MENU

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 - 17:11F-1

GP IN BARÇA (4)

RIO (tô falando…) – De novo Ferrari na frente, agora com Leclerc. De novo Mercedes lá atrás, de novo com seus dois pilotos fazendo um programa de testes todo particular.

Acho.

O segundo dia de testes de pré-temporada em Barcelona teve a surpresa da presença de Pietro Fittipaldi (foto abaixo) na pista, depois de um problema no banco de Magnussen. Foram poucas voltas, no final da sessão, mas o suficiente para pegar o gostinho.

A McLaren voltou a andar bem, desta vez com Norris. Gasly rodou e bateu em sua estreia pela Red Bull, nada sério, mas deram bandeira vermelha por conta do incidente. Ricciardo teve um problema com a asa móvel da Renault e acabou andando pouco. Nunca é bom, com tão pouco tempo de treino.

E a Williams deixou tudo fechado, motorhome e boxes, com um carro velho lá dentro. O novo simplesmente não chegou da Inglaterra. A promessa era andar amanhã.

Há quem comece a duvidar da presença do time em Melbourne.

A cobertura completa está no Grande Prêmio.

pietroestreiabcn

25 comentários

  1. Narciso Pitanga disse:

    O que venho achando dos treinos:
    1-Motor Ferrari andando bem;
    2-Motor Mercedes andando bem mal;
    3- Motor Honda sem dar vexame;
    4- Fittipaldi não fez feio;
    5- Kvyat não é ruim ao contrário do Albon;
    6- Williams vai lutar pra ficar nos 107%, famiíia Senna, pede pra tirarem o S pelo amor de Deus!
    7-Raikkonen e Ricciardo, espero ouvir muito desses dois ao longo do ano.

  2. GASTAO disse:

    Há cerca de um ano atrás, eu disse aqui mesmo, que bastava olhar para o carro (Mercedes), para saber quem iria ganhar o campeonato. Este ano nem olhei, não é preciso. Sinto muito.

  3. Rafa disse:

    Outra novidade Flávio, que acho que vale a pena comentar nestes testes são os novos capacetes que além de terem que passar por uma nova bateria de testes, tem agora uma abertura menor, dispensando agora aquela proteção que ficava na parte superior da viseira. A Bell foi a primeira a receber o selo, já a Arai parece que está perto de receber a chancela da FIA.

  4. Ricardo Bigliazzi disse:

    GP DA ESPANHA 2018:
    POLE: Lewis Hamilton – Tempo: 1:16.173
    VOLTA MAIS RÁPIDA: Daniel Ricciardo – Tempo: 1:18:441

  5. Thiago Azevedo disse:

    Nesse começo bem começo, ficar na frente não indica muita coisa. Mas será curioso se a McLaren andar forte, principalmente depois que o Alonso saiu.

  6. Filipe Pimenta disse:

    Do jeito que o Alonso é azarado é capaz da McLaren acertar o carro e começar andar bem e disputar pódios e vitórias. Hahaha

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      Não é azar, como diria o Murici: “Isso é trabalho”.

      A trajetória na F-1 do Idiota Veloz Espanhol mostra que Ele nunca foi um construtor de equipes, por onde o meninão passou sempre pudemos constatar que o resultado final foi o de “terra arrasada”.

      Isso está longe de ser azar, os resultados sempre foram consequência da forma de trabalhar da primadona espanhola.

  7. Cadê Paiva disse:

    Eu tenho acompanhado os testes por vídeos na internet e notei nos vídeos que alguns carros ao saírem dos Boxes tinham determinadas partes da carenagem “pintadas” de verde como se fosse um marca texto.
    Desculpa minha ignorância Flávio Gomes mas o que seria isso???

  8. CARLOS disse:

    Olha, acho que pior que ver a Williams andando à la Marussia, seria ver um grid com somente 18 carros.
    A promessa, que acabei de ver no site da F1, é de que o carro chega na madrugada de quarta, mas que não devem testar na parte da manhã.
    Imagino o estado de espírito de Frank Williams.

  9. Daniel disse:

    Mercedes escondendo o jogo, todo ano é assim. Fazem isso para não dar referência a concorrência, mostram o verdadeiro potencial só em condições de corrida.

  10. Paul D disse:

    2019 pode ser o campeonato mais fácil no Hamilton.
    Se a Ferrari andar bem (como parece que vai), Leclerc vai começar, não a da calor, e sim, vai fazer o Vettel derreter e isso deve facilitar as coisas. A menos que o Leclerc dispute o título a lá Hamilton em 2007, mas com vantagens de já ter uma temporada e um companheiro mais fraco que o Hamilton teve em 2007, além de ter a cabeça mais no lugar que o Hamilton aquele ano.
    2019 vai mostrar quem é o Vettel, piloto apenas um pouco acima da média, mas coisa que o Webber esteve muito longe de ser para ganhar um título com aquela Rede Bull tetra campeã.

    • Paulo Pinto disse:

      Paulo F. ou Paulo D.? Resolve de uma vez, Sennafredo (meu xará), qual nick fantasma você vai emplacar desta vez para se proteger!

      • Segafredo disse:

        Não sei, mas……..respondendo ao amigo aí em cima:
        Porra !! ………….todos estes anos de chilike na ferrada e vc ainda não consegue enxergar de qual a verdade sobre o Schukrute?……….pelamor!!

      • Paulo Pinto disse:

        É a mesma verborragia de “viúva” que não reconhece a supremacia de Vettel em relação ao idolatrado e para isso, se utiliza (recurso de última hora) do bom momento de Hamilton, seu novo amor. .
        Para finalizar: este ano, Vettel ultrapassa a marca de poles, que falta para ultrapassar de vez, o teu primeiro amor.

        #ChoraViúva!

      • Viúva Solitária disse:

        Quer saber? O teu Schukrute Fake de Merda vai engolir poeira mais uma vez!
        A surra ainda não acabou, bobopinto!

    • Felipe disse:

      Nossa, tanto conhecimento que tem que deveria virar comentarista da TV, ou é a mãe Diná 2019…

    • Comentarista Crítico disse:

      Ah eu quero tanto ver o Vettel queimando a língua dessas viúvas hamiltetes insuportáveis. Mas infelizmente ele se mostrou frágil demais na última temporada e pra mim saber se meu desejo é possível só vendo durante a temporada. Que venha um Vettel completamente novo. Aliás, poderia ser o Sebastian dos primeiros anos em uma versão mais madura. Aí queria ver essas malas sem alça contestarem.

  11. Nelson disse:

    Flávio peço desculpas por escrever um assunto diverso de seu post, mas confesso que nãovi outro local.
    O assunto é uma reportagem incrível sua do Indiana Gomes, mais precisamente do seu achado : “a Jordan do Rubinho”.
    Sou plastimodelista e pretendo construir todos os carros que Rubens usou na F1.
    Fiquei muito impressionado em ver umaJordan 192, com pintura diferente de 1992.
    Sua reportagem fala que a pintura era a de 1993 (ano de estreia) e que o carro tinha sido adquirido por Nelson Piquet eque tinha sido utilizado nas primeiras corridas daquele ano.
    Busquei imagens das corridas mas não encontrei o J192 apenas o J193. seria um carro reserva? Não lembro se neste ano eles ainda existiam.
    Não satisfeito busquei grupos de admiradores no Facebook. De certo que as informações não são lá tão confiáveis, mas uma me chamou a atenção:

    “Allan Priestley —- Hi Guys, I just had a quick chat with Ian Phillips who was the commercial director at Jordan. The car is essentially a show car that was sold to Rubens’s management team who made a lot of money with it locally in shopping centres etc. That is probably the reason why it is a mish-mash of parts and livery.”

    o post cita o nome Ian Phillips que teria sido diretor comercial da Jordan. seria possível ter acontecido dessa forma?
    Seria deveras interessante saber odestino do carro, Espero ter contribuido..
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>