NO COMMENTS

Para entender, aqui, aqui e aqui.

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Thiago basilio
Thiago basilio
8 anos atrás

Bom já até sei porque o amor dos dois não deu certo.Um era filho de um soldado nazista.E a outra burguesa comunista que recebeu os espólios ao final da expulsão do judeus de seu país e ascensão do socialismo.Impressionante o fato de sua família ter ido morar na casa de judeus expulsos de seu país.Deve ser karma.

Acarloz
Acarloz
8 anos atrás

Forte …

Ubaldir Jr.
Ubaldir Jr.
8 anos atrás

O que eu acho mais legal no vídeo, o que ele realmente transmite, é o seguinte: histórias de amor verdadeiro nunca morrem. Quando o amor realmente existiu, nunca mais em sua vida você conseguirá ser indiferente àquela pessoa com quem dividiu parte de sua história. Seja lá o tempo que passe ou a situação que originou a separação, sempre haverá sentimento em um reencontro, seja lá qual for ele. Indiferença, nunca. Se houver indiferença é porque o amor realmente nunca existiu.
Em termos de relacionamento é o que mais tento repassar a meus filhos: muito cuidado com os sentimentos dos outros. Você pode estar mudando para sempre a vida de alguém. Se agir irresponsavelmente com o sentimento alheio, pode correr o risco de amargar pelo resto da vida a responsabilidade de ter tornado a vida de outra pessoa muito pior do que deveria ser.

Irinaldo Barros
Irinaldo Barros
8 anos atrás

Puro sentimento… pura magia… pura emoção!

Juliana
Juliana
8 anos atrás

Essa mulher é de arrepiar … nem tento imaginar o turbilhão de sentimentos naquele tocar de mãos.

Czar
Czar
8 anos atrás

Fiquei sabendo desta história há alguns meses no blog do Barcinski.

Resumindo: se esta mulher é artista, então eu sou o Frank Sinatra.

Fernando Amaral
Fernando Amaral
Reply to  Czar
8 anos atrás

Tava demorando…

OSKAR
OSKAR
Reply to  Czar
8 anos atrás

Verdade! Uma farsante que cobrava entrada para os otários ficarem dois minutos na frente dela sem falar nada. E o pior a fila era de 16 horas de espera. Se isso não é vigarice em nome de uma pseudo arte eu não sei o que é. Para os descrentes: vejam os vídeos do documentário inteiro. Essa ¨amostra¨ ficou exposta por seis meses num museu de NY (MOMA acho).!

Fernando Amaral
Fernando Amaral
Reply to  OSKAR
8 anos atrás

novaiorque tem uma tradição estabelecida da arte da performance; os artistas pioneiros a se dedicarem somente a esse gênero de arte lá se estabeleceram; não por acaso ela vive e faz seus trabalhos lá, e também não à toa um museu da importância do MOMA montou uma mostra retrospectiva: há um grande publico que conhece e está acostumado a essa forma de arte que não produz um objeto finito, mas sim funciona na dimensão do tempo principalmente – mas sem ser música nem teatro.
as performances (= obras de arte) desses dois juntos, 30-40 anos atrás, lançavam questões pertinentes à condição humana, ao menos nas sociedades ocidentais, e faziam uso de atitudes físicas com alguma violência até, mas sempre com longa duração -num dos textos apontados pelo Gomes ela deixa claro, uma ação de pouca duração dificilmente se constituirá numa performance.

se a pessoa do publico se der um pouco de liberdade à sua própria mente, poderá perceber que essas obras de décadas atrás influenciaram o modo de reagir violento dos manifestantes hoje em dia, digo os que se colocam à frente para trombar com o Choque.
(não apoio esses caras, fico com os ‘pacíficos’ , não é sobre juízo de valores a que me refiro, mas a um fato histórico, os encapuzados da linha de frente dizem ter essa atitude não por ideologia mas pela estética ; dá pra perceber então, em retrospecto, a influencia de artistas da performance de anos atras nas atitudes de manifestantes não só aqui no bananal mas nos vários países onde tem havido protestos nas ruas nos anos recentes).

isso tudo é fato, não é pura viagem minha ou daquele publico lá em novaiorque -essa forma de arte existe faz já um tempo e formou uma história .
O blablabla de ‘artista farsante’ não significa nada e não altera nada no desenrolar dessa atividade humana.

