SUZACQUA (2)

jap173

RIO (mas já não há) – Faltava Suzuka, não falta mais. Valeu a pena colocar o despertador para as 2h50, fazer um café e ver Hamilton. A volta que lhe deu a pole, a primeira no Japão, foi nada menos que extraordinária. Ele a chamou de “insana”.

Agora Lewis tem poles em todos os circuitos que fazem parte do calendário da F-1. São 71 no total. Já é um dos maiores pilotos da história, para responder a pergunta que tem-me sido feita de vez em quando em redes sociais. Um dos 5? Sim, um dos 5. Quais são os outros? Ah, depois respondo.

Por ora, vale o privilégio de ver alguém como esse cara guiando com tanto talento. Com a cabeça boa, relaxado, e um carro excepcional, fica muito difícil batê-lo. Hamilton colocou 0s472 em Vettel, que vai largar em segundo — Bottas ficou um pouco mais perto no cronômetro, mas como foi punido por troca de câmbio, caiu para sexto.

[bannergoogle]Há um dado interessante aí, abrindo um pequeno parêntese. Muita gente se lembra da pole de Ayrton Senna em Suzuka, em 1988. Um ano emblemático, o ano de seu primeiro título. Deve haver algum vídeo de sua volta na classificação, brigando com o carro, trocando as marchas na alavanca, uma coisa verdadeiramente insana, para usar termo que Hamilton adora. Seu tempo naquele dia: 1min41s853. Lewis fez sua pole mágica hoje em 1min27s319. A diferença foi de 14s534. Na mesma pista, traçado praticamente idêntico, igualmente no seco. Quase quinze segundos, escrevo por extenso para não deixar dúvidas, quinze segundos. Putaquelamerda.

Voltando. Hamilton foi a grande estrela do dia, claro, com mais um tijolinho na construção que o levará ao quarto título mundial — isso só não acontece se Vettel fizer algum milagre, e eles não andam muito em voga desde os tempos em que se caminhava sobre as águas, ou fazia-se de um pedaço de pão uma farta peixada para alimentar a galera, acompanhada de bom vinho.

O treino de classificação, ao contrário do que indica o infeliz título escolhido para a série de notas sobre o GP do Japão deste ano, não teve uma gota de chuva. Teve, sim, uma pancada que o interrompeu no Q1, de Grosjean na sequência de “S” que, com esses carros de 2017, deve ser divertidíssima de fazer. Menos quando bate, claro.

jap172

Ao final, alguns pilotos tinham motivos para comemorar o bom trabalho, como a dupla da Red Bull que parte na segunda fila, os meninos da Force India, os melhores dos “outros”, Massa, Vandoorne… Esses todos, claro, ali no entorno de Hamilton e Vettel entre os dez primeiros. Houve punições a granel mais uma vez. Além de Bottas, Raikkonen também perdeu cinco posições no grid por troca de câmbio, depois de uma batida forte no último treino livre. Alonso (na foto, com Takuma Sato, com quem disputou a Indy 500 em maio), Palmer e Sainz Jr. trocaram componentes do motor e foram lá para a rabeira.

E a menção aos dois últimos nos leva à última informação do dia. Depois da classificação, a Renault anunciou que Palmer não disputará as últimas quatro provas do campeonato. Será substituído pelo jovem espanhol, liberado pela Toro Rosso alguns meses antes do previsto. Como se sabe, Carlos será titular do time francês no ano que vem, ao lado de Hülkenberg. Já começará, portanto, a conhecer a equipe por dentro em Austin, no GP dos EUA. Com isso, o russo Daniil Kvyat, que eu equivocadamente achei que iria sumir de cena, já volta à filial da Red Bull, ao lado de Gasly, em Austin.

Fiquei com dó de Palmer ao ver sua postagem no Instagram. Mas, sendo bem franco, até que durou bastante. É um piloto muito fraco. Esse, sim, vai sumir de cena.

jap175

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Leonardo Bertella
Leonardo Bertella
4 anos atrás

Comparação absulutalmente inútil. Sao outros tempos. Compara o tempo da volta do Hamilton com uma do Fangio dos anos 50… quantos minutos o Fangio chegaria atras? 30 anos de tecnologia separam Senna de Hamilton. Deveria ser exaltado o oposto: 30 anos depois, uma carro de construtor, com acesso a modelagem 3d, novos compostos de pneu e freio, gasolina de alta octanagem , capaz de ajustar sua regulagem literalmente a cada curva e que custa milhoes de dolares fica SÓ 14 segundos na frente de uma carcaça que hoje a UNICA vantagem que leva e o fato de usar motor turbo. Poe o Hamilton pra trocar marcha com uma mao só com cambio manual e ai comparamos.

Paulo Pinto
Paulo Pinto
4 anos atrás

Os 5 (cinco) maiores da Fórmula-1:

Schumacher
Fangio
Prost
Vettel
Hamilton (logo que se confirmar o tetra)

Os cinco, somados os seus títulos, resultam em 24 campeonatos. Resultado irretocável.

Luciano
Luciano
4 anos atrás

Sem propor juízo de valor. Com 7 voltas estaria dando uma volta no Senna. Muito interessante este comparativo. E falam q os carros não andam!!! Só fazem menos barulho.

Eliseu
Eliseu
4 anos atrás

Em 89 o Senna fez a pole com 1:38.0… e o Prost ficou em segundo com 1:39.7
O que diriam e o que aconteceria com um piloto que ficasse a 1.7 segundos de seu companheiro hoje em dia, Flávio?

Cláudio F1
Cláudio F1
Reply to  Eliseu
4 anos atrás

Certamente seria destruído pela imprensa internacional e teria a carreira seriamente comprometida em razão da imagem extremamente negativa deixada.

Celio ferreira
Celio ferreira
4 anos atrás

Senna , Fangio , Lewis , Shumi , Lauda , Prost , Piquet ….não dá pra dizer 5 melhores
tem que ser os 7 melhores

Fabrício Barros
Reply to  Celio ferreira
4 anos atrás

Senti uma falta do Vettel aí… E do Mansell, sem falar no Alonso ou na nêmesis do Schumacher, Hakkinen. Listas são chatas por isso.

Celio ferreira
Celio ferreira
Reply to  Fabrício Barros
4 anos atrás

Na verdade Fabrício . na limha lista conta quem tem
de 3 titulos pra cima. Ex: Emerson e Stewart foram
grandes com 2 titulos cada.

Paulo Pinto
Paulo Pinto
Reply to  Fabrício Barros
4 anos atrás

Stewart tem 3 títulos.

Carlos Cascelli
4 anos atrás

Opa, só pra dar um toque que no título dessa matéria na Home está constando o ano errado da pole do Senna. Consta 98 em vez de 88. Valeu

Felipe
Felipe
4 anos atrás

O despertador não seria às 1h50?

Edward Fernandes
Edward Fernandes
Reply to  Felipe
4 anos atrás

O treino foi as 03:00 h. A corrida que vai ser as 02:00 h

LUZ. PRATA
LUZ. PRATA
4 anos atrás

Boa tarde Gomes e galera.

Parabéns N1 do Griid… LEWIS !!!
Show tipo Drive to Perfection…a lá… ET SENNA !!!
Após o melhor de todos os Tempos … ET SENNA….
Lewis é o melhor Disparado…..1000 x melhor que o Shumacher…..ele nunca precisou da equipe piranhar seu n2 para Vencer….
Valeu.

Luigi
Luigi
Reply to  LUZ. PRATA
4 anos atrás

Será que se ele estivesse numa Saber ou McLenta,ele faria todas estas poles
Por melhor que seja o piloto, sem um bom carro ele pouco pode fazer além de participar da prova e se contentar em chegar sem atrapalhar.
O que é gozado é que uns só ganham e são campeões porque tinham o melhor carro e outros porque ……..,,…………….!

Luis
Luis
Reply to  Luigi
4 anos atrás

Ninguém faria poles numa Sauber ou atual McLaren. Então, se ele guia para uma boa equipe é porque é bom.
Desconheço qualquer campeão, ao menos os multi-campeões, que não tenham dirigido os melhores carros.
Se não era o melhor carro, certamente a diferença entre os melhores não era avassaladora.

Brabham-5
Brabham-5
4 anos atrás

Quando valia a pena ficar acordado para ver o GP do Japão…

Piquet + Moreno Suzuka, 1990

https://www.facebook.com/f1fatosemfotos/videos/1949792375286722/?hc_location=ufi

Sanzio
4 anos atrás

E quem vai correr no lugar do Gasly em Austin? Ou não vão liberar o rapaz pra final da Super Formula?

samuel
samuel
4 anos atrás

O Hamilton já é um dos 05? Quando será que o Galvão vai admitir publicamente em uma transmissão que o cara é bão…..

Leandro
Leandro
4 anos atrás

Realmente, assusta a diferença de 14 segundos entre a pole de Senna em 1988 e a de Hamilton hoje. Apesar de que, apenas três anos depois, na corrida do tricampeonato de Senna em 1991, a pole de Gerhard Berger com a McLaren foi de 1:34:700, ou seja, boa parte dessa evolução dos carros foi conseguida logo após, com os carros aspirados, pneus de classificação, etc.
A pista é quase a mesma. Na verdade, no início dos anos 2000, a 130R foi recuada e ficou com o raio um pouco mais longo para aumentar a área de escape. Na mesma época, a chicane Casio também foi modificada, sua aproximação foi antecipada e o contorno ficou menos fechado. É possível ver o traçado original da chicane ainda hoje. Ambas as modificações deixaram a pista de 1 a 1.5 segundos mais rápida do que o traçado utilizado no fim dos anos 80 e início dos 90. Mas, ainda assim, dá para compararmos a evolução dos carros em 30 anos.

valter
valter
4 anos atrás

Não gostei das decisões tomadas por STR e Renault.. Falta de respeito com os pilotos e contratos que envolvem patrocinadores pessoais e corporativos. Pior é com relação a Kvyat que a qualquer momento pode ser sacado da STR. Já imagino durante um GP a ordem:” Box box box” e ao parar no Pit: “Saia do carro que outro piloto vai assumir”.

Brabham-5
Brabham-5
4 anos atrás

Só para lembrar que nessa pista campeões como Alonso, Piquet, Hakkinen (ou Raikkonen?) entre outros pilotos, já venceram largando em terceiro, quinto e já teve até vencedor que largou quase na última fila.
Para quem está comemorando vitória do Hamilton antecipadamente…

Brabham-5
Brabham-5
4 anos atrás

A seguradora do Grosjean já mandou avisar que não vai renovar a apólice para o ano que vem.
Meo deos, esse cara arrebentou mais carros do que o Palmer!
E não estou falando só dos tempos atuais na Haas.
A culpa é sempre do carro. Não vejo seus colegas de equipe batendo tanto.
É um ogro mesmo.
E ninguém fala nada. Injusto.

Zé Maria
Zé Maria
Reply to  Brabham-5
4 anos atrás

Verdade,Grosjean já vem fazendo hora extra faz tempo!

Paulo Pinto
Paulo Pinto
Reply to  Zé Maria
4 anos atrás

Vocês acham que uma equipe que estreou na categoria no ano passado e já acumula 72 pontos, dos quais 57 pertencem a Grosjean em 13 GPs pontuados, vai dispensar o piloto?

John Player
John Player
4 anos atrás

“(…) Na mesma pista, traçado idêntico, igualmente no seco. Quase quinze segundos, escrevo por extenso para não deixar dúvidas, quinze segundos. (…)
Se Hamilton ficou quase 15 segundos abaixo do tempo de Senna em 1988, Vettel ficou 14 segundo á frente. Alonso e Vettel também sobrariam com a Mercedes do Hamilton. A F1 é outra no século 21. Mas não tira o mérito dos talentos geniais desse momento atual.
Essa é para os babacas que ficam diminuindo o talento dos campeões da F1 atual/moderna dizendo que os caras não passam de meros pilotos de simulador/videogame, e que o carro faz todo o trabalho pesado. Que é “muito fácil” de pilotar os carros atuais da F1.
Claro que na década de 80 o piloto trocava a marcha de uma forma bem mais desgastante, não só para o piloto como para o equipamento/câmbio. Os carros quebravam bem mais. A preocupação em manter inteiro (sem quebrar motor, suspensão, câmbio) o carro até o final da corrida era constante. Hoje os carros quebram menos. Principalmente a Mercedes. Não é mais fácil, mas é mais seguro, um pouquinho só mais confortável em alguns pontos.
Mas a exigência é enorme do mesmo jeito.
Ou eu estou enganado e Hamilton é um piloto “bom” sentado numa máquina muito acima das outras…?
Êpa! Peraí…

Isaac
Isaac
Reply to  John Player
4 anos atrás

Concordo, lembrando ainda que hoje há uma infinidade de controles no volante que antes não havia. Creio que hoje o “desgaste mental” é maior que antes, em oposição ao menor desgaste físico devido ao câmbio no volante. Se bem que, com 14 s de diferença talvez haja maior exigência física nas curvas, não sei. De qualquer forma, é muito difícil comparar diferentes épocas neste esporte.

Marco
Marco
Reply to  John Player
4 anos atrás

Amigo a McLaren de 1988 ganhou 15 das 16 corridas do calendário naquele ano e só não ganhou todas pq o Senna jogou fora a vitória. Então piloto bom sempre vai ter carro bom!!!

rafaelle
4 anos atrás

Eu entendo que milagres acontecem a todo momento, uma sementinha brotando debaixo da terra é indecifrável, planta boa aquela que você cuida, como explicar que aquilo crescê da terra. Eu mesmo não tenho como provar, mas tenho absoluta certeza que as plantas conversam. Quem se interessar tem um ótimo artigo aqui, http://www.bbc.com/portuguese/vert-earth-38655422
Eu adoro os meus Quiabos, é um milagre pra min. Recomendo a todos plantar é um exercício do conhecimento e uma amizade diferente.
Mas o Vettel vai ter que passar muito quiabo pra escapar do Negão.

Fred
Fred
Reply to  rafaelle
4 anos atrás

Muito obrigado por ter indicado esse artigo, Rafaelle. Graças a ele, tornei-me um pouco menos ignorante sobre o assunto.

Abs,

Fred.

Vial
4 anos atrás

Essa volta foi linda!! Esse sujeito realmente tem um grande carro mas o talento dele é surpreendente. ótimo texto, Flavio.

Leandro
Leandro
4 anos atrás

Lewis monstro.

Luigi
Luigi
Reply to  Leandro
4 anos atrás

Repito: se for tudo isso, queria ver ele fazer esse tempo com uma Saber.
Aí eu acreditaria que ele ,para vencer , não precisaria de um bom carro.

Luciano
Luciano
4 anos atrás

Não tenho certeza, mas creio que a chicane e a 130R não são as mesmas de 1988. Ainda assim, é muita diferença.

Amadeu Calisto
Amadeu Calisto
4 anos atrás

Vendo os vídeos onboard da época do Senna e os de hoje, creio que o principal fator nessa diferença são as freadas. Hoje os caras brecam muito mais perto das curvas e reduzem marchas muito mais rápido. Seria excelente ter os dados do tempo que os pilotos mantêm o pé no acelerador. Sem dúvida, é maior hoje em dia. Claro que o downforce também é superior.

Paulo
Paulo
4 anos atrás

Essa volta do Senna foi em 1989, salvo engano, quando os motores turbo tinham sido extintos da F1… ele colocou quase 2 s no Prost.. foi justamente a prova da 1a colisão entre os dois..

E o Hamilton já é campeão, tetra no caso.. e guia muito, muito.. arrisco a dizer que superou o idolo dele..

Luiz Carlos Barbosa
Luiz Carlos Barbosa
Reply to  Paulo
4 anos atrás

Quantas corridas cada um disputou na F1 ? depois tire suas conclusões !!!

Madera
Madera
Reply to  Luiz Carlos Barbosa
4 anos atrás

A de se lembrar que Hamilton foi batido por Rosberg
…Senna fez uma porção de poles com aquela Lotus que não era o melhor carro do grid…