MENU

Monday, 7 de October de 2019 - 11:58Gomes, Grande Prêmio

GP ÀS 10: SUZUKA, 1990

13 comentários

  1. CRSJ says:

    O Galvão num especial do Senna no Sport TV falou que pelo menos o Balestre confessou sua patriotada no GP do Japão 1989, mas se esqueceu de dizer que o Senna na conquista do seu Tricampeonato no GP do Japão 1991 confessou sua batida proposital no Prost no GP do Japão 1990. Balestre e Senna ficam empatados no jogo sujo.

  2. Luis Felipe says:

    Vale o destaque … Eram amigos de longa data em Brasília…
    Foi algo único..

  3. Mansell says:

    Inesquecível o GP desde a largada. Acordei minha filha e, acredito, os vizinhos com os berros do merecido troco dado por Senna no falastrão e politiqueiro Prost. Mesma moeda!

  4. Paulo Lava says:

    Um detalhe interessante: trata-se da ultima vez na qual dois pilotos com carros ‘powered-by Ford’ fizeram ‘1-2’ em provas da F1. Posteriormente, houveram dois pilotos Ford no pódio mas, fazendo ‘2-3’. Ou ‘1-3’, caso de Herbert, vencedor do GP Europa 1999, com Rubens Barrichello em terceiro. Claro, este tipo de ‘info’ o ‘povo’ da FoMoCo Brazil parece ignorar e dar zero importância. Ah, claro, esqueci que moro no Brazil …

  5. emerson57 says:

    Essa foi a primeira (e única!) vez que eu torci contra Piquet.
    Só faltou eu acender vela de sete dias para o Moreno ganhar essa!

    • CRSJ says:

      Piquet estava três anos sem vencer, e o Moreno que substituía o Nanini na Benetton que sofreu um acidente de Helicóptero fez essa corrida do Japão 1990 com muita dificuldade pela sua limitada condição física, o segundo lugar acabou de bom tamanho pro Moreno.

  6. Lola ou Larrousse? says:

    Aliás, foi a última dobradinha brasileira!

    O resultado dessa corrida foi sensacional. Mas, vamos e venhamos, foi uma corridinha bem chata, resolvida nas primeiras voltas: a batida de Senna e Prost, a quebra de Berger, acho que o Mansell liderou até o pitstop… Acho que as Benetton de Piquet e Moreno já estavam à frente das Williams no grid e não foram ameaçadas por Boutsen e Patrese em nenhum momento.

    Nossa memória afetiva acaba às vezes distorcendo certas impressões… Outro exemplo foi o GP do Brasil de 86, com resultado fantástico pra torcida (dobradinha Piquet-Senna), mas que foi decidido nas 3 primeiras voltas… O resto da corrida foi um porre!

  7. Fabio FC says:

    Poderia ter sido um trio, hein? Nunca saberemos. Aliás, Flávio, duas perguntas:
    1) Dois pilotos = dobradinha. E 3 pilotos? (meu irmão maldosamente falou trepadinha)
    2) Quando é que a Ma. do Rosário vai dar o desconto do picles ao tão assíduo cliente da Youse?

  8. Nilton Lopes says:

    Essa passagem do Moreno na Benetton junto de Pìquet, rendeu também o melhor comercial de TV de todos os tempo, pelo menos para mim.
    O filme da Pirelli homenageando os dois pilotos brasileiros com Il Mondo, de Jimmy Fontana. Arrepia até hoje.
    https://www.youtube.com/watch?v=PgGH647XnBI

  9. Ricardo Bigliazzi says:

    Esse pódio foi demais. Se bobear foi o único pódio de um motor Lamborghini na F-1

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *