E O LUCA TEM RAZÃO

SÃO PAULO (gosto dele) – Muita gente acha que Luca di Montezemolo, em seus últimos anos de Ferrari, demonstrava claros sinais de decadência na gestão. Pode ser. Mas ele está certo quando diz, em entrevista ao “la Repubblica” (o “L” é minúsculo, mesmo) que a equipe teve uma razoável dose de sorte neste ano. Ele elenca os seguintes fatores: a McLaren deixou de existir (por algum tempo, pelo menos), a Williams andou para trás e a Red Bull, em suas palavras, “implodiu”. Assim, o time vermelho larga em toda corrida com um pódio garantido.

Dá para negar?

Claro que há méritos naquilo que Arrivabene vem fazendo, impondo um espírito de equipe mais aguerrido, motivando Kimi, empolgando Vettel — os pilotos também têm parte na reação de Maranello. Mas tudo que Luca falou sobre as rivais é verdade. E o que ele conta sobre a Red Bull acaba sendo o mais importante de tudo, se for verdade: Didi das Latinhas está de saco cheio e se a Audi não vier para o baile, ele vende a porra toda e tira o energético de campo.

Será?

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Davi
Davi
6 anos atrás

Sinto uma notável dose de inveja no que Montezemolo falou. É claro que Williams e Red Bull não estão tão bem quanto ano passado. Mas a Ferrari, com Raikkonen e Alonso também fez um carro melhor que a lata de anos anteriores. E, é claro que Arrivabene tem sua dose de mérito nisso, tendo toda equipe feito um carro melhor.
Por outro lado, parece que a Mercedes evoluiu menos, tendo diminuído o .gap – em segundos – da segunda (Ferrari) para esta.
Como já foi dito a Ferrari tá só incomodando, mas a Mercedes ainda está à frente. E sem testes, há pouco panorama para mudanças…

Gustavo Oliveira
Gustavo Oliveira
6 anos atrás

Já eu acho muito difícil, se não impossível, qualquer marca do grupo Volkswagen entrar na F1 nos próximos anos. Mesmo sem o Piesch no comando, a direção do grupo sabe da enorme crise de identidade e credibilidade vivida pela categoria nos últimos dois anos, seria entrar na festa quando ela já está acabando.

Fora isso, os exemplos de Honda e Renault são capitais nessa decisão, pois seria preciso gastar milhões para desenvolver uma nova unidade de força e os riscos de ficar muito atrás da Mercedes e viver a situação dos japoneses e franceses este ano é pra lá de considerável.

R.I.P.ez Alonso
R.I.P.ez Alonso
6 anos atrás

Chupa Amonso!

Allez Mão!

petrafan
petrafan
6 anos atrás

como é que “vende a porra toda”? será isso um negócio viável, operacional e financeiramente?

Luciano
Luciano
6 anos atrás

Na verdade o mérito, se existe, é do próprio Luca e do Domenicali. Um projeto começa muito antes de o carro entrar na pista. Quando o Arrivabene assumiu (e mesmo o Mattiacci) esse projeto já estava beeem adiantado.

petrafan
petrafan
Reply to  Luciano
6 anos atrás

nenhum de nós sabe exatamente o que se passa dentro de uma equipe de F1 e como as coisas realmente acontecem.

mas de fato, não é num estalar de dedos que um cenário (ou um projeto, ou um carro) muda.

Brabham-5
Brabham-5
6 anos atrás

O maior golpe de sorte da Ferrari é o Montezemolo não estar mais lá.
Pode perguntar a qualquer um que esteve lá no 2 últimos anos.

Brabham-5
Brabham-5
Reply to  Brabham-5
6 anos atrás

Os 2 últimos anos da administração Montezemolo.

Paulo Pinto
6 anos atrás

O chororô do “Didi” está mais para uma chantagem em cima da FIA, do que outra coisa. O que ele diz é diferente do que ele quer dizer.

Anselmo Coyote
Anselmo Coyote
6 anos atrás

O negócio da Red Bull é vender latinhas. A F1 é só marketing. O que fazer se o marketing tiver dragando dinheiro sem dar o retorno? Pessoa jurídica não tem coração. Tem cofre.
Ah… a Ferrari, o Luca e o mascate de cigarros? Este está indo bem, com escorregadelas típicas de italianos, e levando a Ferrari onde o Luca não conseguiu. Como? Não sei. Mas ouço aqui e ali que a FIA/FOM tinha pretensões de refrear a vantagem da alemanzinha prateada. E é aí que começa a fazer sentido o que tenho ouvido sobre os técnicos da Mercedes terem dado uma ajudazinha à rossa. E isso me leva de novo à máxima de que: Pessoa jurídica (independentemente da cor) não tem coração. Tem cofre.
Abs.

Eric
Eric
6 anos atrás

Sorte?
Ninguem consegue melhorar em relação a Mercedes, alguns até andaram para trás. A Ferrari dá um baita salto, onde ninguem mais conseguiu fazer, e isso é sorte?

Fernando
Fernando
6 anos atrás
Rogerio
Rogerio
6 anos atrás

Mais ou menos, né Flavio. Sobre os adversarios, ele falou certo.

Mas a Ferrari está muitissimo mais perto das Mercedes do que no ano passado. A evolução do carro é nitida. Até o Kimi tá animado.

Jaques
Jaques
6 anos atrás

“Alles hat ein ende, nur die wurst hat zwei” (Tudo tem um fim, só a linguiça tem dois)

alan
alan
6 anos atrás

Será que a Ferrari incomoda mais a mercedes do que Red Bull e Wiiliams ano passado, da a impressão que sim, então a Ferrari chegaria onde está por méritos próprios. Mas agrande certeza é de que a mercedes comprou todaa cetgoria F1 pra si, com um campeonato/regras feitos para só ela se dar bem, então fica fácil, penso que rosberg e amilton não teriam tanta facilidade se fosse uma disputa realmente justa e igual pra todos os carros, oo que me assusta é uma tramóia dessas simplesmente aceita com naturalidade por equipes, pilotos, midia, torcedores, etc….. Se a F1 nunca foi uma primazia pela ética agora então a ética parece que se esgotou de vez! A GRANDE MOTIVAÇÃO DE IR AOS AUTÓDROMOS OU LIGAR A TV PRA VER CORRIDAS ESTÁ CADA VEZ MAIS FRACA, se a F! quiser ser um espetáculo e uma disputa emocionante precisa se renovar, reinventar, depurar, etc….. estamos torcendo por isso!

Rod
Rod
6 anos atrás

Algo tem de acontecer, pois a F1 tá acabando. Seria tão simples voltar ao V8 e liberar a venda de chassis para equipes clientes, poderia até dar um passo a mais e liberar o terceiro carro com outro patrocínio.
Veremos.
O mais importante: os carros tem de ser bonitos.
Ah! o V8 pode ter Kers, sem problemas e os pneus livres, cada um faz o que quer, obriga uma parada no mínimo e pronto.

Fernando
Fernando
6 anos atrás

Luca está com o cotovelo doído, isso sim, ao ver a reascenção ferrarista sob comando de Maurizio Arrivabene e, por tabela, de Sergio Marchionne, seu grande rival no grupo FCA. É claro que os outros pioraram, mas e daí? Faz parte do jogo. A Ferrari foi dominante com Schumacher nos anos 2000 e depois caiu, Outros vieram para o baile querendo dançar com a debutante. Agora os italianos representam uma séria ameaça ao domínio da Mercedes, que será campeã novamente, lógico, mas com uma mancha vermelha nos retrovisores só de olho em qualquer vacilo.

Araujo
Araujo
6 anos atrás

Não acho que a Williams andou para trás, a Ferrari que evoluiu mais. O que seria esperado, já que têm mais grana que o time de Grove. Não fosse a lesão de Bottas e o problema no carro de Massa no Bahrein, a Williams estaria ainda melhor colocada no mundial de construtores. Pelo menos já está melhor do que estava no ano passado após 4 etapas.

A Red Bull, coitada, tem que se cuidar para não ficar pior que a Lotus este ano.

João Luiz Marques
João Luiz Marques
6 anos atrás

Só não concordo que a Williams tenha andado para trás.
A Williams na verdade não evoluiu, segue estável.

Manuel Gamallo
Manuel Gamallo
6 anos atrás

Flavio, faltou comentar que ele disse na entrevista que foi a Ferrari que ejetou o Alonso, (“Cuando vimos con Marchionne (su sustituto) que Alonso se volvió sombrío y hosco, y siempre mostraba desconfianza en el equipo, decidimos cambiar”, explicó Montezemolo, “no Marca”) por isso que ele foi parar na McLaren, afinal ele não tinha pra onde ir mesmo.

valter
valter
6 anos atrás

Como diria o personagem: “vou no popular, está cuspindo no prato em que comeu”.

Juca
Juca
6 anos atrás

Quem sabe o Ecclestone toma um susto pra ver se acorda, o café não está adiantando!

Pablo Vargas
Pablo Vargas
6 anos atrás

Tirem desse grid Red Bull e Toro Rosso e teremos 16 carros largando, sendo que dois são da Manor-Marussia.

James
James
6 anos atrás

Mas que a Ferrari está melhor está. Não me parece que a Mercedes andou para trás.

Marcelo Mason
Marcelo Mason
6 anos atrás

“Didi das Latinhas está de saco cheio e se a Audi não vier para o baile, ele vende a porra toda e tira o energético de campo.” …quer dizer que o cara ganha tudo durante 4 anos e quando a coisa vai mais ou menos joga tudo pro alto… pelamordedeus…

Juca
Juca
Reply to  Marcelo Mason
6 anos atrás

Pode apostar! Não vai ficar injetando dinheiro pra andar lá atrás com a marca dele e duas equipes!

luigi
luigi
Reply to  Juca
6 anos atrás

Eu perguntaria , porque a AUDI sairia do W E C ,que na Europa é mais importante que a F 1 (só os doutrinados pela R G T é que acham que seja a F 1 *diferença pequena, mas é!)),onde o regulamento ´é anos luz mais inteligente e ela corre com carro próprio ,podendo determinar tudo em qualquer área do carro/equipe (grupo motriz,aerodinâmica , chassis e componentes da equipe)

Leof1
Leof1
Reply to  Juca
6 anos atrás

Porque a AUDI sairia do WEC?
É simples… a audiência e repercussão da f1 é 10 vezes maior q a do WEC…

Felipe Fugazi
Felipe Fugazi
Reply to  Marcelo Mason
6 anos atrás

O Ron Dennis sempre disse que esse pessoal nunca foram REAL RACERS…
Imagina se a Mclaren, Ferrari ou Williams fazem isso de puxar o carro na primeira seca…

Fernando Kesnault
Fernando Kesnault
Reply to  Marcelo Mason
6 anos atrás

Ela poderia ir para a WEC ou a BSS – Blancpain Sprint Series…ou quem sabe, um retorno à Nascar Sprint Cup….

Eduardo
Eduardo
6 anos atrás

Mas ele não comentou que a Ferrari está mais perto da Mercedes do que qualquer equipe esteve desde o ano passado né.

H. Menon
H. Menon
Reply to  Eduardo
6 anos atrás

Isso mesmo. E poderia ter falado que a sorte foi o Domenicali que contratou gente para cuidar do chassis, da aerodinamica e dos motores (inclusive levando gente da mercedes para la).

Sorte…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
6 anos atrás

A Mercedes involuiu?? Ainda acho que a Ferrari tem meritos em 2015. Quanfo comparada a Red Bull ou a Williams a Ferrari possui resultados melhores. Pode ter acertado a mao por acaso… mas que acertou isso acertou.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Ricardo Bigliazzi
6 anos atrás

Quando digo comparar quero dizer comparar os resultados dos grandes rivais contra a Mercedes em 2014 contra os resultados da Ferrari versus a Mercedes em 2015.