EM MARÇO

SÃO PAULO (tempo, tempo, tempo) – Bem, o Grupo Bandeirantes e a Indy confirmaram a volta da categoria ao Brasil. A corrida está marcada para 8 de março em Brasília. E será no autódromo, mesmo. Algumas pessoas acreditavam que poderia ser uma prova de rua.

Para fazer a Brasília Indy 300, o governo do Distrito Federal terá de reformar o circuito. Praticamente reconstruí-lo. Afinal, são mais de 40 anos de uso sem nenhuma reforma digna do nome. O asfalto é o mesmo do início dos anos 70.

Estão falando em 300 milhões de dilmas para um período de dois ou três anos de obras no autódromo. A primeira fase, pelo jeito, será emergencial para receber a Indy. Depois a reforma continua, de acordo com as necessidades. Faltam detalhes. Inclusive de quem paga o quê.

O prazo é bem curto. Tomara que saia. O governo pagar a reforma é natural, afinal trata-se de um equipamento público. Mas seria interessante discutir as prioridades da cidade antes. De qualquer forma, tendo ou não a Indy, a reconstrução do autódromo de Brasília é uma necessidade.

ATUALIZANDO…

Chegou um press-release da Bandeirantes com mais alguns dados, a saber:

– O contrato entre Indycar, Band e governo do DF vai até 2019.
– Segundo o vice-presidente da emissora, Marcelo Meira (tio do ex-piloto de Indy Vitor Meira), o investimento do grupo será de 60 milhões de reais, sendo 40 milhões “injetados diretamente na cidade através da contratação de serviços, equipamentos e infraestrutura”.
– Ainda de acordo com Meira, esse valor inclui “investimento em equipamentos de última geração para a transmissão de TV, apoio para a instalação das equipes com garagens e escritórios, montagem do race-control, montagem de apoio médico-hospitalar e instalação de ações comerciais”.
– Mas eu gostei mesmo disso aqui: “Apenas para abrigar as equipes, que chegarão à cidade com alguns dias de antecedência, são necessários cerca de 2.400 room nights”. “Room nights” é o máximo.

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Nico
Nico
7 anos atrás

Room nights é parte do jargão da indústria hoteleira.
Tal qual o átomo na química, room night é a unidade indivisível desta indústria.
Para servir, para proteger!

Brabham-5
Brabham-5
7 anos atrás

Não se preocupem irmãos de Brasília!
Tendo sambódromo ou aeroporto (os carros correm na pista dos aviões), a Indy pode rolar aí sim!

gilberto v. de sousa
gilberto v. de sousa
7 anos atrás

MUITO BOM,PARA O AUTOMOBILISMO E PARA O TURISMO,E PRINCIPALMENTE PARA BRASILIA..

daniel santos oliveira
daniel santos oliveira
7 anos atrás

e a reforma? R$ 300.ooo.ooo,00 é muito ou pouco?

Aliandro Miranda
Aliandro Miranda
7 anos atrás

Só sei de uma coisa: irei.

Morei em Brasília até 1992, sempre quis voltar para ver como está a minha casa, a minha rua.

Já tenho um motivo. Irrecusável e inadiável.

JAL
JAL
7 anos atrás

Moro em Brasília e ando de moto em Track Days no que dizem ser um autodromo.
Como ja dito por outros, o tempo é curto pra reformar o lixo que se tornou a pista.
Existem rachaduras de 2 ou 3 cm mas tangencia das curvas. As zebras são catapultas, verdadeiras rampas de lançamento. Areas de escape, guardrails, boxes, infra, etc… falta tudo. Tem barro(terra vermelha) em alguns pontos da pista… Chegaram ao cúmulo de implantar um “quebra-molas” na curva de entrada da reta dos boxes ´pra evitar que pilotos da stock ganhassem tempo.
Se algum desavisado errar a curva e passar no referido “quebra-molas”, será ejetado.
Enfim, espero que consigam fazer algo a um custo civilizado.
Vou acompanhar.

Alex Santos
Alex Santos
Reply to  JAL
7 anos atrás

Essa do “quebra-molas” foi demais, o cara vê cada coisa!

Egaz
Egaz
Reply to  JAL
7 anos atrás

Direção da FMDF, entre outras coisas, diz que “são pontos onde os pilotos não vão de moto”, pois acha que está tudo ótimo, não tem problema algum

WAGNER
WAGNER
7 anos atrás

Gente (torço muito para dar certo) vai começar o período de chuvas em Brasília. Será que vai dar tempo???

