MENU

sábado, 16 de março de 2019 - 14:30F-1

AUSSIES (1) – OH, QUE CHOQUE!

aus192

“Oi, carro bonito. Você vem sempre por aqui?”

RIO (de volta à programação normal) – Bom dia, macacada. Tive de fazer um bate-volta em São Paulo de quinta para sexta que embananou bem meus últimos dias. Por isso necas de comentários sobre os treinos livres de Melbourne ontem. Explicado.

Falemos da classificação da madrugada. Hamilton fez a pole, 84ª da carreira e sexta seguida na Austrália. No total, agora, Lewis tem oito em Melbourne, igualando recordes de Senna (em Imola) e Schumacher (Suzuka) — os pilotos que fizeram mais poles num mesmo circuito na história.

Mais números relevantes, para não deixar escapar nada:

- Hamilton entra na sua 13ª temporada tendo feito poles em todas;

- O inglês ganhou duas vezes na Austrália, em 2008 (pela McLaren) e 2015 (pela Mercedes). Portanto, não tem tido facilidade para converter suas poles em vitórias em Melbourne. É o que anima a Ferrari. Em alguma coisa os italianos têm de se agarrar…

- No ano passado, a maior diferença que a Mercedes impôs num grid à Ferrari foi justamente no circuito australiano, 0s664 de Hamilton sobre Raikkonen. Agora, 0s704 dele mesmo para Vettel. Em 2018, Sebastian venceu no Albert Park. É o que anima a Ferrari. Em alguma coisa os italianos têm de se agarrar…

Essa diferença surpreendeu todo mundo. Inclusive Hamilton. Nas entrevistas depois da classificação, ele se disse “chocado”. “Eles perderam performance”, respondeu quando um repórter fez a prosaica, óbvia e necessária pergunta “o que foi que aconteceu?”. Para o inglês, é a única explicação. “Não fizemos nada no carro desde Barcelona, é basicamente o mesmo acerto, apenas andamos com bem menos combustível. Achamos que eles estavam na frente”, falou. E o resto foi o blablablá de sempre sobre o trabalho da equipe, a incrível Mercedes, os fãs e sua energia positiva.

Foi estranho mesmo. OK, a Mercedes deu aquele salto no último dia da pré-temporada, mas a falta de consistência havia sido tamanha nos outros treinos de Barcelona que enfiar uma luneta dessas em quem saíra da Espanha como favorita não era uma coisa que alguém pudesse esperar. Não tão rápido.

Mas como Melbourne nunca pinta um quadro muito claro do campeonato — fornece pistas, mas é sempre preciso relativizar um pouco –, não vamos dar o título como ganho já. Talvez seja prudente esperar mais umas… 24 horas, no máximo.

Hahaha, que engraçado.

A seguir, pílulas de observação, conhecimento e sabedoria para quem não viu nada de madrugada (e se não viu, corram ao Grande Prêmio que está tudo lá):

- Leclerc, sobre quem recai enorme expectativa, ficou apenas em quinto depois de um desempenho francamente promissor nos treinos livres. Mas não deu muitas desculpas. Admitiu que suas voltas no Q3 foram ruins, mesmo, por conta própria.

aus193

Leclerc: sem desculpas, as voltas é que foram ruins mesmo

- Puxa, Verstappen foi o quarto colocado e Gasly ficou em 17º, nem passou do Q1. Como é ruim esse Gasly. Não, coitado. A Red Bull até pediu desculpas. Fez cagada ao estabelecer uma estratégia de apenas uma saída com pneus macios, deu merda nas voltas de aquecimento e carga de bateria para os motores elétricos (que porre, isso), depois jogou o moleque na pista num trânsito digno de hora do rush na Marginal. Enfim, uma sequência de erros que estragou o sábado do francês.

- Falando nela, a Red Bull, dado interessante. Com Verstappinho em quarto, a Honda coloca seu motor numa segunda fila do grid pela primeira vez desde o GP da Áustria de 2016, com Button na McLaren. Mas, como sempre, é preciso ponderar certas estatísticas. Aquela classificação em Zeltweg foi maluca, com chuva, pista secando, pilotos se atrapalhando, punições a granel. No fim, o inglês apareceu na segunda fila sem nem saber direito como. Antes disso, a temporada em que a Honda frequentou com assiduidade as primeiras filas fora a de 2006, com o mesmo Button e Barrichello na equipe que, depois, seria vendida para Ross Brawn e, em 2010, viraria… Mercedes.

- Lando Norris foi o destaque entre os estreantes, levando a McLaren ao oitavo lugar do grid. É o primeiro estreante a passar ao Q3 desde Carlos Sainz Jr., pela Toro Rosso, em 2015. Detalhe: Sainz Jr. é o companheiro de Norris na McLaren e, hoje, ficou no Q1. Mas tem uma boa desculpa — na verdade, explicação. Na sua saída para fazer tempo, pegou Kubica com o pneu furado pela frente e teve de matar a volta. Não teve como se recuperar.

aus194

Williams: o pior carro da equipe em todos os tempos

- Já o Kubica, coitado… A Williams ficou com as duas últimas posições no grid e foi a única equipe a fazer tempos piores em 2019 do que em 2018. Andou para trás de uma temporada para a outra, o que é imperdoável na F-1. Seus carros farão papel mais deprimente que Minardi, Hispania, Caterham e Manor em seus piores dias. Uma lástima. Russell, jovenzinho egresso da F-2 que corre o risco de enterrar a carreira disputando o Mundial por um time que já foi grande e virou minúsculo, falou que os engenheiros já descobriram uma falha “fundamental” que explica a bosta do carro. Só que corrigir essa falha “fundamental”, segundo Kubica, é algo que pode levar meses.

- Sei não, mas a Williams não aguenta essa crise por muito tempo. Andar na rabeira do grid sem nenhuma perspectiva de melhora mina os ânimos de todo mundo numa equipe. É um abismo sem fim.

- Raikkonen em nono foi bacana, não? Passou ao Q3 sem maiores dificuldades e arrisco dizer que fará pontos na madrugada de amanhã. Se resolver correr sem arriscar demais, vai que belisca um pódio… Primeira corrida do ano, sabe como é. Sempre acontecem coisas estranhas. Nunca se esqueçam que ele ganhou de Lotus na Austrália.

- Por fim, e a transmissão da Globo? Qual a necessidade de falar tanto de Ayrton Senna? Com tanta coisa para explicar, apresentar, mostrar numa temporada que está começando, ficou o trio global — Galvão praticamente com o monopólio da palavra — babando para o brasileiro que morreu há 25 anos diante de um capacete antigo e uma placa de campeão mundial. Para quê? Cativar as pessoas? Emocionar a súcia na madrugada? Arrancar lágrimas do populacho? Será que alguém na emissora realmente acha que só se segura audiência em TV falando de um “herói”, “das manhãs de domingo”, “da alegria para o povo brasileiro”? Puta merda, que saco absoluto, que babaquice, que coisa mais antiga. Galvão parece incapaz de transmitir qualquer coisa de F-1 sem falar de Senna, sua muleta eterna. E em meio a caras, bocas e suspiros empilha erros factuais que vão sendo corrigidos pelo ponto eletrônico. Se eu fosse seu diretor, proibiria de mencionar o nome Senna numa transmissão. Quem sabe assim ele se preocupasse em passar informações relevantes a quem está assistindo. Ninguém aguenta mais essa choradeira gratuita, sério.

104 comentários

  1. Denis disse:

    BOM DIA MACACADA ?
    Que modo é este de abrir uma matéria se dirigir aos leitores ?
    Flávio rebaixa e desrespeita seus leitores se colocando como o líder e único indivíduo dotado de inteligência entre uma turba de ignorantes.
    E o pior , 96 comentários e ninguém se pronunciou.
    Pensem !

  2. Mônica disse:

    O meu gatão foi para o Q3 com toda a autoridade de um verdadeiro campeão, e em uma equipe pequena, que de grande só tem o nome.
    Eu amo o meu gatão!

  3. Wilson disse:

    flavio impagável, “bosta de carro” pra Williams, é praticamente um elogio!! e sobre a choradeira do Senna, mega concordo, um dos maiores da história, merece reconhecimento eterno, mas há limites, lá se vão 25 anos, varios especiais já foram feitos, façam mais, entretanto na hora da corrida, foco na corrida!

  4. Segafredo disse:

    Não adianta, vcs podem espernear o quanto quiserem. Ayrton foi homenageado lá no circuito pelos 25 anos da sua última vitória, que por sinal, foi na Austrália. Galvão nada mais fez do que dar uma nota de 20segundos no máximo, mais o ódio de alguns por apenas lembrarem do Ayrton, faz de Galvão um fracasso? Vão à puta que pariu todos vcs, bando de recalcados sem respeito aos grandes esportistas Nacionais. Ayrton é homenageado em todos os países(ou pelo menos nos principais) em que a F1 visita, mas só aqui em seu país isso parece uma chatice……..tomara que em nenhuma transmissão, a menção à Senna, passe batida!!

    #choremsuasSchukruzetesremelentas

  5. Vieirablu disse:

    O Galvão é retrato pífio da decadência da Globo …. vive do passado, não compreende que o mundo mudou, a fila andou. Pregando uma idolatria chata, cega e pra lá de brega e ultrapassada.

  6. Danilo A. disse:

    O Galvão tá velho e faz tempo que vem olhando cada vez mais para o retrovisor. Normal. O que não deveria ser normal é a Globo apostando nele e no Reginaldo Leme. Acho que é por medo de causar estranhamento em boa parte da audiência e correr o risco de descaracterizar a transmissão da F1 no Brasil. Eu adoraria ver um bom narrador novo, com gás e vontade de narrar, ao lado de um comentarista que entende do riscado melhor do que o Reginaldo (que sempre me pareceu mediano). O Burti salva.

  7. Nelson Carneiro disse:

    Pra quem não aguenta mais o Galvão – tipo todo mundo -, a F1 tem no seu app narração da rádio BBC. Tem que pagar anuidade. Mas eu sou daqueles que paga pra não ter que ouvir o Galvão.

  8. Amaral disse:

    Já deu mesmo a choradeira com o Senna…
    Claro que as viúvas vão estrebuchar… Mas… Já deu mesmo. Desrespeito com todos, inclusive com a memória dele.
    Vamos falar do que importa. Ainda mais em começo de temporada. Mudanças técnicas, de regulamento, as mudanças nas equipes, os estreantes, as expectativas… Tem muita coisa que poderia ser bem falada sem apelar pro pachequismo. Quer falar do cara? Faz uma homenagem de um minuto ou dois e pronto.

  9. Roberto disse:

    Concordo com o Flavio sobre o Senna. Já deu… Piloto fora do normal, extraordinário. Mas ficar ainda falando sobre isso, das “manhãs de domingo” depois de tanto tempo, sempre o mesmo papo, acho que até é um demérito e banaliza a história do piloto.

  10. Nilton disse:

    Essa postura do Galvão me faz pegar ainda mais bronca do finado .

  11. Alex disse:

    Depois de duas décadas e meia, essa questão do Senna mais parece um rito religioso, uma cerimônia de louvação, já não há mais o que dizer. Caso patológico

  12. Pedro sartorio disse:

    Galvão. A viúva mor.

  13. rogerv disse:

    Ótimo, principalmente a questão Galvão….
    -eu simplesmente vejo a corrida sem som fazem anos….. perdendo Regi, por causa da ‘muleta’ do papagaio global….
    Na briga Piquet x Senna sou do time do primeiro, acho que Ayrton foi um puta piloto etc e tal… mas esta veneração extrema e doentia, caralhos faz 1/4 de seculo que o cara se foi….
    -Com tanta coisa legal para falar…. inclusive do ufanismo da necessidade de um novo piloto brasileiro…

  14. Flavio padilha disse:

    E tudo aconteceu, Flavinho Gomes ! As provas do Bottas foram devolvidas, a equipe está de bem com ele e o vexame da Ferrari é sem igual…Leclerc com um carro 1 seg melhor , foi obrigado a tirar o pé. Não acredito mais em F1, só vejo pelo Hamilton, que é meu único ídolo atualmente e pra ver o Vestapinho quebrar…abração!

  15. Roberto disse:

    Ser campeão na F1 = Melhor carro + bom piloto. Não suporto mais a categoria. Estou aprendendo, vendo agora o Alonso em outras categorias, além de ter acompanhado o que ele fez na F1, mesmo quando não foi campeão, o que é piloto de verdade.

  16. Marcolla disse:

    A transmissão da classificação no Sportv estava uma lástima: O sub do Lito, despreparado pra fazer seu trabalho de comentarista. Mudo pra Globo e o GB ocupa o tempo do Q2 pra ficar com esse memorial do defunto. Achei que fosse só eu, o incomodado com a idolatria sem fim.

  17. Endurancer disse:

    Sobre Galvão e Globo: meu Deus, quando a F1TV estará habilitada no Brasil???

  18. Carlos disse:

    Impressionante que, apesar de você se referir à classificação; na corrida o Galvão fez a mesma merda, em ficar de blá blá blá sobre o Senna. Pé no saco dos infernos esse cara.
    Cala a boca Galvão!

  19. LUIZ HENRIQUE FORTUNATO RODRIGUES disse:

    mais chato que a Bettina, a menina de R$1.000.000 da empiricus

  20. CRSantos disse:

    Perfeito, preciso e, como sempre, muito bem escrito.
    É por essas e muitas outras que esse blog é leitura obrigatória para quem gosta do universo automotivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>