WEBBER, 200 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 18 de abril de 2013 - 13:41F-1

WEBBER, 200

SÃO PAULO (ele é bom, vai…) – Mark Webber completa no Bahrein 200 GPs, com 9 vitórias, 11 poles e 14 melhores voltas no currículo de acordo com informações da Red Bull. No total, 35 pódios.

Lembro bem de sua estreia, pela Minardi, marcando pontos na Austrália com um quinto lugar em 2002. Corrida doida. Ele largou em 18°. Mas teve um mega-acidente na largada que tirou oito carros da batalha. E apenas oito terminaram a prova. Foi muito legal e emocionante. Já o conhecia da F-3000, mas sempre achei o rapaz um pouco alto demais para caber num carro de F-1.

Coube, como se sabe. É um sujeito meio macambúzio, apelidado aqui maldosamente de Canguru Desolado, e foi encarar um fedelho bom de bota e de personalidade forte justo quando achou um caro para ser campeão. Não vai ser campeão nunca, mas tem seu valor, e não é pouco. Na história da F-1, talvez quem mais se compare com Webber seja Barrichello. Suas carreiras são bem semelhantes.

Parabéns ao Webber.

74 comentários

  1. Fabrizio disse:

    Acelera pra cacete o cara! desde a Minardi na minha opinião.

  2. Juliano disse:

    Cedo ou tarde você descobrirá a diferença entre saber o caminho e percorrer o caminho.
    Mark Webber, Parabéns.

  3. Czar disse:

    Existe uma diferença pontual, mas fundamental entre Webber e Barrichelo – e não é no braço.

    Ninguém se lembra que ele se recusou a obedecer uma ordem da RBR para deixar o Vettel ultrapassa-lo – acho que no ano retrasado?

    Ele não teve medo de fazê-lo (ao contrário do Rubinho e do Massa) e ainda fundamentou sua decisão na publicação de um texto (se não me engano replicado aqui). Conseguiu se manter digno, convenceu seus patrões de que estava certo e não perdeu o emprego (que era o grande medo dos brasileiros).

    Sua personalidade é admirável, pois conseguiu se dar bem até mesmo sob a gestão do Briatore. Quando o italiano vinha com as ameaças absurdas e fora de hora (como testemunharam vários pilotos) Webber provavelmente o mandava se f*der e não se abalava nem perdia o prumo – algo que certamente ocorreu com o Nelsinho.

    Sim, acho o Briatore um grande FDP e o linchamento em praça pública sofrido pelo Nelsinho foi exagerado – principalmente se comparado às atitudes muito mais criminosas de Prost, Senna e Schumacher. Mas estou divagando…

    O fato é: sua força mental é muito superior à dos três brasileiros citados e isto é essencial para ser campeão. Mas sua hora já passou.

  4. Alexandre Bessa disse:

    A minha aposta é no retorno do Bruno Senna na RBR (na vaga do Weber), na Ferrari (no cockpit do Massa) ou na Mclaren (no lugar do Pérez). Vou fundamentar.

    RBR – a contratação do Bruno provocará o aumento do consumo do energético Red Bull no nosso país. O Brasil é um país com milhões de jovens que frequentam baladas, nights, festas etc. O sobrinho do Ayrton tem o porte de um modelo e a sua imagem ingerindo Red Bull influirá muitas pessoas.

    Ferrari – trocar um brasileiro por outro, que tal? O time italiano sempre desejou ter o Ayrton e poderia realizar este sonho com o sobrinho. Cada vez mais, o Brasil tem milionários e bilionários que, por certo, desejarão comprar carros esportivos da Ferrari. O Bruno na escuderia de Maranello atrairia a atenção dos nossos ricos que se motivariam a comprar carros da famosa marca.

    Mclaren – receberá os motores Honda e todos sabem que o Ayrton fez muito sucesso com os propulsores japoneses. A presença do sobrinho do Ayrton atrairá a atenção da imprensa e, certamente, muitos patrocinadores. Ademais, o Bruno tem confiáveis empresas que investem em sua carreira. Mais dinheiro, portanto, para a esquadra de Woking.

    O Bruno Senna vem exibindo técnica refinada no WEC e, na Fórmula 1, só ficou de fora, pois o Bottas é protegido do Toto. O nosso brasileiro é muito mais piloto do que 90% desses braços duros que estão na Fórmula 1. O Senna é um piloto cerebral

    • Samuel da Costa Moreira disse:

      Na Fórmula 1, o Bruno Senna Lalli mostrou que é só um piloto medíocre, isto é, mediano. As performances dele nas equipes Hispania-Cosworth, Lotus-Renault e Williams-Renault foram bem discretas. A fim de manter-se no circo, o sobrinho do Ayrton conversou, segundo a imprensa, com cinco times, mas ninguém se interessou pelo seu labor.

