MENU

quarta-feira, 8 de abril de 2009 - 17:21Automobilismo internacional

ESTOCOU

SÃO PAULO (o mundo vai acabar, mesmo) – Só más notícias, hoje. O blogueiro Luis Otávio LO avisa que a TC2000, categoria mais popular da Argentina, deu uma “estocada”. A partir deste ano, todos vão usar motores iguais, embora os carros não sejam bolhas, mas derivados dos modelos de linha. Apesar disso, a Fiat se juntou à categoria com o Linea. Os outros modelos usados são Renault Mégane, Toyota Corolla, Checrolet Vectra e Peugeot 307.

Assim, a TC2000 fica parecida com a Top Race V6, essa sim uma versão hermana da Stock brasileira, que usa bolhas e motores iguais. Os novos propulsores da TC2000 serão feitos, adivinhem, pelo Orestes Berta. Só ele faz motor de corrida na Argentina.

21 comentários

  1. Tazio Nuvolari disse:

    E no brasil quem fabrica motores de corrida, tirando a JL que importa e monta?

  2. mrg disse:

    GOSTARIA DE TER INFORMACAO PARA COMPRAR PECAS PARA O DURATEC 2.3 PARA ARRANCADA.

    NEXTEL 30*57600

    ROGERIO

  3. Lui George disse:

    Bom, eu acho que eles usam o nome Mazda, só para parecer um motor neutro, que não pertence a nenhum outro carro do certame, mas, sabemos muito bem que se trata de um motor Ford. Outra curiosidade é que, a equipe oficial da Ford está sob a batuta de…Orestes Berta, seria algo parecido se a família Giaffone tivesse uma equipe na Stock…

    Bom, sobre o motor, eu imaginei que fosse um 2.0, e não um 2.3 igual ao que equipe os carros da F3.

    O que eu não tenho certeza é se o motor único vai continuar durante muito tempo, a promessa é que essa fase seria apenas transitória, pois a partir do ano que vem seria criada uma nova TC2000, mais barata, muito provavelmente algo parecido com o WTCC, só não sei se com motor único.

  4. ALEX B. disse:

    Pô Flavinho, mais uma noticia triste cara! Eles querem padronizar tudo, no estilo FIA do safardana do Mosley! Imagina todas as categorias como o mesmo motor!! QUE É ISSO???

  5. Rubens disse:

    Este vídeo mostra como os motores foram feitos pelo Berta.
    http://video.carburando.com/TC-2000-ASI-NACIO-EL-MOTOR-v-776BA50F112F32729A32D08475BA30E8.htm

    No mesmo e bom site (/www.carburando.com.ar) dá para saber bastante sobre o automobilismo hermano. Sim senhores, muito melhor que o nosso, apesar de todos os problemas que os blogueiros sempre indicam aqui: autódromos, a “estocada” da TC2000, etc…

  6. Seven disse:

    A Oreste Berta S/A prepara 2 motores de origem Ford, L4 e V6:

    3 versões do Ford Duratec 23 / Mazda MZR 2.3 (DOHC 2300 cc / 4 cilindros em linha) – usado no Fusion

    Potência Máxima / rpm: 257 Hp a 6500 rpm.
    Torque Máximo / rpm: 29,0 kg.m a 5100 rpm.
    Redline: 7250 rpm.

    Potência Máxima / rpm: 263 Hp a 6600 rpm.
    Torque Máximo / rpm: 29,0 kg.m a 5600 rpm.
    Redline: 7000 rpm.

    Potência Máxima / rpm: 200 Hp a 6000 rpm.
    Torque Máximo / rpm: 25,0 kg.m a 4000/5000 rpm.
    Redline: 7000 rpm.

    1 Versão do motor Ford Duratec 30 / Jaguar AJ-30 ( DOHC 3000 cc 6 cilindros em V @ 60º) – usado no Mondeo V6, Jaguar, etc.

    Potência Máxima / rpm: 345 Hp a 7000 rpm.
    Torque Máximo / rpm: 33,7 kg.m a 4600 rpm / 36,3 kg.m a 6400 rpm.
    Redline: 7250 rpm.

  7. LDS disse:

    Mas também vai ver o tamanho da Fábrica do Berta na Argentina,tem até pista de testes.

  8. Jonny'O disse:

    Meu Deus ! Até os argentinos?!!!

    É uma vergonha , as fabricas deviam dar os motores preparados de graça para as equipes que correm com seus carros.

    O que custa meia duzia de motores para uma industria automotiva!!

    Isto significa que o automobilismo classico ,aquele onde as maquinas eram também as estrelas ,está acabando .

