MAIS DOIS

RIO (e dá-lhe Europa) – A F-1 anunciou hoje a inclusão de mais dois GPs no calendário de 2020. Ambos na Europa, com a estreia de um circuito na categoria: Mugello, na Itália. A pista vai receber o GP da Toscana Ferrari 1000, marcando também a milésima corrida da equipe italiana.

A outra prova confirmada é o GP da Rússia, em Sochi. As datas: 13 de setembro para Mugello, uma semana depois do GP da Itália, em Monza, e 27 de setembro para a prova russa. Ambas sem público.

As corridas no continente americano estão muito ameaçadas, por conta do estágio da pandemia do novo coronavírus nos EUA, México e Brasil. No Canadá a coisa está mais tranquila, mas o custo de deslocamento para o outro lado do Atlântico é muito alto para se fazer apenas uma prova. FIA e Liberty procuram alternativas na Ásia, como Bahrein e Abu Dhabi, para completar a temporada. A China está praticamente fora. Portugal segue no radar.

São dez etapas confirmadas até agora, por enquanto tudo na Europa — onde a logística é mais simples e barata, com viagens de caminhão para transportar equipamentos e voos curtos para levar o pessoal. Se for possível realizar corridas na Ásia, elas deverão ser marcadas em rodadas duplas para dar uma inflada no calendário. Falar em 15 provas hoje me parece o mais próximo da realidade. A ideia de 18 é cada vez mais remota.

Comentários