MIRABOAS (5) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 24 de maio de 2015 - 11:52F-1

MIRABOAS (5)

miraboas666SÃO PAULO (agora chupa essa manga) – Foi a maior cagada da história da F-1, desde que me lembre. Mas é preciso saber perder.

Com duas frases como essas, de efeito, dá para resumir o GP de Mônaco que, até a panca de Verstappinho em Grojã, estava um saco, como se imaginava que seria.

Isso foi na 64ª das 78 voltas da corrida. Max, que tinha feito duas paradas e tentava salvar alguma coisa de sua estreia monegasca, encheu a traseira de Grosjean na freada da Sainte Dévote quando tentava buscar o décimo lugar. Tinha mais pneu e carro, mas errou o cálculo, abusou da sorte e se espatifou na barreira de proteção. “Ele freou cedo”, reclamou. O safety-car foi acionado para limpar a bagunça.

Então, a Mercedes resolveu chamar Hamilton para os boxes. Ah, dona Mercedes…

Lewis liderava a prova desde a primeira volta. Sem o menor problema, um passeio pelas ruas do Principado. Na média, mantendo Rosberguinho a dois ou três segundos de distância. Quando chegaram os retardatários, essa diferença aumentou ainda mais, passou a 9s na volta 31, estava tudo muito, muito fácil.

O pit stop único para os pilotos da Mercedes aconteceu na volta 37 para Nico e na 38 para Lewis. Nessa bateria de paradas, aliás, a única mudança no trenzinho da frente foi a troca de posições entre Ricciardo e Raikkonen. A Ferrari trabalhou melhor e devolveu Kimi em quinto, com Ricardão relegado ao sexto posto. Na dianteira, Hamilton, Rosberg e Vettel. Desde o início. Em quarto, Kvyat, que ainda teria de parar.

Na volta 47, a diferença do inglês para seu parceiro alemão era de dez segundos cravados. Um capricho do cronômetro.

E tudo caminhava para uma vitória sonolenta do britânico quando, no momento do safety-car, a Mercedes chamou seu piloto.

Para quê?, me perguntei — e o mundo inteiro — quando vi o cara entrando nos boxes. Esses caras estão loucos? Faltavam 13 voltas. Os pneus, em Mônaco, aguentam dias rodando. Que ideia de jerico era aquela? Será que alguém achou mesmo que ele voltaria na frente de Rosberg e Vettel? Quem é que fez essa conta?

Ao sair dos boxes, espumando, Hamilton viu Nico passar todo pimpão. Ainda tentou deixar Vettel para trás para minimizar o prejuízo, mas recolheu porque o safety-car ainda estava na pista e Sebastian passou pela linha de saída do pit-lane na frente. Se ultrapassasse, seria punido.

Era líder sossegado, voltou em terceiro. Uma besteira monumental. Pelo rádio, Comandante Amilton falou: “Perdemos a corrida, né?”.

Cri-cri-cri.

Daí até o fim, a expectativa era menos pelas tentativas de ultrapassagem e muito mais para ver a cara de Lewis no pódio. A corrida foi reiniciada na volta 70 e Hamilton até ensaiou um movimento aqui ou ali, mas quem estava na sua frente não éramos nem eu, nem você, mas Vettel, tetracampeão mundial. Na ponta, Rosberg acariciou a vitória que caiu no seu colo e, enquanto Tião Italiano segurava o ímpeto de Hamilton, abria segundos confortáveis para buscar seu terceiro triunfo seguido em Monte Carlo — antes dele, Graham Hill, Prost e Senna eram os únicos pilotos com três vitórias consecutivas no Principado. Foi a décima dele na carreira.

As últimas voltas ainda reservaram emoções, como a ultrapassagem espetacular de Ricciardo sobre Raikkonen na Mirabeau na volta 72. Com pneus novos, ele partiu para cima de Kvyat e a Red Bull pediu ao jovem soviético que abrisse, porque Ricardão poderia tentar algo sobre o desesperado Hamilton e, quem sabe, beliscar um pódio. Como não deu, na última volta o australiano devolveu o quarto lugar a Kvyat, num gesto muito bonito.

