MENU

domingo, 1 de setembro de 2019 - 12:19F-1

SPA EM CHAMAS (4): SEM FESTA

EDYuBpVW4AAEPub

POÇOS DE CALDAS (todos sentem) – Charles Leclerc venceu sua primeira corrida na Fórmula 1, num domingo pouco festivo em Spa-Francorchamps. Ninguém conseguiu sorrir demais um dia depois da morte de um dos seus, Anthoine Hubert, na corrida de ontem da Fórmula 2. Todos estavam de luto e o padrão foi o silêncio respeitoso. Na 19ª volta da corrida, número usado pelo jovem francês na Arden, o público se levantou e aplaudiu.

O domingo amanheceu com chuva nas Ardenas, mas depois o tempo firmou e a corrida foi disputada com temperatura baixa, 17°C, e muitas nuvens. O sol apareceu aqui e ali apenas para avisar que não teríamos água como quase sempre nos GPs da Bélgica.

Na largada, Vettel deu uma vacilada e perdeu a posição para Hamilton. Mas se recuperou rápido e passou o inglês para partir na escolta de Leclerc. A presepada dos primeiros metros ficou por conta de Verstappen. Foi por dentro na Source, mas não se deu conta de que havia um carro ali, o de Raikkonen, fazendo a curva à sua frente. O toque quebrou a suspensão dianteira esquerda de seu touro veloz. Ele ainda tentou continuar, mas na subida da Eau Rouge bateu. O safety-car foi acionado imediatamente para a retirada do carro do holandês. A frustração no autódromo foi enorme, com a fanática torcida laranja dando adeus a qualquer possibilidade de comemoração no país vizinho.

Max chegou à garagem da Red Bull cabisbaixo e falou que Kimi não o viu. “Mas isso não tem nenhuma importância, não é a pior coisa que pode acontecer numa corrida, como vimos ontem”, disse, muito abatido com a morte do colega na véspera.

Quem se deu bem com as confusões da primeira volta foi Norris, que ganhou seis posições e apareceu em quinto, seguido de Grosjean e Magnussen. A relargada aconteceu na quarta volta sem maiores problemas. Charlinho se mandou, deixando para Vettel a preocupação de segurar Lewis. O que também não foi tão complicado, dada a velocidade de reta da Ferrari.

As voltas seguintes, até a abertura da janela de pit stops, foram despidas de grandes emoções. Tirando o ritmo de cágado de Magnussen, que foi ultrapassado por cinco pilotos em sequência, nada aconteceu de muito importante. Na volta 14, Gasly abriu os trabalhos nos boxes e trocou seus pneus. O dinamarquês da Haas seguiu perdendo posições e as paradas começaram. Da turma da ponta, Vettel foi o primeiro a colocar médios, na volta 16 — cedo demais. Caiu para quinto.

A Mercedes mandou o recado para Hamilton mandar o sapato para tentar ganhar a posição de Sebastian nos boxes. Mas o alemão voltou com um bom ritmo com pneus novos e reconstruiu, no cronômetro, a vantagem que tinha até o pit stop. E foi rápido o bastante para, inclusive, assumir a liderança quando Leclerc parasse. O que aconteceu na volta 22. O monegasco voltou atrás de seu companheiro de equipe com pneus seis voltas mais novos. O que, na Bélgica, é bastante: mais de 40 km de uso.

Na 23ª, Lewis parou e Bottas assumiu a liderança. Por pouco tempo, óbvio. Fez seu pit stop na volta seguinte e retornou na quarta posição original. Então as atenções se voltaram para os tempos de Leclerc, com pneus novos, e de Vettel, com os seus já desgastados. Não iria demorar muito para que ele chegasse em Sebastian. Charlinho começou a se aproximar à razão de um segundo por volta. Se não fizesse nenhuma bobagem, era passar e ganhar a corrida. E para evitar maiores problemas, a equipe entrou no rádio e mandou Vettel sair da frente, o que ele fez sem discussão. Assim, Leclerc não perderia muito tempo numa eventual batalha caseira, ainda que breve. Não era mesmo o caso.

Com os pneus em frangalhos, Vettel passou a ter o segundo lugar ameaçado. Avisou pelo rádio que sua borracha já era. Hamilton chegou e no final da volta 31 fez a primeira tentativa na Bus Stop. Não conseguiu. Na segunda, no fim da reta Kemmel, passou. Mas, aí, Leclerc já tinha mais de 6s de vantagem para o inglês. Sebastian deu u’a mão para o menino das mais valiosas — basta ver a diferença entre ele e Hamilton na bandeirada: 0s981.

Vettel, então, passou a se ocupar de Bottas, que começou a armar o bote para tirar dele o pódio. Mas o piloto da Mercedes nem precisou fazer força. Na volta 34, Tião da Depressão parou de novo e colocou pneus macios. A única coisa que ele conseguiria, com isso, seria fazer o ponto extra da melhor volta da corrida. E chegar em quarto. Um desfecho melancólico para quem sonhava com uma dobradinha ferrarista.

