MENU

domingo, 29 de junho de 2014 - 8:22Automobilismo brasileiro

SOLICITAÇÃO

RIO (rapidinho, please) – Nas últimas semanas, Mestre Joca tem pingado no Facebook algumas prévias sobre algo que está vindo por aí. A última:

E nosso protótipo aos poucos vai se definindo: o chassi já está desenhado e em fase de simulações, as mangas de eixo já em produção. Definidos o powertrain: motor Ford Duratec 2.0 16v de 147 HP a 6.000 rpm, torque de 19 mkgf a 4.250 rpm. Caixa de marchas transversal original de 5 velocidades. Rodas de liga leve tala 7¨, pneus radiais medidas 195 50 16 na frente e 205 50 16 na traseira. A carroceria já definimos, será baseada nesta aí mesmo e a cor será azul (France Bleu), por sugestão do Caíque De Paula Pereira, e uma alusão à Matra Sports.

Sendo assim, solicitamos ao douto Joaquim Lopes que nos explique tudo direitinho. Agradecidos.

prototipojoca

86 comentários

  1. OGDecanini disse:

    Prezados, quem conhece o Mestre Joca e seus amigos abnegados, sabe muito bem que a coisa é séria e competente. Meus sinceros parabéns pela iniciativa e se o preço for convidativo, quem sabe?? Abraços

  2. Gus disse:

    Vai virar Interlagos em 1:cinquenta baixos…ou seja, um carro acessível, bonito e rápido.

    Parabéns aos envolvidos!

  3. astolfinho disse:

    caros,

    entendi a proposta do carro de ser baixo custo e acessivel ao piloto amador, porem 140 hp ou até 160 como dito seria o que rendem gol/celta/clio do marcas e pilotos com 1.6. Não seria o caso de tirar uns 180 hp desse motor pra posiciobar a categoria acima do marcas e abaixo dos GTs?

    Apropósito, parabéns pela iniciativa! Toda sorte do mundo pq competência não falta!

  4. Joca disse:

    Se me passei me desculpem, mas qual a dimensão? distancia entre eixos, largura, altura e dimensão do cockpit? E freios?

  5. Helton Fernandes disse:

    Putzzzzzzzzzzzz
    O carro é lindo, muita empolgação para ver andando.
    Qualquer incentivo ao automobilsmo brasileiro, que vai ladeira abaixo, é muito bem vinda.
    Boa sorte na empreitada e não se esqueça de mandar os tontos de plantão à merda.

  6. Carlos Pereira disse:

    Pela imagem, o carro é muito bonito. Não lembro de ter visto carros similares correndo no Brasil. Sucesso para que essa idéia de certo, e a todos vocês.

  7. Nelson disse:

    Não tenho palavras para agradecer. Sou fã de automobilismo desde que me entendo por gente e já me entendo a 47 anos. Já assisti tudo que é tipo de corrida, até de cortadores de grama, A formula 1 era isso, sonho, estudo e sangue, com nem tanto dinheiro, vale lembra a origem de Frank Williams.
    Pensar em automobilismo é pensar em soluções que movimentem vários atores, mecânicos designers, engenheiros, funileiros, pintores e por que não dizer pilotos e torcedores, Que adianta um bando de riquinho que nem sabe o que é seta, comprar Ferraris, Ford’s gt, Aston Martin’s, Isso é competição, é esporte. Não se alguns criticam é que não viram Ken tyrrell, Colin Chapmam, e mais um monte de doidos que transformaram o automóvel de simples carroças em instrumentos que causam alegrias e realizações.
    Parabéns Joaquim e parabéns Flávio Gomes. Ainda tenho esperança do automobilismo ser cada vez mais presente em todas as cidades,e vocês dois com certeza cada um em seu papel contribuem muito para isso.

  8. Paulo Aidar disse:

    O que Mestre Joca se propuser a fazer com certeza ficará bem feito, isso é inegável. O apoiamos integralmente. Sucesso !

  9. Márcio Jr disse:

    Sei que não tem nada com o tema do tópico…mas que desfile de DKW’s: http://antigosverdeamarelo.blogspot.com.br/2014/06/desfile-50-guaxupe-mg-em-1962.html

  10. Roberto Zuquim disse:

    Parabéns Mestre Joca!
    Informe as datas das competições em que inscrever o bólido. Estaremos lá.

