DICA DO DIA

Excepcional a matéria do Fernando Silva no GRANDE PREMIUM sobre os primeiros estudos do Halo, feitos no Brasil pelo mesmo engenheiro que projetou a “luva biônica” que permitiu a João Carlos Martins voltar a tocar piano. Jornalismo puro. Sensacional.

Comentários

  • História fantástica! Bebi cada palavra como um bom vinho!
    Como marido de uma pessoa com deficiência, eu fico feliz de verdade com qualquer iniciativa que venha a auxiliar quem tem alguma deficiência. Não sabia dessas luvas biônicas do JCM. Vou procurar! Qualquer coisa que dê o mínimo de autonomia e qualidade de vida para um deficiente é como água fresca pra alguém no deserto. Tomara que seja viável financeiramente. Até porque tudo pra deficiente é mais caro…
    E fantástica a história do engenheiro. Sim, é o avô do Halo, com muita honra! Que siga criando e deixando seu legado para futuras gerações.
    No Brasil não temos só ignorantes e beócios. O problema é que eles ganharam mais voz do que deveriam. Mas temos tantas mentes brilhantes aqui – e muitas vivem anônimas – que nos tornarmos uma potência em todos os sentidos não deveria ser uma questão de “se”, mas de “quando”. Isso, se os cientistas não entrarem em extinção devido a falta de recursos e condições por aqui…

  • Essa reportagem é sensacional, história linda e muito bem contada. Infelizmente esse nível de jornalismo faz falta nesse mundo afora. Ainda bem que no Grande Prêmio jornalismo de verdade não foi extinto.

  • Flavio, boa noite. Avise ao Fernando Silva que tem um erro “bizarro” no texto dele… …”Com muito esforço e estudo, Bizarro alcançou o objetivo ao desenvolver o protótipo em que a pessoa, que por dificuldades motoras ou neurológicas fica a maior parte do tempo com as mãos fechadas,…”. Merece ser corrigido!