Márcio Rezende
Márcio Rezende
8 anos atrás

O amor, realmente, é o maior sentimento que existe. Supera tudo, tempo, distancia e traições. E faz a gente, que se acha casca grossa, se emocionar apenas com olhares…

Turco
Turco
8 anos atrás

artistas artistando.

valdir
valdir
8 anos atrás

“Mulher fica cara a cara com o homem com quem teve nos anos 70 e 80 uma intensa história de amor”

Puta merda, se existe o ‘Jornalismo Wando’ também existe o ‘Jornalismo Datena’.

Serginho
Serginho
8 anos atrás

A arte é o fio condutor, a janela pros sentimentos fluírem nos dois sentidos: início e fim. Espetacular artista, muito além do seu tempo.

Adriano Silva
Adriano Silva
8 anos atrás

Essa coisa de arte-pela-arte não é comigo. Em um dos links do texto ficamos sabendo que ao se separarem o casal fez uma última “instalação”, viajando de sentidos opostos na Muralha da China encontrando-se três meses depois em um ponto comum para se despedirem… e isso foi “arte”!

Fernando Amaral
Fernando Amaral
Reply to  Adriano Silva
8 anos atrás

instalação não , performance; são duas coisas diferentes.
Não sou fã como sou de pinturas, mas inegável a importância artística do trabalho deles dois e dela sozinha depois.
não foram os primeiros artistas a trabalhar com performance, mas levaram mais adiante, provavelmente mais adiante que quaisquer outros artistas de performance na época deles.

eu acho meio cafona a idéia dessa performance que finalizou a relação dos dois, mas isso e só opinião de sofá sem a menor importância; analisando, se vê q se encaixa perfeitamente no conjunto da obra, que é bela, monumental e potente.

eles estiveram em SP na Bienal de 85, fizeram uma performance semelhante a essa do vídeo acima, só que somente eles dois participavam, sentados às pontas de uma longa mesa, de olhos fechados por todo o período de visitação de um dia na Bienal.
dias depois fizeram tipo uma palestra mostrando slides e contando as historias de todas as performances que já tinham realizado nos 10 anos juntos até então , eram todas muito impressionantes, pelos conceitos e pela coragem em realiza-las.

paulo
paulo
8 anos atrás

A história é linda, mas a Bravo dançou….

Fabio Aguilera
Fabio Aguilera
8 anos atrás
Filipe
Filipe
8 anos atrás

De fato é emocionante, mas pelo que li sobre a história deles o cara foi um tremendo FDP com ela no passado. Parece que o motivo da separação foi uma traição, sendo que ele ‘roubou’ os direitos de toda obra dela, que teve pagar para tê-las de volta.

Marcelo Uchoa
Reply to  Filipe
8 anos atrás

Você leu a declaração dela. E a dele?
Quando uma relação acaba, cada um tem a sua verdade, e nenhuma é a correta.

Filipe
Filipe
Reply to  Marcelo Uchoa
8 anos atrás

Segundo a reportagem que li, ela própria disse que ele ficou com todas as obras depois da separação, tornando sua vida um inferno. Segundo Marina, ela só conseguiu recuperar as obras comprando tudo de novo.

Na reportagem de 2003 ela alega que ainda estava pagando pelas obras.

Se quiser ler a reportagem: http://bombsite.com/issues/84/articles/2561 e aqui: http://www.oene.com.br/porque-tanta-gente-esta-postando-o-video-do-encontro-de-marina-abramovic-com-ulay-e-qual-e-a-verdade-por-tras-dele/

Alexandre - BH
Alexandre - BH
8 anos atrás

Eu li sobre essa história alguns meses atrás. É tocante mesmo. Acho que esse cara perdeu uma grande mulher. Vacilão.

Helton Fernandes
Helton Fernandes
8 anos atrás

Legal seria se eles nunca mais se vissem.
Isso é amor.
O que não deu certo a 30 ou 40 anos não vai dar certo hoje, mas os caras se viram, se curtem mas não dá certo ficar juntos.

Celio Ferreira
Celio Ferreira
8 anos atrás

Minha esposa achou muito lindo , e eu tambem!!!!!!