    • Robertom disse:

      Este é o problema, como informado o carro vai participar do campeonato paulista, provavelmente na categoria Protótipo A (até 2,0L).
      Devido às longas e intermináveis (todos os anos) reformas do autódromo para receber a F1 não há datas definidas para depois da 7ª etapa, marcada para 11, 12 e 13 de Julho.

  11. Chatotorix disse:

    Ao menos que turbinem isso! Uma preparação turbo leve não custa tanto assim, embora seja necessário destaxar um pouco este motor. Digo isso porque correr com 160 – 170 hp vai ser feio. Quem viu a IMSA ontem em Watins Gleen deve ter achado bizarro os GTs ultrapassando os protótipos da categoria C o tempo todo. São coisas que não combinam.

    Com turbo esse motor pode facilmente alcançar os 350 cavalos, e aí sim teremos algo cujo desempenho realmente remete à tradição dos protótipos.

  12. Atlas disse:

    Mais um “carro” que com certeza vai usar o pré histórico e moedor de ossos chassi tubular, revestido com muita fibra de vidro e que com certeza esse “baixo custo” será o preço de uma BMW zero km.. Tipo a Formula Vee, no começo era a mesma história de “categoria de baixo custo sem preparação”, o carro custava 12 mil, agora tem nego vendendo por 40 no Mercado Livre, inventaram de enfiar motor Ford zero Km (falando que custa menos que o do Fusca, pfff) e só meia dúzia de riquinhos dominam a ponta.

    • Caíque disse:

      Mais um carro com Chassi projetado, construído e assinado, em todos os cálculos de torção e esforços p0r um Engenheiro Mecânico, com todos os documento e desenhos dimensionais, carenagem produzida por empresa estabelecida no mercado, que serão entregues ao Depto. Técnico da FASP. Será o mais viável financeiramente possível. Quem quiser um Carro com Chassi em Fibra de Carbono e Kevlar, basta comprar um Dallara F3…baratinho…ahh, em tempo sabichão de nada: Os Daytona Prototypes são TUBULARES, Treliças Tubulares e mais uma Gaiola adicional…com 650 a 720hp de potencia.

      • Atlas disse:

        O problema nem é ser chassi tubular de cromomobilênio com carenagem de fibra de vidro. E outra, o chassi ser construído e projetado por um egenheiro mecânico é algum mérito? Isso é o BÁSICO oras.. Por acaso o “normal” seria se ele fosse projetado pelo “Toninho Mecânico do interior”?? Continuando, o problema não é exatamente ser de fibra de vidro e de tubinhos, mas sim que certamente o preço vai ser de carro importado chassi monobloco, como tudo no Brasil.. Só para tirar mais dinheiro de alguns playboys, o que não falta por ai é categoria de chassizinho de tubos estilo stock car (bateu do lado morreu) e carenagens de fibra de vidro, onde gasta-se uma fortuna pra correr, tipo nego torrando mais de cem mil pra correr naquela porcaria de sprint race, com aqueles super clios velhos, as ratoeiras daquele brasileiro de turismo (ex-stock light) e a própria stock car também, que tem um custo de 2 milhoes de dólares pra correr numa cadeira elétrica defasada.. Enfim, esse é o problema, é sempre essa historinha de baixo custos, mas vão ser sempre os mesmos playboys de sempre torrando os tubos e no fim “inventando de por um motorzinho mais carinho”, tipo na F-Vee que infelizmente fugiu totalmente da proposta inicial, só porque 2 ou 3 empresários tiveram essa “magnífica idéia” de “colocar um motor mais moderninho”.. Daí agora é essa cambada de moleques oriundos do kart com o pai torrando os tubos e figuras que realmente MERECIAM disputar o certame completo, apaixonados como um Claudio Ceregatti, ficam de fora..

      • disse:

        Atlas, deve ser aqueles infláveis que vendiam nos semáforos.
        “MERECIAM disputar o certame completo, apaixonados como um Claudio Ceregatti, ficam de fora.”
        Esta frase mostra, o quanto esta inteirado com o automobilismo nacional.

      • Caíque disse:

        Atlas, me desculpe, mas seus comentários são completamente desprovidos de TUDO, além disso está dizendo como será o futuro de algo que não tens noção do que colocas…Quem está projetando o Carro, além de Ex-Piloto, já projetou e costruiu chassis, de carros de competição e de rua, já construiu e vende chassis para restaurações de antigos e já restaurou carros de competição que hoje se encontram em Museu….sua opinião não tem base sobre algo concreto no que se refere a este projeto, me desculpe, mas é verdade.