As coisas se acomodaram e sobrou para o distinto público aplaudir algumas boas disputas no meio do pelotão, como Kvyat & Albon x Ricciardo, com o australiano sendo ultrapassado pelos dois em belas manobras. Ricardão, aliás, foi uma espécie de “Magnussen 2 – a missão”, sendo ultrapassado por todo mundo nas últimas voltas.

E nada de mais notável sucedeu lá na frente, num domingo inevitavelmente sombrio em Spa. É verdade que Hamilton esboçou uma aproximação para lutar pela vitória com o menino das bochechas rosadas, reduzindo uma diferença de pouco mais de 6s para 2s a duas voltas do final. Os pneus de Leclerc já não estavam em boa forma. Charlinho abriu a última volta 1s5 à frente do inglês e recebeu a bandeirada com o pentacampeão mundial embutido em sua caixa de câmbio. Mas soube controlar a situação como um veterano. Mais uma volta e ele perderia a corrida. Mas não havia mais uma volta. Os cálculos da Ferrari, desta vez, foram precisos.

Atrás dessa turma, porém, o fim da corrida foi dos mais animados. Norris, coitado, perdeu o quinto lugar na última volta, com uma cruel quebra da McLaren. Albon, numa prova brilhante a partir do 17º lugar no grid, foi buscar essa posição ultrapassando Pérez em duelo dos mais emocionantes. Uma ótima estreia do tailandês pela Red Bull — parece que, de novo, Helmut Marko acertou na decisão de promover uma troca no time de cima. E teve mais: Giovinazzi, que a duras penas entrou nos pontos, se entusiasmou no fim e acabou batendo forte. Acabou soterrado numa barreira de pneus.

Apesar da primeira vitória, Leclerc conteve a euforia no pódio. Com um leve sorriso, recebeu seu troféu e apontou para o céu. Antes, emocionou-se dentro do carro e chorou quando chegou ao Parque Fechado. Assim que saiu do cockpit, mostrou na carenagem da Ferrari o adesivo “Racing for Anthoine”. Hamilton e Bottas também foram discretos ao receberem seus prêmios. Não houve banho de champanhe.

Vettel terminou em quarto e fez o ponto extra. Albon, Pérez, Kvyat, Hülkenberg, Gasly e Stroll fecharam a zona de pontos. Pela primeira vez o hino do Principado foi executado na F-1, e a Ferrari ganhou a primeira no ano. Uma grande vitória, de um rapaz muito promissor e talentoso que vem se impondo aos poucos a um tetracampeão como Vettel — que, para mim, virou um enigma desde a batida na Alemanha no ano passado.

No campeonato, Hamilton ampliou ainda mais sua liderança e chegou a 268 pontos, contra 203 de seu companheiro finlandês. Verstappinho segue em terceiro com 181. E vamos para a próxima.

136 comentários

  1. Bola da Vez disse:

    Nossa, até que enfim o Charlinho desencantou!

  2. Alfredinho disse:

    O pessoal aqui tem uma visão bastante imediatista do que acontece na categoria. Um piloto promissor vence uma ou mais corridas e já começam a elevá-lo à condição de destruidor de legendas. Leclerc venceu a primeira e já gritam aos quatro ventos que o garoto está colocando Vettel no bolso.
    Não faz muito tempo, disseram o mesmo de Ricciardo em relação ao mesmo Vettel. E o que vemos hoje? O alemão aparece, há três temporadas, disparado na tabela à frente do australiano.
    Há que se analisar sempre o conjunto da obra e não uma pequena parcela do todo. Quem não fizer isso, terá que se omitir no futuro ou pagar o devido mico diante dos fatos.

  3. Mônica disse:

    O jovenzinho que se acha estragou a corrida do meu gatão , logo na largada! Alguns aqui pediram uma punição para o garoto e eu discordo. Apesar de tudo, tudo pode acontecer nas primeiras curvas.
    Que isso sirva de alerta para o meu gatão, que eu amo muito!

    #IceKiss

  4. PRÍNCIPE BIRA. disse:

    Vettel, o segundo piloto mais bem pago da história.

  5. Leandro disse:

    Oi Flavio. Bom,a nota triste foi a partida trágica do piloto francês .Bom Flavio,Charles Leclerc é um piloto muito diferenciado dos demais. Chegar em uma equipe como a Ferrari e desafiar um tetracampeão mundial logo de cara,isso definitivamente não é pra qualquer piloto não. Eu não sei se ele vai chegar a ser um Ayrton Senna,um Michael Schumacher ou Lewis Hamilton,mas ele é diferenciado sim Flavio .Com toda a certeza.Abraço

  6. Leandro Batista disse:

    Verstappen deveria ser punido por duas situacoes: por ter provocado o acidente ao bater no Kimi na La Source e depois por bancar o louco e sair acelerando em direção a Eau Rouge sabendo que a suspensão tinha ido pro saco. O que ele tem na cabeça? Quase provocou uma merda gigantesca.

  7. Murilo disse:

    Flavio,

    O algoritmo do YouTube me sugeriu esse incrível vídeo… 10 Lost F1 Circuits.

    https://www.youtube.com/watch?v=NfkqZZZ3Si0&t=107s

    No canal tem muito mais…

  8. PRNDSL disse:

    Riccardo ! Parece que ninguém notou que ele também foi catapultado aos ares segundos depois do Kimi, na mesma confusão. Não sei como ele consegui terminar a corrida já que o carro pareceu bem afetado.

    • CHAGAS disse:

      A equipe o chamou para os boxes após a batida e averiguou que não havia prejudicado o carro, o australiano fez ótima corrida até a borracha não existir mais (42 voltas de médio). O problema foi a estratégia que equipe/piloto escolheram.

      • Segafredo disse:

        Deixa de bobagem…….., acredita mesmo que Ricciardo escolheu fazer a corrida inteira com um único jogo de pneus?? pela amorr………….fica óbvio o fato dos estrategistas terem, mais uma vez, se equivocado jogando pelo ralo pontos preciosos para a equipe! simples assim.

      • Assombração disse:

        Amigo Segafredo, você está dizendo com outras palavras que Ricciardo é tão importante para a equipe, que nem ao menos foi consultado sobre a estratégia escolhida para a troca de pneus?

      • CHAGAS disse:

        Segafredo, o australiano acatou a estratégia escolhida pela equipe e no momento crucial de muda-la, preferiram manter e quase fizeram pontos. O risco da estratégia era de no final acabarem de vez os pneus e foi o que aconteceu.
        Ricciardo não é piloto de aceitar estratégia sem que ele concorde. Arriscaram tanto equipe como piloto e não deu certo.
        Pare de chorar.

  9. José disse:

    Ninguém merece ver e ouvir uma corrida com narração do Cléber Machado.
    Opiniões pessoais tipo: eu não gosto, eu acho que…não interessam aos entusiastas do esporte.
    Corridas não devem ser narradas como jogo de futebol em radio, apenas comentadas por pessoal que conhece do assunto como Reginaldo, Burti, Lito, Max Wilson etc…colocar Cléber e sua metralhadora verbal é um tormento, até minha mulher que estava em outra peça da casa gritou para ele calar a boca.
    Parece que a Globo quer narradores histéricos para quem não entende nada do esporte, para quem é do ramo as bobagens que Esse narrador e o tal do Luiz Roberto Falam é um bom motivo para mudar de programação, ninguém é de ferro.

  10. Clayton Araujo disse:

    E esse dia chegou! Como eu havia apostado antes, o Leclerc chegou lá. E o menino segue colocando o Vettel no bolso.

  11. nunes disse:

    Boa corrida , só triste pelo ocorrido no sábado!!!

  12. Flavio padilha disse:

    Saludos Flavinho Gomes ! Confirmado…Max ” De Cesaris” Verstappen, vai ser um novo Villeneuve, muita doideira, presepada e mais nada…Uma fechada vergonhosa no Kimi estragando a corrida de ontem… Pra quem gosta de piloto maluco, taí… Leclerc e Albon, substituirão Hamilton daqui uns anos , quando ele conquistar seu sétimo título…abs

  13. Gabriel P. disse:

    Conclusão
    Verstapen continua o mesmo de sempre, afoito e estragando a corrida dos outros.
    Esse não vai mudar nunca, pode até ser campeão, mas será o canalha de sempre.

  14. CRSJ disse:

    Primeira vitória da Ferrari no ano depois de três oportunidades perdidas, o que nessa altura do campeonato acaba servindo de prêmio de consolo.
    Leclerc foi superior e a ordem de equipe em mandar o Vettel deixar ele passar foi correta, senão o Hamilton passaria os dois.
    A Ferrari venceu, mas teve o Hamilton no seu encalço, um errinho bobo seria o adeus da vitória.
    O Vettel foi segundo piloto nesse GP, pra ele só restou colaborar na única chance de vitória que a Ferrari tinha que era com o Leclerc.

    • Christian - Do Niva disse:

      Seria a segunda vitória se não fosse o tapetão da FIA protegendo o LH.

      • Fernando disse:

        Hamilton passaria Vettel a hora que quisesse do jeito que Vettel estava correndo, muito além do limite, a punição absurda não tem nada a ver com a derrota da Ferrari e de Vettel. Hamilton, como sempre, venceu aquela corrida por que estava melhor que Vettel, com carro melhor que a Ferrari, e com pneus, que como todos deveriam saber, é coisa que a Ferrari desconhece como administrar. Tapetão… Conversa de adolescente.

      • J Fernando disse:

        Mas, isso é suposição.
        Se não houvesse punição e Hamilton tivesse que ultrapassar na pista, a história poderia ser outra. O que nunca saberemos, pois assim que foi avisado que Vettel tomaria 5s, Hamilton diminuiu o ritmo.
        Poderia ultrapassar? Poderia. Poderia não conseguir? Também. E os dois poderiam se embananar no momento do pega. Por isso suposições são sempre suposições.

    • Luiz Alberto disse:

      Na minha opinião , você está corretíssimo . Más isto só aconteceu porque incrivelmente , perceberam que sê continuassem com a estória de privilegiar o Vettel , perderiam a corrida e talvez seus empregos também .
      Porque acho que já esgotaram a cota de erros táticos e de estupidas decisões ..

    • Vai Vettel! disse:

      Os grandes campeões sabem o momento certo em que precisam privilegiar o companheiro.

  15. Paulo F. disse:

    Verstappen deu no meio do carro do Kimi e punição que é justo nada!
    Vettel fez corrida burocrática sim, mas Bottas fez o que?
    Leclerc finalmente dá a Ferrari sua vitória (a do Vettel levaram na mão grande);
    Lewis deu um refresco neste fim de semana. Tem 3 dedos no caneco!

  16. Marmelada-44 disse:

    Os comissários da FIA, desta vez, não conseguiram arrumar uma punição para tirar a vitória da Ferrari. Fazer o quê, né Mercedes?

  17. ms disse:

    sei não….. acho que por tudo aquilo que aconteceu no fim de semana hamilton ao final da corrida acabou dando (de leve…) uma “tirada de pé do acelerador” dando uma “forcinha” pra que acontecesse a primeira vitória de Charles Leclerc….

    • Vai Vettel! disse:

      Hamilton dando mole pro adversário? O inglês não não dá mole nem pro companheiro de equipe!

      • ms disse:

        hamilton tem pontos de sobra e menos cinco pontos não fariam falta nenhuma para ele além do que acho sim que um super veterano como hamilton deve ter ficado bastante sensibilizado com a morte de hubert e por tudo isso com tamanha tristeza no pedaço não vejo nenhum problema uma atitude dessa partindo de quem já está às portas e prestes a conquistar seu sexto titulo mundial de f1…..e com todas essas conquistas estamos tendo a possibilidade de ver e vivencia um momento importante da história da f1 passando por debaixo de nossos ohoa….

      • Vai Vettel! disse:

        O seu tocante depoimento, MS, me trouxe lágrimas aos olhos! Hamilton, com certeza, pensou em tudo isso durante a prova. Será que o inglês, que se diz fã de Senna, teve alguma luz vinda do alto?

      • Alfredo Aguiar disse:

        Claro, claro. por isso o nome dele é Lewis Hamilton Tereza de Calcutá. E nem chegou fungando na caixa do menino favelado de Mônaco.
        Não tirando qualquer mérito do Inglês, que é um piloto talentoso e honesto.

      • Marmelada-44 disse:

        Talentoso, sim. Honesto, não! Hamilton, para ser honesto, precisa devolver a vitória na Rússia que foi roubada do Bottas.

    • J Fernando disse:

      Está brincando?
      Hamilton tentou de todas as formas conseguir a vitória. Queria ser ele a dedicar a vitória ao Anthoine Hubert. Mais uma volta e ele passava Leclerc sem pensar duas vezes. Além de estar atrás de recordes (vai bater os de Schumacker), ele é um piloto midiático.
      Algumas certezas da vida: todo mundo morre um dia e Hamilton jamais vai dar uma vitória para algum adversário, seja qual for.

      • ms disse:

        meus caros…. se até o senna fominha do jeito que era deu uma vitória de bandeja para gerhard berger….. pq hamilton num final de semana como esse não se sensibilizaria com tudo aquilo que aconteceu e não daria uma forcinha a um outro piloto que tem feito por merecer mostrando ser um craque no volante sendo tb um piloto novato só um pouco mais velho que o Hubert ?…..

      • Vai Vettel! disse:

        Se Hamilton é tão sensível conforme você diz, porque ele ainda não devolveu por conta própria a vitória na Rússia, que a Mercedes tirou do Bottas?

      • ms disse:

        pq pouquíssimos pilotos tem culhão pra contrariar ordens dos mandatários os “chefes de equipe”

      • Marmelada-44 disse:

        Schumacher contrariou Ross Brawn e devolveu a vitória que foi tirada do Rubinho em 2002.
        O alemão pertence à classe dos pouquíssimos.

      • ms disse:

        em 2002 schumi conquistou seu pentacampeonato e ai as coisas se invertem ou seja que chefe de equipe teria culhão pra trombar com um pentacampeão mundial de f1……??

      • J Fernando disse:

        MS, não é bem assim…
        Senna não cedeu vitória de bandeja para Berger. É preciso avaliar os contextos da corrida. 1 – Mansell saiu da corrida e com isso, Senna era campeão, independente de outros resultados. 2 – Ron Dennis pediu para Senna deixar Berger ganhar.
        Não foi um ato de boa vontade de Senna. Certo que ele concordou em ceder passagem, mas envolvia o pedido do chefe da equipe e o campeonato já estava ganho.

      • Marmelada-44 disse:

        Se Schumacher, como pentacampeão, peitou Ross Brawn; o que está faltando para Hamilton, que também é pentacampeão, peitar Toto Wolff?
        Está faltando culhão no inglês, MS?

  18. Rogério disse:

    Flávio, é esto de dirigir, má adaptação, enfim o que leva Vettel a sentir mais profundamente o problema de desgaste de pneus (que para mim estava óbvio desde o início da temporada?

  19. J Fernando disse:

    A Mercedes fez que ia trocar os pneus do Hamilton e não foi.
    A Ferrari caiu no blefe e trocou os pneus do Vettel.
    Como bem disse o blogueiro: cedo demais!!
    E lá se foi um pódio.

  20. Zé MCZ disse:

    Ficou constatado que o o Vettel não consegue manter o ritmo igual ao Leclerc. O noviço é muito técnico, acho semelhante ao Prost; sabe economizar os equipamentos.
    Tudo bem que o Sebastian deu uma segurada no Hamilton e ajudou ao monegasco fechar na ponta. Já estava mais que na hora! Se a Ferrari tivesse colocado a maior parte das fichas no Charles, desde o início, estaria disputando o título. A Mercedes continua forte apenas com o Lewis, mas ja não tem o fôlego de outrora. Tá dando chance, se bem que já é tarde para os adversários.
    Não sei como será a F1 no próximo ano, mas promete muita disputa!

    • Felipe disse:

      KKK, por isso que tá na frente do campeonato ainda. Se tivesse parado pelo menos na mesma volta de Leclerc, mas a Ferrari mais uma vez fez a cagada de parar Vettel 8 voltas antes do resto e a culpa é do piloto?

    • Vai Vettel! disse:

      Podem colocar todas as fichas em quem quiserem e nem assim teria alguém disputando o título com a Mercedes este ano.
      Você não sabe como será a f1 no próximo ano? Eu sei! Igual aos anos anteriores.

      • Alfredo Aguiar disse:

        A questão é que quando a Ferrari conseguiu chegar no motor da Mercedes a dona FIA “resolveu” trocar o formato da bola no meio do jogo e colocou esses pneus que claramente favorecem o time Alemão.

      • Renato F1 disse:

        Uai?!?!?! A Se Ferra-ri perde para ela mesma e é culpa da Mercedes? Quem fez lambança no Bahrein não foi a Mercedes: em um carro da máfia italiana, o motor (usina de força ou sei lá o que) deu problema no outro, o piloto rodou sozinho.

      • Garagista disse:

        O puxa-saco da Mercedes voltou.

  21. Thiago Silva disse:

    Alguém notou que todo mundo durante a transmissão do GP da Bélgica hoje, passou informação errada?
    A última vitória da Ferrari tinha sido no GP dos Estados Unidos de 2018 com Kimi, e não em Monza.
    A Ferrari fez a primeira fila em Monza, com Kimi na Pole. Porém quem ganhou foi Hamilton.

    Um show de desinformação dessa galera, pqp!
    E ninguém corrige, ng fala nada!?!?!?
    Até eu sei disso, eles que vivem disso têm obrigação de saber!

  22. Peixoto disse:

    Verstappen e suas barbeiragens… segue protegido e desviando o foco

  23. Fernando disse:

    Poder abrir a asa faz sentido em circuitos de baixa ou retas mais curtas. Em Spa tirou um pouco a emocao de ver carros brigarem na freada. O piloto da frente sem condicoes de defender posicao na reta.

  24. Comentarista Crítico disse:

    Bem vindo ao Clube dos vencedores Charlinho. Leclerc x Verstappen é a rivalidade do futuro. E tem grande chance de ser a melhor rivalidade da história.

  25. Mauricio disse:

    E custou caro a Hamilton o pit stop um segundo mais lento que o de Leclerc.

  26. Andre disse:

    Leclerc é um excelente piloto, caso contrário não estaria na Ferrari. Em breve teremos mais bons duelos entre ele e o Max, pela disputa do título mundial.

  27. Paulo Dantas Fonseca disse:

    Prezado F&G : Domingo muito triste lá para o lado da Bélgica , a morte precoce de Antony foi uma terrível fatalidade,jovens pilotos correndo pelos seus sonhos e trazer novidades para F-1, nesse domingo a F-1, deu com uma mão a vitória justa para o Piloto Leclerc ( Ferrari),mas tirou o brilho dessa magnífica conquista Pole e vitória com o desaparecimento de um jovem talentoso piloto . A Ferrari demorou treze etapas para oferecer a oportunidade de vitória para um de seus pilotos com a pole,falta grandes ajustes no time da Ferrari ( estratégia de corrida e Box ), o destaque fica para o Piloto Albon abraçou a oportunidade e fez um excelente resultado positivo, o ponto negativo fica para equipe Willians e Hass.

  28. Adolfo disse:

    Deu dó do Norris, (mais uma) excelente corrida e uma quebra.

  29. Enio Luchtenberg disse:

    Faltou o Verstappen pra dar uma chacoalhada na corrida…

  30. Segafredo disse:

    A merda do Verstapen só não foi maior porque o Perez escapou de atingí-lo na subida da Eau Rouge…! Se sou a Fia já levaria uma puniçao para Monza…!

  31. Celio Ferreira dos Santos disse:

    A previsivel vitória da Ferrari se confirmou, mas novemente uma bôa
    corrida.Vertapiunho afoito diante do mar laranja, e Vettel caminhando
    para ser segundo piloto. Pode ser que eu me engane, pas Albon, vai
    apurrinhar Verstapinho…aguardem

  32. Segafredo disse:

    Notas sobre a corrida e a visão pequena do pessoal do Briefing(Gabriel e Evelyn) sobre a corrida do Ricciardo………

    1º………Verstapen sendo o velho Verstapen de sempre, kkkk (Holandezinho de merda). Leclerc tendo uma atuação sólida, mesmo com a ameaça do Mirtão no fim da prova. O SchukruteFake sendo tbm o mesmo de sempre, o qual alerto aqui no Blog desde a época de seu 1ºtítulo com o foguete do Newey. A grande injustiça do final de semana pra mim foram as Renaults…..e aí explico na 2ª parte…….

    2º……… As Renaults prometiam pra corrida após a classificação em 6º e 7º no grid respectivamente, mas as punições, e a barbeiragem do sr. Merdinha holandês deram um jeito nessa expectativa. Quero lembrar à equipe do Briefing(Gabriel e Evelyn) que Ricciardo levou uma pancada na suspensão traseira direita quando do incidente Verstapen/Raikkonen, motivo pelo qual se encaminhou, ainda na 1ª volta, aos boxes, quando trocou tbm seu pneu para os de faixa amarela. Pois bem, eis que a grandiosa cúpula estrategista da equipe francesa, decidiu que o Sorrisão deveria cumprir “TODA” prova com um jogo de pneus apenas, e depois, no terço final da prova, sofresse tantas ultrapassagens, inclusive de seu companheiro Hulk(que fez 2 trocas). Dito isso, como pode a equipe do briefing dizer que Hulk foi mais merecedor dos pontos do que Ricciardo??

    PS….alguém deve ensinar o merdinha holandês a largar, e também ao Gabriel Curti que, julgar a corrida de alguém sem ter prestado o mínimo de atenção aos acontecimentos, é no mínimo, falta de profissionalismo…………….já que competência ele não tem mesmo.

    • Marmelada-44 disse:

      A viuvinha continua insistindo em exaltar um piloto que está em franco declínio.
      O australiano abandonou a RBR, fugindo do massacre que Verstappen já vinha aplicando nele e foi “gramar” na Renault, que não passa de um fantasma do que foi no passado. O teu sorridente piloto vai acabar na curva do esquecimento.
      Um recadinho pra ti: toma jeito enquanto é tempo, recalcadinha, e para de botar a culpa nos outros!

      • Segafredo disse:

        Pinto…..veja por si só o que o pessoal respondeu aqui em baixo no comentário do Saima e reflita um pouco sobre as tantas besteiras que vc escreve com essa matrix pelo 2°piloto mais fake da história. Chego a sentir pena de vc amigo, mas nunca é tarde pra acordar, kkkk.

      • Marmelada-44 disse:

        Você deve sonhar com o Pinto toda noite antes de dormir. Tá carente, tá?
        Reflita você, viuvinha, que só dá vexame tentando desmerecer Vettel.

    • CHAGAS disse:

      Toda estratégia da equipe é reavaliada pelo piloto. Riccardo também achou que poderia ir até o fim, e fez uma excelente corrida diga-se de passagem.
      Uma prova que mudança de estratégia passa pelo piloto, foi a parada de Vettel, que contra a estratégia da equipe parou pela segunda vez.

      • Vai Vettel! disse:

        Ricciardo fez uma excelente corrida? Que corrida você viu, Chagas?

      • Segafredo disse:

        Amigo Chagas, vs quis dizer extamente o que no texto acima?

        …….vc conversou com Ricciardo após a corrida? Foi isso?? Não entendi seu ponto de vista.

      • CHAGAS disse:

        Vettel,
        Ricciardo foi obrigado a parar na 1ª volta, e colocou médios para tentar ir até o final era o plano A para qualquer um que pensava em pontuar.
        Na volta 22 em virtude das paradas dos carros da frente ele já era 7º, com Grosjean, Kvyat e demais já colados nele. Ele se defendeu sem sustos durante 12 voltas com todos usando asa móvel contra ele, e naquela altura com borracha mais velha que qualquer um na pista, inclusive o top 4. Asa aberta nessa pista é ultrapassagem na certa, mas Ricciardo seguiu firme.
        Em tese a mudança de estratégia teria de ser feita entre a volta 28 e 30 para colocar pneus macios e tentar recuperar posições, mas ele voltaria em 14º, e nesse intervalo ele estava brilhante sem nenhum erro e tomando pressão de todos. Ricciardo viu que a chance de pontuar seria ficando na pista. Quando o australiano tinha 38 voltas de pneu (um absurdo) ainda era 9º e estava nos pontos, e se isso na sua opinião não é fazer uma excelente corrida….paciência.
        A estratégia adotada foi arriscada, e no final não deu certo. Ricciardo foi vítima fácil dos demais e não por má pilotagem e sim porque a estratégia não vingou.

