O TESTE, 30

SÃO PAULO (primeiro e último) – Hoje, 19 de julho, faz 30 anos do primeiro teste de Ayrton Senna com um carro de F-1. Foi em Donington, 1983, com a Williams. História tão conhecida quanto importante. Por isso, Renan do Couto entrevistou Frank Williams com exclusividade em Silverstone sobre a data. O resultado dessa conversa está aqui.

Frank diz que Ayrton era, sobretudo, “um homem de negócios”. Mesmo aos 23 anos de idade. Dez anos depois, quando finalmente assinou com a Williams, o dirigente teve a mesma impressão.

Depois de ler a matéria, relembrem com imagens, na reportagem de Reginaldo Leme na época, como foi o teste.

Comentários

  • O Senna não tinha bola de cristal….para adivinhar quem tinha o melhor carro…hoje se sabe que quando testou a Wiliams em 1993 e quem não quis ele foi o Frank Williams, aliás o Frank e o Senna 4 vezes negociaram contratos. 1) Em 1983 Frank não quis o Senna porque a Williams tinha 2 bons pilotos e Senna era muito jovem 2) 1989 Senna foi convidado para correr na Williams, mas não quis. 3) 1991 Senna de novo é convidado para correr na Williams, já que Prost estava na Ferrari e Mansell tinha anunciado o seu abandono da F1, mas depois Mansell foi para a Williams por influência de Senna, quem conta a estória é o Mansell que diz que não largou a F1 por culpa do Senna….mas hoje se sabe que Senna temia muito que o Prost entrasse na Williams…segundo Senna Prost era muito superior a Mansell como piloto. 4) 1993 Senna tenta entrar na Williams, Frank (por causa de uma cláusula de Prost) não aceita. como se vê um empate de 2X2. em 1994 houve o comum acordo, mas este acordo só aconteceu porque o regulamento mudou no meio de 1993 e nos testes de setembro de 1993 a Benetton sem eletrônica se saiu melhor que a Williams sem eletrônica, com isto Prost aceitou sair em troca do pagamento integral de seu salário…de 1994.

    Senna tentou a Mclaren, mas foi rejeitado pelo Ron Dennis, porque o Senna fez a seguinte pergunta se Mclaren de 1984 seria competitiva? Ron Dennis ficou irritado, e jurou que nunca mais iria contratar o Senna, porque o Ron queria o Senna como piloto de testes, já que a Mclaren tinha os 2 ótimos pilotos o Prost e o Lauda….É provável que Senna só tivesse uma chance na Mclaren em 1986, caso ficasse lá…

    Senna tentou a Brabham aqui tem várias contradições, o Senna achava que os Brabham era o melhor carro e por isto se acertou com o Bernie, fazendo um pré-contrato, mas parece que houve um veto da Parmalat…a presença de 2 brasileiros na mesma equipe, esta é a versão do Piquet, já a versão do Bernie dita alguns anos após é que o Piquet ligou para o dono da Parmalat impedindo a vinda do Senna, a Brabham fez uma péssima temporada em 1984 o Senna teve sorte …porque é quase certo que ele teria um carro bem inferior ao do Piquet…. se o Piquet experiente e n°1 foi mal, imagina o jovem Senna e n°2…Nos testes na Brabham o Senna foi muito mal, apanhou do Piquet e um piloto chamado Mauro Baldi, diferente dos testes da Williams onde ele ganhou do Rosberg, do da Toleman onde ele ganhou do Warwick, na Mclaren também foi o mais rápido…O Reginaldo Leme ao ser perguntado porque o Senna foi tão mal no teste da Brabham ele costuma dar um risadinha….o mesmo acontece com o Gordon Muray…e com o Bernie….

    Lotus, apesar de não ter testado os Lotus Senna assinou um pré-contrato com a Lotus ia ganhar 5 mil dólares por mês, mas a John Player vetou preferindo o Mansell…

    Toleman, finalmente Senna conseguiu uma equipe ela era pequena…mas segundo o próprio Senna dava para subir no pódio…acho que foi a melhor solução para o Senna se desenvolver…o Senna foi um grande piloto, mas demorou muito para amadurecer..eu acho que ele foi brilhante a partir de 1990….

