MENU

segunda-feira, 7 de novembro de 2011 - 15:43F-1

BABY SCHUMI

SÃO PAULO (dura, a vida) – Legal a entrevista de Sébastien Bourdais, que foi companheiro de Vettel na Toro Rosso. Ele acha que o alemãozinho é capaz de estabelecer uma hegemonia na F-1 mais exasperante que a de Schumacher quando estava na Ferrari. O francês derrama elogios sobre Vettel.

Eu não acho que vá acontecer algo tão longevo. Menos pelo piloto, amplamente capaz disso, mais porque um domínio tão duradouro não sobrevive às mudanças drásticas que o regulamento da F-1 prevê para daqui a dois anos.

Em todo caso, fica a opinião do rapaz, que conhece bem o ex-companheiro.

7 comentários

  1. Rafael Assis disse:

    E o Bourdais estava certo, ele conseguiu uma hegemonia 2010-2013!

  2. Williams disse:

    quais mudanças ‘drásticas’ seriam essas Flávio? me vem na memória só a de motores. Essa ja mexe com todo o carro, mas teriam outras?

  3. André disse:

    Concordo com você, Flavio. Mas é preciso lembrar que Schumacher também sofreu com as várias mudanças da F-1, tanto tecnicamente no carro, quanto em sistema de classificação e até pontuação, tudo pra tentar frear este domínio. E mesmo assim o alemão foi superior. A diferença é que o Vettel não é tão superior aos seus adversários, na verdade não se sabe se ele é melhor que Alonso e Hamilton, é cedo pra tirar esta conslusão.

  4. galileu disse:

    aliás acho que esse marcelo sim é uma viúva frustrada
    todos os post mete o pau no senna, mas não,deixa de falar nele.
    tenha a santa paciência.

  5. Levi Davet disse:

    Bourdais provavelmente interessado em alguma vaguinha por aí… Ao falar maravilhas de Vettel, Bourdais não parece tão ruim como pareceu em seu tempo na F1…

  6. Marcelo disse:

    “Mas o que o Sebastian pode fazer, mesmo com um carro incrivelmente rápido e difícil de controlar, é guiar além dos problemas”, opinou. “O controle que ele tem do carro é excepcional e realmente se destaca se o carro ou as condições são difíceis”

    Pois é, o Senna ficou numa puta choradeira com o Williams de 94(achava o carro difícil de guiar), mas curiosamente D.Hill não reclamou de nada do carro, ainda novato venceu 6 corridas e disputou o título, claro…com ajudinha da FIA “ferrando” Schumacher o ano inteiro, mas Hill nunca reclamou do carro. Não estou comparando Hill a Senna, mas que foi curioso a choradeira do “heroi” nacional,isso foi…

    É aquilo que o Piquet disse em 83 quando Senna foi testar pela Brabham, “sabia que o carro era extremamente difícil de pilotar, por isso apostei alto na época, 100 mil dólares que ele não ficaria no mesmo segundo que eu, quando teve que regular o carro sozinho Senna levou ferro, fazer tempo baixo na Williams usando regulagens do titular da época(K.Rosberg) é fácil”

    Pois é, Senna tomou quase 2 segundo do Piquet, o piloto pode ter “braço”, mas se não consegue tirar tudo quando o carro é difícil de pilotar…só resta chorar, dizer que fulano esta trapaceando, etc…

    Outros campeões observaram esse ponto fraco de Senna:

    julho de 2008

    Stewart: Senna não teria vencido tanto sem Prost

    Três vezes campeão da Fórmula 1, Jackie Stewart deu uma opinião polêmica durante um evento de um patrocinador da Williams nesta terça-feira. De acordo com o veterano, o tricampeão mundial Ayrton Senna não teria sido tão grande na Fórmula 1 se não tivesse sido companheiro de Alain Prost na McLaren.

    “Alguns pilotos são muito rápidos, mas não absorvem tantas informações sobre como fazer o carro trabalhar da melhor maneira possível. Na minha opinião, Prost é um dos melhores de todos os tempos porque fazia o carro trabalhar para ele e para Senna. Não acho que Senna teria vencido tanto se Prost não estivesse lá”, comentou o escocês.

    Stewart, porém, também reconheceu os méritos do brasileiro. “O que Prost fez para a McLaren ajudou muito Senna, que era um piloto mais livre, com um feeling, habilidade e técnica superior. Mas o Prost tornou isso possível. É só você olhar a câmera onboard e ver os movimentos: dificilmente a roda se movia com Prost”, analisou.

    Anos antes, Piquet também cutucou comparando com Schumacher:

    Em entrevista ao jornal “Daily Express” em Maio de 2003, Nelson Piquet afirmou que Michael Schumacher é um piloto melhor que Ayrton Senna e, talvez, o alemão seja o melhor de todos os tempos.

    De acordo com o tricampeão mundial, Schumacher transforma as equipes por onde passa e isso é um de seus maiores méritos.

    “Ele fez algo que muitos bons pilotos não conseguiram. Ele guiou e transformou equipes por onde passou”, disse Piquet. “Michael teve coragem de ir para uma equipe que não era forte. A Ferrari não era campeã há 21 anos. Senna sempre queria ir para a melhor equipe, como aconteceu quando ele saiu da McLaren e foi para a Williams. E isso para mim, faz de Schumacher um piloto melhor, e digo isso como brasileiro”, completou.

    Piquet acredita que se fossem retirados todos os dispositivos eletrônicos dos carros o alemão seria praticamente imbatível. “Ele seria muito melhor que todos os pilotos, muito melhor que Rubens Barrichello, muito melhor na mesma Ferrari”, concluiu

    Só pra lembrar, Newey foi da Mclaren nos anos de ouro da Ferrari e nem assim conseguiram quebrar o domínio de Schumacher entre 00/04, e o alemão voltou forte em 06 para brigar com a Renault, venceu 7 corridas o que não é pouco, Schumacher realmente fazia a diferença, se Kimi foi campeão em 07, muito é graças ao trabalho de Schumacher entre 05/06 colocando a Ferrari novamente no topo, pronta pra brigar novamente pelo título.

    Toro Rosso e RBR já tinham Newey desde 06, mas só conseguiram vencer corridas quando teve Vettel ao volante a partir de 08.

    Newey é bão, mas Vettel é fora de série, um completa o outro…ninguém faz nada sozinho, basta ver a listinha abaixo:

    Clark teve Chapman,63/65
    Gran Hill teve Chapman,68
    Jackie Stewart teve Derek Gardner, 69/71/73
    Rindt teve Chapman,70
    FITTIPALDI teve Chapman,72
    Lauda teve Mauro Forghieri em,75/76/77
    Andretti teve Chapman,78
    PIQUET teve Murray em,81/83
    Lauda teve Barnard em,84
    Prost teve Barnard em,85/86
    PIQUET teve Frank Dernie e P.Head em,87
    SENNA e Prost tiveram Murray em,88/89
    Mansell teve Newey em,92
    Prost teve Newey em,93
    Schumacher teve, Barnard, Brawn e Byrne.

    São vários os casos…D.Hill, Villeneuve, Hakkinen contaram com Newey, em 96/97/98/99. O que eu acho hilário, é que ninguém lembra desses detalhes, só vão lembrar HOJE que Vettel tem um grande projetista…

    Vettel ainda tem o mérito de começar ganhando dois títulos em equipes que não são Ferrari e Mclaren, começou por baixo e chegou ao domínio trabalhando na Toro e RBR, não dependeu de motorzinho especial com 100 cv a mais que os rivais para fazer suas 28 poles(caso de Senna em 85/86). Não dependeu de regulamento a favor para ser campeão(caso de 88), e não precisou jogar o carro em cima do adversário para conquistar mais títulos, caso de Prost, Senna e Schumacher.

    Vettel é Bicampeão de forma LIMPA, e sem depender de companheiro de equipe para desenvolver o carro, esse vai dar trabalho para a pachecada, já vi isso com o outro alemão, vai começar tudo de novo.

    • galileu disse:

      me recuso a ler algo que essa janete comenta, logo mais vem a valéria, tenha a santa paciência, se muda para a alemanha o otário.
      não sou viúva, mas acho ridículo todos os post dessa bicha ele atacar um cara que já morreu, deixe o cara descansar em paz, ô tresloucada.;
      sempre a mesma aporrinhação, o shummy é isso, o shummy é aquilo, agora é o vettel.
      assim não pode , assim não, dá

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>