    • Caíque disse:

      https://www.youtube.com/watch?v=wJlVDtM1MzA

      Dê uma olhada nesse Fabricante de Fundo de Quintal fazendo um Corvette DP 2014…mais um carro de chassi Pré-histórico de Treliças tubulares…rsrsrsrsrs…

    • Edu Dias disse:

      Caro, ATLAS.

      Eu tenho um carro de F. 1600 ou F. Vee, como queiram, o nome é o de menos… ano que vem vamos correr com motor Ford Rocam 1.6 refrigerado a água. A categoria F. 1600 comprou 45 motores, Cada motor completo, em razão de contatos com a Montadora Ford, saiu pelo valor de R$ 2.490,00 ( dois mil quatrocentos e noventa reais ).

      Estamos cansados da pecha de “sujadores de pista” em razão da utilização do motor VW Boxer 1.6 ( refrigerado a ar ), e se tudo correr conforme o script, a categoria terá o custo baixado e muito menos problema de emporcalhar a pista para nós mesmos e as demais categorias.

      Abçs

      Edu Dias

  13. Eduardo disse:

    Off topic: Flavio, legal, te vi (fumando) na 4rodas! Pô, bem que podiam ter colocado uma foto do meianov naquela seção lateral lá, bem mais bonito que o voyage!

  14. Gus disse:

    Nada menos que fantástico se for realidade! (isso me lembra o projeto dos Opalas stock, que deveria “estourar” ainda esse ano)

  15. Alberto disse:

    muito, mas muito legal….

  16. Antonio Seabra disse:

    Pelo pouco que conversei com o Joca, e pela capacidade (ja demonstrada) dele, eu sou outro que ficou empolgado !

  17. Fabio Amparo disse:

    Uma nova categoria de protótipos nacional?

    • Joaquim disse:

      Fábio, adiantando o que escrevi posteriormente, não almejamos que seja categoria nacional. Visamos com o carro apenas o Campeonato Paulista em Interlagos, pelo menos no início. Há muito caminho pela frente de testes e desenvolvimento. Mas é perfeitamente possível. Claro que sempre restarão os incrédulos e críticos, . Mas já estamos acostumados, quem pretende realizar alguma coisa tem que estar preparado para as cassandras e vivandeiras de plantão. Grande abraço,

      • Fabio Amparo disse:

        Estive recentemente em interlagos acompanhando o estadual de Marcas e Pilotos e em seguida os Clássicos de competição. É impressionante como as pessoas que ali estavam faziam tudo com muita dedicação, esforço e ZERO apoio, se compararmos com a estrutura que outras categorias recebem. Claro que estou falando de um campeonato pequeno, onde maioria dos bólidos era de Corsa/Celta/Gol, mas isso caracteriza como o automobilismo como um todo está carente de estímulo. Espero que sua inciativa seja um sucesso e reflita no âmbito nacional, pois há anos vemos a coisa cair de nível se compararmos com o que era até o meio dos anos 90.
        Abraços.

  18. Conde disse:

    Tenho acompanhado as postagens e estou curioso tb .

  19. Marco Aurelio disse:

    É franquia dos carros DP daytona no brasil,pq esse desenho era do que poderia ser os DP´S em 2013 com o regulamento novo .

    • Joaquim disse:

      Não, Marco Aurélio, nada ver com franquia da DP Daytona. É projeto próprio quanto a chassi, suspensões e motorização. Só que gostamos dos recursos do design desta carroceria e vamos nos inspirar nela. Não adianta inventar sobre o que que já está ótimo. mas não necessariamente copiá-la. Abs.

  20. Joca disse:

    Porque pouca cavalaria?

    • disse:

      Puma a Ar, 1600CC da Classic Cup vira em Interlagos 1:59 com aproximadamente 140 cv.
      É uma categoria conceito, de baixo custo de investimento inicial e manutenção. E virando nesta faixa, a brincadeira fica legal.

    • Caíque disse:

      147 HP é a potencia de fábrica, será mais potente com certeza (1,3 ton x 650 kg) terá um retrabalho simples, mas não será um 4 cilindros de F3. Não é essa a filosofia do que se está fazendo…não pensamos em grid de 12 carros.

  21. Jonny'O disse:

    Tudo mui belo…pero o azul da imagem faz alusão ao azul Cobra Daytona da Ford……com direito a dupla faixa branca percorrendo todo carro.

    Lindão !!!!!termos um carro pra torcer nas corridas de endurance depois que o Tubarão parou de correr com carro próprio.

