SÓ PIORA

SÃO PAULO (capacidade infinita) – A gente vive falando aqui dos troféus da F-1, e nossa maior vítima nos últimos anos foi o cocozinho do Santander — que, felizmente, parece ter desistido de patrocinar tantas corridas. Os três primeiros num GP merecem mais.

Domingo, na Hungria, Vettel ficou frustrado com a tacinha mequetrefe que recebeu — quando esperava ganhar aquela linda peça de porcelana que sempre foi a marca da corrida de Budapeste. A notícia está no site da Red Bull.

Curioso é que Ricciardo, terceiro colocado, deixou cair o dele no chão durante uma entrevista, como se vê abaixo. O treco amassou, inclusive. O australiano não ficou muito chateado, pelo jeito.

O que explicaria essa troca? Redução de custos? Ou burrice, mesmo?

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Cláudio F1
Cláudio F1
6 anos atrás

F1, a Formula da sovinice!!!

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

parece uma buzina num pedestal, kkkk

Cláudio F1
Cláudio F1
6 anos atrás

Pediram um troféu, mas receberam um cálice, kkk. Vendo pelo lado bom, com certeza Piquet não deve ter tido problemas para guardá-lo.

Rodrigo
Rodrigo
6 anos atrás

Burrice do Bernie, que deixa isso na mão dos patrocinadores ou organizadores locais e não faz controle de qualidade bom. Aqui no Brasil já entregamos cada coisa bizarra por cagada do patrocinador…

ANNEKIM
ANNEKIM
6 anos atrás

Se fosse piloto ,eu mesmo fabricaria meus troféus ,a medida que ia ganhando só acrescentaria local ,data e colocação.

Gabriel P.
Gabriel P.
6 anos atrás

Bom.
Nós Brasileiros nem podemos falar nada, já que até troféu de plástico já entregamos em Interlagos e pior, plástico reciclável do lixo usado no autódromo.

Gustavo Segamarchi
Gustavo Segamarchi
6 anos atrás

Eu apostaria em BURRICE, mesmo!

Tiago
Tiago
6 anos atrás

O Ricciardo me lembra o Hélio Castroneves, sempre rindo. Rs

guilherme
guilherme
6 anos atrás

Pelo amor de Tupã, vai ser fuleira assim lá longe, Red Bull! Além de o troféu do Ricciardo ter apenas amassado de leve em vez de ter sido destruído, ele em momento algum disse que “Ficou uma desgraça agora!” depois de derrubar o troço. Nas palavras do australiano: “Está um pouco torto. Sei lá, era pra ser desse jeito mesmo, acho. Eu acho que ficou melhor de qualquer forma.”

Mas que o troféu é feio, isso é…

Alvaro Moreira
Alvaro Moreira
6 anos atrás

Discordo da qualidade da taça, pois ela tem que ser isso: uma taça para poder beber a champagne. Essa é a tradição que já estava praticamente perdida. Gostei do formato, e não gosto do que foge disso.

Joelton
Joelton
6 anos atrás

Flávio, vc deve lembrar. Piquet em 1986 recebeu um mini-troféu após aquela corrida épica. O troféu do vencedor era menor do que os do 2º e 3º lugar.

Chupez Alonso
Chupez Alonso
6 anos atrás

Uma vez o barrica quebrou um de cristal no aeroporto.

Terá ganho outro?

Paulo Pinto
Reply to  Chupez Alonso
6 anos atrás

Quebrou um de cristal? Sete anos sem vitórias.

Roberto Fróes
Roberto Fróes
6 anos atrás

Eu tenho um bem semelhante a esse da Hungria.
Só que o meu é dourado, e um pouco mais largo e baixo.
Troféu de participação em encontro de carros antigos. Com o DKW.
Penso que vale mais o simbolismo, que o troféu em si.
Mas numa competição de nível mundial, como a Formula 1, o troféu poderia – e deveria – ser muito melhor! No custo total de uma prova dessas, o do troféu é um pequeno delta.
A Red Bull exagerou: Ricciardo não destruiu o troféu, deixou-o cair, talvez até tenha recebido uma pequena mossa, mas só isso!