A número 1 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2006 - 15:51#96 pelo mundo, Automobilismo brasileiro

A número 1

SÃO PAULO (com esse calor…) – O #96 nem sempre estampou DKWs lerdinhos… A foto enviada pelo Augusto Freire, querido amigo de Brasília, mostra Norman Casari numa Lola T70 (sim, é o carro do teste anterior!) da equipe Brahma. Foi, talvez, a primeira equipe de corridas do Brasil a ter patrocínio forte. Depois viria a Hollywood. Cerveja e cigarro. Mais um torresminho, e não quero outra vida.

Esse carro, segundo consta, bateu e pegou fogo. Confere? Mais abaixo, o logo da equipe Brahma que me foi enviado por um blogueiro fiel. Só que eu guardei a imagem e não o nome de quem mandou, sorry.


13 comentários

  1. manuel disse:

    Norman estava ao volante não deveria pois o carro estava pronto para a corrida e recolhido e nós da equipe saimos do autodromo para fazer um lanche quando tudo aconteceu

  2. Carlos Paulon disse:

    Desculpem amigos. Fui bandeirinha da F.P.A., e vi uma Lola T 70 queimar inteirinha, inclusive as rodas de magnésio, em frente ao box de interlagos, nos anos 70. Quase chorei, um dos carros mais bonitos que já vi, isso para não falar do ronco do motor.

  3. joaquim filho disse:

    Mea culpa, mea culpa, assumo. Fui confiar na memória e me ferrei. A curva é mesmo a três. O resto mantenho.

  4. joaquim filho disse:

    ô Flávio, corretíssima a informação. Prá arredondar, bateu e pegou fogo na saída da antiga curva 2 (perto do kartódromo), nos treinos para os 500 km de Interlagos de 1971, Norman ao volante.

  5. MARCOS disse:

    Marinho, você está doido !!!!
    A Lola que queimou em Interlagos foi a Mk3B, do seu xará Marinho Antunes.
    E não foi na curva 3 !
    Foi quase em frente ao Box, em um dia de treino.
    O Norman estava a quilómetros de distância !
    Se não sabe, não chute !

  6. MARCOS disse:

    Esta Lola veio para o Brasil, importada pelos irmãos De Paoli, do RJ.
    E realmente queimou nas 6 Horas de Huambo, Lourenço Marques, em 1971.
    Corria o Norman e o Omelete !
    Posteriormente, quem foi responsável pela vinda dos protótipos para o Brasil foi o nosso saudoso e peitudo amigo AntonioCarlos Avallone, idealizador da Copa Brasil.

  7. Toty disse:

    Prá que não tem mais automobilismo em casa, essa imagem arremete a momentos mágicos. Essa (ou a outra T70), mas acho que essa pois era laranja, não foi muito feliz no circuito do Mineirão, achou um meio-fio e estorou a suspenção, o feliz (e no caso azarado) piloto desse clássico, na ocasião, não me lembro.
    PS: Esses carros (Lola T70, Porche 908 e 910, uma Alfa T33 T3 (?) de infeliz vida curta e muitos outros chegaram ao país para a Copa Brasil (1970?), por iniciativa e/ou influência do polivalente visionário Emerson Fittipaldi.
    Eu era feliz e sabia!

  8. Reinaldo Silveira disse:

    Curva 3… isso remete ao verdadeiro Interlagos! Sempre ouço que São Paulo precisa de outro autódromo, mas não seria possível trazer (ao menos parte) do antigo circuito de volta?

  9. Marinho disse:

    Foi isso, na tres, e no treino. O norman ficou uma arara, mas, infelizmente a lolona foi toda. Ela era mais linda com a pintura com que chegou ao Brasil, comprada pelos de Paoli. Azul quase preto.

  10. amaral disse:

    o acidente aconteceu num treino em interlagos, na curva 3; não sei se era o casari pilotando, acho q sim, e o edgar de melo filho tentou desesperadamente salvar alguma coisa com o unico extintor disponível. nao deu pra salvar nada.
    li essa estória na coluna do jan balder q saía no formulanews uns anos atrás, uma q justamente contava sobre as primeiras equipes “de patrocinador” no Brasil.

  11. ricardo bifulco disse:

    Oi pessoal!

    Até onde eu li, este carro bateu na curva 3 durante um treino (creio que para os 500 km de Interlagos1971 )e o contato com o guardrail produziu as fagulhas que deram inicio ao incendio.

    O Norman felizmente nao se feriu, mas o carro foi destruido. Uma das pessoas que tentaram apagar o fogo, infelizmente utilizou um extintor de água em cima das rodas de magnesio e a reação aumentou de vez o fogo, destruindo completamente a Lola.

    Pelo o que meu irmao mais velho me contou, este acidente foi mostrado na TV na época, pois ele assistiu (Se alguem tiver acesso a estas imagens é uma achado!!)

    **Eu li no Livro do Jan Balder que mais tarde eles tentaram rebocar os restos do carro e quando começaram a arrasta-lo , este começou a pegar fogo de novo!!.
    (Que fim triste)
    As duas unicas Lola t70 que tivemos foram destruidas em acidentes(Esta do Norman e a outra do Avallone)

    Um abraço,

    Ricardo Bifulco

  12. Alexandre Reis disse:

    Um carro lindo, com o patricnador ideal. Bons tempos
    Logo logo a té cerveja vai ser proibida de ser patrocinadora

  13. Filipe W disse:

    Segundo me consta, foi isso mesmo que aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>