N’UOL

A versão eletrônica de minha coluna de hoje no UOL fala sobre o atual momento de Hamilton, que aparentemente não está OK. Para ler, é só entrar aqui. Se quiser assinar a newsletter e receber o texto no domingo à noite, completo (o texto principal mais as notas sobre outros temas), é só entrar aqui.

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Peixe
Peixe
1 mês atrás

Lembro que uma vez assisti a um documentário sobre o Jackie Stewart e ele dizia sobre a carreia na F1 dele algo assim:
Chegar no topo é ótimo, é divertido, é entusiasmante, é desafiador, só coisa boa.
Se manter no topo, é difícil, é exaustivo. Ser o cara que estão sempre esperando que ganhe, que faça tudo perfeito, que não erre, ser o centro das atenções, é complicado.

O Hamilton chegou ao topo assim que chegou na F1, e depois voltou ao topo e se manteve no topo por 8 anos.

Se está exausto, é fácil entender o motivo.
Ainda assim, tem gente que critica.

“Só ganhou 7 títulos! É muito ruim!” dizem aqueles que não sabem nada de F1.

lagerbeer
lagerbeer
1 mês atrás

Flavio… porque não voltas a escrever sobre astronomia ?

Cláudio Cruz
Cláudio Cruz
1 mês atrás

O brinquedinho atual do coleguinha é melhor do que o pseudo fodástico, que por anos teve o melhor brinquedo.
Agora está de birrinha, simples assim.

Markonikov
Markonikov
Reply to  Cláudio Cruz
1 mês atrás

Pseuda é tua opinião ….

cesar augusto
cesar augusto
Reply to  Cláudio Cruz
1 mês atrás

Qualquer piloto, com aquele carro da mercedes,seria fodástico,menos Rubinho e Botas

roger
roger
1 mês atrás

em um mundo em que a depressão***
corrigindo o post anterior

roger
roger
1 mês atrás

Impressionante como vivemos que a depressão atinge tantas pessoas, independentemente de sua classe social. Eu, mesmo sendo um “ralé” funcionário público, me vi no post do Hamilton. Não é fácil acordar e lutar todos os dias, mas venceremos!!!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

“O carro é complicado, nervoso, ruim de dirigir, lento nas retas, instável nas curvas… ”

Devemos somar a isso o “teto de orçamento” para investir em soluções para tantos problemas.

É da vida… sempre gostei do Hamilton, mas de uns tempos para cá o seu conceito caiu para mim. Lançar os concorrentes para fora das pistas não era uma atitude costumeira dele… o chamava de “campeão limpo”… agora não é mais… e tem mais, esta cada vez mais Senna ao buscar um “Balestre” para chamar de seu em sua luta particular entre o “bem e o mal”… tudo muito artificial para mim.

Reclamar do que??? Um hiper-piloto, num hiper-carro, com uma coleção invejável de vitorias, poles e títulos… muito mi mi mi. Agora achou um oponente implacável (Max) e me parece que o Leclerc pode ser mais uma pedra em seu sapato… é muito trampo para um Sub-40.

Que Ele volte a ser o velho (novo) Hamilton, que se divertia mais com essa bagaça do que o faz hoje em dia.

Last edited 1 mês atrás by Ricardo Bigliazzi
Rafael N
Rafael N
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Concordo em tudo!

Markonikov
Markonikov
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

cara, vir aqui falar de “mimimi”, vc veio no lugar errado … quando que o Hamilton jogou alguém para fora? pelo contrário, ano passado o verstappen tentou jogar ele para fora (e jogou inúmeras vezes) o ano todo … até voadora tomou em Monza … tem dó, vai comentar lá na motorsport vai …

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Markonikov
1 mês atrás

Recomendo assistir o replay da panca de 50Gs em Silverstone, quem bate na roda traseira do adversário não teve um comportamento adequando. Quanto a outros eventos recomendo mandar um Whats para Albon para que ele conte o que vivenciou… segue o jogo… cada um vê as corridas de acordo com as suas preferencias. Até nisso o Hamilton e cada dia mais Senna… pergunta para o Prost.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Silverstone, Silverstone, Silverstone, Silverstone… Papagaio!

Rafael N
Rafael N
1 mês atrás

Pensando pela equipe, quais pilotos hoje estariam a altura para assumir essa vaga?

GUs
GUs
1 mês atrás

Chover no molhado falar sobre a qualidade da coluna; muito bom mesmo Flávio. Também não acho que o tesão por novas vitórias do Hamilton sobreviva muito tempo à carros ruins, ele não precisa provar mais nada.