MENU

sexta-feira, 22 de junho de 2012 - 18:13Automobilismo brasileiro

EM INTERLAGOS

SÃO PAULO (quero só ver) – Muito bem, vamos ver a quantas anda o automobilismo nesta cidade bafejada por infortúnios. Amanhã e depois, Interlagos recebe corridas do Brasileiro de GT (a antiga GT3) com 26 carros, do Mercedes-Benz Grand Challenge, com 18, da Spyder Race, com 20, e da Elf Superbike, com 50 motos. Todo mundo reclama de falta de divulgação. Concordo, há pouca. E é falha. Acho, como sempre achei, que os promotores precisam gastar mais nisso. Custa, claro. Mas é o único jeito. Faço minha parte.

E gostaria de depoimentos, ao longo do fim de semana, de gente que vai ao autódromo na condição de espectador normal, na arquibancada ou nas áreas que permitem visitas aos boxes. E, também, daqueles que receberam convites e tal.

Os organizadores informam que as corridas terão transmissão ao vivo pela RedeTV, SporTV, no PortalGT.com.br e na rádio Bradesco Esportes. Os portões serão abertos às 8h. Os ingressos vão de R$ 20,00 (arquibancada) a R$ 300,00 (área VIP com comida incluída e tal). Aqui, no site oficial da categoria, tem o detalhamento dos preços e os pontos de venda em São Paulo, Alphaville e Campinas.

Informações Complementares: menores de 5 anos não podem entrar no evento; de 5 a 12 anos, não pagam para entrar nas arquibancadas; de 5 a 12, acompanhados pelo responsável que tenha credencial de visitação, podem fazer a visitação sem credencial; para acessar a VIP todos precisam portar credencial e pulserinha. Os torcedores das arquibancadas terão de estrutura: alimentação, bebidas, banheiros, lojas para compra de produtos, alguns carros e motos em exposição e a possibilidade de comprar o ingresso para participar da visitação aos boxes no domingo.

A Black & Decker vai sortear 200 ingressos para quem participar de uma promoção no perfil deles no Twitter. Está quase terminando, mas corram lá.

21 comentários

  1. Pedro Paiva disse:

    Realmente, a divulgação afeta a qualidade do espetáculo. Eu, como fã, enquanto morei em São Paulo sempre dava um jeito de saber o que aconteceria em Interlagos. Se ao menos o site do autódromo tivesse o calendário atualizado (http://www.autodromointerlagos.com/site/calendarioautodromo.php#), esse poderia ser o ponto de partida dos aficionados.
    Flavio, se você tiver condição, monte você um calendário de Interlagos no Grande Prêmio, aposto que muita gente vai acessar.
    Mas, pelos posts, parece que conhecer o calendário é só o começo: conseguir comprar os ingressos também é difícil. Aí a coisa se resolve colocando um canal on line (o cabra compra no cartão e imprime o ingresso com um código de barras ou leva um número de confirmação) e também deixando uma bilheteria aberta no dia.
    Acho justo cobrar pelo ingresso. Algo como R$ 10 ou 15 tá de bom tamanho. Mas o cara entra e tem que ver um monte de corridas, de tudo quanto é coisa. Isso é legal, um racing day cheio de atrações. Alternativa ao ingresso é criar uma série de lojinhas com produtos levando as marcas patrocinadoras, bastante gente acaba levando um boné, uma camiseta, uma capa de chuva…
    Eu acho que os promotores perdem ao fazer corridas com as arquibancadas vazias. Não há muita emoção comparável a ver dois carros dividindo a reta e ver todo o público da arquibancada levantando pra acompanhar a ultrapassagem na freada do S do Senna. E depois aquele silêncio esperando os dois saírem na curva do Sol e ver quem está na frente. Acho que até pros VIPs (contanto que seja fácil pra eles entrarem e saírem do circuito) e pros pilotos a coisa fica mais legal. De que adianta ser VIP de um evento que ninguém quer ir ver? Será que o canapé é tão gostoso assim?

