DICA DO DIA

SÃO PAULO (é lindo demais) – O Jean Paul Jones mandou, nos comentários, a mensagem e o vídeo:

Boa tarde FG, desculpa por desviar o post novamente, mas eu achei um vídeo legal da época da Autolatina, acho que foi um vídeo institucional da marca para seus funcionários no lançamento do projeto BE6, basicamente Logus/Pointer/Escort/Verona, em 1991. Era feito na fábrica da Ford de SBC. Lá pelas tantas eles falam que para modelos duas portas utilizariam o carrossel da linha do Del Rey, que acabava de ser morto… Ainda não fossem os carros, é muito interessante. E eu ainda terei um Logus Wolfsburg Edition… Abraço!

Bom, vamos lá, por partes. O Wolfsburg é realmente um carro excepcional e já virou item de coleção. Em todo caso, se quiser, achei este aqui, zerado.

Agora, a Autolatina. É uma das mais belas histórias da indústria brasileira. Gerou carros desprezados, como Logus, Pointer, Verona e Apollo, mas que considero maravilhosos. Principalmente pela total estranheza que ainda me causa ver um Ford com motor AP, um Gol CHT, um VW saindo da fábrica da Ford e um Ford saindo da fábrica da VW.

Não deu certo? Há controvérsias. Dizem que a Ford, no fim dos anos 80, estava prestes a deixar o Brasil. Ganhou uma sobrevida e depois do divórcio, anunciado em 1994, reestruturou-se, lançou carros pequenos mais modernos (Fiesta e Ka) e está aí até hoje. Sobre a história da Autolatina, recomendo este texto aqui, este outro e mais este.

Agora, o vídeo. É incrível. Estamos falando do comecinho dos anos 90. A produção de um automóvel é algo encantador. A engenharia envolvida, a complexidade das operações, a precisão dos equipamentos, a quantidade de gente necessária, a logística… Tudo isso sempre me levou a pensar que carro deveria custar muito mais do que custa. Ver os processos de produção, seja nos anos 90, seja agora, totalmente automatizados, é algo me deixa sempre de boca aberta.

Tenho um Escortinho Autolatina, um XR3 1989. Mas sonho com um Apollo — o que mais gosto, apesar da beleza do Pointer e da elegância do Logus Wolfsburg. Um dia ainda arrumo uma coisinha dessas.

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
marcelo
marcelo
6 anos atrás

Tive um pointer gli ano 95, só não tinha ac, ótimo carro, o unico problema q deu foi queima de junta de cabeçote.

Hj tenho um monza tubarão 2.0 completo ano 94, ótimo carro tb.

Pedro
Pedro
6 anos atrás

O primeiro carro que pude sair para curtir de verdade foi um Vernona LX 91 dourado. Motot 1.6 CHT. Interior marron monocromático. Esses carros eram muito bem feitos, Tanto que, no interior, ainda nota-se muitos Apollo e Verona em ótimo estado.

Tiago Bailão
Tiago Bailão
6 anos atrás

Caramba, momento nostalgia total. Tive um Wolfsburg cinza chumbo 1995, andava demais. Valeu a lembrança!

Gus
Gus
6 anos atrás

Excelente gosto Flávio, o Logus Wolfsburg é um carrinho super bacana – um cliente nosso comprou um na época zero km, e pediu que fossemos emplacar e legalizar o bicho: que carrinho bonito e bem acabado. Perfeito, só que custava o mesmo que um Tempra 16V Ouro, carro de uma categoria superior.

Rafael Alves
Rafael Alves
6 anos atrás

Esses Logus depois de comprado precisa de um bom up nos freios pq como diz um adesivo: “capota mas num breca”. O bichão anda mas na hora de frear…

Eduardo_SC
Eduardo_SC
6 anos atrás

Então por favor salvem este Pointer GTi, vi poucos na vida:

http://carro.mercadolivre.com.br/MLB-738269618-volkswagen-pointer-gti-20-completo-_JM

Miguel
Miguel
6 anos atrás

Bons tempos do “Bizarrices Automotivas”, esculhambou a Autolatina, mas sem perder a classe…rsrssrsrs!