      A despeito de contar com bons patrocinadores, o Bruno costumava ser dispensado dos times pelos quais guiava. Acho que o Senna poderia ter mostrado algo a mais com as escuderias inglesas, que utilizam confiáveis propulsores franceses, que são os mesmos da Red Bull. A espanhola HRT F1 Team, todavia, era fraca e tanto assim o é que foi extinta. O tio do Bruno Senna fez bem mais a bordo de um Toleman-Hart e, aliás, é inimaginável que fosse perder para o Pastor Maldonado.

      Teoricamente, o Senna seria um eterno piloto pagante. Ressalte-se, também, que a relação de paixão ocorria entre o tio do Lalli e a Honda. O Alain Prost afirmava que ele – o francês – era um piloto da McLaren usando motores Honda, enquanto o Ayrton era um piloto da Honda guiando um McLaren. O Bruno Lalli nunca foi, digamos, um “piloto Honda”, como o Takuma Sato. É presumível que a montadora nipônica ajudará o Sato-san ou, quiçá, o Kamui Kobayashi para voltar à categoria.

      Caso regresse, o sobrinho do finado tricampeão voltará do mesmo modo como entrou e se manteve por três temporadas na F-1: comprando uma vaga. Agora, se sequer a malaia Caterham firmou contrato com ele…

      Caterham confirma holandês e deixa Bruno Senna longe da F1
      http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/caterham-confirma-holandes-e-deixa-bruno-senna-longe-da-f1,e40f71b76569c310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html

    • Rodolfo G. Marques disse:

      O Bruno Senna não empolgou ninguém com o seu desempenho na Fórmula 1. Ele é fraco.

    • Heleno disse:

      O Bruno Senna faz muito sucesso nas pistas, mas nas pistas de dança. Dizem que o sobrinho do Ayrton é um grande baladeiro e fica loquaz, desinibido, cheio de energia, quando toma uma latinha de Red Bull. Funk, samba, pagode etc., enfim, qualquer ritmo o moço encara com muita desenvoltura.

      Red Bull para o Bruno, só se for a bebida energética, pois eu acho dificílimo ele guiar um dia o carro da escuderia RBR. A não ser que ele pague 1 bilhão de dólares pelo cockpit, pois o rapaz é um conhecido“pay driver”. Aliás, na F-1, nunca passou disso: um piloto pagante.

  5. JOANNIS LYKOUROPOULOS disse:

    sim boa comparação e sim dois derrotados

  6. Alex disse:

    O Webber teve umas atitudes meio cafajestes na época da Jaguar. O Antônio Pizzonia pode falar. Pelo que se vê, na f-1 não tem ninguém que seja lá muito íntegro, logo tá tudo em casa…

  7. Fabiano Lacerda disse:

    Webber e Rubinho tem muitas semelhanças dentro da pista mesmo. Mas o australiano é menos bobo e chegou mais perto de ser campeão.

  8. Paulo Vargas disse:

    Webber é bom piloto, pois se não o fosse, teria vencido na categoria?? Deu azar em ter menos dinheiro(Patrocínio) que seu companheiro, pois caso contrário(e já provou na pista) teria melhor condição de ser campeão, e ainda assim quase o foi em 2010. O cara da um trabalho danado em Vettel, que por inúmeras vezes largou atrás do australiano e algumas vezes tbm foi superado em corridas. Enfim, isso só traz à tona uma questão: Vettel não é isso tudo? Se for, então Webber é muito bom piloto, e tendo a equipe pra ele já seria Campeão?

  9. Ricardo Bigliazzi disse:

    Barrichelo, Berguer, Patrese, Webber, Massa, Arnoux, Pironi, Regazzoni, Reutman, Coultard e outras dezenas de pilotos seriam considerados bons “gregários” caso competissem em ciclismo.

    Segue o jogo, é assim na F-1 e é assim na Vida.

    Imperador

  10. keniti disse:

    Pedro Rodriguez, Gunnar Nilsson, Thierry Boutsen, Riccardo Patrese, Gerhard Berger, Rubens Barrichello, Mark Webber … Todos ganharam corridas, mas dez anos depois que se aposentaram (ou vão se aposentar) quem vai se lembrar deles?

  11. Luiz G disse:

    Webber, Barrichello, Coulthard, Berger, Patrese, Massa, Reutmann….Todos excelentes pilotos!

    Chegar na F! não é pra qualquer um. Ficar lá por vários anos, é pra menos gente ainda. Pontuar e fazer pódios, pra menos ainda. Ganhar corridas e até disputar um título, é pra menos ainda.

    Um cara que tem 200 GPs na carreira, e com vitórias, certamente, é um EXCELENTE piloto!
    Parabéns ao Webber por tanto sucesso.

    • Alex disse:

      Exatamente. Muita gente não tem a dimensão do que é a F-1. Para o torcedor brasileiro, infelizmente, só tem os dois extremos: se não consegue ser campeão mundial é um zero à esquerda. Não tem meio-termo. Tanto faz se é um Ronnie Peterson ou se é o Alex Yoong. Não foi campeão então não presta.

    • Goiano Motorizado disse:

      É isso aí Luiz G., até mesmo grandes promessas das categorias de base do automobilismo nunca chegaram à F-1, ou nunca chegarão (pode ser o caso do Luiz Razia, por exemplo). POdem ter certeza: quem chegou e está lá por mais de 5 temporadas já pode ser considerado ótimo piloto. Pilotos pagantes, sem talento, ficam uma ou duas temporadas, três se tiverem bastante patrocínio. Até!!!

  12. Pedro disse:

    Parabéns ao Webber, francamente 200 GPs não é pra qualquer um…
    A comparação com Barrichello é valida, eu acrescentaria o Coulthard também, carreiras semelhantes, porém com aquela sensação de que poderiam ter ido um pouco mais longe…

  13. fabio disse:

    macambúzio, hehehehe

  14. Ron disse:

    Realmente é uma comparação interessante essa de Webber e Rubinho. Desejo sorte e paciência para quem for fazê-la nos mínimos detalhes.

    Aliás falando do Barrichello: essa estreia dele como comentarista, repórter etc. vai ser logo no Bahrein?! Pelo jeito que as coisas estão por lá, a “emissora oficial” foi mui amiga dele, hein? Será que ele não tinha se tocado disso?

  15. Ferrarista disse:

    Disse tudo Flávio, a carreira de Webber é muito semelhante a do Rubinho, no entanto eu não acredito que o australiano consiga pelo menos chegar perto de atingir a marca de 300 GPs na F1, duvido muito que ainda esteja na categoria ano que vem… O cara tá putissimo da vida com a Red Bull !!

  16. penataba disse:

    O Webber – com todo respeito ao Barrichello – não é tão idióta.

  17. Edivaldo disse:

    Gomes, creio que você deveria orientar sua equipe a consertar a matéria no qual Alonso diz que há pilotos que não ganham há 50 corridas.

    Nos sites estrangeiros, está claro que ele diz fifteen, e não fifty. Conserta isso aí.

  18. Joanir disse:

    hahhaha Muito bom!!!!!!! Gosto deste australiano, sempre que vence coloco a musica do man at work

  19. Lucas disse:

    Tava indo bem mesmo, até ser comparado ao Barrichello!!!

    Coitado do Weber, nem o Massa tá em igualdade com Barrichello, dos “segundo” pilotos que vi até hj, nenhum é melhor ou igual ao barrichello

  20. Diego disse:

    Webber tem bem mais personalidade do que Barrica, a entrada dos Pirelli também foi uma desgraça para seu tipo de pilotagem, assim como para Hamilton

  21. Dan Patricio disse:

    Lembro que o Galvão Bueno maldosamente chamava ele de “leão de treino”….também acho o Webber pouco melhor que isso…

  22. Tevez disse:

    Isso mesmo…acresentemos David Coultrad, Carlos Reutemann e Felipe Massa

  23. Felipe AG disse:

    Flavio,
    Peça ao Pizzonia mandar “parabéns ao Webber”…

  24. Nestor 2T disse:

    FG,

    Concordo com sua opinião sobre o Webber.
    Mas, agora, 10 anos depois, qual a sua análise sobre Webber x Pizzonia na Jaguar em 2003? O Jungle Boy foi apenas azarado ou faltou malícia e estômago para tentar se impor na zona que era a equipe naquela época? Ele perdeu o emprego, mas de lá o Webber foi pra Williams (já na descendente, mas não a draga de hoje), voltou pra Milton Keynes já na fase Red Bull, ou seja, se deu bem melhor na carreira que o brasileiro. Na época o “locutor oficial” dizia que o Pizzonia era bem melhor, que foi tudo sacanagem, o próprio Pizzonia deu uma vídeo-entrevista pra vc aqui no Grande Prêmio com justificativas, enfim… 10 anos depois, que lição podemos tirar?

  25. Cristiano disse:

    Pensei que Flávio estava fazendo uma crítica boa do Webber, mas no final percebi que era ironia. rsrs

  26. Paulo Pinto disse:

    Se Barrichello fizesse com Schummy, a décima parte do que Webber faz com Vettel, não teria esquentado lugar na Ferrari.

  27. Rafael Fuentes disse:

    Barrichelo, Webber e Button são bem semelhantes… O Button com mais sorte, o Barrichelo menos o e Webber no meio dos dois.

  28. Cristiano disse:

    Um grande segundão, como Coulthard, Barrichello, Berger…

  29. Wanderson disse:

    O Flavio gosta de desmerecer o Barrichello… Deve existir algum caso mal resolvido, aí… Talvez um psicanalista possa melhor compreender.

    Mas sobre o post… há algum tempo comecei a acompanhar outras categorias do automobilismo e pude constatar o óbvio: que os pilotos da F1 não são tudo isso. O Alonso é o melhor piloto do mundo? Coloque ele no WRC e vai tomar tempo. A F1 é só um mundinho entre vários e que sequer garante sucesso em mundos “semelhantes”: o Webber possivelmente ficaria no meio do pelotão na Indy. Assim como ficou Barrichello. Não vejo o australiano como um bom piloto. Mas é indiscutível que Barrichello fez mais na F1 e era mais talentoso.

    • Fabiano Lacerda disse:

      Montou todo um argumento comparando categorias, questionando a qualidade dos pilotos da F1, apenas pra defender o fiasco do Barrichello na Indy. Entre vários outros.

      Deve existir algum caso mal resolvido, aí…

  30. macario disse:

    Longe de mim qualquer patriotada, mas considero a comparação válida para o período do Barrica na Ferrari e do Webber com Vettel. Antes de chegar à F1 e nas equipes medianas Barrica se destacou mais do que o australiano. Webber só correu em time grande porque estava na Jaguar que virou Red Bull, algo que Helmut Marko já disse em outras palavras.

    Barrica negou a McLaren – grande erro de sua carreira – e chegou por mérito à Ferrari, depois de boa temporada pela Stewart.

  31. Paulo Heidenreich Jr disse:

    A comparação é ótima, o Corradi falou esses dias do clube dos segundo pilotos, teria alguma chance do Quartzolite ser o membro mais ilustre do grupo ? Hehehehe

  32. José disse:

    Pode até ser parecida,a diferença é que Webber não é tão bobo.

  33. Mandruwá disse:

    Acho que ele está no rol de bons pilotos, vencedores de provas, rápidos e decisivos para seus times, mas que nunca conseguiram títulos e justamente porque estavam ao lado de gênios. Exemplos desses pilotos: Didier Pironi, Gerhard Berger, Ricardo Patresi, Rubens Barrichello, David Doulthard, René Arnoux, Carlos Reutemann, Clay Regazzoni, Ronnie Peterson…

  34. EduardoRS disse:

    Como pilotos, ele e o Barrichello são realmente parecidos: mostraram enorme potencial nos primeiros anos, depois foram caindo de rendimento; podiam ser muito rápidos em uma corrida e medíocres na corrida seguinte; chegaram perto de conquistar um título, mas nenhum deles têm aquele algo a mais que só os campeões têm.

  35. Eddie disse:

    Acho que o Webber tem mais personalidade do que o Rubinho e o Massa !!! Ele jamais tirou o pé para um companheiro de equipe passar !!! Faltou um pouco de sorte em 2010…. se tivesse conquistado aquele titulo em 2009 teria marcado terreno da RBR !!! Mas em materia de Azar….. ele está no mesmo nivel de Rubens e Massa !!!

  36. Huller Moreno disse:

    Lembro que quando foi pra Jaguar virou logo “Leão de treino de sexta feira”…
    Nunca gostei muito dele.
    Bom, parabéns ao Webber, 200gps não é pra todos

  37. Gerson disse:

    Serve compara-lo ao Ricardo Patrese? Como piloto rápido(mas sempre segundo piloto), e não COMPANHEIRO de equipe, já que Webber tem um ‘parafuso solto’ na cabeça?…

    Mudando de assunto…Tá vendo? Não sou ‘só eu’ que implico com esses pneus neste ano!

    “Temendo desgaste intenso, Pirelli muda opções de pneus para Bahrein

    Com base no GP da Malásia, fornecedora substitui compostos macios pelos médios devido às altas temperaturas de Sakhir. Corrida é neste fim de semana

    A Pirelli decidiu alterar a combinação de pneus oferecidos às equipes para o GP do Bahrein deste fim de semana. Temendo que os compostos – propositalmente menos resistentes que os do ano anterior – sofram um desgaste ainda mais intenso em razão das altas temperaturas da ilha localizada no golfo pérsico, a fornecedora oficial da Fórmula 1, desistiu dos pneus macios (lateral amarela) e escolheu os médios (branco) para fazer companhia aos duros (laranja). Segundo um porta-voz da empresa, a decisão foi tomada após o GP da Malásia, no fim de março, onde o clima da região é semelhante ao de Sakhir. Na ocasião foram usados os jogos médios e duros.

    No GP da China do último domingo, os macios apresentaram elevada degradação e pequena vida útil. Sete voltas foi a maior sequência dada com esse tipo de composto na prova. O rápido desgaste dos pneus Pirelli têm sido alvo de críticas de muitos pilotos e equipes, principalmente a RBR. Há uma pressão para que os compostos sejam alterados ainda neste ano. A fornecedora admitiu estudar o caso após a próxima etapa.
    Apesar da opção pelos dois tipos de compostos mais resistentes, o diretor de automobilismo da Pirelli, Paul Hembery, prevê um GP do Bahrein recheado de paradas nos boxes e estratégias diferentes.
    - Bahrein tem uma das pistas mais exigentes do ano para os pneus, principalmente por causa do ambiente e do asfalto com altas temperaturas. Esperamos cerca de três paradas por carro, embora os dados para uma previsão melhor devam ser colhidos somente na sexta-feira. Um dos principais desafios da corrida é a dificuldade de prever a evolução da pista, pois isso depende da quantidade de areia do deserto soprada para o circuito. Pelo que vimos no ano passado, haverá muitas estratégias diferentes de corrida, o que pode até permitir que pilotos que não se classificarem bem, possam se recuperar durante a corrida – analisou Hembery.

  38. Thiago Luiz disse:

    até acho valido a comparação se pensar em bom piloto sem titulos e que se ferrou com um companheiro de equipe bom, mas o Rubinho é bem melhor que o Webber…

  39. Jaime Boueri disse:

    Lembro de Webber nos tempos de Jaguar. Tirando o combustível para se classificar bem (quando ainda dava pra fazer isso)…

    Era bom por um lado (visibilidade, largar bem e tudo o mais) e ruim por outro. Infelizmente a Jaguar nunca foi tão rápida o quanto era bonita.

    Bom piloto. Rápido.

  40. Danilo disse:

    Se não estiver enganado, Webber é o piloto que mais demorou a vencer. O segundo que mais demorou a vencer é… Barrichello.

  41. André disse:

    Os grandes que nunca foram campeões: Moss, Barrichello e Webber. Mais alguém?

  42. Putz, não que o Webber seja ruim, ou que tenha tido uma carreira ruim. Mas o Barrichello é melhor piloto e teve uma carreira bem mais legal (e mais importante)!

  43. Ferdinandes disse:

    Tava indo bem até ser comparado ao Barichello…

    • Dan Patricio disse:

      pior que isso, o Barrichello vai ter chance de entrevistar o Webber, tirando emprego de bons jornalistas por ai… (odeio ver critérios políticos se sobressaindo a critérios técnicos, e vejo isso todo santo dia….)

      • Zacca disse:

        Implicancia com o Bar que a galera tem, o cara está lá pra entrevistar pois tem bom relacionamento e contatos e talvez consiga entrevistar em situações diferentes das de um jornalista…

        O povo gosta mais de implicar do que raciocinar.

      • Dan Patricio disse:

        Não é implicância, é uma situação geral, jornalistas perdem espaço para ex-esportistas, e nós compramos isso.
        Vai ler a coluna do querido “Bar” então já que ele é tão legal….

    • Andrews Gonçalves disse:

      É, diferente do Barrichello, o Webber não aceita ser 2º piloto.

      Talvez não tenha vocação pra pelego.

    • Eric disse:

      Tem razão. O Weber é bem maior na historia de F1. E falou bem menos besteira…alem de parecer ser um cara bem mais legal.

      Burrichello do caramba…

      • Juliano disse:

        Cedo ou tarde você descobrirá a diferença entre saber o caminho e percorrer o caminho.
        Vettel tem que ter cuidado com Webber.
        Parabéns Mark A. Webber, são 200gps.
        Vettel infelizmente deixou a fama subir a cabeça. Daqui pra frente é ladeira abaixo.

      • Paulo Pinto disse:

        Quem deixou a fama subir à cabeça, foi Alonso, no dia em que ele usou a camiseta “Schumacher Who?”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>