  2. Bruno disse:

    Aliás, me lembrei de um fato exdrúxulo sobre a minha tentativa de comprar ingressos pra última corrida do ano passado em Interlagos: entrei no site da categoria, pesquisei os pontos de venda onde eu poderia encontrar ingressos para comprar e fui. Adivinha? Peregrinei por quatro pontos de venda e NENHUM tinha um único ingresso sequer, nem sequer chegaram a receber e tão pouco sabiam me informar qualquer coisa sobre esses tais ingressos. Nem pedindo pelo amor de Deus você consegue ir assistir a corrida, tamanho o descaso com os fãs. Péssimo!

  3. Jorge Danilo da Costa Pereira disse:

    Fui pela segunda vez este ano na faixa em Interlagos, na primeira (promoção Obaoba) estava no lado mais pobre, arquibancada descoberta para assistir a Stockcar. Sendo a primeira vez que ia lá, curti muito os carros da stock-car. Na segunda (promoção Pirelli camarote) consegui levar minha namorada no Gran Turismo, mesmo ela não gostando de corrida. Só lamento ter perdido a visita dos boxes quando cheguei ao autódromo, já estava fechado. Porém na primeira vez fui sozinho e curti muito, mesmo tendo perdido três ingressos por não conseguir arranjar ninguém para ir. Na segunda posso dizer que curti também um pouco menos, devido às mordomias. Muitos vão só pela mordomia e existem aqueles que como eu, simplesmente por gostarem de velocidade. A divulgação é tudo para trazer novas pessoas e dinheiro, mas a melhor propaganda é boca a boca.

  4. Alan Roberto disse:

    Olá Flavio

    Sou leitor seu.. e ontem tive a oportunidade de, pela primeira vez, ver uma corrida em Interlagos… ao saber que ia ter GT3, peguei meu filhote de 5 aninhos e saímos daqui de Guarulhos pra ir até ao autódromo. Muita emoção de ver ao vivo o circuito que eu só conhecia no video-game, e de passar uma ou duas vezes pela Av. Interlagos. Foi demais!!! meu muleke ficou doidinho tbm.. vendo aquelas Ferraris (ele só gosta de Ferrari.. e vermelha), e outros passando voando em frente a ele que nem o filme do Carros q ele gosta tanto….. foi um dia pra guardar.

    O problema???

    Arquibancadas totalmente vazias!!!!
    O LANCE! disse que a organização esperava em torno de 30 mil espectadores, e pelo q vi, não passou de 100, tinha mais gente trabalhando do que assistindo.
    Aí eu vi seu texto criticando a falta de divulgação, e que deveria se ga$tar mais pra chamar o público… eu penso um pouco diferente.. eu acho que melhor do que gastar, ele deveriam deixar de querer arrecadar… Eu não fui pra ver Lamborguinis, Ferraris, Porshes ou BMWs.. eu queria ver mesmo era o S do Senna de perto, tirar uma foto da Curva do Sol, e assisti a largada da Reta dos Boxes… então R$20 pra mim foi até pouco…
    mas acho que não custaria nada e seria mais atrativo, se a corrida fosse de graça… ou melhor, o ingresso custasse um agasalho ou 1Kg de alimento.. que cobre os R$15 pra ver os boxes, que seja, mas essa vontade de sempre ter um jeito de conseguir um cobre dos espectadores ta virando um tiro no pé.. e cada vez mais afastando as pessoas e principalmente as crianças das pista…

    Eu só posso garantir o meu filho Daniel

  5. Bruno disse:

    Aff… a divulgação da GT é tão ruim que mesmo eu tendo ido diversas vezes ao autódromo pra prestigiar a categoria e percorrendo diversos sites de automobilismo, só descobri hoje o endereço virtual novo da categoria pra esse ano. Publicidade who?

  6. Dionisio disse:

    Essa pintura lembra os aviões da Onix Jeans que o Sid pintou na década de 80 do século passado.