Fernando Lima
Fernando Lima
7 anos atrás

Seguinte: Não acredito que saia nenhuma obra para a realização da corrida. Por mais que a Indy tenha propensão em correr em pistas precárias mesmo nos USA, vide Detroit , Baltimore e Houston, mas o autódromo de Brasília não tem a mínima condição. E como ocorreu em 2010, quando eram cotadas cidades como Recife, Salvador e Ribeirão Preto, mas que a prefeitura de São Paulo é que no final topou bancar a”festa”, junto com a Bandeirantes, acho que em cima da hora muda para praças e pistas já estruturadas e movas ou reformadas. Meu palpite é Goiânia ou Velopark. Se não ocorrer isso esqueçam ver os DW12 novamente no Brasil este ano.

Jonas Martins
Jonas Martins
7 anos atrás

Com autódromos como Curitiba e Goiânia aptos e prontos para receber a Indy, será que precisa mesmo gastar tudo isso pra reformar o autódromo de Brasília??

Seinfeld
Seinfeld
7 anos atrás

Tem sambódromo em Brasilia ou vão reformar/construir um só pra ter corrida de Indy por lá?

charles
charles
7 anos atrás

Podem ser 300 milhões de marinas, quem sabe?

CARLOS PIMENTA
CARLOS PIMENTA
7 anos atrás

E aí Flavio, voce vem né ?? Te esperamos aqui no Plantalto Central em março.

Paulo Henrique
Paulo Henrique
7 anos atrás

Sou de Brasília, sou piloto de kart, apoio a reforma do autódromo e a vinda de um grande evento de automobilismo e de proporção internacional como a formula indy para a cidade, entretanto quero deixar registrado que em nenhum momento foi reservado, previsto ou informado nesse projeto se haverá um espaço para a construção de um kartódromo, um importante espaço para o inicio da formação de novos talentos, como tantos já revelados por Brasília (Família Piquet, Felipe Nars, Felipe Guimarães, e o próprio Vitor Meira) que hoje funciona dentro do autódromo, e segundo o que vi, nessa área está prevista construção de um estacionamento.
Para onde iremos nós pilotos? qual será o destino de cerca de 40 profissionais que lá trabalham e ganham o sustento de suas famílias?
Em um projeto anterior apresentado pela Novacap (que deverá ser a gestora da reforma) que visava trazer uma etapa da MotoGP, seria construido um novo kartódromo em uma área a ser estudada.
Infelizmente no Distrito federal contamos apenas com 2 Kartódromos, o Ferrari Kart localizado dentro do autódromo Nelson Piquet, e o Kartódromo do guara construido em 1974, e agora perderemos o Ferrari Kart, vai ficar difícil a coisa não é??

Francis Rosário
Reply to  Paulo Henrique
7 anos atrás

O kartódromo do autódromo será destruído, um novo será construído no Guará.

Egaz
Egaz
Reply to  Paulo Henrique
7 anos atrás

O momento de discutir isso foi na audiência pública, que inclusive contou com a presença de representantes dos kartistas.

“O público participante questionou sobre a situação do kartódromo, sendo informado de que o plano é mudar o Kartódromo para ao lado do autódromo, construindo-o em padrão internacional.” https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=3&cad=rja&uact=8&ved=0CCsQFjAC&url=http%3A%2F%2Fwww.motonline.com.br%2Freforma-do-autodromo-de-brasilia-sera-acelerada%2F&ei=5SsgVI3aGujhsATV54GYAw&usg=AFQjCNGmVRjYaCpui_GUwVorWdmI8E9T6w&sig2=cD_Vh2MJDY4DiJlHYFr-vw&bvm=bv.75775273,d.cWc

““A nossa preocupação é com a formação dos pilotos e dos funcionários que trabalham no kartódromo”, ressaltou o comerciante e piloto de kart, Samuel Gomes. Em resposta, a diretora de Obras Especiais da Novacap, Maruska Lima, afirmou que nenhum trabalhador será prejudicado com essa mudança e que haverá uma Audiência Pública específica para tratar dos assuntos que envolvem o Kartódromo e a terraplanagem do local.

Depois da construção do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, que também faz parte do Complexo Esportivo Ayrton Senna, a preocupação levantada por representantes de Kart, foi sobre a localização da área destinada à prática do esporte. O projeto prevê a retirada do Kartódromo das dependências do Autódromo. A área pública estudada é a que fica na parte lateral, onde hoje funciona a garagem da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB).” http://www.novacap.df.gov.br/noticias/item/2347-aut%C3%B3dromo-internacional-nelson-piquet-ser%C3%A1-reformado.html

Douglas
Douglas
7 anos atrás

Room Nights, ou RN, é uma métrica do segmento hoteleiro para ocupação, É meio estranho, mas quem trabalha no segmento, principalmente na área comercial, está acostumado com esse termo.

Jonny'O
7 anos atrás

“Room nights” é algo como casa noturna …..isso não é um puteiro?

Ulisses
Ulisses
Reply to  Jonny'O
7 anos atrás

Também …

gustavo maia
gustavo maia
7 anos atrás

Room nights é mais bacana que pernoites – que remete a motéis, além de dar um número maior. Por exemplo, se essa galera toda passar 6 dias, 2400 room nights equivalem a 400 quartos. Anunciar 2400 é melhor que 400.
No final, essa estória de usar termo em inglês que tem correspondência em português ´é pura bullshit.

Ricardo Sarmento
Ricardo Sarmento
7 anos atrás

Vão conseguir fazer o quê em menos de 06 meses? Já começa errado por aí, ao invés de fazer a reforma com antecedência, para que na data da corrida esteja tudo pronto, fazem tudo às pressas, mal feito, para ter que quebrar e derrubar, para fazer tudo de novo depoi$$$$. Essa é a filosofia dos administradores do dinheiro público no Brasil.

Querem um lugar legal para correr? Goiânia, por que não? Autódromo novo, e seguro, cidade com boa infraestrutura e a F1 não chega nem perto para proibir nada.

Ulisses
Ulisses
7 anos atrás

Gastaram tudo (e mais um pouco) no “Mané Garrincha”! Não moro em Brasília, mas acredito que em termos de público, o autódromo atrai mais “bilheteria” que a arena (carésima) da copa.
Boa opção também seria colocar parceiros da iniciativa privada para reformar e administrar o autódromo, abrir uma espécie de concessão. Talvez dessa forma essa obra saia do papel.
Seria ótimo o Brasil voltar a ter autódromos “dignos”! Afinal, nosso automobilismo não está tão ruim assim.

gustavo maia
gustavo maia
Reply to  Ulisses
7 anos atrás

já tentaram parceiras, que sempre esbarravam na questão do IPTU. O GDF não liberar o tributo do terreno imenso no meio do DF, daí ficava ruim

Luis felipe
Luis felipe
7 anos atrás

Quem conhece o autodromo sabe o tamnho do desafio , e quem é daqui nao confia no Agnelo… Vai ser o autodromo mais caro do Mundo tambem!

Julio Lima
Julio Lima
7 anos atrás

Eu concordo com o que disse o Homar aí pra cima. Acho que é muito oba-oba por causa da eleição. Como o Agnelo não vai se reeleger…

Se bem que, se o eleito for o Arruda, não duvido que saia, pois ele poder enfiar no pote de ouro que vai ser essa reforma.

Haja desperdício de dinheiro público…

Marcos Henrique Reis
Marcos Henrique Reis
Reply to  Julio Lima
7 anos atrás

Arruda já é carta fora do baralho… E o vice dele depois da eleição vai apelar ao estatuto do idoso pela surra que vai levar nas urnas…

Eu só acredito vendo, não levo fé nisso aí, não… Quando eu ouvir os barulhos dos motores, aí sim, me calo…

As coisas por aqui não estão boas assim para um orçamento tão alto. Ah, a pior coisa que o PT inventou foi de colocar um candidato com mais de 40% de rejeição, vai levar surra nas urnas também. Daí eu penso que, entrando outro, a coisa pode mudar de rumo… Mas pra pior…

alan
alan
7 anos atrás

toda a cidade de brasilia precisa ser renovada pois brasilia nasceu engessada!!!!!

Julio Cesar Gaudioso
Julio Cesar Gaudioso
Reply to  alan
7 anos atrás

Alan,
Brasília foi projetada para 500 mil pessoas, com excelente qualidade de vida. Não se imaginava que atingiria as proporções atuais.

Homar
Homar
7 anos atrás

Cara….duvido que essa bagaça aconteça! Até agora não tem nenhum barulho carrinho de mão trabalhando no autódromo. Outra coisa, não seria oportunismo de nosso grande governador (1.9 bi no mané garrincha) em época de eleição?? Pelo visto ele não se reelege, e aí??? Será que o contrato foi assinado? Se foi… o próximo governador será obrigado a cumprir???
O FG você é xarope, mas eu gosto de você!!!!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Homar
7 anos atrás

Muita grana vai rolar…