Olha a saúde

SÃO PAULO (nem preciso dizer qual prefiro) – Estou quase sugerindo o Dia Mundial do Lada. O misterioso Filipe W. enviou dois vídeos encantadores. No primeiro, notam-se a elegância das linhas e o desempenho impecável. Além do ronco que lembra a Sinfônica de Moscou.

O segundo é de um rali na Hungria que mostra como a paixão pela velocidade é imune à falta de tecnologia. Com esse carrinho, os caras faziam barbaridades.

Comentários

  • Tenho um amigo que tem 4 Ladas
    e um Jaguar conversível e 1 jeep Willys desmontado, ele adora ser mecânico, como os Ladas ele tem diversão todo dia

    Ele tem 3 Ladas Nivas e 1 Laika
    Segundo ele o Niva é o melhor Off Road, o único que aguenta atravessar o pantanal matogrossense para visitar sua Fazenda. o vão livre é o mas alto da categoria. O Niva é um carro divertido pra trilha

  • Hoje eu vi um Samara na Av. do Rio Bonito… Puxa, o senhor de cabelos bem brancos estava dando a partida nele, eu passei, parei e fiquei olhando aquela cena curiosa, ehehe. Não sei, sem querer puxar o saco do Gomes, porém eu até que achei aquelas linhas simpáticas… Vai saber, tem gosto pra tudo! ehehe =)

    Abraços.

  • Fiquei sabendo hoje que a mãe da minha namorada tem um Fiat 147- 79 azul (aquele cor de fogão) jogado numa garagem na casa dos pais dela. Um entulho, que me pediram para tirar de lá quase que por favor. Sei não, mas acho que vou dar uma olhada por via das dúvidas. mimha mãe tinha um desses quando eu era guri. Na pior da hipóteses, digo que não gostei da cor, pois não vou gastar o preço de um Stillo na reforma de um 147, ainda que ache essa coisa de carro antigo muito bacana e o 147 seja o meu favorito (principalmente os anteriores a “frente europa”, aquela coisa bizonha!

  • FG:
    Depois de prece, hipnose, macumba, voce despeja esse negócio de Trabant ???
    Pessoal… Do jeito que vai, só internando o rapaz.
    Pensando bem, talvez seja apenas mais um sintoma: O peso da idade já começa a manifestar os primeiros sintomas de Alzheimer…

  • Bem amigos do blog do Gomes, estou preocupado com ele.
    Acho que está sofrendo de tranferência bi-polar de desejos.
    Isso acontece com as pessoas que tem verdadeiras jóias na garagem mas ficam admirando o carro podre do camelô no farol.
    Tem uma mulher linda que o ama de paixão e ternura mas fica olhando para a coitada da faxineira mal amada e mal vivida parada no ponto de ônibus.
    Conhece Roma, Florença, Paris, Mônaco, Stuttgart, Amsterdan, Berna, Ibiza, e fica sonhando em estar na Moldávia, Bósnia, Sarajevo, Moscou, Rybinsk, Cabul.
    Galera, precisamos fazer uma corrente de oração e trazê-lo de volta ao mundo civilizado.
    Serve tudo, catolicismo, espiritismo, macumbismo, magia-negrismo, tudo vale para resgatar o nosso amigo desse inferno bi-polar.
    Nem quero imaginar se esse quadro psicótico se agravar.
    Jesus o guarde, meu Deus, meu Deus.

  • As imagens do rally estão legais, mas a paixão do FG pelos Lada só se justifica pela oportunidade de ter um Fiat de 1965 fabricado em 1991… Até admito que o Niva é bom, mas por ser um jipe. O Laika é um carro para toda a vida: comprou, nunca mais se livra dele… Isso me lembra quando a Lada começou a vender seus produtos no Brasil e compraram anúncio de página dupla (pgs. 2 e 3) na Oficina Mecânica. Cada edição era uma matéria elogiosa ao Lada! O mais puro JABÁ!

  • Mantra do blog : O Senhor é meu pastor e nenhum Porsche, Ferrari, Audi ou DKW me faltará. Flavio, faça respiração sequencial e repita .
    ommmmmmmmm;
    Se não resolver sugiro uma garrafa de pinga nas encruza à meia-noite ( se for de Lada saia de casa com 2 dias de antecedencia). Faça a entrega pro seu tranca-rua (ele tem esse nome prque andava de Lada enquanto estava deste lado, o carro deixou ele na mão várias vezes) que ele carregava a maldição para bem longe.
    Como diz a minha namorada, “chuta que é macumba”.

  • Eu tive um Lada desses, o carro não quebra, é valente e ruim de curva, o motor tem um barulho que parece diesel, por causa do uso de corrente ao invés de correia dentada.
    Meu Lada roda até hoje depois de doado a um amigo em dificuldades.
    Flavio, mudando de assunto, vi um DKW Belcar azul e branco numa favela essa semana te interessa?

  • Flávio, vou procurar o cara e ver quanto ele quer na máquina, de ante mão vou te informando, o carro tá em bom estado, aparentemente. Caso você prefira, posso me comunicar com você via e-mail daqui por diante.

    Abraços

  • Flávio Gomes, eu gostarei de lembrá-lo que que dos poucos carros duas portas fabricados no país, quase nenhum tem o vidro basculante. Lembra ? Quando eu era crianca – e isso faz tempo – tinha que ir para o banco traseiro e abria o basculante do fusca!! Os tais carros modernos de hoje, Fiat Palio, Fiat Uno, Volkswagen Gol, Volkswagen Fox, Renault Clio, os vidros laterais traseiros não possuem o dispositivo do vidro basculante. Realmente é um retrocesso.

  • Veloz, estou virando macaca de auditório, de tanto concordar com voce, portanto, aí vai:
    SUGIRO que no próximo dia 15, um comitê formado pelos matuzas do blog e mais um hipnotizador (alô, galera… alguém aí conhece um dos bons?) convide (ou intime, ou sequestre, ou convença – qualquer método serve) o FG para uma visita aos Boxes 1, 2 e 3 onde estarão as Porsche GT3, aquelas coisinhas deliciosas – verdadeiros puro-sangue de corrida….
    Na porta do Box, todos segurariam o FG (não vai precisar de muitos) e o hipnotizador mostra uma Porsche e fala:
    Carro…. Carro…. Carrrrrrrrroooooo.
    Depois pega a foto do Lada e diz:
    Bicheira…. Bicheira… %[email protected]$&@#.. Bichhhhaaaaaaaa !!!!
    Quem sabe só assim, na base da hipnose o FG se convença da verdade… Acho que apenas preces não vão adiantar…
    Tem que ser um método mais rápido, antes que essa estranha obcessão por tranqueiras soviéticas cause algum mal mais profundo à sanidade do FG.

  • Para o Marcello : pelo o que entendi, o Flavio tá arrumando uma desculpa para chegar mais atrasado aos compromissos. Com os Deca, Kombi , Passat ele se atrasa, mas com o Lada ele se….AUSENTA ! Deixa o Trajano saber disso que vai mandar ele ir de taxi ou de metro.

    2- Pro Veloz : deixa o Flavio com esta doença infantil de socialismo de araque e babando naquelas cópia pioradas ( será possível ?) da Fiat (dizem as boas línguas que os russos não tiveram que subornar ninguém; pelo contrário receberam uma bela bolada para levar os desenhos e ferramental; camarada Brejnev era bom negociante e adorava Rolls Royce, Porsche,Ferrari) . Assim as maravilhas descritas por você ficam só para nós, capitalsitas mesquinhos e interesseiros.
    Quando o Gomes acordar do sonho (pesadelo?) vai ver o que perdeu .