  7. Mauricio Alves disse:

    Sinto falta de ver categorias de monopostos bombando como antigamente…

  8. Rafael disse:

    Um pessoal de uma montadora alemã que ensaia montar uma fabrica tupiniquim tava distribuindo ingressos para funcionários…acho a iniciativa interessante… Coisa de alemão q gosta muito de automobilismo.

  9. Eu fui na GT em Curitiba, no sábado, justamente para ser mais vazio. Mas só fiquei sabendo porque uma amiga tem uma irmã que amiga do marido do piloto da GT etc, porque na imprensa e mídia não se vê nada. Chego a pensar se os caras fazem muita questão de público né, afinal é uma patotinha bastante endinheirada dando pau nuns carrões.
    Eu gostei bastante da corrida aqui, bastante disputada, o som dos Mercedes SLS é simplesmente espetacular, além da BMW GT que tem um chassi melhor ao que parece.
    E deu para ficar no final do retão vendo as freadas/reduzidas, e depois fui ao primeiro S para ver os carros em baixa velocidade.
    Para um cabeça de gasolina, é um programão, recomendo.
    abraço
    Carlos Del Valle
    Podcast F1 Brasil

  10. Fernando disse:

    Ah se o custo com pedágio não fosse mais caro que com combustível, certeza iria…

  11. ags disse:

    FG…………………………. Já nasceu morta.. essa categoria de marmotas..
    Pq não fazer marcas nacionais… ou deixar as provas do los hermanos em circuitos (poucos por sinal em estado de poder receber uma prova|)..assim sendo..estamos fudidinhos com essa mãe C.B.A..

    • hummmmmmmmmm….na minha opinião : …….” Uma coisa é uma coisa outra coisa é outra coisa … ” . Me fiz entender ?
      Quanto a CBA, indiscutivelmente voc~e, amigo ags(F1 Racing Team ? ) corretíssimo !!!!

    • Pedro Paiva disse:

      Marcas nacionais… Acho que já deu pra ver que quem mantém esse tipo de automobilismo hoje são pilotos-empresários semi profissionais. E esses caras querem correr de Porsche, Ferrari e Mercedes. Concordo que uma categoria do tipo TC2000 no Brasil seria muito legal, mas tem que ter um plano de longo prazo, uma organização bem feita e um suporte decente das fábricas.

  12. Marcão disse:

    Bom, hoje lá no templo conversando com algumas pessoas nada formadoras de opinião, normais como eu..
    Chegamos á uma conclusão simples e clara….
    Através dessas conversas e algumas informações que chegavam aqui e ali… O que tras mesmo publico, é moto e promoção… Nas concecionárias que vendem motos, peças e vestuário pra usuarios os ingressos estão bombando…
    Junte isso do advento das motos, mais esses carroões e a receita do bolo tá feita…
    Demoramos alguns anos pra perceber o que o pessoal da SRO percebeu faz um tempão…
    Lógico que deve ter mais coisas nisso tudo, mas a moto é sim um grande atrativo….Os caras colocaram o ovo em pé Tá tão na cara que ninguem percebeu ainda….
    Por falar em templo, hoje tava tudo nos trink´s…
    Belos treinos, e o dia inteiro…..
    O regional bem que podia arrebanhar alguma categoria de motos para o seu paulista…
    Acabava agregando público….Uma categoria de clássicas, ou algo como as antigas RD350..
    Alguma coisa assim…É só uma idéia…
    Ia dar povo….

    • Sim , concordo consigo : Desde um outro post feito pelo escriba -mor(FG), quanto à falta de público, na ultima prova da Classic a maioria concorda: ” FALTA DIVULGAÇÂO ” … e não adianta culpar a TV , pois nem lá passa ( Ok, …Tá bom, : em algumas ridículas vezes ).

  13. Carlos Lins disse:

    Essa é a unica hora que queria morar em São Paulo.. poder desfrutar de um fim de semana desses em Interlagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>