MENU

Saturday, 28 de September de 2019 - 12:51F-1

LADA É VIDA (2): ELE TÁ IMPOSSÍVEL!

Charlinho: sexta pole no ano, quarta consecutiva

RIO (só no rock) – A pole-position que Charles Leclerc fez agora há pouco em Sóchi não deixa dúvidas. O moleque, criado nas comunidades mais simples de Mônaco, garoto do morro que subia a ladeira tocando bandolim e vendendo crêpes au Grand Marnier, é o cara do momento na F-1.

Foi a quarta pole seguida do rapaz, algo que a Ferrari não conseguia desde 2001. Na verdade, a última grande sequência foi bem mais ampla: sete poles de Schumacher entre os GPs da Itália de 2000 e do Brasil no ano seguinte, período em que o time italiano foi dominante na categoria.

Leclerc, que perdeu a corrida em Singapura domingo passado e ficou reclamando da estratégia da equipe, enfiou uma luneta de 0s402 em Hamilton, o segundo no grid. Vettel, seu companheiro, ficou em terceiro a 0s425. Quase meio segundo. É muita coisa.

Mas já está chorando de novo (brincadeira, estou apenas pegando no pé). Falou que não sabe se a pole é a melhor posição para largar na Rússia, já que a reta é enorme e é preciso percorrer 450 m até a freada para a primeira curva. Assim, o risco de ser ultrapassado é grande.

Filho, eu diria, larga, acelera e vai embora.

Charlinho vem forte desde a sexta, e como a chuva esperada não veio hoje, confirmou seu favoritismo com uma volta excepcional — embora, pelo rádio, tenha dito que no terceiro setor errou um monte de vezes, o que é um exagero. Mesmo se perder a ponta, o que não acho tão provável assim, tem como se recuperar.

A Mercedes vai tentar o pulo do gato na estratégia, largando com pneus médios para adiar a parada. Não sei se vai funcionar, porque Sóchi não é uma pista que trata mal a borracha. Mattia Binotto, o chefe ferrarista, achou esquisita a opção dos alemães. “Amanhã saberemos quem fez a escolha certa”, disse.

Com mais aderência graças aos pneus macios, acho — apenas acho — que Leclerc mantém a ponta na largada. E Vettel, em terceiro, também com os compostos mais moles, vai tentar o bote para cima de Lewis. Uma nova dobradinha da Ferrari me parece um resultado bem possível amanhã. Se não chover, claro. A meteorologia não descarta uma corrida molhada.

Hamilton: feliz com o segundo lugar contra uma Ferrari “a jato”

O inglês da Mercedes comemorou o segundo lugar no grid por ter superado Tião para garantir a primeira fila. Falou que a velocidade de reta da Ferrari é impossível de superar e chamou de “modo jato” a performance dos carros vermelhos.

Fato é que a Ferrari, depois das férias, acertou a mão numa temporada em que começou claudicante. Hoje é lícito afirmar que tem o melhor carro do grid, situação rara desde 2014, quando começou a era híbrida na F-1. Como reagirá a Mercedes? Para este ano, não há grandes preocupações, já que o título de Hamilton está praticamente garantido. Mas para o ano que vem…

Leclerc, Hamilton, Vettel e Bottas (a 1s004, longe pacas) ficaram com as quatro primeiras posições no grid. A Red Bull de Verstappinho ficou em quarto, mas ele paga uma punição e vai largar em nono. Sainz Jr. parte em quinto, seguido por Hulk, Mini Norris, Grojã (a surpresa do dia), o já mencionado Mad Max e Ricardão em décimo. Renault e McLaren seguem disputando ponto a ponto o quarto lugar entre os construtores, com desempenhos parecidos nas últimas provas.

Daí para trás, nenhuma grande novidade. Já considerando as punições por trocas de componentes de motor e câmbio, vêm Pérez, Giovinazzi, Magnussen, Stroll, Raikkonen (que parou no Q1, decepcionando), Gasly, Russell, Albon (foi mal hoje, bateu no Q1), Kubica e Kvyat. Pobre Kvyat. A Toro Rosso encontrou um problema no motor no terceiro treino livre e decidiu trocar tudo. Como ele teria de largar no fundo do grid de qualquer forma, a equipe decidiu fazer o trabalho com calma e ele nem participou da classificação.

Incrível como acontecem essas coisas com pilotos que correm em casa. Lembram da sequência de azares de Barrichello no Brasil?

Button em Interlagos, 2012: última vitória da McLaren foi com motor Mercedes

À parte a pole de Leclerc, a notícia do dia hoje foi a confirmação do acerto entre McLaren e Mercedes para que a equipe laranja volte a usar os motores alemães a partir de 2021. O contrato com a Renault termina no final do ano que vem. Como contei ontem, McLaren e Mercedes foram parceiras entre 1995 e 2014 com muito sucesso. O novo acordo prevê quatro anos de fornecimento, até o final de 2024.

É um passo importante do time de Woking, que não vence uma corrida desde o GP do Brasil de 2012 — quando ainda usava os motores alemães. Naquela prova, com chuva, Button levou, deixando a Ferrari com segundo e terceiros lugares, de Alonso e Massa. Eles estão na foto acima. Nenhum segue na F-1. O prefeito Gilberto Kassab também anda sumido.

E para terminar, o que vocês acharam da iminente mudança de nome da Toro Rosso? É muito provável que, no ano que vem, a simpática equipe de Faenza, sucessora da Minardi, seja rebatizada como AlphaTauri — assim mesmo, sem espaço entre as duas palavras.

Esse é o nome da marca de roupas da Red Bull, criada em 2016. Todos sabem que “toro rosso” é uma tradução para o italiano de “red bull” — “touro vermelho”, no nosso lindo e vilipendiado idioma. E todos obviamente sabem que a Red Bull é dona da Toro Rosso. Nem sei por que digo isso, mas como aprendi lá atrás, didatismo é importante em textos jornalísticos.

A grife faz uma referência à estrela mais brilhante da constelação de Touro.

Um pouquinho de astronomia, aqui.

Nas constelações, a estrela mais brilhante (ou um conjunto delas), se não tiver um nome específico, é normalmente chamada de “Alfa de [nome da constelação]”. Tomemos como exemplou a constelação de Centauro. Alpha Centauris, ou Alfa de Centauro, é a mais brilhante. E na verdade são três estrelas — duas grandonas e uma anã, praticamente grudadas quando consideramos as distâncias no espaço. Esse grupo, que a olho nu parece ser apenas uma estrela, é chamado de Alfa. Estão a apenas 4,37 anos-luz da Terra, nossas vizinhas mais próximas.

Próximas e vistosas. Porque mais brilhantes que Alpha Centauris, no céu, só mesmo Sirius e Canopus. Sirius fica no Cão Maior, e é chamada também de Alpha Canis Majoris — a mais brilhante do pedaço. Canopus fica na Carina (ou Quilha) e também recebe o simpático nome de Alpha Carinæ.

Eu queria ser astrônomo e passar a vida olhando para as estrelas. Por pouco não fui. Mas trabalhei no Planetário do Ibirapuera, pelo menos.

44 comentários

  1. Wilian Esteves says:

    Adorei saber que você também gosta de astronomia. Sou um entusiasta do tema (ainda que meu conhecimento na área venha quase 100% dos documentários do History e do Discovery). Gostaria muito de ler mais textos seus sobre o assunto.
    Grande abraço!!!

  2. Zé Clemente says:

    Ele tá impossível e a Ferrari mais impossível que ele ainda.
    Uma vergonha essa corrida.

  3. Mansell says:

    Gostei da parte da astronomia!

  4. Alfredo Aguiar says:

    Sei não. A Mercedes com equipe de carros elétricos e esse negócio de que carros a gasosa vão parar de ser produzidos cedo em vários países da Europa, especialmente Alemanha e depois inclusive proibidos de circular… Os Alemães vão abandonar o parquinho cedo, cedo. Qual o modelo de negócio de competir numa categoria que não agrega tecnologia pra uns caras desses? Nunca se sabe, a F1 pode acabar se rendendo aos puros elétricos, aí quem fica sem razão de existir é a FE. Vai saber.
    É, sou torcedor de carteirinha do Vettel, mas o faveladinho monegasco é rápido pacas. Ou o Alemão se encontra ou vai ficar na seca. Mas à essas alturas, será que ele vai ter tesão de se encontrar?

    • Micromax says:

      Na próxima vez diga assim:

      – Sou uma Schukruzete assumida…!

      • Marmelada-44 says:

        E não ligue fato para a viúva recalcada do Segafredo. Ele não passa de um torcedor frustrado.

      • Tag-Heuer says:

        Na boa…..vcs não se enxergam!!! hahahaha, mas tudo bem, Qualquer um pode ver ou entender a frustração e recalque de vcs Schukruzetes desde 2015, quando achavam que o alemão, com seu “enorme” talento, iria levar a Ferrari de volta ao título, pois o Alonso não era “competente para tal. Pois bem, Vettel não conseguiu fazer o que Alonso fez por duas temporadas, ou seja, estar disputando o título até a última corrida.

    • Marmelada-44 says:

      Vettel é mais rápido que o Charlinho em ritmo de corrida. E é isso que faz a diferença!

  5. Flavio padilha says:

    Saudações Flavinho Gomes !!! que treino e que transmissão horrorosa…Vocês da impressa , como no FOX Nitro, precisam estar soltos, alegres e comentar sem ódio sobre seu pilotos favoritos ou não e agora, o SPORTV com a saída do Lito , se tornou anti-Hamilton de forma grosseira pelo SM, que esta errando tudo, trocando os carros e o FG só falando de Indy e Barra de direção (só sabe isso). Fica fácil quando lemos seus textos mas é depois de assistirmos o Show de horrores…Vai ser uma corrida de tirar o fôlegos. abs a todos!!! ah! em tempo: não substimem os velhinhos Hamilton e Vettel pessoal !

