MENU

quarta-feira, 23 de maio de 2012 - 12:20Legião urbana

LEGIÃO URBANA

SÃO PAULO (querem ver?) – Em dia de greve de metrô e recorde de congestionamentos em SP, olha só o Monzão 1.6 bege com interior marrom todo pimpão nas ruas da metrópole. O Monza foi a única coisa decente feita pela GM no Brasil (deu certo falar isso do Opala e do Omega).

76 comentários

  1. Marcus Simões disse:

    Ele tá com a luz de freio da direita queimada? Ou dando seta para a esquerda?

  2. Jáder, O Pitoresco disse:

    Acho lindo o Monza Hatch. Me lembra muito o Hachi-Roku.

  3. Álvaro Azevedo disse:

    Flávio e sua estratégia de funil, no final o melhor mesmo é o Opala.

  4. Marcus Simões disse:

    A BMW X6 não se parece com esse Monza Hatch?

  5. Leonardo Costa disse:

    Já tive um 1986, mas era sedan. Só que há uns anos um cara pegou emprestado sem pedir e não devolveu mais.

  6. Paulo disse:

    Se foi a unica coisa decente, não sei, mas que foi muito melhor que o Chevette não tenho duvida.

  7. Alexandre - BH disse:

    Alguns modelos hatch foram mal compreendidos no Brasil, entre eles, Monza e Chevette. Tanto que a GM nem cogitou lançar o Vectra hatch por aqui (o legítimo, não o nosso Astra rebatizado Vectra). Outro “bunda-caída” que não colou (neste caso, um fastback) foi o VW TL. O quatro portas, então, é mosca branca.

  8. Emilcio disse:

    E’ mais facil encontrar um DKW ou Gordini rodando em SP, que um Monza Hatch impecavel como esse. A lataria desse Monza so’ se compara ao Corcel I em pipocos…uma pena!

  9. Bruno disse:

    Nossa! E parece todo original, com estas rodas de aço com calotinhas centrais, e ainda hatch! Que achado!

    PS: E Flávio, você esqueceu do Chevette!

  10. JOSÉ CARLOS disse:

    Flávio, me lembro que no lançamento deste modelo em 1982 o preço éra de aproximadamente U$ 2.800,00.E quando foi lançado o modelo com três volumes , quem tinha um Monza éra o cara.Ainda hoje os modelos mais elegantes não fazem feio.

  11. Burn Baby Burn.. disse:

    este HatchBack foi o primeirão.. mas realmente o sucesso chegou com a versão Sedan… entretanto estes carros são bons até hoj, pelo menos foi o que meu mecanico sempre me diz.. e ele possui um modelo muito parecido com o desta foto..

    E aliás era carro de bacana na época, não era para o meu bico.. tinha um chevette 1.4 azul escuro..confortável de tudo.. mas lerdo para kct.. hoje tenho um Pirsma 1.4.. e mesmo sendo um motorzinho e muito mais forte que aquele do meu saudoso chevetinho..

  12. MARCO ANTONIO disse:

    O melhor carro dos anos 80. Lançamento mundial da GM foi tricampeão de vendas em 85/86/87. Primeiro carro com injeção eletrônica do país. Foi compulsoriamente aposentado para garantir as vendas do novo Vectra, porque o antigo perdeu de lavada. Uma lenda!!!

    • Rá! disse:

      Injeção eletrônica? Que eu me lembre foi o Gol GTI, em 89 salvo engano.

      • LucianoM disse:

        Vc está certíssimo, foi o Gol GTI. O Monza vinha com IGNIÇÃO eletrônica.

      • Evandro Fraga disse:

        Com relação a injeção eletrônica, quero fazer um comentário: a GM começou a vender Monzas com injeção eletrônica em 1990, em seu modelo Classic 500EF, logo após o Gol GTI. Isso de maneira oficial e com campanha de Marketing.

        No entanto, a GM vendeu Monzas Classics e S/Rs extra-oficialmente, no ano de 89 e 90, equipados com esse acessório. Tais carros eram oriundos de um lote especial transacionado entre GM Brasil e GM Venezuela. Portanto, temos Monzas injetados vendidos aqui antes do Gol GTI. Essas versões “injetadas” do Monza são o que há de mais raro em toda a linha Monza, praticamente impossíveis de se encontrar nos dias de hoje.

  13. Flavio Bragatto disse:

    Em 2005, eu xavequei um senhor em Campinas pra me vender um igualzinho, que estava em sua garagem com uns 2cm de espessura de pó.

    Enchi tanto o saco do velho, que ele me mandou pastar. Mas foi bom pq ele resolveu por o Monzão pra rodar finalmente!

    Estava muito parecido com este aí

  14. heraclito disse:

    Eu tive um monza 1984 4 portas verde claro, isto em 1996, eu tinha 20 anos, este post me fez lembrar do cheiro do carro, eu era feliz e sabia, Atualmente eu tenho um 1993 2 portas, vou reforma-lo ainda, ta encostado a 2 anos

  15. Samuel disse:

    Você é o único cara que me faz rir em três linhas. Sempre faz os patinhos caírem.

  16. Acho simpático, ele é estranho, me faz ficar olhando pq não decorei seus detalhes ou assimilei suas proporções.

    Pensar que esse estilo Hatchback espichadão continuou na europa em varios outros carros que aqui só chegaram na versão sedan.

  17. Thiago disse:

    Meu pai ainda tem seu monza club 1994 azul cezane, tá com cerca de 280.000 km rodados, e ainda esbanja de potência e conforto!!!

  18. Mauricio disse:

    Ai meu deus!

    Quem é afinal o melhor da GM?

  19. sandro disse:

    Meu pai tinha um vermelho 1.6 alcool e eu tinha um identico 1.8. Quando a gm lançou os sedans meu pai trocou o dele por um verde, depois um preto…..
    Eu tive a infelicidade de trocar o meu por um escort gl. putz!

  20. Tarcisio Bastos disse:

    Poh! Que saudade! Tive uma do mesmo modelo, 1.6 a alcool. Um carro fantástico!

  21. Carlos Pereira disse:

    Tenho um 2.0 SL/E 90 a Alcool. Adoro o carro. Confortavel, bom para andar na estrada não dá grandes problemas. Só o básico mesmo. Não pretendo me desfazer dele tão cedo não. Grande carro.

  22. MEU DEUS, quando eu fui Militar em 97, andei em um exatamente igual a este, 99%, a única diferença eram as placas. Era de um amigo militar, e o local era Cachoeira do Sul – RS.

  23. Lucas disse:

    Lindo de morrer… esse carrinho sim é o mais decente que a GM fez aqui (se é o único não sei)

  24. Cacá disse:

    O da foto é 1.8, o 1.6 não vinha com emblema algum indicando a cilindrada.

    Meu pai tinha um desses, SL 1983 1.6 a álcool, daquele azul esverdeado dos anos 80. Foi o único carro onde ele virou o velocímetro.

    Meu avô tinha um SL/E 1982 1.8 a álcool marrom escuro, um clássico.

    Aí meu pai pegou um SL/E berlina 2.0 gasolina 2 portas 1989, com todos os opcionais possíveis, menos câmbio automático. Era um Classic com roupagem de SL/E, azul metálico com interior monocromático. Foi nele que aprendi a guiar e dei minhas primeiras esmerilhadas de verdade, sem que o Seu Flávio soubesse!

  25. Igor D. disse:

    E o prédio(ou o prédio) da Play Arte ali na frente….

  26. Fernando Melo disse:

    Gosto desses carros da década de 80, com essas rodas de aço.

  27. Leandro Castro disse:

    Por um Instante achei ser este, Hatch e Automático.
    http://carro.mercadolivre.com.br/MLB-236838949-monza-hatch-85-automatico-_JM

    O Monza foi de grande importância pra chevrolet no Brasil, não é a toa que foi por 3 anos, o carro mais vendido, feito nunca mais alcançado por um sedan do porte dele!
    Já tive 2 e atualmente estou no terceiro, um Classic MPFI 91.

    • charles disse:

      O automático era 3 marchas, aquela tranqueira.

      • Leandro Castro disse:

        Era o que dispunha a tecnologia na época! Afinal, a grande maioria dos Automáticos, eram 3 marchas!

        Este cambio automático do Monza, foi usado em diversos veículos da GM / Opel!
        Um cambio relativamente simples, porém, robusto!

    • Andre Decourt disse:

      Clássico e raro, para quem quer montar uma boa coleção de carros nacionais acho que esse aí é obrigatório. Esse é uma das primeiras fornadas automáticas, que se diferencia pelo pedal de freio igual as do manual. Logo depois, principalmente das críticas da Motor 3, a fase II pasou a vir com o pedal grande

  28. Danilo Cândido disse:

    E a bosta do Kia parado bem em cima da faixa…

  29. petrafan disse:

    depois do Kadett, por óbvio.

  30. Felipe disse:

    Dia de greve do transporte público é dia de raridade nas ruas…

  31. Alvaro disse:

    Muito bonito o carro, apesar de ordinário

    Acho que no fundo o FG quiz dizer com essa brincadeira toda desde o Omega e Opala,
    que a GM nunca fez nada que preste no Brasil

  32. LucianoM disse:

    Meu pai teve um desses, era 1.6 e realmente não tinha o logotipo com a cilinfrada na tampa traseira. Esse aí da foto é o 1.8 versão SL, que era o mais basicão. Deve ser ano 85 ou 86. Tinha também o SL/E que era a versão mais luxuosa e vinha com rodas de magnésio. Se não me engano, ainda não se usava liga leve na época, era magnésio mesmo. E a partir de, se não me engano, 1987, foi lançado o SR, que era o hatch esportivo, 1.8 ou 2.0. Também por volta de 88 ou 89 foi lançado o Classic, 3 volumes top da linha. Baita carro !

    • Paulo F. disse:

      Rodas de magnésio são caras e raras em carros que não são destinados à competição.
      Alem de serem altamente inflamáveis.
      São de liga leve (alumínio) com certeza!

    • Andre Decourt disse:

      Se usava liga leve desde as alfas TIs do final dos anos 70, as do Monza eram de liga, como eram a dos Diplomata da época. Ñessa época não havia versão SL, só surgida com a restilização dos anos 90, ou era STD ou era SL/E

    • Eric disse:

      Luciano,cara…vc errou quase tudo!!!!!!Esse Monza da foto é 83 no máximo….e não existia SL…era Standart simplesmente.

      Os SL só nos fase 2…no meio de 85.

      Mas tem friso na porta, então pode ser um SL/E sem rodas de liga.O S/R foi lançado como modelo 1986 e o Classic também….

  33. Opaleiro MG disse:

    Kkkk!! Agora não cola mais!

  34. Andre Decourt disse:

    O 1.6 não tinha indicação de litragem no porta malas, só o 1.8 e o 2.0. Então esse é um LS/E – 1.8 e pelo visto peladão, com as rodas de ferro e sem limpador e desembaçador no vidro traseiro. Se fosse STD não teria vidros verdes e frisos ( quando colocados ficava uma duplicidade em emblemas na parte frontal da porta.. Esse carro tem cara de ser 84 ou 85 primeiro semestre

  35. Lembro quando digitei “Monza” num GPS em Milão. Imediatamente a voz eletrônica me perguntou: a cidade ou o carro?

  36. Achei que você ia falar do Soul Vermelho!! A única coisa decente que a Kia ja fez.

  37. Daniel Bisetto disse:

    Tá com a lâmpada e/ou luz de freio do lado direito queimada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>