NA LATA

SÃO PAULO (por que acaba?) – Não me perguntem o motivo, mas me lembrei das azedinhas da Sönksen hoje. Aqueles flashes do passado, sabem como é? Fui atrás para saber se ainda existiam, e me deparei com a ótima matéria do Marcelo Duarte no seu Guia dos Curiosos. Não existem mais. É uma pena, porque eu guardava minhas bolinhas e dadinhos de futebol de botão em latinhas como essa aí embaixo (imagem devidamente surrupiada do Almanaque do Malú).

Mas eu gostava mesmo era das balinhas de cevada. Creio que empresa nenhuma no mundo ainda faz balinhas de cevada, o que é um sinal bem claro de que o planeta vive seus derradeiros dias.

Comentários