  6. Tales Bonato says:

    Vettel levando 4 décimos do moleque… Nem parece que correm com o mesmo carro.

  7. Geraldo Netto says:

    Desde o início a Toro Rosso deveria ter continuado com o nome Minardi, seria muito mais popular e simpática.

  8. Alfredinho says:

    Bottas precisa reavaliar seus desempenhos na disputa pela pole. Perder a posição nas qualificações para Hamilton é até compreensível, mas perder também para os dois carros da Ferrari, aí é demais!

    Vai acabar perdendo, pela terceira vez, o sonhado vice.

  9. Ale says:

    Vettel, infelizmente não acompanha Leclerc.

    É fato.

  10. GASTAO QUEIROZ says:

    McLaren com Mercedes????
    Não funcionará. Têm um problema crônico com o carro. Está mais que demonstrado.
    O certo seria comprar o chassi à Mercedes, e o motor à Ferrari.

    Assim sim!!!

  11. LUIZ says:

    Leclerc praticamente aposentou o Vettel. Achei engraçado uma brincadeira que fizeram, os dois juntos tirando perguntas para respondere foi a seguinte “3 últimas corridas? Vettel: down , down and up. Leclerc: primeiro, primeiro , segundo, e deu uma olhadinha rindo pro Vettel, que encolheu os ombros. Nesse momento eu pensei. Calma Leclerc, depois que vc der 4 sem tirar de dentro, como fez o VEttel, aí vai começar a superar o alemão. Moleque abusado, ele assistia F1 na época, acho que não.

  12. carlos says:

    Excelente! Ótimo texto, ótima leitura. Bravo!

  13. Leandro Nantes says:

    Sobre a questão astronômica da Alpha Tauri: a estrela mais brilhante da constelação de Touro também é conhecida como Aldebarã.
    Coincidentemente, Aldebarã também é o nome do cavaleiro de ouro da casa de Touro no mangá /anime Saint Seyia, que ficou conhecido como Cavaleiros do Zodíaco no Brasil.
    Também coincidentemente, esse cavaleiro de ouro é brasileiro no mangá / anime.
    Ps: caso alguém não saiba, mangá significa história em quadrinhos japonesa, e anime é o desenho animado japonês.

  14. quel says:

    pra mim o snoop dog leva

  15. T. Leal says:

    Legal, Alpha Tauri vs. Alfa Romeo.

  16. Ande says:

    O duro vai ser aguentar o trio da transmissão oficial brasileira chamando a equipe de ATR ou AT. Há anos que não aguento o RBR e STR. Coisa mais chata do cacete.

    • Renato F1/FE Mercedes says:

      Até onde me recordo, a TNT Energy Drink já foi uma das patrocinadoras da Fórmula 1 na Rede Globo. Se não me engano, é do Grupo Itaipava (a cerveja é uma das atuais patrocinadoras. Aí, deve ter uma cláusula para que os apresentadores/comentaristas não pronunciem o nome da rival Red Bull (nem da subsidiária) nas transmissões.

  17. Gabriel França Siqueira says:

    Flavio, quem sou eu pra fazer diferença com um comentário na vida de um jornalista tão rodado e experiente, mas apenas parabenizo pelo seu texto. Toda postagem vem com um texto de leitura sucinta, agradável e redonda! Parabéns! A propósito, para que email posso enviar uma foto antiga para uma das sessões do blog?

  18. Rafael N says:

    O Leclerc me lembra o Tite: FALA MUITO, FALA MUITO

  19. Diogo says:

    Alpha Tauri. Quando colocado em contexto, o nome é legal, mas confesso que me veio a mente primeiro algo como “Touro Alfa”. Sei lá, não gostei muito. Quanto à McLaren, caramba, me pergunto, se desenvolverem um carro à altura, receberão os mesmos motores (da equipe de fábrica)? E Renault, receberiam? Eles me parecem em uma sinuca de bico…Antes era diferente, eles eram a Mercedes. Ainda penso que a Honda era o caminho. Tanto era, que dom Alonso se fue, y los Japas, idem. Seria legal se a Toyota voltasse, ou a BMW (delírios). Não sei o que dizer da quarta pole do Carlitos, exceto que além disso é a nona seguida largando à frente do Vettel. Significativo, do quê exatamente não sei! Vamos aguardar.

  20. Nilton Muller says:

    Acho que o mau cheiro ao qual o Hamilton se referiu durante o treino é o cheiro de marmelada, comparando não um, mas quase todos os tempos desse ano com do ano passado, se vê que até o GP da França a Mercedes tinha evoluído em média 1 segundo e que após esse GP os tempos do Charlinho são todos abaixo dos do ano passado, isto posto está comprovada a marmelada!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *