todos, não faz sentido algum. Ele poderia ter desviado de rua talvez. As vezes eu fico pensando se ele não tem algum tipo de preconceito, porque a passeata era para incentivar as pessoas a usarem bicicletas ao invés de carros que poluem. Por ser biologo as pessoas pensam(e falam) que ambientalista não tem nada pra fazer e que tem pena dos animaizinhos que morrem.

    • Claro que não… então se sair 100 carros ao mesmo tempo precisará informar as autoridades, puts em são paulo então… ciclistas (bicicleta) são meios de transportes iguais aos carros, em são paulo quando para o transito vou pegar meu BIG FOOT e passar por cima de todos, seria a mesma coisa com essas porcarias de carros e alguns motoristas egoíostas que ficam parados e eu valentão estou perdendo minha balada com os amigos não posso me atrazar. Faça me o favor esse delegado, eles não estavam impedindo o transito, não estavam parados estavam se locomovendo. Sou motorista desde 2005, e ciclista desde 2001. Sei muito bem que os dois podem conviver juntos e organizados, mas o problema é o egoísmo das pessoas (motoristas principalmente).

      Campanha “SORRISO NO TRÂNSITO” precisamos mudar e ser mais humanos e tenho fé que isso um dia aconteça.

      http://www.youtube.com/watch?v=7KkhhIBxRhs

  • De onde se conclui que se houvesse um protesto de pedestres na Paulista sem avisar as autoridades, fica justificado o cidadão passar por cima de todos. Maravilha.
    Vemos isso todos os dias. Carros se jogam sobre motociclistas, ônibus se jogam sobre ciclistas, carros invadem a faixa de pedestre, carros para sobre as calçadas. O lixo é jogado nas calçadas bloqueando os pedestres. Moro na Rua Iara no Itaim Bibi, que é mão única. Por dia, uma média de 20 carro percorrem a rua na contramão para evitar uma volta no quarteirão.

    Essa cultura de tudo que atrapalha o carro deve ser destruído tem de acabar.

    PS: Como organizador de passeios ciclísticos, sempre recomendo que se avisem as autoridades. Em geral somos ignorados.

  • O motorista agiu muito mal e deve ser punido. Mas o delegado tem razão quando fala: “Faz a tua manifestação, mas não impede o fluxo de automóveis. Se tu impedes, dá confusão, dá baderna, dá acidente”.

  • Vi no Massa Crítica o video de um celular que filmou a barbarie. O cara passa em grande velocidade espalhando horror. Parece uma bola de boliche derrubando pinos. O que vai acontecer com o “cidadão”?? Esperar passar o flagrante e se apresentar dizendo que o acelerador travou?? que o freio não funcionou?? que o cérebro dele só tem dois neurônios??
    Mas o que queremos? Quando deputados, senadores, ministros, presidentes dizem que não sabem de nada, que não tem nada com isso o povo acredita. Acredita tanto que vamos ter um nobre deputado com suspeitas de ser ruim das letras na comissão de educação. É Flávio nossa geração anda pregando no deserto. E pode acreditar que tem gente (como já apareceu) que vai culpar os ciclistas. Brasil, um país de tolos!

  • Flávio Gomes:

    “Um delegado andou dando declarações dizendo que o “erro crucial” foi realizar o passeio sem avisar as autoridades.

    Como pode uma besta quadrada dizer um negócio desses?

    Como pode alguém fazer o que fez esse cara do Golf?

    O que que está acontecendo no mundo?”
    ________________________________________________

    Aqui concordo em 101% com o que falou o FG!

    Realmente como pode um animal fazer algo do tipo? Ninguém anotou a placa desse animal?

    E esse delegado? Se sou governador do RS no mínimo o adverteria fortemente de imediato!

    J. Freire

    http://www.twitter.com/F1Admirador

  • Não li todos os comentários, não sei se alguém viu isso aqui… tem o atropelamento com requintes de crueldade pouco antes de 1min:

    http://www.youtube.com/watch?v=6XL3g4vPK30

    Mas fiquei triste demais com o que li aqui… “não sei se os ciclistas não fizeram algo pra irritar o cara”? Então é assim, você me irrita eu te atropelo? Ou te mato? Ou te esquartejo? Voltamos à idade média? Ou melhor, até antes disso, afinal lá já haviam regras… E o pior é ler, no Terra, um delegado imbecil dizer que estão investigando uma segunda versão, em que o motorista teria esbarrado em um ciclista e os outros o teriam fechado, causando o atropelamento… Veja o filme acima e me digam se dá pra acreditar numa baboseira dessas!

    Um acontecimento desses abala minha fé nessa nossa sociedade… as respostas que eu li aqui, praticamente a extermina!

  • O mais interessante foi o delegado dizer que o passeio de bicicleta era irregular. o delegado Gilberto Almeida Montenegro certamente não deve ter cursado as melhores faculdades de direito, se é que cursou alguma. A bicicleta tem transito livre em vias públicas, independe do número delas.
    Ninguém tem que avisar o delegado de porcaria nenhuma para passear de bicicleta.
    Encaro essa afirmação do delegado como altamente suspeita, pois a priori defende o motorista do Gol e por isso já deveria ter sido afastado pelo Delegado Geral no mínimo por suspeição, burrice ou ambos. Aposto que o motorista enviou algum advogado para falar com a polícia e negociar sua entrega e nessas horas podem ocorrer “coisas estranhas”, se é que me entendem.
    O fato em si é lamentável, mas a atitude do policial encarregado do caso é mais ainda. Delegado tem que enquadrar, investigar e elaborar um inquérito decente e não emitir julgamentos à priori, isso é coisa para juiz e mesmo assim durante julgamento.

  • Certos carros parecem que foram feitos para ser dirigidos por idiotas, GOLF é um deles, quse todos que tem golf acham que tem uma super máquina e que ninguém tem o direito de atrapalhar eles. Lamentável.

  • Tem ki passá por cima mermo, é nóis, APzero domina tudo, e nem liguei o booster pra socá 2 bar nesses pedala inútil. qué pedalá vai na academia.

    Calma, calma, isso ai em cima é o comentário que vi há dois anos atrás de um moleque com um GOL turbinado que quase atropelou um grupo de ciclista aqui em curitiba.

    Na pura verdade não vejo como absurdo o comportamento do motorista muito menos do delegado, é o Brasil, eles vivem no meio da arrogância, da prepotência, da sujeira, do poder. Para estas pessoas não existe direito dos outros, sempre tem o direito dele primeiro, não importa se o seu vem primeiro, é elas que importa.

    E não vai dar nada, absolutamente nada. Conformem-se, vivemos em um país violento, o sexto mais violento do mundo, SEXTO, SEXTO, prestaram atenção??? Sexto mais violento do mundo, então educação e bons modos não é aqui que vamos encontrar.

  • A policia como sempre vai achar o cara, interrogar e esse canalha vai contar que foi roubado ou não viu nada…E logico a policia e justiça vão fingir que acreditam e ele vai ficar soltinho da silva com a fichinha bem limpa!
    Canso de ver trabalhadores do volante que se envolveram em acidentes e estes mesmo sendo vitimas acabam respondendo a processos e muitas vezes ficam impossibilitados de trabalhar.

    Enquanto isso muitos assassinos que usam seus veículos como armam andam a solta com a benevolência da justiça/policia.

  • São coisas como essas que me fazem consciente de que automóvel deveria ser considerado uma arma letal. Claro, o carro é indispensável no dia de hoje, encurta distâncias, diminui tempo, otimiza situações… Mas na mão de imbecis como esse é pior que uma bazuca e causa tanto estrago quanto. Surpreende que uma besta dessas tenha sido aprovado em qualquer exame psicotécnico sério.

    Enfim, são atitudes como essas que me fazem pensar. Será que não temos cavalos demais sob o comando de um só burro? São acontecimentos assim que me fazem ver com bons olhos propostas de rodízio, de áreas proibidas ao tráfego automotor individual. Não é nem pela poluição que causam, mas pelo violência a que as pessoas conscientes estão sujeitas enquanto no volante estiver um amental desse calibre.

