HELP! | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 2 de maio de 2017 - 16:42F-1

HELP!

SÃO PAULO (quem diria…) – O Liberty Media está preocupado com o fiasco da Honda, que na opinião dos donos da F-1 pode acabar levando os japoneses a um indesejável haraquiri — leia-se desistir da categoria. Para isso, articula uma ajuda da… Mercedes! Sim, os alemães ajudariam os japoneses a encontrar soluções para seus milhares de problemas.

São, realmente, tempos estranhos.

22 comentários

  1. Paulo F. disse:

    Alguém vai ter que contar prós yankees que não é assim que os negócios são feitos na F1 !

    https://www.vagalume.com.br/david-bowie/this-is-not-america-traducao.html

  2. Ron disse:

    Rááá! Pegadinho do malandro!
    Uma companhia passar segredo industrial do motor para a outra? Falando sério, é piada, né?
    Se for assim, dou completa razão ao Horner quando a Red Bull ficou “sem motor” por causa da Renault.
    E o povo da Honda vai engolir uma humilhação dessas?
    Se fosse a McLaren, já tentaria a Renault. Ao menos conseguiria fazer um campeonato decente com um bom carro.

  3. Sanzio disse:

    Isso explica esse boato recente de que a McLaren estava conversando com a Mercedes. Na verdade não era por fornecimento e sim por auxilio técnico.

  4. Leonardo Souza disse:

    Os americanos querem que todos saem ganhando para eles saírem ganhando. Defesa de interesses. Da mesma forma que times da NFL, NBA e equipes da NASCAR se ajudam de vez em quando. Jeito bem americano de fazer as coisas.

    • Giovanni disse:

      Exato! A filosofia dos esportes americanos é que no fim, a liga se fortaleça, pois se a liga é forte, consequentemente todos os envolvidos (competidores, investidores, público) ganham. Simples assim.

  5. João Ernesto disse:

    Acho simplesmente anti-desportivo pois, no passado, ninguém ajudou a Renault e a RedBull… a

  6. askjao disse:

    Não creio que:
    1 – A Honda aceite isso!
    2 – A Mercedes aceite isso também!

    A primeira seria admitir a própria incompetência. E a segunda não vai querer passar os seus segredos. Em banco de dados, chamamos isso de deadlock…

  7. Alvaro disse:

    Não acredito neste papo, caso se confirme, será vergonhoso para a Honda, melhor assumir a incompetência e abandonar como fez em 2009. Eles tem que quebrar os paradigmas e instalar a fábrica de motores na Inglaterra com quem entende do assunto.

  8. Flávio, vou dar minha opinião, mas é quase impossível que alguém que toma decisões na F1 leve isso em consideração.

    Para mim, faria os motores de 2017 de todas as equipes testarem durante um mês inteiro, mas em chassis de 2014.

    Dessa forma, consegue-se tudo: desde aplacar o mimimi do Horner e do Alonso; vai haver desenvolvimento do motor Honda, e de todos os outros motores.

    Talvez não seja o ideal em termos de custos. Mas apenas nessa circunstância da Honda, acredito que não fará tão mal à categoria testes de motor para salvar a reputação de duas marcas historicamente vencedoras na F1: McLaren-Honda.

    Mas, como disse, não vai rolar.

  9. Flávio Bragatto disse:

    Não fosse por causa deste maldito regulamento, que não se pode desenvolver o motor durante a temporada, não pode testar, não pode fazer nada…
    Tinham que liberar essa merda logo, como era antes. Poderiam até diminuir as quebras, ou melhorar a curva de torque em baixas rotações.
    Estes regulamentos da F1 estão foda!

  10. Manolo disse:

    Isso é ridículo, alguém se preocupou em ajudar a Renault quando seus motores deixaram de ser competitivos quando inventaram esses híbridos? Isso vai ser o harakiri da F1!

  11. Gabriel P. disse:

    E qual seria a vantagem da Mercedes?
    Aliás, como pode a Honda até querer fornecer motores para outras equipes, se não conseguem nem desenvolver na equipe principal?
    Tudo muito esquisito ou…..aí tem coisa…

  12. Claudio disse:

    Já saíram outras vezes pq não sair de novo? Penso que até para o bem dá competitividade dá categoria 3 motores já estavam bons demais, Mercedes, Renault, Ferrari … e 1 chassi só, restando as equipes desenvolverem apenas os aerofólios.

  13. Paulo Pinto disse:

    Os tempos já foram estranhos, agora estão ficando loucos.

  14. moisesimoes disse:

    - Tenho dúvidas se essa ajuda da Mercedes contraria as regras de construtores. Sou contra. As “fichas” estão liberadas, os caras estão com mais de três anos com esse motor. Todos sabiam que a brincadeira não seria fácil. E havendo uma evolução drástica da Honda, terá um efeito imediato na clientela da Mercedes, da Ferrari, da Renault, até mesmo na equipe alemã. Ou seja: o impacto seria diretamente no tal campeonato de construtores.
    A Ferrari já se equiparou com a Mercedes, mesmo com as trocas do turbo, recentemente. A Renault consegui melhorar com a ajuda da Ilmor. Precisa ainda evoluir.
    Eu espero que a Honda se recupere pois eles não vão sair não. Ainda mais com esse acordo com a Sauber e com a engenharia teoricamente mais simples, sem o … sei lá. Sem um daqueles trecos complicados desse “motor”.

  15. Gilberto Martins disse:

    Pensem no seguinte cenário: Honda cai fora do circuito, Mercedes se nega a fornecer motores, já imaginaram uma McLaren-Ferrari?

  16. Celio ferreira disse:

    Caraca , isso é o mesmo que os americanos ensinarem os norte coreanos
    a melhorar os seus foguetes….sinal dos tempos ?

    • Renato F1 disse:

      Melhor comentário que já li desta postagem. Não sei quem foi o gênio que teve esta ideia brilhante, para não dizer o contrário!

      Imaginem um fornecedor de material esportivo ajudando o outro? A Adidas ajudando a Nike, porque as chuteiras dela rasgam e não aguentam 45 minutos? Ou por as bolas não aguentarem chutes ou divididas? Não! As empresas brigam por mercado e a incompetência de uma serve para outra ganhar mercado.

      Esta ajuda, na minha opinião, é impossível.

  17. Francisco Martins disse:

    Realmente é muito estranho e sinceramente não acredito muito que logo a Mercedes que foi a que mais bem entendeu esses complicados motores híbridos desde a sua introdução irá fazer isso, e se essa notícia for verdade mesmo isso vai comprovar que os japoneses estão mesmo perdidos em seu projeto!

  18. Carlos disse:

    Será que o tão falado orgulho japonês irá tolerar essa situação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>