Alaor Jr.
Alaor Jr.
6 anos atrás

Tive um Apolo GLS 1991 e não guardo boas recordações. Traseira sempre solta, mesmo com amortecedores novos (um amigo também teve um e tinha o mesmo problema) e problemas elétricos infindáveis, alguns que eletricista nenhum conseguia descobrir.
Mas ainda tento outra vez, mas quero um VIP.

Ricardo Corrêa
Ricardo Corrêa
6 anos atrás

Oi, Flavio! Estava procurando um carro baratinho pra comprar e achei esse anúncio fresco de um Lada Laika. Não conheço muito da marca, mas sei que você é aficcionado. O preço é baixinho e tem uma boa quantidade de reparos para fazer. Não sei se vale a pena, mas… Achei legal te passar. Quem sabe interessa.
Um grande abraço!

Segue o link do anúncio:

http://m.olx.com.br/anuncio?ad_id=157756808

Ricardo Corrêa
Ricardo Corrêa
Reply to  Flavio Gomes
6 anos atrás

Desculpa, Flavio. Não foi a intenção. Foi falta de noção da minha parte… Abraço.

Speed Racer da Mooca
Speed Racer da Mooca
6 anos atrás

A Autolatina também produziu os Ford Versailles e Royale, versões equivalentes, por assim dizer, aos VW Santana e VW Santana Quantum.

Kuka Lienert
Kuka Lienert
6 anos atrás

Quais seriam os diferenciais do Logus Wolfsburg?

Müller
Müller
6 anos atrás

Segundo meu pai, que vivenciou bem essa época da Autolatina quando trabalhava na VW, o Logus e o Pointer eram carros ruinzinhos de doer, em termos de mecânica (oriunda da Ford, basicamente).

Ele sempre diz que a verdadeira pérola da Autolatina era o Versailles – que tinha toda a mecânica VW, mas com um desenho muito bonito, mais que o do Santana. Até hoje sonho em ter um versão Ghia…

Jean Paul Jones
Jean Paul Jones
Reply to  Müller
6 anos atrás

Meu pai trabalhou na VW, de 1977 até 2006, e ele teve um Pointer GLi em 1995, ficou 1 ano só com o carro, e nunca deu problema, mas o velho era adepto aos VW tradicionais e com motor longitudinal e achava que carros com motor posicionados na transversal não prestavam. Claro que isso não tem nada a ver, tanto que todos os carros hoje saem com motor na transversal, mas era engraçado ele dizendo ‘esses carros com motor atravessado não prestam…’.

Robertom
Robertom
Reply to  Jean Paul Jones
6 anos atrás

O maior problema era o nível de ruído.
Logus, Pointer, Escort e Verona eram conhecidos como as caixas de ressonância, a Coxinização do Conj. Motor e Câmbio combinada a Plataforma Ford CE-14 (BE6 e BE7) ficou uma merda e não quiseram gastar para fazer uma totalmente nova, só paliativos…

Fabio
Fabio
Reply to  Jean Paul Jones
6 anos atrás

Robertom, pelo jeito você não conhece os carros e sai repetindo o que ouve por ai…

Fabio
Fabio
Reply to  Müller
6 anos atrás

“o Logus e o Pointer eram carros ruinzinhos de doer”, baseado noa que você diz isso?, motor e cambio vw amigo …

Guimartins
Guimartins
6 anos atrás

Meu pai teve um Pointer branco, era lindo demais. Ousado, até.

Agora, esses caras aqui estão meio perdidos… http://www.autoevolution.com/cars/volkswagen-pointer-1994.html#

Robertom
Robertom
Reply to  Guimartins
6 anos atrás

Para o mercado mexicano, o Gol e seus derivados são chamados de Pointer, quando a VWMéxico estudava importar do Brasil o Gol, na época do G2 (bola), não aceitaram o nome por ser muito parecido com Golf, a VWB ofereceu várias alternativas e eles escolheram “Pointer” e assim ficou.

TJ
TJ
6 anos atrás

Prestei serviços na VW nesta época (Ala 14). Na linha 2, misturavam-se os Santana e os Versailles.

Cléber Fabbri
Cléber Fabbri
6 anos atrás

Aos vinte e poucos anos tive um Apollo GLS 1.8 prata, com teto solar – o único que tive até hoje – e tudo mais. Prata, lindo. Comprei seminovo (semi-novo? sem-inovo? semin-ovo?). Ele só não era muito bom em chão de terra. Uma viagem a São Tomé das Letras me fez descobrir isso. Tinha aquele câmbio quadrado e longo do Escort, um painel vermelho lindo…

Do Apollo eu pulei para um Logus GL, também 1.8, sem tantos opcionais. Foi o primeiro carro zero que a família comprou, aliás. Já tinha um tal de acelerador eletrônico ou coisa parecida (sem afogador), o câmbio era bem diferente… mas o melhor era o porta-malas (portamalas? portammalas?). Como eu tocava na época, dava para levar minha guitarra, amplificador e ainda a bateria (!) do meu amigo…

Rogerio Kezerle
Rogerio Kezerle
6 anos atrás

Pelo divulgado na epoca, a FORD estava tendo prejuizo e cogitava fechar a operação no Brasil.
Aí surgiu a ideia da Autolatina. As colaborações entre montadoras “rivais” já existiam no exterior.
Aparentemente, foi o que salvou a Ford do Brasil.
Entendo que deu certo, sim, pois esse era o objetivo

Israel
Israel
6 anos atrás

Um dos meus sonhos de consumo é um Logus Wolfsburg. Mas neste troca troca de VW e Ford é uma das únicas coisas que prestou, junto dos XR3 com motor AP…porque o resto foi uma bosta. O motor CHT Ford na família BX da WV consegue estragar um carro perfeito. O Apolo e o Verona…ta louco só quem teve algum pra dizer a merda que foi.

Felipe
Felipe
Reply to  Israel
6 anos atrás

Aí que se engana. O CHT era muito bom, bem mais economico que o AP, era o melhor motor à Alcool para se ligar de manhã. Meu pai teve varias Belinas, entre CHTs e AP e preferia de longe os CHT (ainda davam menos problemas).

Israel
Israel
Reply to  Felipe
6 anos atrás

Me engano não… Tivemos AP e CHT lá em casa. O CHT pode até ser mais econômico…mas o desempenho era bem pior…e parecia ser bem mais fragil em questão de durabilidade. Falo o que vivenciei…mas cada um com sua opiniao.

Robertom
Robertom
Reply to  Felipe
6 anos atrás

O CHT era muito melhor numa única coisa, o custo de produção…

Marcus LIma
Marcus LIma
6 anos atrás

Pointer. Logus normal. Logus Wolfsburg. Apolo, especialmente os azuis metálicos. Só coisa linda!

Saima
Saima
6 anos atrás

Uma das minhas primeiras lembranças da infância foi quando eu tinha 8 anos e minha mãe comprou um Verona 92/93, verde metálico, lindo. Ela tinha o maior xodó com ele, na primeira semana, e eu insisti pra ela me levar na escola com ele. Como se adivinhasse, ela suspirou mas topou.
Aí no caminho, ela parou no sinal e de repente vem um baita impacto atrás. Um chevette a milhão bateu no gol que tinha atrás da gente e sobrou pro nosso também. Todo mundo desceu pra ver o que fazer e o cara do chevette, um baita zé ruela, disse que não tinha dinheiro pra pagar nem o dele. Minha mãe chamou a polícia, fez BO junto com o cara do gol contra o do chevette e ficou por isso mesmo.
Ela mandou o verona pra arrumar. Mas o carro perdeu o encanto pra ela. Vendeu e pegou um monza. E ela só tinha tido monza antes da verona.
Lembro do cheiro do estofado até hoje.

Autolatino
Autolatino
6 anos atrás

muito legal, mesmo

Claudio Bassi
Claudio Bassi
6 anos atrás

Nossa!!! Que diferença!!! Trabalhei na VW em 76/77 na estamparia e funilaria e era completamente diferente disso. Sem falar que o vídeo é de 1990. Fico imaginando nos dias de hoje.

Robertom
Robertom
Reply to  Claudio Bassi
6 anos atrás

Muita coisa mudou mesmo, mas esse vídeo é da Fábrica da Ford no bairro Taboão em SBC, não é na VW.

Carlos Tavares
6 anos atrás

Tenho um Escort Hobby 1994, também fruto da Autolatina.

Há o símbolo AL nos vidros, e nas borrachinhas que vedam as portas, o símbolo é da VW!