  22. Cuca Beludo disse:

    Esse desenho da foto é um Daytona Prototype e da geração antiga

  23. Marcio Talhacolo disse:

    Cara, falou mas não explicou nada… Telefonema? Negocio TOP? Mais informações por favor.

  24. Celio Ferreira disse:

    Designer fodástico!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  25. ac disse:

    É sério isso?

    Faz um protótipo e enfia um motor mais fraco que o de carro de rua?

    • Joaquim disse:

      AC, o motor original debita brutos 147 HP. Tirando a perfumaria (catalisadores, etc,etc e o que não interessa para competição) com um novo coletor, escape dimensionado e acerto da taxa de compressão chegamos fácil a 160/165 HP. Com o peso previsto de 650 kg dá uma relação peso/potência favorável e uma final em torno de 200 km/h que é mais que desejável para o público que se destina. E isto num motor praticamente original. O protótipo não se destina a Le Mans, ou Daytona. É para pilotos amadores que vão correr em Interlagos. Quem quiser um protótipo top de linha no Brasil posso indicar três ou quatro construtores somente em SP. É outro nicho, outra ideia. Abs.

      • Renato Ariano disse:

        Ae Joaquim . . . esse AC e o Sr Nunca não deve nem ter dinheiro pra alugar kart pra andar e tá enchendo o saco , tem nego que é assim mesmo não manja nada do negócio e fica ai metendo o pau , bando de frustrados , Parabéns pela iniciativa ! Espero que seja mesmo uma categoria acessível

      • TCL disse:

        Opa, aceito as 3 ou 4 indicações.

  26. Carlos Ganhadeiro disse:

    Curioso aqui! Equipe brasileira pra correr aqui ou lá fora? Sempre sonhei com um time brasileiro na LMP2 ou mesmo na Indy.

  27. Nunca disse:

    Nunca ficará nem um pouco parecido com o desenho. Feito no Brasil? Kkkk No papel tudo é lindo, mas quando ficar pronto vai parecer um buggyde fibra de vidro… Lembram dos projetos qur apareceram dos “super esportivos” nacionais? Eee brasileirada, sempre com a cabeça nas nuvens.

    • Joaquim disse:

      Tal Sr. Nunca, cujo pseudônimo já fala muito por si. Quando começamos a Formula Vee quatro anos atrás ouvimos o mesmo tipo de crítica e incredulidade. Sempre dos que Nunca constroem nada, Nunca colaboram com nada, Nunca deixarão nenhum legado. Quando deixei a categoria em maio/2013 já alinhávamos 29 carros e tinha 48 chassis construidos. Desses cerca de 36 disputam regularmente o campeonato paulista, dividido em duas categorias. Isso é o nosso trabalho e legado para o automobilismo. Fizemos e estamos fazendo história,. E o Sr., Seu Nunca, o que fez mesmo ? Nada, né ? Pois é…

  28. Caíque disse:

    FG, apenas aguarde mais um pouco…rsrsrsrs…será algo muito bom, atual e estamos trabalhando sobre um carro de competição atual,e honesto para o que será proposto!!

  29. Claudio Mourão disse:

    Chassis e carroceria serão feitos do zero, ou comprarão um já existente?

  30. Marcelo chamma disse:

    Um belo carro que certamente trará mais pilotos para os autodromos.
    Parabens pela iniciativa, temos falta de carros para uma categoria protótipos

    • Joaquim disse:

      Caro Sr. Chamma, a estratégia é a mesma que norteou a criação da Fórmula Vee, um carro competitivo, de baixo custo, mecanicamente confiável e desempenho teoricamente igual para os pilotos. O exemplo já foi dado, basta segui-lo. Abs.

  31. Joaquim disse:

    FG, nada demais. Minha paixão sempre foi e será os protótipos. Assim, após um ano sabático fora das pistas, aproveitei o embalo para tocar o projeto. Partimos do início de um protótipo já pronto no Rio, construido pelo engenheiro mecânico e ex-piloto de F-Ford Sérgio Pinheiro. O Caique Pereira também está nessa, juntou esforços á ideia. Mas logo descobrimos que adaptar um carro já feito há dez anos sairia talvez o mesmo preço de um chassi novo e mais moderno. Partimos para o novo, que já está projetado e as peças especiais em fabricação.