      • CHAGAS disse:

        Amigo Segafredo,
        Vou começar com duas afirmações.
        1º Você torce por Ricciardo.
        2º Pra você quando Ricciardo perde para Hulk é culpa da equipe e suas “estratégias mirabolantes”.
        Agora você acha que um piloto que foi contra a Red Bull por não aceitar ser deixado de lado, simplesmente aceita uma estratégia atrás da outra e todas erradas? Acredita que o australiano entra no carro, ouve a equipe e simplesmente diz “vejam ae qual a estratégia que eu concordo”
        Negativo, um piloto do gabarito de Ricciardo pode e deve mudar a estratégia quando ele sente na pista que o equipamento não irá render o suficiente, e a equipe também muda de acordo com as variáveis que acontecem dentro de uma corrida.
        Nessa corrida a equipe mostrou o plano e Ricciardo achou que poderia dar certo. Erraram mas só descobrimos isso a 6 voltas do final, e se acertam seria algo como Mercedes/Hamilton na Hungria.
        E o mais importante, não preciso jogar baralho com Ricciardo para saber disso, basta ter uma leitura menos parcial da corrida.

      • Segafredo disse:

        Amigo Chagas………..acho que estamos de acordo em 90% do que foi escrito por mim e vc……..vou discordar apenas quando vc diz que Ricciardo pode ou poderia mudar de estratégia quando bem entender, daí não tenho como entender teu raciocínio, pois tenho outro.

        Se vc analisar essa e todas as outras corridas de Ricciardo na Renault, ele foi sim muito prejudicado pela falta de tato dos estrategistas. Quem tem na frente dos olhos vários computadores dizendo qual estratégia usar são os engenheiros e não o piloto de dentro do cockpit. cabe ao piloto apenas acreditar e confiar no que lhe está sendo passado por seus engenheiros. Pra mim não tenho a menos dúvida que Ricciardo queria parar entre as voltas 28 e 32 para trocar seus pneus e voltar galgando posições até a zono de pontuação(o que certamente seria mais prudente) ao invés de completar a corrida inteira com um mesmo jogo de pneus, pois ele sabia desde a 2ª volta que não teria ritmo para isso…..ele e toda torcida do Mengão sabia kkkk, Ricciardo é sim muito mais piloto que Hulk e isso se mostra tanto em classificações como em corrida, quando a equipe não estraga tudo como aconteceu diversas vezes nesta temporada. Só não enxerga quem não quer……Vc acha que se não fosse as punições do grid, Norris e Albon chegariam bem?? Pela amor de Deus…..Ricciardo chegaria em 5º não fosse as punições e a barbeiragem do merdinha holandês, pois teria ritmo para isso…..agora tudo dependeria da estratégias daqueles que se auto-denominam “estrategistas”.

        Agora chega de dar aula de análise, um Abraço!

      • Marmelada-44 disse:

        Vocês dois ainda não entenderam que um piloto meia-boca como o Riccardão merece uma estratégia meia-boca de uma equipe meia-boca!
        E pra completar o quadro, o companheiro dele também é meia-boca.

  33. DANIEL PERRENOUD LUIZ DOS SANTOS disse:

    Hamilton tem 268 pontos
    Bottas tem 203 pontos
    Faltam 8 corridas
    Se Bottas ganhar TODAS com direito a volta mais rápida somará 208 pontos, totalizando 411.
    Se Hamilton chegar em 2º lugar em todas as corridas ele será o campeão com 412 pontos!

  34. Saima disse:

    Melancólicas as participações de Ricciardo e Vettel.

    • Vai Vettel! disse:

      Participações completamente distintas. Ricciardo já vinha caindo de produção nos três últimos anos na Red Bull. E continua caindo na Renault.
      Vettel, por sua vez, continua guerreiro. Foi forçado a mais uma troca, mas beliscou (com pneus novos) a volta mais rápida.

      • Saima disse:

        Receio que sua opinião não seja isenta.

      • PRNDSL disse:

        Riccardo levou uma baita panca na confusão de largada. o carro estropiou-se .

      • Murillo disse:

        de onde vc tirou esta informação?
        Ricciardo foi melhor que Vettel na RBR.
        Ricciardo foi melhor que Verstappen na RBR em 2016.
        Ricciardo foi melhor que Verstappen na RBR em 2017.
        Ricciardo foi melhor que Verstappen na RBR em 2018, até anunciar que estaria deixando a equipe, aí sim a equipe deixou ele de lado para priorizar Verstappen.
        Ontem ele foi atingindo na largada e a equipe o obrigou a correr com uma estratégia completamente errada..

