MENU

Monday, 18 de May de 2015 - 20:21Indy, IRL, ChampCar...

SÓ AS MINA

SÃO PAULO (sucesso, garotas!) – Não poderia deixar de registrar aqui a criação da Grace Autosport, uma equipe conduzida só por mulheres (acho que os mecânicos serão homens, não ficou claro para mim) que vai disputar as 500 Milhas de Indianápolis ano que vem — será a centésima edição da corrida. Katherine Legge, por enquanto, é a pilota escolhida.

Acho legal demais.

Grace-Autosport-Team-Featured

7 comentários

  1. Gustavo Segamarchi says:

    A única que eu não pegaria é a que está no meio, do lado esquerdo!.

  2. roxxonvaldez says:

    legal essas aí não quebram o barraco. no mínimo balançam o trailher.

  3. Anderson says:

    Pilota, presidenta… Onde vamos parar?

    • Leo says:

      Acho que ainda vamos longe. Um dia teremos motoristas e motoristos, jornalistas e jornalistos, especialistas e especialistos.

    • J Fernando says:

      Não deve parar.
      A palavra piloto é ainda utilizada em grande parte somente no masculino, pois esta era uma profissão exercida somente por homens.
      Que as mulheres continuem mostrando do que são capazes.
      E que a língua portuguesa se adapte a estas mudanças.

  4. Fernando Lima says:

    Iniciativa muito bacana mesmo…mas se eu fosse a “chefe” ai recrutava a Simona de Silvestro, muito, mas muito mais piloto que a Katherine Legge. E Simona está de “eventual” na Andretti.

  5. guilherme says:

    Que legal! A Katherine Legge será a 1. exaustão provocada por longa caminhada 2. privação de alguma coisa que se possuía; perda, prejuízo 3. derrota, revés ou 4. censura áspera, severa na corrida!

    In Houaiss we trust.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *