MENU

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019 - 11:05F-1

OI, MCLAREN

O MCL34 é lindão, laranja e azul, e apareceu hoje ainda com a marca Petrobras na carenagem. A estatal brasileira, agora sob o comando de fundamentalistas pentecostais que pretendem usar o dinheiro da empresa para ensinar às crianças que azul é para meninos e rosa para meninas, está prestes a romper o contrato com a equipe. Cultura e esporte já saíram do radar da petrolífera — que, por ser estatal, tem funções sociais inegáveis, sempre as cumpriu, mas agora entrará num ciclo obscurantista horroroso, como tudo que tem acontecido no Brasil. Ocorre que há uma multa pesada para romper o contrato. Deus acima de tudo o cacete, é o que dirão na Inglaterra. Se sair, terá de pagar, com arbitragem de eventual rescisão em Londres. Onde laranja é apenas uma cor, e não sócio de família miliciana. A cor do carro, inclusive. Voltando a ele, o carro da McLaren, está aí o patrocínio da BAT, fabricante de cigarros, com um círculo que, para mim, remete a uma das marcas da companhia, Lucky Strike. “A better tomorrow” é o slogan. Não sei exatamente o que querem dizer com isso.

oimclaren

71 comentários

  1. Ricardo disse:

    Esses desgraçados que tomaram o Brasil de assalto não merecem menos que mandar para a puta que os pariu, filhos de uma égua!!!!
    Essa Mc’Laren é do Queiroz?

  2. José disse:

    “A better tomorrow” (for them)…

  3. jorge disse:

    Essa mania de ficar criticando tudo o que a gente “acha” que está errado é muito antiga, inadequada e chata… tudo é uma questão de ponto de vista, depende do olhar de quem está vendo, por isso, paciência e bom senso nunca é demais para se viver nesse mundo, afinal somos todos muito diferentes uns dos outros… Deus nos deu o livre arbítrio, saibamos usa-lo…

  4. Leandro Pingo Batista disse:

    Impressão minha ou as empresas de tabaco estão dando um jeito de burlar as regras? Seja como for, espero que McLaren e Williams se recuperem dos ultimos anos de fracassos. Os garagistas precisam sobreviver nessa categoria.

  5. Marcelo Maynard disse:

    Você investiria em uma equipe agonizante e num piloto problema? Até agora não entendi a lógica desde os tempos do Alonso de terem investido na Mclaren.
    Um ótimo piloto mas que não conta com boa reputação, que cria confusão por onde passa.
    Atrelar a marca de uma empresa que vende combustível com uma equipe de carros de corrida que está andando pra trás é no mínimo um tiro no pé.

  6. Gabriel P. disse:

    Aqui vão os parabéns de sempre pelos bons textos e muito melhores quando provocam, são polêmicos e imperdíveis quando recebem criticas dos coxinhas de sempre que fazem sempre questão de demonstrarem sua imbecilidade explícita, principalmente quando se toca nas questões políticas.
    O que era até meio chato, agora virou um prazer ser criticado pelos bolsominions, pois prova que se está no caminho certo da moral e ética.

  7. Rodrigo disse:

    Renaultico. Por tabela, saudades da Benetton e suas cores unidas e espalhafatosas, tão em falta hoje em dia. Vou torcer pra Mclaren como torcerei pra Williams – por pena, quem diria -.

    O resto é problema nosso.

  8. Will disse:

    Flávio, leio sempre o blog e assisto os GPs às 10. Continue escrevendo com a liberdade de sempre e inclusive comentando política sempre que quiser/puder. A turma do “deixa disso” é o pessoal que adora bater uma panela sem pensar e agora não aguenta críticas de suas posições políticas, mesmo que indiretamente. Pessoal que se pudesse, impediria as pessoas de falarem sobre. Gente que gosta de passar pano no governo atual. Precisam eles entenderem que: o blog é seu espaço e você o trata da forma que desejar, os incomodados que vão ler o insosso Globo Esporte.

    Abraços!

  9. Roderico disse:

    Hoje em dia me acostumei com o Halo ao ponto de nem achá-lo mais tão feio.

  10. luiz sergio neto disse:

    Essa pintura me lembrou os antigos fusquinhas da finada Telesp. Alguns lembrarão que o laranja estava presente nas primeiras Mclarens mas pra mim o que lembra Mclaren mesmo era o patrocínio vermelho e branco da Marlboro. Como lembrou alguém nos comentários, parece pintura de equipe pequena.

  11. Saima disse:

    A Better Tomorrow poderia ser um acrônimo torto (?) da BAT. Propaganda subliminar.

    E pra quem quer falar de política, melhor tomar uma vitamina de açaí com laranja e goiaba antes.

  12. André Sb. disse:

    Ainda bem que o Petrobrás já está escrito no azul!

  13. Marcio Marolla disse:

    Patrocínio TELESP cairia muito bem.

  14. Roberto Torres disse:

    Tenho 60. No meu tempo era assim mesmo, Azul para os meninos e Rozinha para as meninas. A Barra da Tijuca está mudando seus conceitos?? kkkk

  15. Fernando disse:

    Excelente comentário Flávio. Minha sincera admiração. Parabéns!!!

  16. Eleagah disse:

    A pintura da McLaren me lembrou a BIC escrita fina….

    A Mercedes parece uma Gilette gigante…

  17. murilo disse:

    Respondendo ao THIAGO SILVA CERQUEIRA…

    A Petrobrás é uma empresa de capital misto, mas quase metade dela ainda pertence ao Governo Federal, ou seja, ela é parte minha, sua e do Flavio também. Como toda estatal deve (ou deveria) cumprir sua função social e isso não tem haver com dar lucro ao país.

    No governo Temer o preço da gasolina passou a acompanhar o mercado externo, e é por isso que você paga 5 reais num litro. Antes ela era subsidiada, assim como o preço do gás de cozinha, e isso é uma das Funções Sociais de uma estatal. Mas quem está no poder não pensa assim então eu, você e o Flavio continuaremos pagando 5 mangos num litro de gasolina, e quem é pobre irá cada vez mais cozinhar em fogão à lenha. Triste.

  18. Samuka disse:

    O carro ficou d + !!! Tempos laranjas ….

  19. rogerV disse:

    -O melhor amanhã , é se o neguinho continuar fumando….. ou seja ‘morre e vai descansar…’ rsrsrs

  20. Moysés disse:

    Por causa desse escapismo de “deixar política fora de” (entre outras coisas) é que a situação chegou na merda em que chegou. Agora é a hora de botar política até onde parece que ela não cabe, porque daqui a pouco você vai perder o direito de escolher até isso.

  21. Garlet disse:

    PetroBRAS. Não errado isso não? Agora é PetroEUA.

  22. jader disse:

    Essa pintura me fez lembrar a Renault do Alonso, quando foi campeão do mundo.

  23. Flavio Gomes disse:

    Pedido indeferido.

  24. Amaral disse:

    Mais um carro bonito. Gostei dos detalhezinhos de transição do azul pro laranja. É menos “azul-geladeira” que o ano passado, combinou mais.
    E essa história de Petro meter o pé vai miar. Vão querer pagar multa, se indisporem com os súditos da rainha e o cacete? Acho que não. Mas faz tempo que a função social das estatais não vai muito além de “treinar” jovens aprendizes, porque nem em cultura e esporte há mais incentivos relevantes. E realmente não há perspectivas de melhora, num momento em que o desejo de alguns é que nem existam mais estatais…
    E tabacaria desejando um amanhã melhor é a suprema ironia… Não sou contra propaganda de cigarros, produziram alguns dos carros mais lindos da história, e dinheiro é o que move a humanidade, a verdade é essa… Mas vir de ironia é sacanagem. Seria menos feia uma propaganda subliminar, tipo aquele famoso código de barras da Mclaren das antigas.

    • Saima disse:

      A propaganda tabagista embelezava a F1. É triste e revoltante, mas verdadeiro. Todo vício é uma desgraça, mas nunca ouvi dizer que a Marlboro, a Heineken (com as propagandas hipócritas atuais) ou mesmo o microtraficante do bairro tivessem botado uma arma na cabeça das pessoas para usar seus produtos.

      • Amaral disse:

        Isso eu concordo. Claro que a propaganda incentiva… Mas nunca fomos obrigados a entrar nos vícios. Entramos por vontade própria, no final das contas. Bebemos incentivados por mulheres saradas com copos de cerveja, fumamos para nos sentirmos como o Cowboy daquela propaganda, e muitos se drogam para tentar fugir das questões pessoais.
        O único carro que me vem à cabeça que eu realmente curti que não tinha cigarro no meio (até onde eu saiba) era a Brabham Parmalat do Piquet. Carrão da porra.

  25. Léo Engelmann disse:

    Essa McLaren lembrou a Benetton do Alonso.

  26. Murilo disse:

    Geralmente procuro ler notícias de fórmula 1 e futebol pra me inteirar dos assuntos e ouvir as críticas dos “especialistas”. Mas alguns ainda insistem em usar blog pra comentar política. Vou procurar um blog mais interessante pra ler. Fui.

  27. Artur disse:

    Queria ter conhecido esse Brasil maravilhoso que havia antes de que o Flávio tanto fala…

  28. Luis Felipe disse:

    Que dias melhores virão… Pior não dá … Mensagem de.solidariedade ao Brasil uma fonte de la me contou…..

  29. Zé Maria disse:

    Aproveitando que os ânimos estão meio acirrados, que texto horrível o da “jornalista” Julianne Cerasoli no Uol.
    Nem sei se ela faz parte da sua equipe, mas caso faça, como entre outros predicados, você é professor de jornalismo, penso que está na hora desse pessoal ser reciclado.
    Senão vejamos, na última frase do primeiro parágrafo, eis a pérola eternizada pela sabedoria da autora: “No lançamento, o time FOCOU em mostrar parte dos 800 funcionários, FOCANDO na mensagem de que este ano é o início de uma nova fase”.
    É muito foco para pouco texto, concordas?
    Parafraseando o eterno Marrentinho, personagem do saudoso Bussunda, #falaséééeério!

  30. gabriel disse:

    o filho é de um amigo dele!

  31. Ricardo Bigliazzi disse:

    Essa nova investida das tabagistas é um reposicionamento no mercado para produtos “menos agressivos”. Eles sabem que a F-1 pode atingir um publico que esta dentro do seu mercado alvo (na verdade o “mercado alvo” é representado por todas as pessoas que estão vivas e vagam pelo nosso planetinha)

    Não sei se é apenas o angulo das fotos publicadas, mas o carro parece ser extremamente grande nos entre-eixos.

    Obs.: Vi no site as fotos vazadas da Alfa Romeu, aquela asa dianteira é a coisa mais diferente dessa temporada, vamos ver as fotos oficiais do lançamento do carro.

  32. Henrique Reis disse:

    Com uma campanha contra o consumo de cigarros no mundo inteiro, as fabricantes deste produto necessitam mesmo de “A better tomorrow”.

  33. Carlos disse:

    Apenas uma leve correção de conceito um texto primoroso. A petrobras, tecnicamente, n é uma estatal; considerando-se a concepção do termo. É uma empresa de economia mista. Estatais são aquelas empresas de capital 100% público.

  34. Thiago Silva Cerqueira disse:

    Graças a Deus o modo Flavio de escrever que tanto amamos voltou. Saudade dos textos reflexivos, repletos de humor e ironia de outros tempos!

  35. RENATO disse:

    Espero que queime minha língua, mas achei a pintura bem cara de equipe pequena!! Caberia perfeitamente na Footwork!! Torço para que um dia volte a ser vitoriosa!!

  36. João Paiva disse:

    Melhor texto que já li sobre o lançamento de um carro. Bem isso mesmo, fundamentalistas pentecostais preocupados com moralismos religiosos. Como elegemos uma lerda dessa?

    • André Silva disse:

      Brasileiro é especialista nisso, as vezes faz algo que preste, mas o normal é fazer merda!

    • Gabriel Medina, O outro disse:

      Por uma somatória de diversos fatores, tais como manipulação de analfabetos funcionais, crise econômica, perda de relevância de partidos tradicionais, crise institucional dos poderes democráticos – vide a várzea jurídica.

      Todos esses elementos são clássicos na dinâmica que leva a eleição de fascistas, que é exatamente o que temos agora.

  37. Ricardo disse:

    Antes a Petrobras podia patrocinar a F1, agora não pode mais.

  38. Luiz disse:

    Fórmula 1 não tem função social.
    Devem investir em educação e cultura. É difícil.

    • murilo disse:

      Concordo. Desconheço o retorno social do desenvolvimento tecnológico dos combustíveis da F1… E se há em paralelo algum programa de desenvolvimento de futuros pilotos, não enxergo função social nisso. Automobilismo é para poucos (em quantidade mesmo).

      A Petrobrás devia volta a patrocinar o Handebol (ou qualquer outro esporte olímpico). O Handebol no caso foi abandonado pela estatal nos seus melhores anos… em 2013 por sinal fomos campeões mundiais no feminino.

      Além do esporte de alto rendimento, o patrocínio envolvia apoio à Liga Nacional, treinamentos, amistosos na Europa e um programa de talentos que rodava o Brasil. Prefiro isso a ver a Logo da Petrobrás estampada numa McLaren.

      Mas não, eu não estou defendendo essa massa de amadores que ascenderam ao poder.

    • Thiago Silva Cerqueira disse:

      A Petrobrás tem capital em bolsa é uma empresa de óleos e combustíveis. A parceria se justifica pelo desenvolvimento de tecnologia de óleo e combustíveis para atender exclusivamente a McLaren. Nos moldes do que faz a petronas com a Mercedes. Quebrar um contrato desse é idiotice travestida de ” vamos investir em educação”

    • emerson57 disse:

      “Cultura e esporte já saíram do radar da petrolífera — que, por ser estatal, tem funções sociais inegáveis, sempre as cumpriu, mas agora entrará num ciclo obscurantista horroroso, como tudo que tem acontecido no Brasil.”

    • MIMIMI disse:

      F1 não tem mesmo função social. Tem desenvolvimento tecnológico, que é o que deve nortear uma empresa inovadora.

      • Dorival disse:

        Parabéns, perfeito.
        Se ainda fosse pilotado por um Brasileiro, vá lá.
        Tanto talento aqui precisando de uma forcinha e os caras querendo que a Petrobrás faça patrocínio com o nosso dinheiro em equpe que está plena decadência. Jogar grana no ralo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>