WILLYS CASTLE

GUARUJÁ(só aqui, mesmo…) – Descoberta do Luís Salomão, que não é aquele, meu manager, que só pensa em Fusca. Conhecem o Castelo do Willys em Palotina, no Paraná? Pois conheçam, que é um negócio do outro mundo. Peças e carros. E mecânicos, e restaurações. Um paraíso para a turma da Rural e seus derivados. E tem cada um pra vender…

Comentários

  • Engana-se quem acha que a grande maioria das Willys ainda continuam na ativa com carrocerias originais, milhares delas foram transformadas em carretas agrícolas, conhecidas como “Giricos” Só nós desmanchamos e transformamos mais de 300 delas por ano, e foram uns 15 anos fazendo isso, salvando nossos agricultores da crise do petróleo, transformando-as em uma ferramenta de trabalho que gastava 10 vezes menos combustível do que originalmente. E existiam centenas de transformadores deste veículos espalhados pelo RS e demais estados, ainda hoje temos pequenas fábricas e algumas por falta de Willys, estão usando de VW a Toyota hillux, basta procurar pela internet e conferir.

  • Em Vitoria de Santo AntÃo-PE tem uma oficina-galpão – A American Jeep, de um sargento aposentado que trabalhava restaurando Veiculos militares. quando ele se aposentou, abriu a oficina. Ele compra jeeps e rurais nos leiloes do exercito, restaura, deixa o carro até com cheiro de 0km e bota prá vender. A oficina é bem parecida com esse castelo aí. Dá vontade de morar lá.

  • “Pelas barbas do profeta!!!”, como diria o velho locutor Sílvio Luis!

    O paraíso existe!!!

    Estou até passando mal!

    Se entro num lugar desses, cometo uma loucura!

    E eu vendi uma há anos atrás, por uma mixaria qualquer! Burro, asno, idiota, toupeira completa. Continuem me xingando, por favor….

  • A minha este ano estará nas ruas, aumentando a porcentagem de F-75 na atividade. Perto aqui de casa tem umas 5 ou 6 em pleno funcionamento, e toda semana vejo uma diferente passando pela região. F75 FOREVER!!!

  • Calculo que cerca de 90% das Rurais e F-75/85 continuam na ativa. Se esta estimativa estiver correta (só uma pesquisa no RENAVAN pode confirmar…), deve ser um recorde mundial. Estas Willys estão longe da vista da grande maioria da população; estão escondidas nos interiores mais remotos do Brasil, onde, inclusive, os Fuscas já estão desaparecendo.

  • …aprendi a dirigir numa ruralona, afinal tinha que ser, meu velho teve 11 Rural!!!!!
    desde a 59 verde e branca até uma zero da ultima série… deveria ter guardado essa!!

    o velho gostava tanto das Rural que tirava da loja zero, enfiava na garagem e ELE mesmo desmontava o interior do carro pra lambuzar tudo com uma mistura de undersil, que era uma gosma feita pra calafetar e absorver ruidos tudo isso misturado com uma bola de estopa.
    a Ruralex rodava macia como um cupê…
    saudade da rural e do meu velho…

  • Grande sacada, negocio interessante, so podia ser de Palotina, pois o oeste do Pr é uma regiao BEM ACIMA da media brasileira! O cara ai tem um onibus que ele transformou num enorme furgao, cuja traseira é uma enorme porta por onde entrar ate tres willis, podendo assim transportalos facil facil, viu, o cara é um genio,,,,,, VALEU.

  • É simplesmente o paraíso na Terra!!! Já conhecia a loja virtualmente, e quem tem uma Rural como eu, sabe que o Castelo do Willys é realmente um paraíso.

    Abraços À todos,
    Felipe Montanheiro.

  • Muito legal a dica Flavio! Sempre bacana ver esses carros lembrados pela mídia e conhecer novos lugares que preservam e ajudam a preservá-los. Acho que em 1:22 aparece uma F-85. Será? Tenho uma humilde teoria (esta não leva em conta o fator humano dessa brava gente): se os bovinos e muares foram responsáveis por abrirem caminhos para a exploração de nosso imenso território, a Willys com a Rural, Jeep, F-75 e família foi responsável pela integração de nosso país. Abs que agora vou pro mato com minha Rural.

    • pega-se aquele motor argentino de 6 cilindrtos a alcool (acho que era da f 350), coloca-se um cambio de 4 marchas com mudança no assoalho, coloca-se blocante nos diferenciais dianteiro e trazeiro, junta-se tudo isso numa RURAL, voce terá um carro,imbativel em qualquer terreno, meus amigos da rota 4×4 tinham uma assim construida por eles mesmos, chegaram a serem proibidos de participar em uma competição promovida pelo jipe clube de campinas, deram um baile em todo mundo, em um trecho de lama de uns 50 metros a rural passou como se estivesse no asfalto, enquanto muitos jipes tiveram que ser rebocados, inclusive o do presidente do tal clube