MENU

quinta-feira, 14 de março de 2013 - 18:20F-1

RUBINHO, 20

SÃO PAULO (e vai longe) – Graças ao Luca Bassani, que postou essa foto aí embaixo na sua página no Facebook, fico sabendo que hoje faz exatamente 20 anos da estreia de Barrichello na F-1. Claro que o Grande Prêmio também lembrou, mas abri o “face” antes do meu próprio site… Foi no GP da África do Sul de 1993, pela Jordan. Data importante demais para passar em branco. Na época, ele era apenas o Rubinho, vindo, pela ordem, da F-Opel, da F-3 Inglesa e da F-3000 — isso, claro, falando apenas de Europa.

Uma bela carreira, digna e vitoriosa — como não? Se na F-1 o título que ele e seus torcedores sempre esperaram não veio, não quer dizer muita coisa. Não faz de sua trajetória menos marcante. Ninguém disputa 19 temporadas na F-1 à toa.

Parabéns ao Rubens, pois!

fotodolucabassaniATUALIZANDO…

Esse negócio de colocar os acervos completos dos jornais na internet é um assombro. Fui ao da “Folha” para ver minha cobertura daquela corrida, em Kyalami. Três páginas sobre o GP no caderno de Esportes. Cinco fotos, um infográfico e 16 (!) matérias. Vejam como é hoje. Basta abrir o jornal. Eu não fazia turismo. Era legal cobrir F-1.

61 comentários

  1. Pepeu disse:

    As loas que o pessoal tece ao Rubens são quase comoventes. Esquete do Zorra Total.

  2. Vanderlei Silva disse:

    Flávio Gomes, impressionou-me também nas páginas da Folha a informação de que eu poderia assinar a Folha e recebê-la em casa 3 meses por apenas Cr$846.300,00…

  3. Kurgan disse:

    Engraçado, agora que o cara parou de correr todo mundo elogia. Se corresse até hoje tava todo mundo avacalhando o cara e falando pra ele se aposentar, que é uma vergonha pro país, “Burrinho” e por aí vai…

    Esse é o Brasil!

  4. Claudio La7 disse:

    E, infelizmente, 20 anos sem F1 na África.

  5. Adriano Travizan disse:

    Flavio, nesse mesmo dia, o caderno de Esportes da Folha destacava o clássico São Paulo x Palmeiras pelo Paulistão daquele ano. Terminou em 0 a 0, como o da semana passada. Com uma única diferença: público em 1993 – 96.340 pagantes.

  6. Bruno Alves pinto disse:

    Sou fã do Rubinho… Nasci em 1990, a F1 que acompanhei era torcendo por ele, chorei em 2000 na Alemanha, na chuva sem trocar pneus.

    Mas é impossível não reparar como Barrichello foi perseguido por alguns carmas, e desde o 1º GP:
    - “Não fosse o bendito câmbio da Jordan, e Rubinho teria pontuado… O câmbio, que não apresentara nenhum problema em dois dias de treinos, quebrou de repente.”
    - “Animado, o brasileiro espera ter mais sorte em Interlagos. ‘Em São Paulo eu levo uma pequena vantagem de conhecer bem a pista.’”

    Quantas e quantas vezes não vi notícias como essa? Todo ano a história era a mesma. Azar demais, sempre as mesmas esperanças, uma pena.

  7. Alexey Karpov disse:

    De 14º para 7º na corrida de estréia com uma Jordan Hart! E teria passado o Berger, não fossa o câmbio ter que brado.
    Barrichello é um grande cara e um grande piloto. Como disse o Flávio, (e eu também sempre disse) ninguém fica 19 temporadas na Fórmula 1 ganhando salário se não for bom.

  8. Fernando Mazzanti disse:

    Era legal demais essa época!
    Abs

  9. marcosvali disse:

    Legal a ferramenta.
    Aproveitei pra ver a capa do jornal dia que nasci.

    Papai disse que foi um dia marcante, não tinha nenhuma informação
    sobre meu nascimento no jornal.

  10. Giovani Jardim disse:

    Caramba, Christian Fittipaldi terminou a corrida em 4º lugar com uma Minardi. Eu adorava a Minardi.

    Flávio, sei que a Minardi, apesar de ser uma equipe sem recursos financeiros, era uma equipe digna. Mas o pouco que lembro dela, por volta dos anos de 2002-2005 (tenho 27 anos), era como uma equipe que andava no fim do grid.

    Na década de 90 ela era mais forte ou resultados como esse são exceções? São por circunstâncias incomuns?

  11. Fabio Tust disse:

    Muito legal ler o caderno de esportes de 93. Sensação de máquina do tempo. Os teus textos são tem muita personalidade, mesmo se não estivessem assinados daria pra notar que são teus.
    Prost X Schumi X Senna. Que legal rever essas disputas!

    Parabéns ao Barrichello!

    E vamos para o início da F1 2013 porquê agora nothing else matters!

  12. Zé Dirceu disse:

    Anúncios de cigarro em caderno de esportes…

    Conseguem imaginar isso nos dias atuais?

    Daqui a alguns tempos até sexo será proibido

  13. Alexandre disse:

    Ficou 19 emporadas porque na Europa ele sempre foi reconhecido.
    Aqui foi dicularizado por quem não entende de F1, vide Caceta e Planeta e seus telespectadores.

    Rubinho foi injustamente ridicularizado por aquele telespectador que chega depois de uma hora de prova e pergunta “aonde tá Rubinho?”, se tava em primeiro, ficava quieto, se estava atrás, a frase era “tinha que ser o Rubinho”.

    Eu como fanático por Fórmula 1 sempre o achei bom piloto, não do nível de Vettel, mas melhor que Button, mais consistente que Hamilton, e muito melhor que Massa.

    A verdade que Vettel é o novo Senna, talento puro. Alonso é o novo Prost, o professor, mas que só aparece com a equipe o priorizando.

    Aliás, Caceta e Planeta falava de Rubinho porque não sabiam fazer piada, não sabiam o que fazer para TENTAR ser engraçado

  14. Ulisses disse:

    Viva Rubens! Um grande piloto!
    E Flávio, revendo esse link da Folha, meu Deus do céu! Como mudaram as coberturas de F1 nos jornais!!!!! Ou mudaram os Jornais, sei l-a …
    Será que não está faltando um piloto brasileiro vencedor na categoria, ganhando mais atenção da mídia? Acredito que sim.

  15. Glauber disse:

    Barrichello é o cara. Baita piloto. Ganhou praticamente tudo o que disputou. Pena não ter sido campeao na F-1, o que não tira seus méritos e não diminui seu talento. Lembraram aí de Stirling Moss que era um grande piloto e nunca foi campeão. Tem muitos outros também – Ronnie Peterson, por exemplo, talvez não teve tempo para isto, mas nunca foi campeão. E tantos outros.
    Muito maluco aparece na F-1 e faz uma corridinha boa aqui ou ali e desaparecem da mesma forma que chegaram – do nada. Mas aquela corrida de Donington foi onde Rubens mostrou pra que veio e deixou seu cartão de visita. Pena o carro ter quebrado.
    Parabéns Rubens (e não Rubinho). Valeu!

  16. Vc disse tudo. Ninguem disputa 19 temporadas e mais de 300 GPs de F1 a toa. E ai vem uns “torcedores” desprovidos de raciocinio e falam um monte dele…. impressionante!

  17. gilles disse:

    Valeu Rubens, Abraços.

  18. Cezar Augusto disse:

    e as bombas com as torcidas organizadas? matéria atual!
    abraços.

  19. Adrian Newey disse:

    Barrichello tem muito do que se orgulhar, claro. Teve uma carreira longa e bem-sucedida na F-1, com momentos incríveis (a primeira vitória, por exemplo).

    Danem-se os títulos. A história está cheia de pilotos que não ganharam nenhum, ou ganharam apenas um e mesmo assim na sorte, e são admiradíssimos por todos nós. Barrichello não é assim, divide opiniões. Mas não por causa de resultado, ter ou não ganho títulos. Ele divide a torcida por causa da postura.

    Barrichello é o anti-Piquet, o anti-Hunt, o anti-Raikonnen. O anti… cara seguro e que se garante. Ou que, no mínimo, se basta.

  20. Rafael disse:

    Caboclo, a assinatura da FSP ainda era em Cr$!!!!!

    Bons e velhos tempos!

  21. Renan disse:

    Muito legal as matérias, depois não sabem por que a F1 não da ibope… como vão se interessar por algo que a mídia não cobre???

  22. Felipe Lima disse:

    Vejam como é hoje. Basta abrir o jornal. Eu não fazia turismo. Era legal cobrir F-1.

    Ae Flavio, pq vc nao volta a cobrir as corridas pelo mundo? Talvez assim aumente o numero de materias nos jornais!!!

  23. Julio Cesar Gaudioso disse:

    Stirling Moss nunca foi campeão e sempre foi reverenciado pelos ingleses, mesmo tendo ficado poucos anos na F1. Temos um vício de bastardia, de querer que os nossos pilotos sejam supremos e, quando isso não ocorre, passamos a considerar os mesmos uns párias. Quantos países (inclusive do dito 1º mundo) adorariam ter alguém como o Rubens entre seus conacionais, para se ufanar e vangloriar. O fato de não ser meu piloto preferido (Emerson e Luizinho estão na frente), não impede de considerar um dos maiores de sua geração. E merece sim nosso respeito e admiração.

    • Ulisses disse:

      Julio, brasileiro adora falar mal e desdenhar de si mesmo, de seu país!
      Coisa de colônia católica (ainda).
      E até hoje não percebeu que isso afeta a autoestima do país e que, de certa forma, influi diretamente no seu desenvolvimento econômico.
      Uma pena.