    Daqui 20 anos os saudozistas continuaram relembrando dos Ford GT40 ,Ferrari GTO ,Ferrari P4 ,Maserati 450 s , Porsche 917 ,Cobra Daytona , Bugatti 35 ,Auto Union Type C e tantos outros fantasticos projetos que fizeram historia pela beleza ,desempenho que encantaram o Mundo e fizeram muitos apaixonados .

    Essas monomarcas serão esquecidas ! Os pilotos não serão mais reconhecidos pelo capacete e todo o Mundo vai adotar a Nascar como categoria nacional .

  9. EduardoRS disse:

    Lamentável. Eu gostava tanto da TC2000, era uma categoria de carros de verdade. Aliás, acho que em pouco tempo não teremos mais carros de verdade correndo pelo mundo.

  10. Nilton Ribeiro disse:

    A Fiat é mesmo muita estranha, vende na Argentina uns 100 mil carros/ano e patrocina uma equipe oficial. Aqui vende mais de 500/mil e não patrocina porra nenhuma. As outras montadoras também, não dá para enteder.

  11. Pedro disse:

    Lembrando que o Berta é quem prepara os motores da Formula 3 Sulamericana, usano o bloco Ford.

  12. Gustavo disse:

    Lui, obrigado pelo link e pelas informações. Na verdade, para aqueles que sempre criticaram a stock car é um soco no estomago.
    Na stockcar ja tinham percebido a um bom tempo que não da pra liberar o desenvolvimento de motores por que as proprias equipes se autodigerem, aconteceu na F1, esta acontecendo na DTM (da dó de ver) e aconteceu na TC 2000, que já vinha perdendo espaço para a TRV6, é importante lembrar que até mesmo o FIA GT tem lastro pra equilibrar as coisas e a série Le mans esta com grids pequenos.
    Na minha opinião, se é pra padronizar motores, acho melhor que se faça um chassi tubular, fica muito estranho isso que a TC2000 ta fazendo.

    O que é interessante apontar é que a TC2000 só tem duas etapas confirmadas para 2009(imagina se fosse na Stock), além disso esse autódromo que correram é do nível de guaporé ou Goiania. reparem como ficam fotografos e carros de auxilio espalhados proximos a pista.

    Tenho só uma pergunta. Se o motor é Ford, por que dizem que é Mazda?? Já vi inventarem nomes genéricos para motores, mas alterar o fabricante nunca vi.

  13. Gustavo disse:

    Os motores serão os mazda da F3 com 320 HP , conforme a materai do clarin informa. Alguem sabe se esses motores são o da F3 Sudam?? Não são menos potentes??

  14. Lui George disse:

    Pelo o que li em fóruns e no site da propria TC2000, o motivo para a adoção de um motor único foi a crise, pois as equipes estavam gastando uma fortuna para preparar os motores, inclusive enviando-os para o exterior. As equipes oficiais de fábrica ainda existem, menos a Honda, que não apoia mais diretamente a equipe que é patrocinada pela Petrobras, o que não mudou nada, pois foi um Honda Civic o vencedor da primeira etapa da categoria. O motor preparado pelo Berta foi chamado de Mazda, mas na verdade é um Ford mesmo, só ficou estranho os Vectras, Corrollas e Méganes usando motor Ford. No fundo continuou a mesma coisa, com as mesmas equipes, só o motor que é padrão. Para assistir a um VT da primeira etapa da TC2000 é só clicar no link abaixo:

    http://www.youtube.com/user/motorsportzx?gl=ES&hl=es

  15. Phillipe disse:

    Outra: cadê a Honda?

  16. Phillipe disse:

    Ah, ótimo, motores iguais e a Ford pulou fora…

  17. vitão disse:

    Acho que a base do motor “bertista”será o Duratec. Vi uma entrevista dele com o Jorge Koechlin no Speed Channel, e empresa dele é de primeira.

  18. Fabio Tust disse:

    A Ford pulou fora então? Não tem mais Focus Sedan com Duratec 2.0 16V dando cacete na galera toda?
    Eu como fordista torço para que ela não participe dessa “estocada”.

  19. Rodolfo Matos disse:

    A crise deve ser o argumento

  20. Cláudio Pessoa disse:

    uma péssima notícia. Temo que isso seja uma tendência. Será que as montadoras não se interessam mais pelo mundo desportivo? Aquela geração com o vírus da competição na veia já acabou? E agora em seus lugares apenas um engravatados chatos preocupados apenas com a imagem de algo falso na pista que não foi preparado por eles? Lamentável!!!

  21. fred disse:

    Céus, Orestes Berta ainda existe? Ainda faz motor? Cáspite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>