MENU

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015 - 19:30Indy, IRL, ChampCar...

CIRCO DE HORRORES

SÃO PAULO (ferro neles) – Agnelo Queiroz foi ministro do Esporte do governo Lula, na cota do PC do B. Depois, filiou-se ao PT. Elegeu-se governador do Distrito Federal e, segundo todos que conheço em Brasília, sua administração foi um desastre total. Acabou com a cidade, deixou dívidas monumentais (6,5 bilhões de dilmas), é figura indefensável.

E é ele — ou seu governo, se não quisermos fulanizar nada — um dos grandes responsáveis pelo cancelamento da Indy em Brasília. Mas não o único. Coloque-se o Grupo Bandeirantes nessa história, porque o que o Ministério Público da União revelou sobre o acordo entre as empresas do governo do DF, Terracap e Novacap, e a emissora é um circo de horrores.

O DF está quebrado. Agnelo, com seu governo lamentável, deixou funcionários da administração direta e fornecedores sem receber, a saúde entrou em estado de calamidade, Brasília é cenário de terra arrasada. O novo governador, Rodrigo Rollemberg, do PSB, pegou a capital estropiada e cheia de irregularidades. Uma delas, esse acordo para a realização da corrida.

Na prática, tudo começou com um Termo de Compromisso assinado em março, em dia desconhecido, entre o governador Queiroz e a Bandeirantes. O Ministério Público é definitivo ao afirmar que este papel “revela-se despido de qualquer validade jurídica” simplesmente porque várias formalidades necessárias a qualquer ato administrativo não foram cumpridas. Para se ter uma ideia da iniquidade do governador, não havia assinatura de testemunhas e o Termo não foi sequer publicado no Diário Oficial do Distrito Federal.

Pouco depois, no entanto, aparece do nada no Diário Oficial uma autorização para celebração do contrato entre a Terracap e Bandeirantes, contrato este assinado em 4 de setembro, seis meses antes da data da corrida, prevista para 8 de março.

Uma das mais cristalinas irregularidades desse contrato é a cláusula que admite rescisão por qualquer das partes com antecedência mínima de 365 dias da data prevista para o evento. Ora, se o contrato foi assinado seis meses antes, como essa cláusula poderia ser validada? É um absurdo tão grande, uma falta de respeito tão flagrante, como diz o MP, que só por isso as partes envolvidas deveriam ser levadas à Justiça. Mesmo assim, o contrato não prevê multa nenhuma à Terracap ou ao DF no caso de cancelamento da corrida. E a Bandeirantes, segundo o MP, foi quem, por conta própria, se comprometeu com a Indy a pagar uma multa de 80 milhões de reais no caso da não realização da prova.

Problema da Bandeirantes, pois.

O MP afirma, com toda razão, que o governo do DF “não pode vincular-se a contrato celebrado entre particulares e, muito menos, submeter-se a qualquer multa estipulada”. E chama a atenção para o fato de que a multa supera em mais que o dobro o valor do contrato assinado entre Bandeirantes e Terracap no dia 4 de setembro — pouco superior a 37 milhões de reais.

E tem mais. O Edital de Concorrência para reforma do autódromo tinha valor inicial de 98 milhões, valor este, depois, “redimensionado” para 312 milhões. O Tribunal de Contas do DF, claro, suspendeu a rapinagem.

Mesmo assim, Terracap e Novacap, por conta própria, mandaram os tratores para a pista e começaram a derrubar tudo. Aparentemente, segundo o MP, cumprindo um contrato obscuro de 2009 com uma empresa de nome Bavesi, que previa frisagem e recapeamento da pista — o que nunca foi feito desde a assinatura do tal contrato.

O MP conclui que diante de tantas irregularidades, de suspeitas de superfaturamento, da fragilidade de um contrato firmado ao arrepio da lei, é melhor parar tudo. E assim foi feito. Em seu despacho, a entidade recomenda aos presidentes da Terracap e da Novacap que não façam mais nada no autódromo “utilizando-se do Termo de Compromisso assinado pelo ex-governador do DF, uma vez que desprovido de força normativa capaz de implicar o erário distrital, e do Contrato 63/2014, porquanto está maculado de diversas irregularidades, além de lesivo aos cofres públicos”.

Bandeirantes e Agnelo Queiroz devem explicações à sociedade. O PT também tem de se manifestar, porque não é possível fingir que não aconteceu nada de errado num episódio que poderia sangrar os cofres do DF, já vazios e espoliados por uma administração deprimente. Fosse um partido ainda fiel aos princípios de seus tempos de fundação, nos anos 80, expulsaria o sujeito de seus quadros.