  24. Francisco Pimentel disse:

    acredito que vale lembrar a reportagem feita pelo Flávio Gomes

    http://www.youtube.com/watch?v=yHsepd5odGw

  25. Zé Maria disse:

    Na medida certa, FG.
    Isento e imparcial, um exemplo de jornalismo onde os fatos prevalecem sobre as opiniões. . .
    E se por vezes vc mesmo foi ácido (com razão) em função da postura por vezes equivocada do personagem, dessa vez mostrou como se faz bem feito.
    E como já postaram, o cara passou 19 anos por lá e recebendo, enquanto hoje em dia muitos não emplacam nem pagando. . .
    Zé Maria

  26. Romero disse:

    Bons tempos. Naquela época, sem internet, eu comprava Folha ou Estadão diariamente só por novidades da F1. Geralmente escolhia o que continha mais informações. Domingo comprava os dois e lia no sofá da sogra após o almoço. Bons tempos e não falo isso em relação ao fenômeno Senna. Boa lembrança e belas palavras em relação ao Rubens. Sempre gostei dele.

  27. Thiago Azevedo disse:

    São 19 anos de F1, vários anos de Ferrari, vítorias e corridas muito boas! Aquela em Silverstone em 2003 foi uma das melhores corridas que já vi na F1!
    Parabéns ao Rubinho!

  28. Alemão disse:

    O Rubinho é excelente piloto…deu show em algumas corridas, e é o que importa….Silverstone, Donnington, Monza…etc. Com certeza não tomaria um “pau” tão grande do Alonso…iria andar perto! Cometeu alguns erros, soltou algumas palavras a mais, mas é ótimo piloto! Todos gostavam dele…pilotos, mecânicos e chefes de equipe!

  29. Luis disse:

    Já devem ter escrito aqui, mas queria apontar que essa foto aí é da temporada de 1994: o carro de 1993 tinha o bico levemente levantado e a equipe dos boxes não usava macacão anti-chamas na época, pois ainda não tinha reabastecimento naquele ano.

  30. Paulo Vitorino disse:

    do enviado especial…

  31. Moy disse:

    “Ninguém disputa 19 temporadas na F-1 à toa.”
    Rubinho não disputou. Apenas participou.

  32. hendrix disse:

    tá rolando uma pergunta no face sobre isso: vc sente falta do rubinho?
    as respostas estão engraçadíssimas, ô povinho ruim
    kkkkk

    esse video é uma boa lembrança da corrida

    http://www.youtube.com/watch?v=83Se4rOc7dc

  33. Jimy Ribeiro da Silva disse:

    Flávio. Mto boa a menção ao acervo da FOLHA. Me chamou atenção a reportagem sobre a apreensão de bombas com Palmeirense.

  34. luiz caco disse:

    QUEM FALOU Q O SEGUNDO É O PRIMEIRO PERDEDOR FOI O PIQUET.
    PARABÉNS RUBINHO! QUEM ACOMPANHA AUTOMOBILISMO SABE DE SUAS
    ÓTIMAS QUALIDADES.

  35. Fernando Rossini disse:

    “Polícia flagra palmeirenses com 8 bombas” (na página 5). Como se vê, ao contrário do que dizem, não é de hoje que o futebol está inundado de imbecis.

  36. Macieira disse:

    Flavio.

    Já que você trouxe estas fotos do passado, olha este vídeo aqui:

    https://www.youtube.com/watch?v=A4CX6-eGXWU

    on-board do G.Berger em Estoril 1989.

    Video original, sem comentarios da TV.

  37. Tom disse:

    Que jornalzão. Delícia que era ler o jornal. A Piauí hoje é onde dá para descansar a leitura. Os jornais e revistas estão um lixo.

  38. Tiago disse:

    Esse lance de título… Óbviamente que é importante, muitos acham que o Schumacher é o maior de todos porque tem 7 (!) títulos. Mas os mesmos que acham isso, colocam na lista de melhores de todos os tempos o Villeneuve, o véio, morto, sem título nenhum como um dos melhores. Se consideram um sendo o melhor porque foi o mais mais ganhou, o outro que nunca ganhou deve ser um fracasso. Estou certo? Não, pois isso é muito subjetivo. Mas o importante é que os títulos não mostram quão bom são os pilotos, Villeneuve sempre está entre os melhores, mesmo sem ter ganhado nenhum título. Agora, o Rubens, que é brasileiro (e deve ser esse o motivo), que nunca ganhou campeonato, é um fracassado, mesmo ficando 19 anos lá. Vai entender…

  39. disse:

    Tem torcidas organizadas também, embora hoje elas ocupem 100% o cotidiano.

  40. willian disse:

    que legal. olhei agora no link que o Gomer colocou e parece que essa tb foi a primeira corrida da história da Sauber na F-1, com um 5º lugar do JJ Lehto.

  41. guilherme ferreira coelho disse:

    Poxa Flávio, o que você escreveu nem no caderno político os caras escrevem hoje.

  42. Osmer disse:

    19 temporadas recebendo salário. Muito piloto não passa de uma pagando caro! E ainda tem tonto que chama ele de Burrinho!

  43. Sidney Kuhin disse:

    Hoje tem de “pagar” para correr…
    Hoje o dinheiro vence o talento na disputa de vaga…

  44. JOÃO PEDRO MARCHINA disse:

    Sem dúvida grande cara, grande piloto, não compartilho do que dizem que o Senna falou que o 2º colocado é o primeiro perdedor, 19 anos na Fórmula 1 é para um vencedor, desde menino quando corria de kart

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>