A prova ia chegando ao fim e, pelo rádio, o engenheiro Peter Bonnington tentava dizer algo animador para Lewis, algo como “cara, com esses pneus você tá bem na fita. Vai na fé, fica com Deus, tamo junto”. O piloto, sem a menor paciência para aquele lenga-lenga, encerrou a conversa rispidamente. “Dá para parar de falar comigo, por favor?”

E foi assim, em silêncio, que ele foi até o fim. Depois da bandeirada, parou na entrada do Túnel e deu a impressão de que apontaria para o Mediterrâneo e cometeria suicídio. Desistiu e foi para a premiação. Ao encostar o carro, derrubou a placa que delimitava o local onde deveria estacionar, com um enorme “3″ pintado. Cumprimentou Rosberg muito friamente e, se pudesse, atiraria o modesto troféu no porto.

A Mercedes assumiu o erro. “Não há nada a fazer a não ser pedir desculpas a Lewis. Foi um erro de julgamento no calor do momento”, falou Toto Wolff, chefão do galinheiro prateado. “Não sei por que o chamaram. Foi uma confusão, uma decisão errada, muita gente falando ao mesmo tempo. Custou a vitória a Lewis. É inaceitável”, emendou Niki Lauda, o galo do galinheiro.

nicodatv

Rosberguinho não tinha nada com isso. Na quadriculada, deu uma zoada básica. “Oops, I did it again!”, mandou para quem quisesse ouvir pelo rádio de seu carro. Depois, reconheceu que teve sorte. “Lewis pilotou de maneira brilhante e merecia vencer, mas corridas são assim mesmo.” No pódio, efusivo, cumprimentou a princesa e agarrou o irmão dela — são muito amigos, ele e o irmão da princesa.

E Hamilton? “Não foi a mais fácil das corridas. Ganhamos e perdemos juntos. Parabéns ao Nico. Agora vamos sentar e ver como podemos melhorar as coisas.”

Quando eu disse acima que é preciso saber perder, me referia ao gestual todo de Hamilton ao final da corrida. OK, todo mundo tem o direito de ficar puto dentro do macacão. Quem de nós se comportaria de maneira diferente? Ocorre que a tromba pública, em primeiro lugar, acaba sendo uma indelicadeza com quem ganhou. Segundo, aponta o dedo direta e exclusivamente para a equipe — que erra, de vez em quando, mas acerta muito mais — e serve como uma demonstração de autoisenção. Hamilton, muitas vezes, parece um garoto mimado. E é, mas é também um piloto excepcional. Que, como todos, odeia perder. Desse jeito, então, odeia ainda mais. Mas comete seus erros, também. E o time não fica inteiro de bico com ele. De qualquer forma, é difícil julgar e não vou aqui fazer aqui nenhuma peroração sobre o caráter de Hamilton por causa disse. O cara ficou puto, também há que se respeitar.

Faz parte, como se diz. E, como que para tentar apagar a má impressão deixada pela cara de bunda no pódio, Lewis revelou seus planos daqui para a frente: “Dar a volta e ganhar a próxima”.

Aí sim.

Voltamos já com o resto do GP.

172 comentários

  1. Fabio Vieira disse:

    O negócio é que estamos assistindo ao “velório” da Formula 1.
    E vamos torcer pra que isso não passe de um caso de ” Catalepsia patológica”,e que a Formula 1 acorde logo, antes de ser enterrada ainda com algum sinal de vida.
    Ontem, durante a transmissão, nosso querido narrador, disse que “Bernie Eclestone”, transformou a Formula 1, nesse espetáculo que é hoje”.
    Más que espetáculo é esse? ´Na minha opinião, há tempos, a categoria vendeu sua alma e tudo hoje não passa de um grande negócio, altamente lucrativo para aqueles que a comandam. E lembro ainda de um artigo que li há alguns anos, que não me lembro por quem escrito, que dizia: ” a fórmula 1 é um monstro insaciável”.
    Tá ai pra ver que era um pensamento mais do que correto.
    A grande verdade é que o espetáculo proporcionado pela Fórmula 1 atualmente já náo é mais o que o grande público quer assistir. Hoje em dia é mais uma questão de ostenteção. A maioria das pistas são chatas, os pilotos são chatos, os carros são estranhos, os valores são absurdos e não tem mais aquela coisa de acordar aos domingos de manhã pra assistir Formula 1, dá sono.
    O comportamento de Hamilton, também é uma coisa que não é bacana.
    Vamos lembrar de 1992, quando Mansell foi derrotado por Ayrton Senna, também em Mônaco. O inglês fez questão de cumprimentar o brasileiro, de uma forma bem sincera, colocando o esporte e o espirito esportivo acima de tudo. É claro, são situações e pessoas distintas e não dá pra comparar. Más isso retrata bem como está o nivel e o clima da categoria atualmente.
    Ah, não dá pra deixar passar que a transmissão aqui para o Brasil, também náo está nada boa. Acho que narradores têm de ser imparciais, estão narrando para milhares de pessoas e dentre essas, existe quem torça pra outros pilotos que não os brasileiros. Chega a ser ridiculo, não sei pra que chamam um comentarista se ele não pode comentar e expor seu ponto de vista.
    Ta bom, chega de reclamar, não é mesmo? É apenas minha opiniao, pode ser que pra maioria dos fãs, a Formula 1 de hoje seja o máximo, más pra mim, infelismente, não é mais.
    Que algum “médico” de bom senso, descubra que este defunto realmente sofre da tal da ” Catalepsia patológica”, e que ele volte a viver feliz e saudável e que nos traga novamente a magia da velocidade nas manhãs de domingo.

    • Tag Heuer disse:

      Vc não está sozinho……tenho 42 anos acompanho desde a 1984, mas, infelizmente não consigo deixar de assistir essa droga que hoje chamam de F1…….aproveito pra vim aqui brincar um pouco!

  2. Ébano Silva disse:

    Ordem de equipe, ou da monarquia. Não querem Lewis disparando no campeonato, não queriam Lewis vencendo em Mônaco e não querem que ele seja tricampeão. Porque? Não sei… Simples assim.
    PS: A alegria daqueles príncipes escrotos no pódio foi um tanto exagerada hein. Ou não?

  3. Brabham-5 disse:

    Sobre o acidente Verstappen x Gorsjean, sabe-se que para se defender numa disputa de posição, o piloto que vai á frente antecipa freadas.
    E foi exatamente isso que eu vi.
    Grosjean tentou intimidar o garoto frenando mas o moleque está muito em cima e não teve como escapar ou desviar.
    Pode dizer que o menino se precipitou.
    Mas o Grosjean foi o grande fdp que sempre foi. Sem noção.
    De outra forma, seria ultrapassado pelo Verstappen que era bem mais rápido.
    Aliás, quantas batidas iguais Grosjean não provocou pela mesma Lotus, pela Renault…? Vindo “de trás” todo estabanado e sem freios, principalmente em largadas?
    Mas cada um pode ver de uma forma diferente.

  4. Brabham-5 disse:

    A Mercedes tirou uma vitória certa de Lewis Hamilton hoje. Que com razão estava p. da vida e não tinha ânimo nenhum de estourar champanhe pelo terceiro lugar. E não estourou mesmo. Fazer festa depois de uma decepção e uma mancada dessas? Deram uma rasteira na sua competência. Na pista mais dificil do calendário, o cara fez pole, estava com COMPETÊNCIA com boa margem de diferença, e levou essa rasteira. E tem de aceitar por quê?

    Ah! Tem de ser profissional, afinal “quando ele errou a equipe teve paciência com ele”. Ora, faça-me o favor!! Quem inventou essa? O Barrichello?

    E entregaram a vitória para seu maior rival ao título. Que é da mesma equipe.

    Mas o bocó do Galvão Bueno criticou o cara por não comemorar, não abrir a garrafa de champanhe. “Faltou com a esportividade”. Um idiota esse Galvão Bueno. Se fosse com a franga do Senna na época de Senna x Prost na McLaren, ele (Galvão) iria descer na pista pra dar piti com a McLaren.

    E pior é ouvir toda santa corrida em Mônaco que Senna era o “Rei de Mônaco”.
    “Os guardas de Mônaco batiam continência para Senna”. (Mariana Becker).
    Pois é. E vocês batem p…nheta para o Senna até hoje. Idiotas.

    Saber perder? Querem que Hamilton SAIBA PERDER como Barrichello e Massa? “Saber perder”, “aceitar derrotas” e ficar caladinho é coisa de piloto capacho ou segundo piloto.

    Que reação vocês esperariam de Nelson Piquet e Ayrton Senna numa situação dessas?
    Se não amarrassem a cara no pódio, dariam um esporro geral nos boxes depois da corrida. Que estourar champanhe que nada!

    Senna engoliria uma dessas a favor de Prost? E o que faziam na Williams com Piquet para favorecer Mansell?

    PILOTO FODA NÃO GANHA PREMIO DE SIMPATIA.

    Que odeiem. Estou com Lewis Hamilton nessa.

    Aliás, já que é para ser “bom colega” e ter “espirito de equipe”, vocês acham que Rosberg atenderia o pedido da Mercedes para deixar Hamilton vencer, pois foi erro DOS BOXES? Como foi feito na reta final pela RBR entre Ricciardo e Kyviat, pedindo ao australiano devolver a posição ao Kyviat?

    Polianas. Só nascem no Brasil mesmo.

    • John Player disse:

      Sem esquecer a bandeira amarela provocada PROPOSITALMENTE pelo Rosberg para garantir a pole ano passado.
      E é o Hamilton que tem de ter paciência com a Mercedes.
      Pra mim, 2 das vitórias de Rosberg em Monaco são fajutas. Suspeitas.
      O que também prova que reinar em Mônaco não é grande garantia de qualidade de pilotos. Agora até o Nico Rosberg tem 4 vitórias.

    • Ébano Silva disse:

      Assino embaixo!!!

    • LucPeq disse:

      Concordo com você que o Galvão é muito chato (para falar o minimo) tudo é o Senna isso o Senna aquilo. Se alguém para para cagar atrás do guard rail ele vai falar que o Senna cagava mais bonito.
      Não consigo mais assistir corridas com áudio quando ele é o narrador.

    • tedesco disse:

      Hamilton engoliu essa por que quis, se fosse o Piquet mandava todo mundo as favas e seguia em frente. Mas o que fez o Hamiltinho? Entrou nos boxes como um cordeirinho e depois fez cara feia. Mané! Otário! Equipe alemã, motor alemão, piloto alemão e ele inglês quer moleza? Vai para a McLaren bater um papinho com o Alonso, gente boa, camarada, parceiro que adora derrubar a concorrência. Além do mais ele renovou o contrato por uma bolada descomunal, a raivinha dele passou logo quando ele olhou a conta bancária. E tem mais a corrida estava chata pra cacete!

  5. Alessandro Silva disse:

    Deixo aqui todo meu apoio à Hamilton pela palhaçada de ontem. Nunca na minha vida (e tenho 43 anos de idade e mais de 30 assistindo Formula 1) eu deixei assistir as voltas finais de uma prova. Mas na manhã de ontem tive de fazer isso, O que aconteceu na Áustria em 2002 não chega nem perto do que o acontecido de ontem em Mônaco. Eu no lugar de Lewis teria tirado o pé e deixado Ricciardo passar para não ter de encarar o inimigo no pódio.
    E digo mais: Primeiro, ele tem todo o direito sim de ficar puto e foda-se se os outros vão ficar chocados com sua indelicadeza. Piloto vencedor tem de saber vencer e não perder.
    Segundo, A cagada foi da equipe e para que ela tome consciência da sua estupidez, é para ela que ele tem de apontar o dedo e cuspir no chão. Poi ela sempre que erra, erra com ele e não com seu inimigo de equipe o que o isenta de qualquer coisa. É tudo uma questão de números. Quantas vezes ele errou e quantas vezes a equipe errou com ele.
    No Fim das contas a Mercedes com sua atitude “bairrista” privilegiou e premiou o medíocre só para que ele se igualasse à grandes pilotos que já escreveram seus nomes com três vitórias consecutivas nas ruas do principado.
    Simplesmente lastimável.

    • Micromax disse:

      …é neste mesmo contexto que se inclui 2 pilotos alemães: Vettel e Schumacher!!

    • Zé Tros disse:

      Pois é. Basta olhar o tempo dos pits. Qual é o mais lento?. Precisa responder, rs.

    • tedesco disse:

      Hamilton ficou puto da vida com toda a sacanagem da Mercedes, ai ele lembrou que renovou o contrato por mais três anos e vai embolsar uma bolada preta e ficou tudo bem. Fala sério! Hamilton ficou nervosinho (novidade) pede então para ir para a McLaren encarar o Alonso. Tá afim? No final ficou todo mundo satisfeito, menos os trouxas que assistiram aquela baba. E o Massa? Alguém ainda aguenta o Galvão falando sandices?

      • Alessandro Silva disse:

        Eu seu que eu não aguento mais o Galvão! Por isso assisto a corrida pela TV mas com o áudio da rádio Band News, que além de ter uma transmissão mais divertida, tem gente inteligente e imparcial sem falar que lá não tem pachequismo.

  6. emerson57 disse:

    Max: ele freiou cedo.
    concordo!

  7. Gastão disse:

    Mas que cheira mal, cheira…

  8. Luciano disse:

    A corrida estava uma chatice, ai veio o guri de 17 anos e queria passar o cara da frente. Eu estava sonolento no sofá e acordei. Enfim teríamos uma corrida! Oba! Dai o Groja quis sacanear o garoto freando antes e deu no que deu. Era melhor ter saído da frente. ou ter disputado de forma limpa. E a Mercedes fez a maior “cagada” que eu já vi em termos de estratégia. Ainda não acreditei no que fizeram. O Lewis é um cara muito educado, muito controlado, pois se fosse um Piquet teria chutado, espancado o engenheiro e o Toto pelo que fizeram. Entrando o safety car, os pneus do Lewis iam ganhar uma sobrevida, e ele ganharia fácil. A ultrapassagem de Ricardo também foi o lance mais bonito da corrida. Até que n]ao foi tão chata! Teriam de deixar entrar guris de 16 anos para melhorar as corridas, deveria ter cota por idade!

  9. Flavio Elias Piloto F-200 disse:

    Será que estão todos cegos aqui????? Não percebem a gravidade da situação ???
    O cara é Alemão, a equipe é Alemã, o carro é Alemão e o motor ????. Então, vamos acordar porque na F-1, ( nada ) acontece por acaso…..ou vocês acham que a atitude de Rosberg ano passado foi decisão dele !!! observem a troca de pneus dos dois em todas as corridas, horas bolas. O Ayrton Senna, nem ao pódium teria ido….ele foi até muito educado com o ganhador……agora meus amigos, está difícil aguentar o Galvão na babação de ovo ao Massa….mudei para o Sportv.
    Ps. Porque Toto não indica quem deu a ordem ??? Já que tava uma confusão, Porque foi ele mesmo….

  10. Flavio Elias Piloto F-200 disse:

    Será que estão todos cegos aqui????? Não percebem a gravidade da situação ???
    O cara é Alemão, a equipe é Alemã, o carro é Alemão e o motor ????. Então, vamos acordar porque na F-1, ( nada ) acontece por acaso…..ou vocês acham que a atitude de Rosberg ano passado foi decisão dele !!! observem a troca de pneus dos dois em todas as corridas, horas bolas. O Ayrton Senna, nem ao pódium teria ido….ele foi até muito educado com o ganhador……agora meus amigos, está difícil aguentar o Galvão na babação de ovo ao Massa….mudei para o Sportv.

  11. Flavio Bragatto disse:

    A corrida estava um lixo!
    Tanto que eu postei no meu facebook uma foto de um carrossel cheio de cavalinhos bonitinhos e marquei a hashtag #MonagoGP. E fui ao mercado… não consegui terminar de assistir à qüela méhda.
    Parece que alguém entendeu o recado e disse “Bate aí, para dar um pouco de emoção”.
    PQP! Eu, que não perco uma corrida, estou ficando de saco cheio. Na ultima corrida (outra merda), eu aguentei até o fim, em Monaco, não deu… fui procurar o que fazer.

  12. gustavo disse:

    O unico que aceita essas cagadas estratégicas ( que por um acaso, ou não, são recorrentes ) numa boa é o Massa. rsss

  13. Marcelo de Castro disse:

    Concordo Flavio, é preciso saber perder. A atitude de Hamilton na cerominia de premiação além de desnecessária foi indelicada com Rosberg, que mesmo perdendo todas as outras corridas para o inglês nunca foi com cara de CÚ para o pódium.

    • Zé Tros disse:

      Nunca foi com cara de cú, pq ele nunca esteve nessa situação, ou seja, perder uma corrida já garantida por um erro de cálculo de seu engenheiro.

      Sem falar que, ele passou a primeira parte da temporada desse ano toda com cara de cú.

  14. titus disse:

    Foi armação para dar fôlego a um campeonato previsível. No ano passado, a Mercedes quebrava quando era conveniente. Agora, erra na estratégia. Alemães não sabem fazer contas, né? Hamilton ficou puto não porque a equipe “errou”. Mas por sacar que houve manipulação do resultado de uma corrida que ele iria ganhar com um pé nas costas.

  15. JP disse:

    No início achei deselegância, mas depois ponderei e vi que a reação de Hamilton foi a de um autêntico campeão, a de um “artilheiro matador” decepcionado em dar o passe pro outro atacante desperdiçar o gol. Campeões têm fome.

  16. Claudio disse:

    Quem nunca errou, por favor responda a esse comentário.

  17. Rafael disse:

    Hamilton é muito, mas muito mau perdedor. Que cara chato! E ele mesmo errou, ele disse que foi quem falou com a equipe que queria trocar a borracha. Ele disse que não pensou e entrou, achando que os outros tinham parado. A equipe não errou sozinha.

    • Zé Tros disse:

      “Toto Wolff, chefe da Mercedes, admitiu que a equipe cometeu um erro clamoroso, o que foi determinante para arruinar a vitória que parecia certa para Lewis. “Tivemos um problema de matemática. Erramos o cálculo, e isso nos dava uma diferença maior do que tínhamos. Foi nisso que erramos”, reconheceu o austríaco, que falou em entrevista coletiva logo após a reunião em Mônaco.”

      ““Nós pensávamos que tínhamos 20s, mas nós tínhamos 16s5. Erramos por 3s5 e é por isso que chama-lo foi uma decisão errada”, lamentou Wolff, frustrado.”

  18. Fontana o poderoso disse:

    Hamilton é um piloto que só quer que tudo dê certo pra ele, e jamais dirigiu um carro problemático em toda sua carreira. O cara tem o melhor equipamento do grid, e ainda reclama, como se só ele tivesse direito de vencer corridas. Button por exemplo, já pilotou diversas carroças, como a Honda, a BAR de 2003 e a McLaren-Honda atual, e nem por isso fica com essa frescura toda. Já Senna, que é o ídolo de Hamilton, levou uma McLaren Ford v8 defasada ao vice-campeonato em 93, chegando a ser uma ameaça para a poderosa Williams da época em alguns momentos no campeonato. O que Hamilton precisa, é de dirigir um carro ruim, arisco, com motor fraco e péssima aerodinâmica, para aprender que a vida não é um mar de rosas.

    • Zé Tros disse:

      Tem muito tempo que vc não assiste a F-1. Hamilton pilotou muita bomba na McLaren e tbm nos primeiros anos de Mercedes.

      • Fontana o poderoso disse:

        Vai comparar uma McLaren que brigava por vitórias com a Honda que Button dirigia ao lado de Barrichello? E os piores carros da Mercedes, foram no período Schumacher, e nem eram tão ruins assim. Alonso já dirigiu Minardi e a McLaren-Honda atual.

  19. Fábio #11 disse:

    Acho que “humaniza” esses caras demonstrar em algum momento um destempero, bater na placa, sair do carro e mandar um dedo médio (opa, desculpa, estamos em tempos de politicamente correto, precisamos respeitar a instituição família e bla bla bla…). Tudo é o equilíbrio, se sempre agisse dessa forma seria um problema, mas numa situação ou outra, qual o problema disso, não é o ideal mas pode acontecer com a maioria..
    Mas um cara como Hamilton que demonstra de verdade o que sente, diz muito mais pra mim do que um Rosberg, que mesmo quando toma vareio sorri como um teletubbie e quer brindar o seu champagne com os outros no pódio. Fora que como piloto, pelo amor de Deus, se comparar fica pequeno pra ele..

  20. Boca disse:

    Decorridas quase dez horas depois da corrida, eu ainda tou muito puto com essa cagada da Mercedes. Imagina o Lewis…

    Não da pra acreditar que não foi proposital.

    Nico, amigo da “realeza” monegasca, três vitórias seguidas, diferença do campeonato de 27 pra 10 pontos…
    Sei lá, fica uma sensação de quando vc é roubado na rua. O ladrão chega, te mostra a arma e leva tudo q vc ralou pra conquistar. Quem já foi roubado sabe como é.

    Mas Lewis parece q já assimilou o golpe, logo nas entrevistas pôs-GP.

    Bora pra cima Miltão !!!

  21. tedesco disse:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! Eu gostaria de falar da cara do Comandante Hamilton, aquela cara de bundão, de criança que lhe tiraram o brinquedinho, mas não consigo parar de rir. Putz! Imagine o Berguinho que estava sendo massacrado nesse temporada. Ele deve estar tendo cólicas de tanto rir. Eu guardaria as imagens do Hamilton num dvd “As melhores coisas que já me aconteceram na vida!”. Cara ganhar um GP praticamente perdido, em Mônaco e com a cara de nênem cagado do Hamilton, isso não tem preço! Valeu Mercedes! Tem tedesco na turma que não gosta do súdito da Rainha! Desculpem mas tenho que continuar a gargalhar!KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

  22. voulembrar disse:

    Do Max só digo uma coisa… ôoooo muleke! Parece que Grosjean, depois da batida, passou junto o rótulo de ‘maníaco’ para o outro. Assim que Grosjean desceu do carro deve ter procurado Verstappen com o cartão do analista dele na mão e deve ter dito: “procura esse cara! ele me ajudou bastante e vai te ajudar também”. Agora imagine o que vai fazer largando de trás na próxima corrida.

  23. Mauricio Camago disse:

    A burrada foi tão grande que até dá para desconfiar de sacanagem. Piloto alemão. equipe alemã, Ganhando, Niko entraria para um hall da fama bem restrito que nem Schumacher entrou (ganhar 3 seguidas em Mônaco). Mas enfim, eu dou toda a razão para Hamilton.

  24. Hugh disse:

    Ele pode não ter sido elegante, mas quem verdadeiramente competitivo seria elegante depois disso? Concordo com todo o dito pelo Flávio, mas para nós espectadores é muito mais legal ver o cara p da vida do que um robô sem emoção com sorrisos falsos né…

  25. voulembrar disse:

    Puniram Alonso, mas não puniram Ricciardo sobre Raikkonen. Não entendi nada…

  26. RENATO disse:

    Ele quer não parasse! ‘

  27. David disse:

    O cara tem todo direito de ficar chateado em público, liderava a corrida que não vence a 7 anos e fazia um final de semana sem erros, mas por uma julgamento errado de alguém da equipe não venceu em Mônaco, a corrida mais glamurosa da temporada, então acho que tem todo direito de ficar com aquela tromba.

  28. Arthur disse:

    Qualquer um dos “fora de série” ficaria da mesma forma ou pior. Ou vocês conseguem imaginar Alonso ou Vettel dos atuais ou Senna e Schumacher ficando de boa? Nem a pau…

  29. Celio Ferreira disse:

    Mercedes : cagadas são cagadas , tem algumas que não da pra limpar,
    avante Hamilton , rumo ao tri.

  30. Mauro Santana disse:

    Simples Flavio, esses pilotos de hoje são um bando de bundas moles, que não sabem tomar decisões sozinhos, tendo que ficar perguntado tudo o que podem e o que não podem fazer aos seus engenheiros.

    Cabia ao Hamilton ser firme e falar que iria permanecer na pista, e ponto final.

  31. Paulo Travaglini disse:

    Quem chamou o Hamilton pro box foi o Diretor de Marketing da F1., pro campeonato não terminar hoje.

  32. samuel.aju disse:

    Esse negócio de “os notáveis de Mônaco” mandei uma sugestão pro pessoal do Charle HEBDOO: fazer uma Charge com HILL – PROST – SENNA – ROSBERG, os quatro de costas, e de macacões brancos,saudando a torcida do principado, só que o de ROSBERG borrado de marrom da cintura pra baixo….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>