MENU

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014 - 16:43F-1

MÉXICO E COREIA

SÃO PAULO (é muito?) – Serão 21 corridas no ano que vem, na maior temporada da história da F-1. A FIA divulgou o calendário para 2015 com as mesmas 19 deste ano e mais Coreia do Sul e México. São dois países que voltam ao calendário. A Coreia esteve no Mundial de 2010 a 2013. A pista fica no meio do nada. A ideia inicial era erguer uma cidade em volta, o que não aconteceu. Mas a grana é boa, pelo jeito. Já o México tem tradição na categoria. Foram 15 GPs entre 1963 e 1992, com um intervalo sem provas de 1971 a 1985.

O Brasil faz a penúltima etapa, em 15 de novembro. O calendário completo está aqui.

Detalhe é que enfiaram a corrida coreana uma semana antes do GP da Espanha. Vai ser uma pauleira danada. A prova ainda está com asterisco, para ser confirmada.

A volta do México deve ser comemorada, embora tenham mutilado o autódromo Hermanos Rodriguez, eliminando a Peraltada. Paciência. Mas a Coreia… Dessas pistas novas, a que faz falta é a da Turquia. As outras, sinceramente, não me falam ao coração.

A boa notícia é que oficializaram o fim da pontuação dobrada em Abu Dhabi. Essa bobagem quase distorce o campeonato deste ano.

26 comentários

  1. Luke disse:

    Faz falta a Turquia, a pista era ótima, do mesmo nível de emoção das “clássicas”, sempre rendia altos pegas, ultrapassagens e enrascadas. Mas o país não ajuda muito, além de não ter tradição automobilística não é rico… Será que não dava para transplantar o autódromo inteiro para algum país da Europa? rsrsrs

  2. Gustavo Gomes disse:

    Quanto preconceito com a Coreia do Sul, o circuito não fica no meio do nada, mas sim na ponta do nada. É uma região mais industrial e agricola, pessoas com posses mas sem opção de diversão, mas o governo está investindo em atrações e a uns 150 kms de lá foi palco da Expo 2012 em Yeosu.
    Ou seja ,estão seguindo o $$$

  3. Marcos José disse:

    A única lógica deste GP da Coréia vingar é passar o da Espanha para a semana seguinte antes da corrida de Mônaco. Mas eu estou achando que o GP coreano fique mesmo para 2016 junto com a volta do GP da Europa. Caso a realização do segundo GP americano não aconteça pra 2016 (New Jersey ou Las Vegas), o GP coreano voltaria como sendo o seu substituto na categoria.

  4. Gustavo Oliveira disse:

    Não pude deixar de notar a coincidência de datas entre a suposta etapa em Ruingam e as 6 Horas de Spa…

  5. Edu Franco disse:

    Uma forma da categoria economizar seria fazer um roteiro que faça mais sentido, separado por continentes… algo como:

    Austrália – Japão – Coréia do Sul – China – Malásia – Cingapura – Abu Dhabi – Bahrein – Rússia – Áustria – Hungria – Itália – Mônaco – Alemanha – Bélgica – Inglaterra – Espanha – Canadá – Estados Unidos – México – Brasil

    É até engraçado ver que o GP de Cingapura fica tão afastado do da Malásia no calendário, sendo que fica a apenas 350km de Kuala Lumpur. É menos do que a distância entre Rio e São Paulo, mas dão a volta no mundo pra chegar lá duas vezes por ano.

    Isso sem falar em Japão, Coréia e China; Bahrein e Abu Dhabi; colocar o GP do Canadá no meio dos da Europa; e por aí vai…

  6. Felipe disse:

    Quanto mais corridas, menor o valor de cada corrida… 16 ou 17 seria o ideal. E quanto mais eu olho pra essa pontuação de Formula Indy, menos eu gosto. 10, 6, 4, 3, 2, 1 e pronto… Ponto tem que ser conquistado, não distribuido. Mas é só minha opinião…

  7. Rafael Chinini disse:

    cara, já foderam até com SPA (bus stop)…depois disso nada mais é surpresa!
    agora Coréia pista LIXO total!
    das novas Turquia faz falta mesmo, e acho Bahrein tem um traçado legal.

    • Luke disse:

      Nunca gostei muito de corrida em país árabe, nada a ver. Mas a pista do Bahrein tem dado altos pegas nos últimos GPs. É um traçado exigente, onde os pilotos erram bastante, isso torna o roteiro mais imprevisível.

  8. Ricardo Lacerda disse:

    Não seria mais lógico por exemplo a Coréia fazer uma dobradinha com a China do que com a Espanha. Coisa de doido isso. China – Bahrein – Coréia – Espanha.
    Podiam também trocar a data da Rússia com o Canadá, agrupariam todas as corridas na América.

  9. Fabiano Lacerda disse:

    De que adianta adicionar corrida sendo que quase todas estão sendo uma merda? Temporada mais saturada e só. É o máximo que esses dois GPs novos trazem

  10. José Brabham disse:

    Sem a Peraltada o GP do México perdeu sua tequila…

  11. Adriano Santi disse:

    Em um mundo perfeito, no lugar de Bahrein, Abu Dhabi, Shanghai e Sepang, teríamos Magny-Cours, Kyalami, Estoril e Imola.

    • atila disse:

      As corridas em Magny-Cours eram tão ruins quanto, senão piores, que as corridas em Bahrein, Abu Dhabi, Shanghai e Sepang. Ímola – depois de tirarem a Tamburello e a Villeneuve – ídem.

      A única vantagem de colocar Ímola de volta seria pela atmosfera do lugar, que teria um público que realmente ama automobilismo. Se é pra ter uma corrida chata, que ao menos seja num lugar com público bom.

  12. TSC disse:

    Já sei que a globo não vai transmitir ao vivo a corrida do México!

  13. Vinicius disse:

    Segundo o Lito Cavalcanti disse nas transmissões dos treinos de Abu Dhabi, a Peraltada será mantida. Confere, ou ele está viajando?

  14. Mauricio P. disse:

    Como sempre tem acontecido nessas últimas temporadas, calendário provisório do Mr Bernie só serve pra fazer pressão e arrancar mais uma graninha dos promotores, no final de tudo, cancela-se algumas etapas e fica tudo como está.

  15. Vitor disse:

    Coincidentemente essa prova na Coréia é no mesmo fim de semana das 6hs de spa (wec), que normalmente é usada como preparação para as 24hs de Le Mans, e que terá a participação do Nico Hulkenberg no terceiro carro da porsche.

    Interessantes essas coincidências não?

  16. Celião disse:

    FG porque os caras da FIA não fazem as corridas americanas em seguida,
    , Montreal , Austim ,, Mexico , e Brasil ,
    Seria primeiro as Asiaticas , depois Européias , Americanas , e fecha em Abu Dabi.

    • Marcos José disse:

      A FIA poderia ter trocadas as datas entre os GPs da Áustria (de 21/06 para 03/05), da Coréia do Sul (de 03/05 para 11/10), da Rússia (de 11/10 para 25/10), dos Estados Unidos (de 25/10 para 1/11) e do México (de 1/11 para 21/06). Mas eu acho que não teremos este GP coreano pra 2015 talvez fique para 2016 junto com a volta do GP da Europa.

  17. Fabio Amparo disse:

    Um sacrilégio isso.

    O circuito do México sem a Peraltada é como Monza sem a Parabolica ou Spa sem a Eau Rouge.

    Tomara que pelo menos as mudanças do traçado contribuam para o show.

    Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *