MENU

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 - 19:37Nas asas

NAS ASAS

SÃO PAULO (ai, que saudade…) – Recebo simpático e-mail do Geraldo Papa com duas fotos tiradas em Cumbica. Escolhi uma. “Não são fotos antigas, tampouco raras. São de outra época, quando não eram comuns as idas aos aeroportos. O 747-300 da Varig foi tirada em 1988. Fui buscar meu irmão, que voltava com sua esposa de uma viagem ao Nordeste, e ele estava lá.”

Quantos 747 a Varig teve? Bom, eu voei algumas vezes nele, ou neles. E essa pintura é imbatível. Que me lembre, foram devolvidos, ou vendidos, quando a Varig quebrou de vez. Mas é um dos aviões mais belos do mundo.

ATUALIZANDO…

Graças ao comentário do Fábio Macedo postado agora há pouco, cheguei neste link que conta a história de cada um dos 747 operados pela Varig entre 1981 e 1999. Foram 12 aeronaves. Acho sensacionais esses sites que rastreiam cada avião produzido no planeta. E é muito legal saber qual foi o destino de cada 747 da velha e boa Varig. Alguns continuam voando, outros viraram cargueiros, outros foram desmontados, outros restam hoje em desertos americanos, naqueles impressionantes cemitérios de aviões que dá para ver do alto pelo Google Earth. E fico olhando para eles e imaginando em quais já entrei um dia, atrás de alguma coisa em alguma terra distante.

 

31 comentários

  1. Rodrigo Antunes Moreira disse:

    Olá Flavio, adoro seus textos são show de bola.
    sou do RJ navegando pela net achei esse site da antiga Benetton, eu gosto de f! dos carros aki tem uma imagens bem bacanas que nunca são vista (ou quase nunca.) Um pouco de história sempre é bom. um abraço fica na paz

    http://www.f1benetton.com

  2. José Brabham disse:

    Belíssimo avião, o Jumbo. Jah fiz varios voos com eles, em diferentes empresas, mas apenas em duas oportunidades nos da Varig. Ambos em voos domesticos, um de Salvador para o Galeao, em cabotagem de um voo vindo de Milao/Malpensa, e outra vez no fantastico SSA/GRU diário, que saia de Salvador as15h. Alias, quando ele decolava do Dois de Julho em um fim-de-semana de sol era uma atracão aa parte ve-lo ganhar altura sobre o mar, especialmente de você estivesse na praia de Ipitanga! Bons tempos!!!,

  3. Ricardo Bigliazzi disse:

    Voei uma vez apenas em 747 da Varig de Miami para São Paulo. Realmente o 747 é um marco da aviação. Essa pintura da Varig é espetacular, outro clasico da aviação mundial, como as da PanAm e Lufthansa.

    Imperador

    • Rodrigo Mota disse:

      PAN AM com os B747-200 foi o auge dos “Clippers”

      Lufthansa com o B747-400 é marca registrada, não é a toa que os alemães encomendaram o B747-8

      O A380 é avançado e maior, mas o B747 é cultural, quando um Avião a jato ganha um nome significa que vai ter sucesso. claro que o B737 é excessão…

      a propósito, o A380 não é o maior avião do mundo. o recorde por enquanto pertence ao russo/ucraniano/soviético AN-225 Mriya…

      mas em breve quando a russa Beriev lançar o BE-2500 que terá o dobro do tamanho do AN225…

      • José Brabham disse:

        Realmente o 400 eh a marca registrada da Lufthansa, mas, como disseram acima, viajar na econômica desses aviões, especialmente os da LH, eh longe do que sugere a bela silhueta da aeronave. Soube que os alemaes iam reformar, incluindo telas individuais e filmes “on demand”. Mas enquanto, isso não ocorrer, há opções mais confortáveis para atravessar o Atlântico Sul, pagando o mesmo. A não ser que se voe de Executiva ou Primeira… Aih eh outra história, e, principalmente as fileiras 1 e 2, se você não tiver medo de ser “pará-choque de Jumbo”, eh de um silencio fantástico! Excelente lugar para viajar.