  • Sei que estou fora do assunto, mas hoje li que o jaguar devolveu a medalha “Pedro Ernesto”, suprema condecoração da camara de vereadores do Rio de Janeiro. O motivo foi por quê o Roberto Jeferson recebeu esta medalha na semana passada.

    O jaguar está de parabens!!! e acho que todos os que receberam deveriam fazer esta devolução pois o significado da medalha agora está deturpado e o resto já sabemos…..

  • Flávio,

    Sou um cara que gosta profundamente de carros de todos os tipos, mas este tal de Lada não dá para engolir. É um dos carros mais feios que já vi, não tem nada de interessante, o carro é todo quadrado, com mecânica do Fiat, esquisito. Xô Satanás. Aquele carrinho da antiga Alemanha Oriental, ainda dá, mas este….

    Jovino

  • Ao Veloz HP : Amén!

    Ao Flávio: Ideologia uma ova! Se eles roubaram dos americanos o segredo de fabricar uma bomba nuclear – e nas duas versões, de plutônio e depois a de Hidrogênio – ou os aviões (Esses Sukhoi que o Chavez acabpou de comprar não são a cara do F!5 Eagle? – podiam muito bem ter roubado a maneira de fabricar uns carros mais decentes…
    Além do mais, não sei se eram os carros muito ruins ou os pilotos que eram tudo bração, mas tem umas tigradas feias nesse vídeo…
    Corrida, como democracia, é coisa para país civilizado…

  • Flávio, já postei essa pergunta em outro tópico, mas como não obtive resposta, vou fazê-la novamente: você ainda está interessado em comprar um Lada? Aqui em Valadares tem um branco com as rodas encardidas, que você chama de bege.

  • Minoru

    hahahaha, muito bom o video, voce ve que ele ficou bom de curva, só, mesmo o pessoal dando um trato, e que trato, e pode se ver que ele é um carro ridicularizado até na Inglaterra.
    Abraço

  • Lada? Alguém lembra o nome do importador oficial para o Brasil?? Maior centro de distribuição no cinturão tributário de Sampa e consumidores iludidos. ,Mas Flávio, ia escrever da relação milhagem, vcs que viajam e os fundilhos dos caras que compraram a Varig e avisam que não vão pagar no prazo com a grana do bnds. É tipo se o Bruno ainda tem patrocínio da fundação ou se a ppd foi para a pqp. Sei lá, só sei que com a greve dos auditores tá faltando desde insulina até rolamento secundário da yamaha yz 125. É diabético de um lado e nós sem corrermos no paulista de motocross. Meu, estão destruindo o que reconstruímos em nossa geração. Tudo, Tudo mesmo, só que com quase 3 X a população. Que m.e.r.d.a.!

  • Jesus Cristo, lá vem o Gomes com essa Lada..inha de novo.
    Perdoai-o ó Senhor, Deus do Universo, pois ele tem maravilhas na suas várias garagens e fica desejando essas conspurcações mecânicas soviéticas.
    Não o castigues, ó Senhor, esse filho ingrato e mal agradecido, dê-lhe apenas mais lucidez e harmonia nos seus desejos mecânicos, direcione-o, ó mi Lord, para os DKW, Audi, Ferraris, Porsches, Malzonis, Passats, etc, etc.
    Salve-o desse tormento presente, ó meu Deus.

  • Olá Gomes!
    Aproveite a mesma página do Youtube,e veja o que um ingles felizardo ganhou do programa Top Gear:um upgrade de seu Lada na Lotus.Vale a pena conferir.Veja Lada Lotus.
    Abraços…

  • Junior, este é um tópico sobre Ladas. Senna, Schumacher & cia. vivem sendo citados em outras postagens, procure colocar suas dicas nestes tópicos, e não naqueles que versam sobre outros temas, ok?

  • Quando o fator humano entra em jogo – o famoso braço – um fuscão 1600s sobre um calçamento molhado pode ser mais excitante de assistir do que um porsche 911 nas mãos de um abonado que se permite no máximo uma esticada em longas retas.