  • Nesta situação não tem ninguém com razão, o motorista é um animal que tem que ser preso, não resta dúvida, mas os ciclistas também fizeram tudo errado.
    Não se tratava de um passeio como alguns falaram aqui, se tratava de uma manifestação a favor do uso de bicicletas. Manifestação não é lugar para criança e ponto final.
    Segundo declarações dos próprios manifestantes, o carro já vinha a algum tempo pedindo passagem, mas ao invés de um representante chegar na janela do carro e conversar, começaram a bater palmas para o motorista e provocar. Como o motorista já não batia bem da cabeça, deu no que deu.
    Agora pense bem, fazer um protesto, trancando o trânsito, numa sexta feira, no horário de maior trânsito na cidade, ocupando toda a rua, e sem avisar as autoridades, tem tudo para dar m…. mesmo. O padre da igrejinha aqui perto (sou de Porto Alegre também) as vezes faz umas procissões de dar a volta na praça que tem na frete da Igreja, coisa de 5 minutos, mas chama a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) que sempre atende e tranca as ruas. Porque os ciclistas não fizeram o mesmo? É muito amadorismo e irreponsabilidade.
    A causa que eles defendem é legítima, mas querem fazer manifestação? Vão pedalar em circulos para trancar a saída da garagem da casa do prefeito, ao invés de atrapalhar a vida dos outros cidadão comuns que numa sexta feira a noite só querem chegar logo em casa para descanssar e curtir a família, e que assim como os manifestantes, sofrem com os problemas do trânsito da cidade.

    Acho importante citar que tenho carro, mas ele sai uma ou duas vezes por mês da garagem. No dia a dia, ando de moto, bicicleta ou mesmo transporte público.

    • Seus valores estão deturpados e nada justifica a atitude do assassino.

      Não venha colocar uma manifestação legítima no mesmo pé de igualdade da atitude deste animal, isso é um atestado de imbecilidade de sua parte.

      Ao contrário do que você diz, manifestação é lugar para qualquer cidadão que lute pelo seu bem estar, sua cidadania e pelo bem geral de seus concidadãos e isso inclui velhos, crianças e qualquer um que queira participar.

      É por pensamentos individualistas como o seu que o Brasil ainda é um país subdesenvolvido, você é um perfeito covarde, um comodista que só pensa no seu interesse.

  • “No fim do mundo tem um tesouro. Quem for primeiro carrega o ouro. A vida passa no meu cigarro. Quem tem mais pressa que arranje um carro. Pra andar ligeiro sem ter porque. Sem ter pra onde pois é pra que.” MPB4.

  • Olha, se fosse assim, um cara estressado poderia invadir uma feira de rua, quando não houvesse policiamento presente?
    .
    Como tem “motorista estressadinho” lendo este blog. Espero que cada um deles encontre um Capitão Nascimento em seu caminho, na próxima vez.
    .
    Dentro do carro, são só coragem…

  • O automóvel corre, a lembraça morre. Pois é, pra quê? O mau do século XXI não é a depressão, o cancer, ou a aids. É a ansiedade. A ansiedade está corroendo as entranhas das pessoas. Numa dessas, o sujeito que dirige tem que ter a consiência objetiva no momento de que mais calma, paciência e inteligência serão necessárias para lidar com o fato. Porque não recuar, alterar o caminho? Porque não esperar? Porque não ligar o alerta, observar o movimento, a fim de compreendê-lo? Porque não experimentar a diferença, o universo do outro? Como alguém pode se julgar no direito de passar por cima de alguém? Esse mundo da ejaculação precoce não tá com nada.

  • Eu pedalo e fiquei chocado!!! Espero uma punição exemplar a esse fdp… Morei em vancouver e pedalar lá é seguro, tem ciclovias e os motoristas respeitam os ciclistas. Uma bike na rua é um carro a menos e na hora do rush faz grande diferença. Manifesto aqui minha solidariedade à massa e esperamos sim um mundo melhor, mais verde e saudável!! Keep cycling guys!!!