Fez muito bem o novo governador de acabar com essa várzea. Quanto à multa, a população de Brasília não precisa se preocupar. A Bandeirantes, sim.

110 comentários

  1. Suely disse:

    Minha nossa… Aos que questionam o currículo do FG, leiam ali, do lado direito. Pior cego é a quele que ão quer ler…

  2. mauricio Exenberger disse:

    Gente, A Band fez ontem um comunicado, via Fabio Panuzzio. Disse que tudo foi feito dentro da lei e de forma transparente. Queiroz Agnelo fez da copa do mundo um evento inesquecível em brasilia. Não iria mijar pra trás na fórmula Indy.

  3. mauricio disse:

    De onde saiu esse jornalista? Das fileiras peçonhentas e traíras do PSB? A própria Band já disse que tudo fou feito de forma transparente.

  4. Suely disse:

    Fiquei sabendo desse cancelamento hoje pela manhã, pelo jornal O Pulo do Gato, da Rádio Bandeirantes. Ao comentar com meu marido o modo como a nota da emissora foi divulgada, ele me trouxe a verdade dos fatos. Se eu tivesse lido todo o conjunto de informações bem fundamentadas neste blog, não teria achado que o problema foi o Ministério Público ter interferido e sido o causador do cancelamento da prova da Indy em Brasília. Começo a desconfiar da procedência, ou melhor, da tendência que tomam as informações da grande mídia. Vai dar mais trabalho, mas vejo que é melhor checar na Internet, em blogs como este. Por aqui, tem menos gente com rabo preso…

  5. GUS disse:

    Que rolo!!! Mas a Band é bem corajosa (sic) de seguir adiante com um contrato desse hein? Será que achavam que isso iria passar batido pelo novo governo?

  6. Seinfeld disse:

    “Bandeirantes e Agnelo Queiroz devem explicações à sociedade. O PT também tem de se manifestar, porque não é possível fingir que não aconteceu nada de errado num episódio que poderia sangrar os cofres do DF, já vazios e espoliados por uma administração deprimente. Fosse um partido ainda fiel aos princípios de seus tempos de fundação, nos anos 80, expulsaria o sujeito de seus quadros.

    Fez muito bem o novo governador de acabar com essa várzea. Quanto à multa, a população de Brasília não precisa se preocupar. A Bandeirantes, sim.”

    FG, você não precisa dos meus “tapinhas nas costas”, mas desta vez você merece aplausos.

  7. sandro disse:

    Texto espetacular, mas nem nos anos 80 expulsariam um cara desses, são todos da mesma máfia, é só ver quem foram os cabeças nos anos 80 e quem sobrou “limpo” (até agora).

  8. lincoln falcao disse:

    esse agnelo queiroz tem que ser julgado la na Indonesia,, aqui nao vai dar porra nenhuma como sempre…

  9. Gabriel P. disse:

    Parabéns pelo texto Flávio
    E está na cara a safadeza de todos , desde o governador, as empreiteiras e a Band nestes irregulares e ilegais contratos.
    Isto só prova que no Brasil, todos somos safados e tudo tem de ter ilegalidades por trás.
    Será possivel que num país do tamanho do nosso não se encontre um só autódromo em que se pudesse realizar a Indy?
    Ou só serve se aceitarem algumas falcatruas nos contratos???

  10. Ronald Wolff disse:

    É isso aí FG! Ainda bem que existe um organismo acima de qualquer suspeita como o MPU e suas seções regionais. Imagina a bagunça que seria se não existisse essa fiscalização dos MP’s!!

  11. Atenágoras Souza Silva disse:

    Parabéns pela postagem, destacando a crítica às forças que normalmente apoia.
    Política não é Corinthians X São Paulo em que os torcedores fazem apoios incondicionais e acríticos.

    Um grande abraço do fundo do meu coração vermelho de outubro de 1917,
    Atenágoras Souza Silva.

  12. Ricardo Bigliazzi disse:

    A Band é tudo… menos tonta!

    Ela deve estar sentido saudades do Kassab (não dá para acreditar, chega a ser insólito o que direi… mas o Kassab é uma trezentas vezes mais confiável do que certo pessoal que anda a habitar os Palácios no Planalto Central).

    Que o Distrito Federal contrate um advogado bom.

  13. Air Junior disse:

    E o Grupo Bandeirantes, que sempre bateu na corrupção? Agora que se revelou que está no mesmo saco, como fica??

  14. Air Junior disse:

    Este post é histórico! Nunca imaginei que leria um texto do FG criticando uma administração do PT. Parabéns!

  15. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G.
    Simplesmente lamentável, os canalhas conseguiram manchar o nome do Brasil, um bando de picaretas.Seria muito legal essa corrida em Brasilia.Simplesmente lamentável espero que MPF tenha condições de promover a devida ação civil pública por improbidade administrativa e também a ação penal, para que possamos tiras esses políticos corruptos da sociedade e promover sua condenação com sua prisão.

  16. emerson carara disse:

    Parabens…..jornalismo na veia

  17. Ron disse:

    Excelente texto, Flavio.
    Parabéns.

  18. Frederico Maia disse:

    O Agnelo sempre deixou malfeitos por onde passou. Depois da sua desastrosa gestão no ministério dos esportes ele foi alocado como diretor presidente da Anvisa e até hoje tem um monte de confusão com laboratórios. Agora está em Miami curtindo a vida.

  19. Ricardo Sarmento disse:

    E outra, a pista de Goiânia foi inaugurada a tão pouco tempo, tem áreas de escape do tamanho de uma quadra de tênis e é muito mais segura do que os chiqueiros onde a Indy corre nos EUA, como em determinadas pistas de rua onde o asfalto se solta. Seria uma ótima solução levar a corrida para lá, até porque a cidade de Goiânia tem estrutura suficiente para abrigar um evento desta grandeza.

  20. Ricardo Sarmento disse:

    Essa deve ser uma das maiores maracutaias políticas que esse país já viu. Simplesmente acabaram com o autódromo, que mesmo em condições precárias, ainda servia à várias categorias do automobilismo nacional e local, além de ser um patrimônio histórico da cidade. Não tenho certeza, mas deve estar incluído entre as edificações que são tombadas.

    Torço, e muito, para que não tenha nenhuma empreiteira por trás dessa história, para comprar a área e fazer dela o que bem entender depois. Bom seria se fosse como o autódromo de Goiânia, onde já estavam babando para derrubar tudo e construir condomínios, shoppings, ou o que desse na telha.

    E quanto à Indy e Band, entendo a razão de estarem putas da vida, mas todo contrato com a administração pública obedece uma série de formalidades e exigências, justamente para coibir esse tipo de abuso com o patrimônio. O MP fez o seu trabalho muito bem, e, apesar de ser um amante do automobilismo, espero que essa obra só volte a acontecer quando a situação estiver devidamente esclarecida.

  21. valter disse:

    Se o governador fosse Joaquim Roriz o autodromo já estaria pronto…..rsrsrsrsrsr

  22. José Morelli disse:

    Mas isso é muito bem feito pra Bandeirantes!!!

    A começar que eles não tinham nada que quebrar o contrato da São Paulo Indy 300 que era prevista até 2019. Uma vez quebrado, eles iam enfrentar a corte americana. Com medinho, resolveram creio eu pagar a multa da prova de 2014 que não foi realizada e tentar fazer cumprir as provas que restam até 2019.

    Teria sido mais inteligente tentar negociar com o Haddad (que é contra a corrida) e tentar ainda fazer a prova em São Paulo já que aqui nas edições que foi realizada deu certo. Teria sido muito mais inteligente do que inventar moda. E o engraçado é que a Band conseguiu a princípio fechar a realização da corrida justamente na cidade da corrupção que é Brasília…..isso é A CARA de gente fedida mesmo, corrupta!

    Como o pessoal da Band já é besta de nascença (a começar que ficam chamando políticos do naipe do Geraldo Alckmin pra fazer campanha eleitoral de longo prazo no programa “Canal Livre”) ao invés de tentar fazer um programa de entrevista mais imparcial e aliado da população trabalhadora, agora vão ter que enfrentar o sua própria desgraça.

    Isso é muito bem feito mesmo, eu estou adorando. A IndyCar deveria desprezar essa rede……….eu gostaria muito de um dia ver a IndyCar voltar ao SBT. Isso não significa que o SBT seja uma empresa exemplar também, mas honestamente, Indy na Band ninguém aguenta mais.

  23. Paulo F. disse:

    Queria entender por que não foi realizada aprova no “circuito” do Anhembi, como nos tempos do prefeito quibe.

  24. Marcio disse:

    Mais uma vez a nação é ridicularizada mundo a fora. Não bastasse a roubalheira nas empresas estatais agora essa vergonha. Quando a gente pensa que chegou no fundo do poço alguém joga uma picareta nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>