O 10

SÃO PAULO (ninguém fez igual) – Bom dia, macacada. Comecemos o dia com uma entrevista coletiva com Marinho, o 10 da Vemag, o maior piloto da história do Brasil. Foi feita pelo pessoal do Maxicar, Fernando Barenco à frente, com perguntas enviadas por várias pessoas ligadas à história da Vemag nas pistas.

Vale cada palavra.

Comentários

  • Excelente matéria. Uma dúvida sobre a legenda de uma das fotos: “O Malzoni nº 10 de Marinho sendo perseguido pelo Wiillys Interlagos de Wilson Fittipaldi, no Circuito da Barra do Tijuca. 1964” Dúvida foi realmente em 1964 ou foi em 1966?

  • Nós brasileiros temos memória curta……muito louvável esta iniciativa de preservar a memória do nosso automobilismo, acho que todos deveriam ser lembrados, afinal de contas o que faz um piloto sem um bom mecânico…..um chefe de equipe , enfim todos os pioneiros foram importantes neste processo, discutir quem era o melhor acho secundário, o que é ser o melhor? Não podemos esquecer do Kiko Malzoni, do Trevisam, que se preocupam em preservar a história do automobilismo no nosso país, o trabalho do André Valente, que restaurou o carro que possibilitou inúmeras vitórias ao Marinho, tive o privilégio de acompanhar esta verdadeira restauração, pois eu vi as condições em que o carro chegou e como saiu da oficina, vale a pena conferir no site da Maxicar. O mérito é de todos, o importante é que nós, amantes dos “antigos”, continuemos a preservar a história.

  • Grande entrevista! Realmente um herói das nossas pistas.

    Flávio, só pra pingar uma notinha, sou funcionário do BB e olha o que pingou ontem em nossa agência de notícias interna (Se for divulgar, omita meu nome):

    Agência de Notícias
    Esportes
    BB assina contrato de patrocínio com piloto da GP2 Series
    01/03/2012 – 00h00

    FelipeNasr_250
    O Banco do Brasil assinou ontem, 28, em Brasília, contrato de patrocínio para a temporada 2012 com o piloto da GP2 Felipe Nasr. Destaque na imprensa internacional e com diversas matérias jornalísticas veiculadas no Brasil, Felipe estreará com a marca BB na primeira etapa da GP2, que acontecerá de 23 a 25 de março em Sepang, Malásia.

    A marca estará exposta no carro, no macacão e no capacete do Felipe nas 22 provas da temporada, que serão transmitidas ao vivo para o Brasil pela Sportv e contarão com a cobertura jornalística da TV Globo.

    Felipe Nasr é apontado hoje como um dos nomes mais promissores do País e como o provável substituto de Ayrton Senna na Fórmula 1. O piloto brasiliense foi eleito pela revista AutoSport (maior publicação especializada em automobilismo do mundo) como um dos 50 melhores pilotos de 2011.

    Com apenas 19 anos, Felipe é o segundo campeão mais jovem da história da Fórmula 3 inglesa, categoria que também consagrou Ayrton Senna.

    Felipe Nasr iniciou sua carreira no kart aos sete anos na equipe Dibo Racing, onde conquistou todos os títulos possíveis. Estreou na Fórmula BMW na última rodada da temporada de 2008, conquistando um pódio na segunda corrida de Interlagos. Em 2009, se transferiu para a Fórmula BMW Europa, onde conquistou o título correndo pela EuroInternational.

    Em 2010, disputou o Campeonato Britânico de Fórmula 3 pela equipe Räikkönen Robertson Racing, onde conseguiu uma pole e uma vitória e terminou em quinto lugar. No ano seguinte disputou a mesma competição pela equipe Carlin Motorport e consagrou-se campeão com duas etapas de antecedência.

  • sempre é bom lembrar de fatos antigos protagonizados por pilotos que eram apaixonados pelo que faziam.
    na racing nº 300,tem uma matéria do bird, como se fosse uma carta para o jorge letry, emocionante.
    parabéns marinho por tudo o que voce e sua turma fizeram para o automobilismo de competição
    flavio, voce sabia que o andreas matheis andou de formula jr dkw?