      • CHAGAS disse:

        Cara o Vettel está totalmente sem foco para correr.
        O cara é especial, e nessa corrida tinha carro para vencer.
        Você acha que “Vettel Guerreiro” tomaria uma piaba tão grande assim do Leclerc?
        E não me veja com estratégia, porque antes da estratégia, teve treinos, classificação, largada e 15 voltas e em todas Vettel foi massacrado.
        Leclerc é ótimo, mas Vettel também. Falta alguma coisa no alemão, e pra mim já está com a aposentadoria programada.

      • Segafredo disse:

        Não falta nada pro Alemão fake Jr………. ele é isso aí que se mostra ha tempos, só que vcs Schukruzetes não enxergam um palmo à frente do nariz, simples assim!

        Lembre o quanto Webber se fudeu na equipe por conta do Schukrute ser o preferido! Foi isso que Ricciardo deu um basta…..pois……aposentou Vettel, foi melhor que Verstappen enquanto esteve lá, mas era preterido por conta do Sr. Helmut………pois bem…… que se lasque tanto o Marko quanto a RBR, pois não terão um campeão tão cedo. Verstappen não será campeão, pode escrever isso aí.

      • Marmelada-44 disse:

        Continua a mesma viúva recalcada de sempre, Segafredo! Diminuindo os adversários pra tentar elevar o Sorrisão.
        Bota na cabeça, seu pastel empanado! O australiano jamais vai ser campeão!

    • Sega disse:

      Também acho que foram atuações bem diferentes, vejam que Ricciardo levou uma pancada na suspensão traseira direita quando do incidente Verstapen/Raikkonen, motivo pelo qual se encaminhou, ainda na 1ª volta, aos boxes, quando trocou tbm seu pneu para os de faixa amarela. Pois bem, eis que a grandiosa cúpula estrategista da equipe francesa, decidiu que o Sorrisão deveria cumprir “TODA” prova com um jogo de pneus apenas, e depois, no terço final da prova, sofresse tantas ultrapassagens, inclusive de seu companheiro Hulk(que fez 2 trocas). Já o Schukrute apresentou o de sempre, kkk!!

    • Felipe disse:

      Erro de estrategia da equipe é culpa do piloto agora?

      • CHAGAS disse:

        O piloto pode e deve mudar a estratégia da equipe quando achar melhor.
        Vettel fez isso nessa corrida.

      • Vai Vettel! disse:

        Vettel fez isso, Chagas? Mostre com áudios.

      • Alfredo Aguiar disse:

        Pois eu acho que a Ferrari acertou errando.
        Eles tentaram dar um undercut na Mercedes e os alemães não compraram a estratégia. O que eu escutei na transmissão da TV Americana era como a Ferrari iria explicar para o Leclerc que estava parando o Vettel primeiro. Os italianos não imaginavam que em ritmo de corrida seus carros destruíssem os pneus como aconteceu. Alias se a não conseguirem resolver o problema de desgaste de pneus é um abraço pro gaiteiro na próxima temporada também. A estratégia era colocar Vettel na frente, quando viram que não funcionou, mandaram Seb abrir pro garoto.
        Mas que ninguém se engane, Vettel deve ter um contrato muito bem assinado, assim como Hamilton e Lecrerc e Bottas são segundo pilotos. Podem até vencer esporadicamente, tem carro pra isso, mas a estratégia da equipe é para os primeiros pilotos.

      • CHAGAS disse:

        Audio 1
        Vettel – Equipe os pneus não vão durar até o fim.
        (entenda – tenho que parar)
        Audio 2
        Ferrari – Pra brigar com Hamilton você tem que ficar até o fim.
        (entenda – fique na pista e brigue)
        Vettel parou………. quem mudou a estratégia??????

      • Segafredo disse:

        Felipe, se sua afirmação diz respeito à Ricciardo eu concordo com ela.

      • Segafredo disse:

        Amigo Chagas….pelo jeito vc também é outra Schukruzete, kkkk…..o que é lamentável, pois todas vcs tem a visão deturpada!

      • Chagas disse:

        Torço pro Bottas. Mas sei apreciar pilotos extra serie. Casos de Hamilton, Vettel, Verstappen e Leclerc

      • Marmelada-44 disse:

        Amigo Chagas, ganha a fama de comunista quem discorda do Segafredo.
        É por isso que o Gomes vive detonando ele.

      • Alfredinho disse:

        Todos têm a visão deturpada e somente o Segafredo tem a visão apurada.

        Tem gente que não se enxerga.

      • Segafredo disse:

        Exatamente Alfredinho, concordo dessa vez com vc! A grande maioria de doentes aqui do blog, distorce os fatos de acordo com seu piloto preferido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>