MENU

Sunday, 23 de June de 2013 - 8:18Automobilismo internacional

O MAIS LONGO DOS DIAS (5)

LE MANS (nada é fácil) – Faltavam 5 horas para o fim da corrida quando o Aston Martin #99, na liderança, estampou o guard-rail. Era o carro de Bruno Senna, dirigido por Frédéric Makowiecki, francês. Batida parecida com a de Simonsen. Mas Mako saiu do carro andando. Tristeza demais para a Aston Martin em seu centenário. Uma vitória serviria para atenuar as coisas depois da morte de ontem. Agora, nem isso.

14 comentários

  1. Ricardo says:

    Achei que houve uma saída de traseira com um correção excessiva do piloto levando o carro para o lado de fora quando a traseira aderiu.

  2. Andando? O cara saiu foi correndo mesmo!

  3. Ricardo Bigliazzi says:

    A diferença foi a velocidade do carro no local da panca… para quem anda de GT5 (PS3) fica fácil entender os fatos… a velocidade ali é muito menor quando comparada ao local da “panca” fatal.

    Uma pena para o Bruno, que perdeu a chance de colocar no currículo uma uma Vitória garantida em Le Mans.

    Fim de uma Le Mans, fica a tristeza pela morte de um dos pilotos. Uma morte é sempre muito mais triste do que qualquer coisa.

    Imperador

  4. Marcelo says:

    Os pilotos andam o tempo todo “pindurado”, é normal uma saidinha de traseira após a curva, mas o carro segue em frente.
    Curioso essa faísca que sai embaixo do carro, mais impressionante é que os dois Aston Martin mudam de direção bruscamente saindo da pista sem dar chance aos pilotos.

    Os companheiros de Senna são bons pilotos, tem grande experiência com esse tipo de carro, Frédéric Makowiecki já venceu 12 provas.
    O trio de pilotos tem competência pra analisar se tinha algo de errado com o carro, aparentemente estava tudo normal. Os engenheiros com certeza vão fazer uma varredura pra ver se acham algo errado nos dois carros acidentados. Final de semana negro pra Aston Martin.

    Frédéric Makowiecki
    http://en.wikipedia.org/wiki/Fr%C3%A9d%C3%A9ric_Makowiecki

    • Edvaldo says:

      Em prova de Endurance eles não andam tão pendurados assim não. Andam forte, claro, mas seguro também.

      Ambos os acidentes parecem ter sido provocados por piso escorregadio às margens da pista e pneus de seco.

  5. Eduardo Aranha says:

    Ao ver o vídeo e os comentários deste post é estranho entender a matéria publicada no Grande Prêmio atribuindo o acidente a um erro do piloto.

  6. Giovenardi says:

    vídeo que mostra o carro segundos após a pancada
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=CIzxm6gn5b8

    video que mostra a perda de controle do carro
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=wXXqcQYkFGQ

  7. Jayme says:

    Melhor a equipe analisar esses carros, certamente há algo de muito errado com eles, o acidente foi idêntico, só não foi fatal pois a chicane alí diminui muito a velocidade senão…..
    Repare que há a chicotada e o carro saí de frente sem condição do piloto fazer nada.

  8. Guest says:

    Aos 1:33 do vídeo, reparem nas rodas dianteiras onde, do nada, surgem umas “luzes” (que não me parecem ser de estouro de pneus ou de fricção das rodas no asfalto). Estranho…

  9. Clésio Luiz says:

    Sinistro o modo com ele perdeu o controle, igualzinho ao outro carro. Pontos diferentes da pista mas foi do mesmo jeitinho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *