MIRABOAS (3)

mirabo3SÃO PAULO(hoje tem Pacaembu) – Quando tudo é muito previsível, é difícil encontrar alguma emoção. Nem forçando a barra. “Ah, a briga pela pole no Q3 foi bonita!”, dirão. Não, não foi. Aliás, acho que nem dirão isso, há limites para o embuste. Porque não houve briga nenhuma depois que Hamilton fez um temporal e Rosberg errou na tentativa de batê-lo. Acabou aí qualquer possibilidade de disputa em Monte Carlo. Broxante. Foi muito mais legal no ano passado. A esta altura, Lewis estava acusando Nico e chamando o companheiro de filho da puta para baixo. Hoje, estão apenas trocano amabilidades.

O sábado começou com alguma esperança de novidade depois que Vettel, surpreendentemente, fechou o terceiro treino livre com o melhor tempo.

Fogo de palha, claro.

No Q1, a petizada da ponta saiu de pneus macios, deixando a goma gosmenta supermacia para as equipes menores — nas outras duas partes da classificação, também adotariam os pneus mais aderentes, claro. Hamilton encaixava volta rápida em cima de volta rápida, até que Rosberguinho conseguiu batê-lo. Era uma briga de gato e rato e exclusiva, porque quem chegava mais perto, Sebastian, virava 1s mais lento por volta. Os tempos: 1min16s528 para Nico, 0s060 à frente de Lewis. No fim Vettel deu uma encostada: 0s222 atrás do platinado da Mercedes, mas nada que assustasse realmente.

O tráfego, como sempre, deixava todo mundo irritado. Era um tal de pegar carro mais lento a cada esquina que fazia muita gente perder o espírito esportivo, disparando impropérios dentro do capacete. Faz parte dos rituais sagrados de Mônaco xingar os outros.

A briga para fugir da degola estava interessante, porque a McLaren aos poucos vai deixando de ser cativa — só os marússicos são presença certa entre os cinco piores. E aí apareceu a maior decepção do dia: a dona Williams. Bottas não passou do Q1, ficando apenas com a 17ª posição. Massa, aos trancos e barrancos, conseguiu um suado 13°. Outra enorme decepção vem sendo a Sauber, depois de uma estreia promissora na Austrália. Os dois dançaram, com Felipe II em 16º e Sonyericsson em 18º. Cat Stevens e Leroy Merhi ficaram com a última fila em seus carros brancos e vermelhos.

E os motorzinhos de Twingo fizeram bonito. Verstappinho, que já havia sido destaque na quinta, foi o terceiro colocado. Depois dele, na ordem, K-Vyado, Sainz Idade e Ricardão. Os dois meninos da Toro Rosso vêm mostrando muito serviço em sua temporada de estreia. Fico imaginando um brasileiro de 17 anos, como Max, andando lá na frente numa pista como Mônaco. Viraria deus em dois minutos, tã-tã-tã.

No Q2, ninguém estava para brincadeira. Pneu supermacio para todo mundo, andando até aguentar. Em Monte Carlo, dá para fazer umas três voltas rápidas com essa borracha antes de ela abrir o bico. Vettel iniciou bem os trabalhos com uma volta em 1min16s224. No mesmo momento, Alonso encostou a McLaren na saída dos boxes com fumaça saindo do motor. “A Cosworth nos deve explicações!”, falou, indignado. No volante, apareceu a mensagem do sistema que desliga tudo. O que teria acontecido? “A Cosworth nos deve explicações!”, repetiu o espanhol, já totalmente recuperado do acidente que sofreu em Barcelona no começo do ano, onde um raio teria caído sobre sua cabeça — o que ele nega. “Vocês dizem isso para desviar o assunto, a Cosworth nos deve explicações!”

Robserguinho, então, disse a que veio. Cravou 1min15s471, abrindo mais de 0s7 para Tião Italiano e Comandante Amilton, que fizeram exatamente o mesmo tempo, ambos a 0s753 do mercêdico alemão. Então, ambos voltaram à pista. Lewis, que reclamou da falta de aderência nos seus pneus na primeira saída dos boxes, ouviu pelo rádio um pedido de desculpas de seu engenheiro. “Erro meu, colega”, falou. Oh, o que seria? Na TV, Max Wilson especulou que poderia ser alguma coisa na calibragem dos pneus.

Por alguma razão insondável, Nico saiu de novo para outra volta. Não tinha a menor necessidade. Ainda deu uma abusada na Sainte Dévote e quase bateu. Coisa de doido, por pouco não estragou a classificação. Hamilton e Vettel melhoraram e desempataram, o inglês em segundo, o alemão em terceiro. Ficaram fora, pela ordem, Grojã, Bonitton, Incrível Hulk, Massacrado e El Fodón de la Eliminación.

Ah, dona Williams… Atrás da McLaren, dona Williams? O que está acontecendo, dona Williams? Qual é, dona Williams? Nenhum carro no Q3, dona Williams?

Mercedes à parte, era a Toro Rosso quem mais se destacava, com Verstappen e Sainz Jr. de novo andando lá na frente e incomodando os grandões. Foram para o Q3 as duplas de Mercedes, Ferrari, Red Bull, Toro Rosso e dois avulsos que merecem aplausos: Maldonado e Pérez.

A briga pela pole seria entre Hamilton e Rosberg, como todo mundo previa, com alguma vantagem, pelo andar da carruagem, para o alemão — que busca amanhã sua terceira vitória seguida em Monte Carlo.

Mas…

Primeiro round: 1min15s304 para Hamilton, 1min15s440 para Rosberguinho. Esqueçam os demais. Segundo round: Rosberg erra de novo na Sainte Dévote e aborta sua volta, Hamilton faz 1min15s098. Melhorou, abriu 0s342 do companheiro, fim de conversa. Na hora H, Nico espanou. Pole de Hamilton, quinta no ano, 43ª na carreira.

Depois da dupla da Mercedes vieram Vettel, a 0s751, Ricciardo, Kvyat (olha a Red Bull aí, gente), Raikkonen (mal, muito mal), Pérez (supresa do dia), Sainz Jr., Maldonado (segunda surpresa do dia) e Verstappen. No fim das contas, na hora da onça beber água, a duplinha tororrôssica foi apenas OK. Mas farão uma boa corrida, mesmo Sainz Jr. tendo sido punido por não parar para a pesagem (larga dos boxes, vai remar muito para tentar pontuar). Outro punido foi Grosjean, que perdeu cinco posições por troca de câmbio. Graças a isso pilotos como Button, Massa e Alonso subiram duas posições no grid.

A pole em Mônaco é decisiva. Se não fizer nada errado na largada, Hamilton ganha. É corrida para apenas uma parada, não acontece muita coisa. Rosberg esboçou uma reação em Barcelona e em alguns momentos dos treinos em Monte Carlo.

Mas quem reagiu rápido foi Lewis.

Comentários

  • O fracasso da Williams foi por causa da péssima aerodinâmica que os carros do Tio Frank possuem. Como essa pista exige muita aerodinâmica, note o bom desepenho dos carros da Red Bull e da Toro Rosso. Sauber é outra que só tem motor apenas.

  • Hoje ficou definido o carro da williams : para pista de alta, rapido de reta.
    porem falta pressão aerodinamica para fazer as curvas de Mônaco,
    Falta o equilibrio das duas coisas, que sobra na Mercedes.

  • Flavio, boa tarde. Por seu espaço acabei de saber da classificação no Q3 de Monte Carlo. Assisti até o Q2 e desliguei por antever o resultado final deste treino do campeonato de pneus. Vale, sempre e apenas, pela bela Mônaco. Quero parabeniza-lo, também, por seu conhecimento sobre o futebol -que eu desconhecia- observado no programa da Fox no inicio das tardes juntamente com Mano e o Pascoal, formando o triunvirato alegre, mordaz e informativo do espaço. Aproveito este espaço para o que segue: 1) pedir ao âncora -de risadas forçadas- que sugira a Direção de tv que cesse com as intermináveis, cansativas e horrendas imagens em vídeo sustentando opiniões dos “repelidos” comentaristas. Vocês cortados verticalmente, uma verdadeira tortura, nunca vi, Isso é pior do que filme legendado. Ninguém observa essas imagens. Quando não me retiro ou desligo, por ser assunto que me interessa, chego até a colocar a mão na frente do rosto. O programa não chama Radio e por que privar o telespectador da beleza e dicção de Daniela Boaventura? Outra: agradaria ver concluído assunto interrompido e não retomado pelo Bach, por conversas paralelas. 2) que informe ao torcedor santista e, desenfreado neoflamenguista, que não sou obrigado, como ele disse, a assisti-lo apontando seu costumeiro e agressivo dedo pra tela na defesa de suas palavras e nem fazendo gestual de orelhudo para colega convidado, ou não, mesmo quando a razão lhe é devida. Educação e respeito é sempre bom. Deveria lembrar-se que todos tem família e no final de seus trabalhos, retornam pra casa ao lado dos seus. Pago, e caro, para passar momentos leves e informativos na presença de gente que eu escolhi, até prova em contrário. Sobre se ele gostará ou não destas que ora escrevo, também não estou minimamente preocupado, pois com 68 anos estou cagando pra o que ele acha sobre si. Flavio, mesmo sabedor que este texto não será publicado, agradeço a atenção a ele dispensada.

    • O fato de pagar não dá o direito de exigir essa ou aquela conduta de um comentarista, dá, sim, o direito de trocar de canal ou desligar a tv. Deve haver outro programa leve e informativo em outro canal, ou em outra estação, se levar a questão do rádio à sério (mesmo que não se possa ver a beleza de quem quer que seja). Acredito que a recíproca quanto à opinião do leitor por parte do comentarista pode ser verdadeira.

  • Se tudo ocorrer na normalidade Hamilton vencerá novamente.É uma pista de difícil ultrapassagem e se o Rosberg quiser vencer terá de ser incisivo largada ou uma estratégia diferente no box…O mesmo vale para Nasr e Massa já que a pista não é ideal para os seus devidos carros…

  • – Mas que merda de pneu que fez a pirelli, supersoft que demora duas voltas pra aquecer?? Pqp!
    – Rosberg travando pneu e fazendo todo mundo ter que abortar a volta por causa da bandeira amarela, foi triste…
    – Amanhã teremos uma procissão, como em toda corrida em Mônaco, tomara que chova.
    – Perez tem feito uma bela temporada, Maldonado um ótimo treino,
    – Péssimo treino da Williams, muito ruim pra terceira força entre as equipes, Bottas foi péssimo.

  • Duvida
    Os pilotos largam com os pneus do Q2 correto ?
    Rosberg acabou com os pneus dele no Q2 , se regra for sequida arrisca Rosberg,
    vai perder o segundo lugar para o Vettel logo na largada.

  • Embora ferrarista, estou “torcendo” pro Rosberg, por que é a única chance de ter alguma emoção esse ano. O Hamilton é muito mais piloto, e amadureceu o suficiente para evitar cagadas na maioria das vezes, então fica difícil… Preferi ir renovar minha CNH e jogar bola, por que já imaginava que esse treino não fosse render nada de interessante, mesmo.

  • Resumindo o treino de hoje:

    – Mais do mesmo!

    Não é a toa que o “saudosismo” da década de 80, 90, só aumenta…

    Quem puder, acesse o blog fanaticosporf1.wordpress.com e dá uma moral lá!

    Abraços!

  • nenhum novo Senna por enquanto… que pena. O recorde dele vai ficar até a F1 se acabar… está próximo. Vamos esperar que chova na corrida, e que Nash chegue em segundo, encostado em Hamilton. Aposto duas tampinhas premiadas da sukita que isso vai acontecer.

    • Detalhe… nao fico triste, mas gostaria muito de ter visto Lucas em uma boa equipe na F1. Acho que ele teria tido um grande futuro lá, se pudesse realmente mostrar seu potencial.

  • já que Mônaco tudo é diferente, a classificação deveria ser diferente também!
    um carro por vez, igual foi uma época, assim ninguém atrapalha ninguém, e ninguém reclama de ninguém!

    Ou faz igual Formula E, sai um carro da 3 voltas, o outro sai atrás com espaço de tempo certo já, assim ninguém se atrapalha e não tem reclamação

  • Pô Flavio,

    que saudade da formula 1 imprevisível com Prost, Senna, Mansel, Piquet …al

    Que tal se o primeiro de cada prova fosse o ultimo na próxima, o segundo penúltimo e assim por diante.

    Seria mais emocionante.

    Abração

  • Conclusões do treino de Mônaco:
    1) A Mercedes continua sendo a Mercedes;
    2) A Se Ferrari melhorou. Mas, também, Vettel é melhor de se tratar que Alonso;
    3) A Red Buxa mostra que tem aerodinâmica – como sempre – e nenhum motor – como sempre;
    4) A Force India tem mais downforce do que consegue extrair potência do motor;
    5) Os chifrudos vermelhos estão no mesmo pique da Red Buxa;
    6) A Lotus está no mesmo pique da Force India;
    7) A McLata não tem motor nem carro (falaram que o problema é o motor, mas acho que tem mais);
    8) A Williams tem motor (acho que consegue extrair a mesma potência e eficiência que a Mercedes, mas a aerodinâmica…);
    9) A Marussia… ainda é carro de GP2.

    • Renato , boa tarde ; quanto ao item 8 de suas considerações , eu não concordo com a colocação “aerodinâmica ” uma vez que em Mônaco até um caixote com um bom motor e suspensão eficiente poderia andar razoavelmente bem ,o problema da Williams é piloto que não consegue andar no limite do carro ,que em Mônaco é uma muito tênue linha entre o tempo e o muro e seus pilotos só conseguem andar a 75/80% do que seria possível com um piloto mais aguerrido e competente , eu teria a curiosidade de ver aonde Alonso colocaria este carro da Williams se pudesse pilota-lo ou mesmo Vettel ou Raikonen ,pois acredito que o ultimo piloto brasileiro de nível superior foi ” I molado ” em 2009 e de lá para cá só é promessa na voz do narrador oficial ,aquele que gostaria de dizer ao ar na verdade o bordão : ¬ ” R G T ; A gente se liga em ludibriar você !!!! ”
      Bom final de semana , e paciência na Procissão Dominical no Principado .