DOZE ARGOLAS

IMG_1443

SÃO PAULO(adoraria) – Acho que já tinha escrito alguma coisa sobre isso, mas a notícia voltou à tona depois de uma publicação no GoAuto, da Austrália. Dono de 12 marcas diferentes, o Volkswagen Group cogita reunir todas elas sob um novo nome: Auto Union. Uau!

A ideia seria desvincular as marcas não-VW da VW, em resumo. Em vez de dizer que “a VW é dona da Porsche”, o que leva colunistas maldosos a chamar qualquer Porsche de Fusca, dizer que “a Porsche pertence à Auto Union”. Fica bonito.

Para quem não sabe (acho difícil, em todo caso…), a Auto Union nasceu em 1932 quando se juntaram Audi, Horch, DKW e Wanderer. Cada fábrica continuou existindo de forma independente, mas todas reunidas sob o chapéu das quatro argolas da Auto Union. Já nos anos 60, quando a empresa foi comprada pela VW depois de passar pelas mãos da Mercedes, a marca Audi foi ressuscitada e o logotipo das quatro argolas foi escolhido para representá-la.

Auto Union é um nome, para um grupo automotivo, que faz todo sentido. Além de carregar o peso de sua história do pré-Guerra, combina com o conceito de união de várias marcas. O Volkswagen Group, hoje, é dono da própria VW (carros), mais Audi, SEAT, Skoda, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Porsche, Ducati, VW Commercial Vehicles, Scania e MAN. Claro que não dá para fazer um símbolo análogo ao das quatro argolas. Doze é demais e fica feio.

Aguardemos os próximos movimentos. Mas essa possibilidade, pela importância histórica da Auto Union, me agrada e muito. A propósito, a Audi Tradition já usa o nome Auto Union na nova razão social. Vem coisa por aí.

Comentários