    Resumo as outras equipes é que não quiseram o Senna….e se ele tentasse a Ferari ou Renault, também seria rejeitado…já a Toleman aceitou as condições de Senna…

  • muito esquisito isso aqui
    “Fez um tempo muito especial para aquele carro e, depois de mais 30 voltas, falou ‘OK, obrigado’. Achou que o carro tinha ido o mais rápido que podia, ou então queria levar a namorada para almoçar, não tenho certeza, e foi embora”.
    Nao parece atitude de um cara andando num F1 pela primeira vez. Historinha mal contada

  • Existem empreendimentos (grandes ou pequenos) em nossa vida, que já nascem condenados, apesar dos nossos empenhos.

    A Williams é um desses empreendimentos na carreira de Senna. Não deu certo em 1983, e onze anos depois, acabou tragicamente errado.

  • Flavio, conta pra nós como foi o teste do Senna na Brabham em 81 (ou será que foi em 80?)

    Parece que ele conseguiu ser mais rápido que os titulares nas outras equipes que testou…exceto na Brabham.

    Tinha um cara bem FODA lá na Brabham naquele ano…

    Seria bom o pessoal que nasceu de 1985 em diante saber dessa história.

      • A verdade é que, pra não levar pau de Senna, Piquet com uma ajudinha do Murray deu um “jeito” no carro que o Senna pilotaria. Esta já é bem velha amigo Gerson……vc não sabia?

    • O próprio Nelson admitiu depois que mexeu no carro, até deixar ele mais, todo mundo sabe que ele sabia todos os macetes da maquina, e usou, não foi só na pista, o que o Nelson fez com a Lotus que o Ayrton VENCEU 5 PROVAS.

  • Senna era foda dentro e fora das pistas, talvez não fosse um cara legal para muitos mas como piloto, o melhor.
    Já o Mr. Frank sempre foi mão de vaca, se não fosse teria Senna desde o primeiro ano, e provavelmente a Williams não estaria nessa situação ridícula que está hoje, com melhores pilotos e gente da engenharia. Mas entra quem paga mais e quem recebe menos.

    • E engracado ver como pessoas aparentemente fracacadas em alguma area especifica conseguem criticar pessoas bem sucedidas exatamente na mesma area. Me parece que financeiramente tu es um cara fracacado e esta criticando o ‘Mr. Frank’ por ser mao de vaca.

      Dica do dia: Seja mao de vaca e torne-se financeiramente bem sucedido.

      Ou melhor, manda o teu CV pra Williams. Estao precisando de uma pessoa com o teu perfil, que entende das coisas, pra reorganizar a bagaca toda.

      ps: na eventualidade de eles nao te chamarem, o que deve ser pouco provavel, manda pro Eike.

  • Não desses que prefere Piquet ou Senna….gostava da festa que eles faziam na F1….pela idade que eu tinha na época, tinha visto essa matéria desses testes e o que chama a atenção no Senna é que ele sabia onde ia chegar…incrível.

  • Sem dúvida de que era um homem de negócios! Assim como Nelson Piquet, Lauda e mais uns tantos que fundaram grandes empresas com relativo sucesso, sem mencionar Roger Penske, Carol Shelby, o próprio Frank Willians, que foram pilotos medíocres mas, empresários de sucesso.
    Os chefes de equipes nunca gostaram muito quando encontram pilotos dotados de algum talento para negócios, se forem rápidos então …. sabem que a sua despesa e/ou investimento inicial tenderá a ser bem maior e com mais riscos, visto que, talentos são raros e bastantes disputados por outras equipes e fabricantes.
    Talvez seja por isso que atualmente, os esportes em geral tem “amarrado” contratos que quasae sempre, também amarram pés e mãos de esportistas talentosos, fazendo com que parte do espetáculo fique refém dos departamentos cartoriais de equipes, esportistas, empresários, patrocinadores, advogados … etc etc.
    Enfim, isso é muito chato!

    • Carol Shelby não pode ser chamado de medíocre, ganhou Le Mans em 1959 pilotando um Aston Martin pela equipe de fábrica. Abandonou as pistas por uma doença no coração que o levou a um transplante tempos depois, foi o transplantado que mais viveu.