TEXANAS (2)

Max P1, Checo P3: o alvo é Hamilton

ITACARÉ (dois contra um) – Max Verstappen fez uma pole importante, hoje em Austin. Basta lembrar que essa pista, na era híbrida da F-1, só havia visto poles mercêdicas — seis seguidas, desde 2014. Esse retrospecto fez com que nos últimos dias muita gente atribuísse a Hamilton um certo favoritismo para o GP dos EUA. As atividades texanas desde ontem não confirmaram isso. A Red Bull está bem forte. E não é só a pole do holandês que diz isso. O terceiro lugar de Sergio Pérez confirma a tese com eloquência. O mexicano, que vive se arrastando bem longe do parceiro, vive seu fim de semana de melhor desempenho no ano.

Lewis Hamilton, segundo colocado no grid, estará cercado pelos dois carros rubro-taurinos na largada para a 17ª etapa do campeonato. Checo será importante no início de corrida e já foi avisado de que sua missão é tentar colocar seu carro entre os de Verstappen e Hamilton, se possível na freada para a primeira curva, no alto da pirambeira que abre as voltas no belo circuito americano. Valtteri Bottas, que poderia acorrer em auxílio ao vice-líder do Mundial, não poderá fazer muito. Ficou com o quarto tempo na classificação, mas larga em nono porque perdeu cinco posições após a troca de componentes de seu motor.

Hamilton, segundo no grid: cercado de Red Bulls

O autódromo esteve cheio hoje, um sábado de sol e calor em Austin. As temperaturas oscilaram na casa dos 30°C e no finalzinho da classificação algumas gotas se insinuaram sobre as viseiras de quem ainda estava na pista, mas sem atrapalhar ninguém de verdade.

O Q1 apresentou algumas surpresas, como Charles Leclerc em primeiro com a Ferrari e Daniel Ricciardo em quarto com a McLaren. Hamilton ficou apenas em oitavo, 0s426 atrás do monegasco, enquanto Verstappen fechava a primeira parte da sessão em segundo, 0s199 atrás de Charlinho. Sem forçar muito. Stroll, Latifi, Raikkonen, Schumacher e Mazepin foram os eliminados — na rabeira, nada de muito novo.

Mercedes e Red Bull, como se imaginava, optaram pelos pneus médios no Q2, para com eles largarem amanhã. Max fez o melhor tempo, deixando Lewis em segundo a 0s333, uma diferença considerável. Ocon, Vettel, Giovinazzi, Alonso e Russell ficaram pelo caminho. O espanhol da Alpine tentou ajudar o companheiro com um vácuo camarada, mas não adiantou muito. Fernandinho largaria no fundo do pelotão, de qualquer forma, porque também trocou de motor. As duplas de Mercedes, Red Bull, McLaren, Ferrari e AlphaTauri passaram ao Q3.

A reação de Hamilton no Q2 deixou todo mundo animado, já que até ali Verstappen parecia ter a pole garantida. Mas o inglês não começou bem o Q3 e a primeira bateria de voltas rápidas terminou com Pérez, Max, Bottas e Lewis nas quatro primeiras posições. Os milhares de mexicanos no autódromo foram ao delírio com Checo.

A segunda volta rápida de Hamilton, porém, foi das boas: 1min33s199, jogando o britânico para a ponta da tabela. Mas Verstappen ainda tinha uma sobrinha. Cravou 1min32s910, baixando o tempo do rival em 0s209. Pérez acabou caindo para terceiro — foi o único que atribuiu a má volta aos breves pingos da chuva que se aproximava do circuito.

Bottas, Leclerc, Sainz, Ricciardo, Norris, gasly e Tsunoda vieram na sequência, mas como quatro pilotos sofrerão punições por troca de motor, o grid de verdade está do lado direito aí embaixo. Os tempos, na tabela à esquerda.

Foi a 12ª pole da carreira de Verstappen, nona neste ano. Acho que ele ganha de novo amanhã. Mas acho também que Hamilton pode dar algum trabalho. Acho que é uma corrida que vai se decidir nas primeiras voltas. Acho que Pérez não vai conseguir fazer grande coisa. Acho que Bottas vai lutar pelo pódio. Acho que muita gente pode ter problema com os pneus. Acho um monte de coisa, inclusive que está na hora de dormir!

Comentários

  • Olha aí Flávio Gomes, eu estou sempre por aqui. Sou leitor assíduo há muitos anos, desde dos meus tempos na minha amada cidade Recife, corria nas bancas para comprar a Folha de SP, principalmente as segundas depois de Grandes Prêmios de F1 pelo mundo a fora. Sou seu fã. E depois morando aqui no Canadá conheci também o Fábio Seixas. Sigo acompanhando vcs dois nesses meus 23 anos de Canadá. E olhe que aqui sempre tive disponível vários sites internacionais de F1 fantásticos. Em termos de notícias e entrevistas eu os acompanho, mas como coluna e comentários sobre treinos, corridas e tretas, ninguém no mundo supera o Flávio Gomes e o Fábio Seixas! Meus parabéns e agradecimento a esse trabalho gigante que vcs fazem! Muito obrigado e um forte abraço!

  • O verstapen deveria dar o vácuo pra Perez, e depois de algumas voltas trocarem de posição! Algo semelhante ao que a Ferrari fez na Rússia (acho que em 2019) com Leclerc dando vácuo ao Vettel, mas nesse caso Vettel (como um bom campeão) não devolveu a posição! Kkkkk

  • Bom dia, Flávio 👍 hj a corrida promete, verstappen largando bem em primeiro com Perez passando o Hamilton já na largada, provavelmente a corrida será bastante movimentada.. estamos na espectativa..super Max Champion 🏆!!

  • A corrida de amanhã promete… não acho que Verstappen vá correr muitos riscos na primeira curva, largando no lado limpo da pista, acho que Pérez não passa o Hamilton no começo, mas vai marcar a estratégia de corrida dele e acho que esses três aí – apesa do bom desempenho das Ferrari e das McLaren – vão sumir na frente logo nas primeiras voltas e vão terminar no pódio, em que ordem eu acho que não sei… e de achar e desachar, nós todos – muito provavelmente – erraremos a maioria das previsões… mas que será uma bela corrida e vai valer mais a pena do que testemunhar um jogo meia boca do decadente campeonato brasileiro da CBF… ah: isso eu não acho, disso eu tenho plena certeza. Obrigado Band. E obrigado Flavinho