      • rodrigo mota disse:

        tá reclamando da econômica do B747-400 da Lufthansa eh?

        experimenta a Rayanair…

        vai torcendo para que a Rayanair não faça vôo internacional de longo curso. se fizerem aí sim você vai ver o que é inferno. se eles já fazem você parecer sardinha em um B737 não queira nem imaginar como seria em um B747!

        a economica do 747 pode não ser o paraíso, mas a economica do A380 também não é nenhum resort…

        da pra ir por uma mesma empresa usando aviões diferentes, a Lufthansa voa para o Brasil com uma boa variedade de aeronaves, do B747-400, A340-600, A340-300 e A330-300. quem gosta de tamanho escolhe o 747 ou A340-600, quem curte algo mais “aconchegante” o A340-300 ou A330-300 é uma boa opção…

        e também brasileiro tá ficando mimado demais…

        eu quando viajo desse jeito eu não ligo se o negócio tem 100 canais. eu só deixo no “air show” mesmo e fico vendo onde o avião está pelas próximas 10/12 horas.

        aí eu pego meu notebook e fico jogando algum jogo, vendo filme ou mesmo uso o flight simulator pelas próximas horas. depois durmo um pouco. o monitor é maior e a qualidade do som idem…

        gostei muito do serviço da Air Canada e da TAM, a Lan Chile tem um preço bom e o B767 deles é bacana. a conexão em Lima é legal também…

  4. FTrack disse:

    Velhos e bons tempos.
    O Brasil evoluiu muito, exceto na aviação comercial. Basta dizer que a Varig foi a embaixadora do Brasil nos 5 continentes. Hoje, além de voar para meia dúzia de países, a TAM se tornou uma empresa chilena.

  5. LBM disse:

    Eu mesmo fui e voltei ao Japão em 1994 em 747 da Varig. e foi na Classe Executiva serviço de primeira …

  6. Jackie Chan disse:

    Já avuei num desses, de Los Angeles pra Guarulhos, na década de 1990… Lembro que ao olhar o nariz do 747 de perto, estava cheio de amassadinhos, precisando de um serviço extensivo de “martelinho”, kkk…

  7. Fabio Augusto disse:

    A Varig voava para todo canto: África, Extremo Oriente, Américas… Pena que nos últimos anos o serviço era uma catástrofe. E a falência da Varig foi praga dos ex-funcionários da Panair, que deus a tenha…

    • Rodrigo Mota disse:

      não foi somente a Panair-do-Brasil que jogou praga…

      na época da Cruzeiro do Sul quando a Varig absorveu a empresa os então funcionários da empresa carioca jogaram uma maldição. quem me falou isso foi um Cmte de A300 que voava na Cruzeiro do Sul.

      segundo ele “haverá um dia em que a estrela será comprada por outra, que sua marca seria absorvida e quem em 2 décadas seu nome sumiria”

      dizem as más línguas que um grupo ex-cruzeiro celebrou o dia em que a Gol comprou a Varig…

  8. Thiago disse:

    Esse avião era impressionante. Me lembro que as vezes íamos ao aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre para receber o meu tio. Lembro que a turbina desse avião era maior que uma kombi.

  9. Itamar disse:

    olá Flávio!
    não vou puxar o seu saco, dizendo que sou seu fã e coisa e tal, mas gosto de automobilismo e sou fã da F1 desde os tempos do Emerson Fittipaldi, é, já não sou tão jovem quanto gostaria, mas tenho boa memória, por isso, também não sou tão velho. Graças à Deus não concordo com muita coisa que você escreve, mas respeito totalmente as suas opiniões. Como percebi que você gosta um pouco de carros e adora de paixão o convencional (rsrs), acabei de comprar um J6 da novíssima JAC Motors que eu espero, se torne mais brasileira depois de 2014, com a entrada em operação da fábrica do Sr. Sérgio Habib em Camaçari. Gostaria de poder compartilhar as experiências que terei com este carro com muitas pessoas, pois desejo, que possamos no futuro, além de termos melhores opções de escolha para comprar carros, também, quem sabe? Carros genuinamente nacionais, assim como foi a Gurgel e alguns outros poucos exemplos. Sei que deve ser bastante ocupado, mas você já tem meu email, se tiver um tempinho, gostaria de algumas sugestões e, porque não? Também se possível trocar algumas idéias, pode até ser de F1.
    Um forte abraço, e parabéns pelo seu trabalho.

  10. Rafael V8 disse:

    Calma, é sobre a Varig.
    Há vários anos, meu velho viajou de porto alegre para rio grande no Dornier da varig, o tal “bote voador”. Vale lembrar que na época, voar era um grande acontecimento, coisa de coluna social, e coisa de macho corajoso também. No cais Mauá uma lancha o levou até a ilha dos marinheiros para o check in, e de lá foi em outro barco até o avião. Todo mundo molhava o pé ao entrar no Dornier, mas meu pai molhou-se todo. Deslumbrado, não olhou onde pisava e tibum n’água. Fui …

    Gomes, caso queira, dê uma pesquisada no dornier x, era um “navio” voador com 12 motores que inclusive veio ao Brasil no início dos anos 30. Voava a 170 km/h e 5 m de altura.
    Fui …

  11. Marcelim disse:

    Esse traste só é bonito visto por fora. Ai do sujeito que viajar na janela ou em uma poltrona no meio do corredor do meio, tem que fazer uma via sacra para ir ao banheiro.
    A fila do embarque e desembarque também é enorme. A única vantagem é que por ser grandão, a turbulência é menor, mas não muita coisa. Imagino o horror que deve ser a classe econômica de um A380….

  12. Paulo F. disse:

    747. A Pioneira parou de utiliza-los porque são como um Galaxie: bebem muito.
    As rotas deles passaram a ser feitas pelos MD11 mais econômicos.
    Maquinão bonito. E era uma época melhor que a atual para a aviação brasileira.

  13. Vaaalney disse:

    Eu tinha medo do 747 quando era mais moleque, só chamava ele de “Jumbo”, cheguei até a ter miniatura dele. É um avião fantástico, se eu não me engano a finada TransBrasil também chegou a operar com eles.

    E por falar em aviação: O 1º Grupo de Aviação (1º GAVCA) acabou de comemorar o 68 anos de muita luta e dedicação protegendo o espaço aéreo nacional.
    http://cavok.com.br/blog/?p=44247

  14. Leonardo disse:

    Esse mundo é muito pequeno, o autor desse link usou na sua postagem uma foto tirada por mim há 23 anos atrás no hangar da Varig.

  15. Ralph Spegel disse:

    Flavio, sei que esse comentário não tem nada a ver com o avião, mas até que a cor combina ehehe

    Eu tirei essa foto no Uruguai, saída de Montevideo, quando eu fiz uma Expedição entre Argentina/Chile/Uruguai de carro.

    É um alemão muito do doido, tenho certeza, mas nao identifiquei o carro. Aliás, parecia ser motor original e andava muito!

    A foto está aqui: http://www.madcap.com.br/wp-content/uploads/DSC_09141.jpg

  16. Helder Ramos disse:

    Boa noite Flavio , não tenho certesa, as este da foto mais parece o 747/400 , pois a “corcova” em cima vai até quase o meio da aeronave , o 747/300 p mim é aquele q tem a “corcova” pequena praticamente só na cabine; o mesmo q participou do filme Aeroporto, aquele q um avião pequeno bate na cabine, mata o piloto, o co-piloto fica cego, e a aeromoça heroina pousa o charuto recebendo instruções via radio. abraço e bom Natal.

  17. Giovenardi disse:

    quer ouvir a torre de congonhas? .. aqui http://www.radios.com.br/9play/1_spconc-ww.htm

    aqui tem outras torres .. aviso: as vezes funcionam, otras vezes não .. vai tentendo
    e não se assuste com a url do site rsrsrs .. http://www.desastresaereos.net/escuta_aerea_atc.htm

  18. Luiz Dranger disse:

    É Flávio, hoje em dia os novos aviões tem 2 turbinas. Saudades das 4 turbinas. Eu morava ao lado do Shopping Iguatemi e ficava curtindo os DC-3/4, Convair, Viscount, Scandia (da Cruzeiro) e até Constellation, esse com 4 motores.

    A primeira vez que vi um Boeing 707, voando muito alto em cima da minha casa, foi uma emoção. Aí pedi ao meu pai que me levasse num domingo a Viracopos (não era programa de índio na época, já que estamos falando de 1960). Foi uma festa, os 707, DC-8, Comet IV etc…

    Um grande Natal e 2012 para voce

    Luiz

    • Regi Nat Rock disse:

      Pois é Dranger. Eu também ficava maluco qdo ia a congonhas, subia no terraço e passava horas apreciando os movidos a hélice. Mas a maior emoção foi ter visto o Concorde sobrevoando Sampa em 1972 (acho) com o bico abaixado, num voo tranquilo, numa bela manhã inesquecível de uma quinta feira. Acho que nada supera em emoção voar num a hélice.

      Dos jumbos, seguramente voei em tres deles. O bruto é grande demais. Meu filho voou de Dubai pra Sidney num 380 e disse que a única diferença é que as filas no embarque, são bem mais extensas e demoradas….

  19. Fabio Macedo disse:

    Simplesmente o avião mais lindo que uma compania aerea brasileira ja teve!
    Para quem quizer saber a historia completa de todos os Jumbos da Varig recomendo esse site
    http://culturaaeronautica.blogspot.com/2011/02/longa-e-feliz-carreira-dos-boeing-747.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>