    A ideia é simples, Partir de um conjunto moto-propulsor de linha – no caso estaremos usando o motor Ford Duratec 2.0 16v e 147 HP originais, acoplado ao câmbio transversal de cinco marchas e colocá-lo na traseira, juntamente com a suspensão McPherson devidamente recalibrada e despida de elementos dispnesáveis. Funciona. Na dianteira, suspensão independente por triângulos, amortecedores regulavéis, etc, etc. A carroceria é esta mesmo baseada na “engenharia reversa”, ou seja, cópia descarada mesmo do que já funciona.

    Muito bem, é o “state of art” da construção automobilística ? Obvio que não, Mas atende muito bem nosso propósito ou “compromisso de projeto”: um carro simples, robusto, de bom desempenho, bonito, leve, seguro, e de custo acessível (em termos de automobilismo, of course…). E a quem se destina? Ao piloto amador, o diletante, aquele que não quer correr de monoposto nem de carro de turismo. Ou para equipes que queiram destinar o carro para aluguel, baseado numa mecânica confiável e reposição de peças baratas. Quanto custará? Ainda não sabemos, mas nada que alguém tenha que refinanciar a casa para entrar na brincadeira.

    A intenção é rodar com o primeiro protótipo até o final do ano, Daí inscreve-lo em algumas provas para desenvolvimento.e ajustes. Quanto a fundação de uma categoria específica, já tratei do assunto com quem de direito. Já temos seis interessados no carro, mas ainda está muito embrionário, vamos ver…

    Quando o carro for às pistas, o senhor está convidado a dar uma voltinha. Só uma, no más…

    • Joaquim disse:

      Esqueci de fazer uma observação no texto. o nosso projeto contempla unicamente participar do Campeonato Paulista em Interlagos ou ocasionalmente em outras pistas, mas nada que se equipare aos carros da Endurance ou a protótipos de concepção mais desenvolvida. É outra ideia…

    • Claudio Mourão disse:

      Joaquim, a carroceria é uma cópia descarada de qual carro?

      • Flavio Gomes disse:

        Pode xingar, Joca. Nem sei quem é o tonto.

      • Joaquim disse:

        O projeto da carroceria é de um estudo para os protótipos DP Daytona para 2013, mas creio que não foi utilizado. Gostei do design, a combinação de linhas retas e poucas curvas, facilita a construção do molde. É lógico que não será exatamente igual, mas servirá de inspiração. Já estamos ultimando os desenhos do chassi, as peças especiais como mangas de eixo, braços e triângulos de suspensão estão em andamento.. Abs.

      • Eduardo Melo disse:

        Por que Claudio? Você construiu algum? Tem medo de ser copiado?

      • disse:

        Pá, está parecendo quando o FG coloca post do 69 e neguinho fala que a cambagem está errada, pela foto!
        Como tem gente que monta carro, compra amortecedor, escolhe pneu, corre e fala que é piloto, Após apertar a tecla start ou enter, no vídeo game.

      • Caíque disse:

        A Carenagem será uma mistura dessa do post com a que está sendo usada pela Riley, a do Carro do Ozz Negri.

      • Irineu disse:

        Xingar. Gosto disso. Me dão permissão?

      • Claudio Mourão disse:

        Joaquim, desculpa se ofendi, mas era esta minha intenção. Coloquei assim apenas porque você mesmo escreveu desta forma descontraída: “A carroceria é esta mesmo baseada na “engenharia reversa”, ou seja, cópia descarada mesmo do que já funciona.” Perguntei apenas por ter gostado muito do projeto, e porque queria fazer um desenho dele no GTR2.
        Obrigado.

      • Luiz disse:

        Parabéns Joaquim, pela iniciativa e pela educação, eu fiquei com a mesma dúvida do Claudio depois que você escreveu “cópia descarada”, agora devidamente esclarecida. Não há razão para reinventar a roda todos os dias, você o Caíque, que realmente participam do projeto, estão fazendo sua parte, se todos fizessem isso em vez de apenas exercitar a grosseria o automobilismo estaria certamente muito melhor no Brasil. Novamente, parabéns.

      • Joaquim disse:

        Cláudio, entendi o teor da sua pergunta. Não precisa se desculpar, não me ofendeu. Abraços,

    • ZeDuardo disse:

      Boa Joca, grande idéia que vc já estava maturando faz tempo, gostei muito e vc sabe que pode contar comigo. Quando for possível me mostre os planos. Grande abraço.

  32. Certo dia recebi um telefonema que me fez ficar muito empolgado. O negócio vai ser TOP!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>